sábado, 24 de maio de 2008

Imagens engraçadas/curiosas - 24/05/2008


Via Knuttz / Ueba

WoW Internet is for Porn (Espanhol)

Achado não é roubado

Certa vez meu filho mais velho, então com 9 anos, estava numa padaria com um colega da mesma idade quando a atendente chamou-o e perguntou-lhe se umas cédulas dobradas (cerca de 15 reais) que estavam no chão eram dele. Ele disse que não, como de fato não eram mesmo. O amigo lhe deu um cutucão e o repreendeu chamando-o de otário por ter deixado passar a oportunidade de meter a mão nuns trocados extras.

Claro que isso me encheu de orgulho, porque se sob a ótica do tal amigo isso foi bancar o trouxa, para mim foi uma manifestação de caráter. Aí rolou aquele velho papo de que “achado não é roubado” e tal.

Mas afinal, achado é ou não é, roubado?

Bom… sob a terminologia jurídica, de fato não pode mesmo ser roubado uma vez que só configura roubo quando subtrai-se algo para si mediante violência ou grave ameaça (Art. 157 do Código Penal). Em outras palavras, já que o objeto do achado não está de posse de ninguém para sofrer a violência, e sim somente dando sopa por aí, não pode mesmo ter havido roubo.
Mas esse assunto está muito bem regulamentado tanto na Lei Civil como na Lei Penal e infelizmente a grande maioria das pessoas desconhecem sua teoria. Até aí nenhum problema. Ninguém é obrigado a conhecer leis, até porque só tem acesso ao conhecimento delas quem abraça a área acadêmica. Mas o que pesa realmente é que essa mesma maioria prefere se despojar de uma conduta honesta em benefício próprio. Essa atitude na maioria das vezes é praticada por uma questão de hábito que já vem de berço. A ausência total do conhecimento legal aliado ao completo desprezo da ética e do bom senso, faz com que as pessoas cresçam achando normal o ato de guardar pra si coisas encontradas. Independente de quantia ou ítem, o importante é saber que não é correto. Mas não podemos julgá