sábado, 26 de janeiro de 2008

Só para mulheres - autor desconhecido!

Que mulher nunca teve
Um sutiã meio furado,
Um primo meio tarado,
Ou um amigo meio viado?

Que mulher nunca tomou
Um fora de querer sumir,
Um porre de cair
Ou um lexotan para dormir?

Que mulher nunca sonhou
Com a sogra morta, estendida,
Em ser muito feliz na vida
Ou com uma lipo na barriga?

Que mulher nunca pensou
Em dar fim numa panela,
Jogar os filhos pela janela
Ou que a culpa era toda dela?

Que mulher nunca penou
Para ter a perna depilada,
Para aturar uma empregada
Ou para trabalhar menstruada?

Que mulher nunca comeu
Uma caixa de Bis, por ansiedade,
Uma alface, no almoço, por vaidade
Ou, um canalha por saudade?

Que mulher nunca apertou
O pé no sapato para caber,
A barriga para emagrecer
Ou um ursinho para não enlouquecer?

Que mulher nunca jurou
Que não estava ao telefone,
Que não pensa em silicone
Que "dele" não lembra nem o nome?

Só as mulheres para entenderem o significado deste poema!
Estamos em uma época em que:

'Homem dando sopa, é apenas um homem distribuindo alimento aos pobres.'

'Pior do que nunca achar o homem certo é viver pra sempre com o homem errado.'

'Mais vale um cara feio com você do que dois lindos se beijando.'

'Se todo homem é igual, porque a gente escolhe tanto???'

'Príncipe encantado que nada... Bom mesmo é o lobo-mau!!
Que te ouve melhor...
Que te vê melhor...
E ainda te come!!!

Copie e mandem para mulheres que precisam rir, ou para homens que possam lidar com essa realidade!!!!!

Hilux SW4 da Polícia do Ceará

Recebi por e-mail do meu amigo Zacão e não constatei a veracidade, mas pelas fotos abaixo acho que não precisa. Como fiquei muito indignado com essa pouca vergonha, não podia deixar de divulgar.
Foram adquiridas 428 viaturas (Hilux SW4).
Considerando que o Estado do Ceará é muito rico, a aquisição de carro de luxo, para uso da polícia que cuida muito bem dos mesmos, e com o preço de mercado na faixa de R$ 150.000,00 chega-se ao seguinte resultado: 428 X R$ 150.000,00 = R$ 64.200.000,00 (Sessenta e quatro MILHÕES e duzentos mil reais). Ainda bem que no nordeste do Brasil ninguém passa FOME !!!

Detalhe :
- Automáticas e bancos de couro. Chique no 'URTIMO' bichinho.
- tracionados nas quatro rodas...
- rodas de liga leve...
- bancos de couro...
- tudo isso parece ser MUITÍSSIMO necessário.....
- ou realmente estava sobrando dinheiro...

Importante: A HILUX SW4 é fabricada na Argentina, o que gera empregos e impostos na Argentina. O correto numa situação dessa seria os veículos serem obrigatoriamente de fabricação nacional, para impulsionar a indústria brasileira e não estrangeira, gerando empregos e receita em nosso país.
Se realmente for imprescindível um veículo desse porte, e não um mero capricho de motoristas desocupados que o utilizam apenas para passeio, será que uma Chevrolet Blazer não atenderia?
Fabricada no Brasil, peças de reposição nacionais além das vantagens acima citadas, sem falar na diferença do preço...
Devemos manifestar a nossa revolta contra a corrupção generalizada, contra os políticos e o funcionalismo público que se beneficiam da estabilidade do emprego, e torna o funcionalismo público um estorvo e para o desenvolvimento da nação brasileira......
E cada vez contratam mais funcionários públicos engrossando ainda mais a folha de pagamento do governo, o que aumenta déficit público, e então faz-se necessário mais os impostos....
Copie e repasse mostrando a sua indignação....
Vejam as fotos:





Revista brasileira virtual di-grátis


Anatomia Humana virtual

NORMOSE

Recebi por e-mail, gostei e estou somente repassando.

Entrevista do professor Hermógenes, 86 anos, sobre uma palavra inventada por ele que me pareceu muito procedente: ele disse que o ser humano está sofrendo de normose, a doença de ser normal.

Todo mundo quer se encaixar num padrão. Só que o padrão propagado não é exatamente fácil de alcançar. O sujeito 'normal' é magro, alegre, belo, sociável, e bem-sucedido. Bebe socialmente, está de bem com a vida, não pode parecer de forma alguma que está passando por algum problema. Quem não se 'normaliza', quem não se encaixa nesses padrões, acaba adoecendo.

A angústia de não ser o que os outros esperam de nós gera bulimias, depressões, síndromes do pânico e outras manifestações de não enquadramento.
A pergunta a ser feita é: quem espera o quê de nós? Quem são esses ditadores de comportamento a quem estamos outorgando tanto poder sobre nossas vidas?

Eles não existem. Nenhum João, Zé ou Ana bate à sua porta exigindo que você seja assim ou assado. Quem nos exige é uma coletividade abstrata que ganha 'presença' através de modelos de comportamento amplamente divulgados. Só que não existe lei que obrigue você a ser do mesmo jeito que todos, seja lá quem for todos. Melhor se preocupar em ser você mesmo.

A normose não é brincadeira. Ela estimula a inveja, a auto-depreciação e a ânsia de querer o que não se precisa. Você precisa de quantos pares de sapato? Comparecer em quantas festas por mês? Pesar quantos quilos até o verão chegar? Freqüentar terapeuta para bater papo?
Não é necessário fazer curso de nada para aprender a se desapegar de exigências fictícias.
Um pouco de auto-estima basta. Pense nas pessoas que você mais admira: não são as que seguem todas as regras bovinamente, e sim, aquelas que desenvolveram personalidade própria e arcaram com os riscos de viver uma vida a seu modo.
Criaram o seu 'normal' e jogaram fora a fórmula, não patentearam, não passaram adiante. O normal de cada um tem que ser original.

Não adianta querer tomar para si as ilusões e desejos dos outros. É fraude.
E uma vida fraudulenta faz sofrer demais.

Eu simpatizo cada vez mais com aqueles que lutam para remover obstáculos mentais e emocionais, e a viver de forma mais íntegra, simples e sincera. Para mim são os verdadeiros normais, porque não conseguem colocar máscaras ou simular situações. Se parecem sofrer, é porque estão sofrendo. E se estão sorrindo, é porque a alma lhes é iluminada.

Por isso divulgo o alerta: a normose está doutrinando erradamente muitos homens e mulheres que poderiam, se quisessem, ser bem mais autênticos e felizes.

Vou mudar de ramo

Amigos Motonliners, cansei! Depois de ser assaltado a mão armada pela segunda vez cansei de ser jornalista, motociclista e de defender os motociclistas. Na noite de quarta-feira estava voltando para casa com uma moto de teste de um fabricante nacional quando quatro elementos em duas motos emparelharam e apresentaram suas credenciais: duas pistolas automáticas dessas cromadas, lindas e reluzentes. Levaram a moto (que tinha seguro), meu capacete que mais gostava (italiano, caríssimo), minha mochila com a capa de chuva e um cartão de memória com uma semana de trabalho fotográfico e também levaram minha dignidade. Foi a segunda vez que me renderam a mão armada para roubar uma moto que não era minha.

Depois de ter duas aulas - verdadeiros workshops - de assalto muito bem praticados decidi mudar de ramo. Já que o prefeito da minha cidade considera todos os motociclistas iguais, desde esses que assaltam, até os que têm moto pode lazer ou transporte, resolvi mudar de atividade.

Vou investir R$ 200,00 na compra de um três-oitão – ilegal, é claro – e anotar esse investimento em meu livro-caixa. Depois, ficarei de campana sob o viaduto onde fui assaltado duas vezes à espera de um motociclista com uma moto bacana. Farei a abordagem de forma clínica como aprendi nos meus dois cursos e desaparecer com a moto. Logo em seguida procurarei um receptador, o que é uma tarefa fácil, pois basta encostar em uma das favelas de São Paulo e oferecer a moto, ou, se quiser algo mais “clean” posso anunciar na Internet em sites de classificados de qualquer coisa ou mesmo pelo Orkut. Como o mercado é livre nestes sites, não terei necessidade de me identificar nem nada, afinal já vi vários anúncios de carros e motos “NP” (uma forma elegante de estelionato) nesses classificados.

Digamos que consiga R$ 1.000 na venda de uma moto roubada. Já entrevistei ladrões que vendem uma CG roubada por R$ 200,00, mas moto grande conseguem até “um barão”. No meu livro-caixa vou registrar uma receita de R$ 1.000 o que projeta um lucro de R$ 800,00.

O passo seguinte será procurar um bom e confiável traficante de drogas (tem muitos em São Paulo) e comprar R$ 800,00 em cocaína. Pela minha apuração, no mercado atual o grama de cocaína está na faixa de R$ 12,00 na compra e R$ 25,00 na venda. Para conseguir um lucro terei de negociar muito bem essa compra para que meus 66 gramas revertam em uma maior margem de lucro. Se conseguir vendê-los a R$ 23,00 (pra conquistar clientela), farei R$ 1.533,00 em pouco tempo. Com sorte, em uma noite eu consigo mais R$ 733,00 de lucro. Meu negócio estará prosperando.

Com esses R$ 1.533,00 eu farei uma pequena diversificação nos negócios. Se procurar bem e souber negociar vou conseguir a mídia digital para DVD por R$ 0,80 a unidade. Comprarei 1.000 unidades de DVD o que me custaria R$ 800,00. Farei algumas cópias de filmes mais consagrados e distribuirei aos camelôs por R$ 5,0 a unidade e eles revenderão a R$ 10,00. Numa conta rápida, os R$ 800 investidos se converterão em R$ 5.000,00 e ainda terei os R$ 733,00 para continuar no ramo da cocaína.

Pelos meus cálculos, em um mês de bons serviços poderei ter acumulado algo perto de R$ 33.489,00, limpo, livre de impostos, o que pode projetar um faturamento anual de R$ 400.000! Tudo isso com um investimento inicial de apenas R$ 200,00! Essa é uma projeção muito simples e modesta, pois a cada receita os investimentos serão maiores, o que certamente resultará também em lucros maiores. Além disso, precisarei fazer uma espécie de previdência privada, separando uma parte dos meus emolumentos para algumas aplicações como “ajuda de custo à associação de fiscalização” (popular propina); “taxa de funcionamento em ambiente livre” (a propina dos camelôs) e “seguro hábeas corpus” (a propina em caso de prisão em flagrante).

Pelo que apurei do patrimônio de um grande comerciante desta área recentemente preso, o tal Abadia, só uma de suas casas em Florianópolis foi leiloada por R$ 2 milhões. E tinha mais outras seis, além de carros, barcos, jet-skis etc.

Digamos que nesse meu novo ramo de negócio, venha a ter algum problema com os homens da lei. Eventualmente posso ser preso durante uma das minhas entregas de mercadoria, ou mesmo ser delatado. Como aprendi com meus professores nos dois assaltos que sofri, o tempo de carceragem não passa de seis meses para um crime tão banal como porte ilegal de arma, assalto a mão armada ou comércio de drogas. Claro que imediatamente uma legião de advogados e policiais me escreverão afirmando que as penas são mais severas. Como se explica então que a maioria dos assassinos e assaltantes pegos com a mão na massa sempre têm “passagem pela polícia”? Como se explica que um sujeito que enfia uma pistola no meu nariz numa noite, depois de seis meses já esteja roubando de novo?

A resposta deve estar num sistema judiciário abençoado para os criminosos que, com seus inúmeros artigos, incisos, parágrafos, data vênias e salamaleques consegue libertar um desgraçado que assalta a mão armada ou vende droga em menos de seis meses. Sempre sob a alegação de que existem crimes mais importantes para serem julgados. Não consigo imaginar um crime mais hediondo do que submeter um cidadão à mira de uma arma de fogo. Só se a Justiça tem uma fila de esquartejadores de criancinhas na frente!

No meu novo ramo de atuação poderei ser equiparado, sempre aos olhos da prefeitura de São Paulo, aos grandes comerciantes e empresários. Se todo motociclista é igual, então todo mundo que trabalha no comércio também é igual! Não é? O dono de uma grande rede de supermercados compra e vende mercadorias com uma margem de lucro. O camelô que compra e vende CDs e DVDs piratas também faz comércio.

Na mesma linha de raciocínio, o funcionário público que abastece seu carro e pede nota acima do valor está cometendo o mesmo crime que um ladrão pé-de-chinelo que bate a carteira dentro do ônibus. E já que estamos na era da isonomia (ou generalização, como queiram), o político que sobe no palanque e promete permanecer até o final do mandato e depois larga a cadeira para virar governador não passa de um estelionatário eleitoral. O Serra roubou minha crença no homem político ao abandonar o barco e deixar em seu lugar um desequilibrado sem o menor passado político digno do cargo. Duvido que esse Kassab antes de ser alçado ao cargo de prefeito tenha conquistado algum cargo eletivo. Acho que nem pra síndico de condomínio!

Como bem escreveu nosso colega André Garcia, em seu longo manifesto contra a avalanche de paulada em cima dos motociclistas, “sou motociclista sim, mas antes de tudo sou cidadão: pago impostos e consumo produtos e serviços que geram impostos”. Se a segurança é um serviço mantido com essa carga tributária e se esse serviço não é minimamente competente está na hora de trocar o servidor!

Partidos políticos e candidatos: me aguardem na próxima eleição! Ah, e o que vocês me aconselham? Um revólver calibre 38 ou uma pistola automática 9 mm? Preciso iniciar logo minha nova empresa.
- Doc Tite
Fonte:

Guerreiras e heróis

Martha Medeiros, Zero Hora de 23/01/2008)

Não estou assistindo ao Big Brother, mas vi a chamada para o programa dia desses. Mostrava uma moça, uma das participantes, olhando pra câmera e dizendo com ar dramático: "Eu sou uma guerreira!!" . É de dar nos nervos. Guerreira por quê? Porque está participando de um programa de televisão que vai levá-la, no mínimo, à capa da Playboy? Guerreira porque foi escolhida entre milhões de candidatos para ficar comendo do bom e do melhor e jogando conversa fora com um monte de desocupados? As pessoas não têm culpa de serem burras, mas mereciam uma surra por se levarem tão a sério.

O Big Brother é um programa de tevê como outro qualquer e não defendo sua extinção, mas é preciso ficar atento a certos exageros. Por exemplo, é um exagero condenar o jornalista Pedro Bial por apresentá-lo, o cara está trabalhando, só isso. Por outro lado, ele perde a noção quando chama aquele pessoal de "nossos heróis". É o mesmo caso do "guerreira": a troco de que usar essas expressões graves e superlativas para falar de uma brincadeira televisiva onde todos sairão ganhando?

O que irrita no Big Brother, mais do que sua inutilidade, é o fato de os participantes serem tratados como vítimas. Qual é? Circula pela internet um arquivo PPS que, pela primeira vez na história dos PPS, me tocou.
Ele mostra heróis de verdade: homens e mulheres que abrem mão do conforto de suas casas para fazer trabalho voluntário em aldeias na África e em clínicas móveis no Líbano. São pessoas que oferecem ajuda humanitária internacional através do programa Médicos sem Fronteiras e que não medem esforços para dar amparo e assistência a moradores de ruas e demais necessitados, seja no fim do mundo e ou aqui mesmo nas ruas do Brasil. Isso é heróico, isso é ser guerreiro. Quantos de nós, bem nascidos e bem criados, abrem mão de seus pequenos luxos para ajudar quem precisa?

Por isso, se você é da turma que liga pro Big Brother pra votar em paredões, pense melhor antes de erguer o telefone. Direcione sua ligação para um programa assistencial, gaste seu dinheiro com algo que realmente seja útil. Assista ao BBB, divirta-se e dê audiência, não há nada de errado com isso, mas cada vez que tiver o impulso de ligar pra tirar fulano ou sicrana do programa, se toque: tem gente mais necessitada precisando da sua ligação. O site do Unicef traz uma lista de entidades que você pode colaborar dando apenas um telefonema. Quer dar uma espiadinha? Então espie o que está acontecendo à nossa volta.

Aviãozinho retrô

Este avião de brinquedo é tão lindo e incrível que deveria ser proibido brincar com ele pra não estragar! Com design inspirado em um avião de patrulha de 1941 do exército americano, este modelo é feito em puro aço. Movido a pedal (pode ser empurrado também), sua hélice gira, tem detalhes incríveis e o acabamento é impecável. Totalmente cromado ele faz sucesso entre crianças e muito mais com os adultos!
Link

Crie Cartões de Visita On-line

Imagens engraçadas/curiosas - 26/01/2007

Via Knuttz/Ueba

Zôo quer batizar hipopótamos gêmeos no RS

Filhotes nasceram em outubro do ano passado e cada um tem cerca de 100 quilos.
Nomes serão escolhidos em campanha organizada pelo Zoológico de Sapucaia do Sul.

Os hipopótamos gêmeos que nasceram no Zoológico de Sapucaia do Sul (RS), em outubro do ano passado, devem ser batizados com nomes escolhidos em uma campanha organizada pela direção do zôo. Os dois filhotes pesam cerca de 100 quilos cada um. O nascimento de gêmeos acontecimento é considerado uma raridade para a espécie (Foto: Miro de Souza/Ag. RBS)
Fonte G1

sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Arrogância

Um calouro muito arrogante, que estava assistindo a um jogo de futebol, tomou para si a responsabilidade de explicar a um senhor já maduro, próximo dele, por que era impossível a alguém da velha geração entender esta geração.

Vocês cresceram em um mundo diferente, um mundo quase primitivo, o estudante disse alto e claro de modo que todos em volta pudessem ouvi-lo.

Nós, os jovens de hoje, crescemos com televisão, aviões a jato, viagens espaciais, homens caminhando na Lua, nossas espaçonaves tendo visitado Marte. Nós temos energia nuclear, carros elétricos e a hidrogênio, computadores com grande capacidade de processamento e ..., numa pausa para tomar outro gole de cerveja.
O senhor se aproveitou do intervalo do gole para interromper a liturgia do estudante em sua ladainha e disse:
-Você está certo, filho.
Nós não tivemos essas coisas quando nós éramos jovens... por isso nós as inventamos.
E você, um bostinha arrogante dos dias de hoje, o que você está fazendo para a próxima geração?'

Foi aplaudido ruidosamente!

Escola de Anjos - Apresentação

Clique aqui ou na imagem acima e veja esta apresentação feita com o Microsoft Power Point. Aguarde alguns instantes enquanto as imagens são carregadas, ou, se preferir, salve-a em seu computador.

Para ver essa apresentação é necessário ter instalado o programa Microsoft PowerPoint, que está no pacote Microsoft Office, ou o programa Visualizador do PowerPoint (para download gratuito clique aqui).

Bíblia das anedotas

Cartões postais Aracaju antigo - Parte I

Cartões postais Aracaju antigo - Parte II

Imagens engraçadas/curiosas - 23/01/2008

Via Knuttz/Ueba

Melhores Imagens da NASA - 2007

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Pesquisa sexual da raça humana

Recentemente, um grupo de pesquisadores da Universidade de Harvard elaborou uma experiência sobre as diferenças entre o comportamento sexual dos diferentes povos do planeta.

Foram escolhidas 9 ilhas desertas e em cada uma delas foram colocados:

1ª. - 2 italianos e 1italiana;

2ª. - 2 franceses e 1 francesa;

3ª. - 2 ingleses e 1 inglesa;

4ª. - 2 japoneses e 1 japonesa;

5ª. - 2 argentinos e 1 argentina ;

6ª. - 2 escoceses e 1 escocesa;

7ª. - 2 búlgaros e 1 búlgara;

8ª. - 2 americanos e 1 americana ;

9ª. - 2 brasileiros e 1 brasileira;

Após 1 mês, os pesquisadores voltaram às ilhas e verificaram o que tinha acontecido em cada uma delas. Eis o resultado apurado:

1ª.- Um italiano matou o outro e ficou com a italiana.

2ª.- Os dois franceses e a francesa faziam todo dia, um "menáge a trois".

3ª.- Os dois ingleses estavam esperando que aparecesse alguém para apresentá-los à inglesa.

4ª.- Os dois japoneses aguardavam instruções da matriz em Tóquio.

5ª.- Os dois argentinos faziam sexo todo dia, a argentina não participava.

6ª.- Cada um dos dois escoceses abriu uma destilaria de coco em um dos lados da ilha e estavam muito bêbados para lembrar da escocesa.

7ª.- Os dois búlgaros olharam para a búlgara, olharam para o mar, olharam para a búlgara, olharam para o mar e começaram a nadar.

8ª.- Nenhum dos dois americanos transou com a americana , mas já estavam respondendo judicialmente por assédio sexual.

9ª.- Cada um dos dois brasileiros achava que a brasileira estava transando só com ele...

Petrobras se torna 6ª maior petroleira do mundo, diz FT

Segundo ranking PFC Energy 50, empresa está à frente da Total e BP.

A Petrobras subiu de 11º para sexto lugar no ranking PFC Energy 50, das maiores empresas de petróleo do mundo, segundo reportagem publicada nesta quarta-feira pelo jornal britânico Financial Times.

"O ranking anual PFC, que deve ser publicado nesta quarta-feira, reforça a percepção de que as companhias internacionais de petróleo estão perdendo acesso aos recursos globais e seus futuros não são tão definidos como o das concorrentes estatais", afirma o FT.

A empresa com melhores resultados no ano passado foi a Petro-China, cujo valor aumentou em 181%, ultrapassando a ExxonMobil e se tornando a maior empresa de energia segundo os mercados.

"A capitalização da Petro-China no mercado, com base nas ações da Bolsa de Xangai, foi de US$ 723,2 bilhões contra US$ 511 bi da Exxon, cujo preço das ações subiu 22% no ano passado."

O jornal afirma, no entanto, que se for levado em conta o valor das ações da Petro-China no mercado global, a Exxon permanece em primeiro lugar do ranking.

"A Petrobras, a empresa brasileira com duas grandes descobertas em seu nome nos últimos meses, subiu de 11ª para sexta, com alta de 93% no preço de suas ações, substituindo a Total, que caiu para o oitavo lugar, com apenas 4% de aumento no preço de suas ações."

A Chevron caiu de sétimo para décimo lugar, com alta de 27% no preço de suas ações. A ConocoPhillips não figura mais entre as dez primeiras, tendo caído do nono lugar, no último ranking, para 12º. A ENI caiu de oitavo para 11º.

Segundo a reportagem do FT, Robin West - o presidente da PFC Energy, a consultoria que publica o ranking - disse que "apesar de seus enormes lucros, os mercados de capitais estão dizendo que as companhias internacionais de petróleo têm que oferecer uma nova visão de crescimento".

"As perspectivas para as companhias internacionais de petróleo caíram desde os anos 70, quando elas controlavam 85% das reservas mundiais. Hoje, as companhias nacionais controlam 80% dessas reservas", afirma o jornal.

Fonte G1

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Cobra engole bezerro em fazenda em MG

Donos da propriedade passaram a vigiar curral depois que outro bezerro desapareceu.
Animal foi levado pela Polícia de Meio Ambiente para uma reserva ecológica.

Uma cobra, com cerca de cinco metros, foi capturada após engolir um bezerro em uma fazenda na cidade de Pirajuba, a 90 quilômetros de Uberaba, em Minas Gerais. Os donos da propriedade passaram a vigiar o curral depois que outro bezerro desapareceu. Muitas pessoas pararam para ver o animal, que foi levado pela Polícia de Meio Ambiente para uma reserva ecológica em Volta Grande (Foto: L.Adolfo/AE)
Fonte G1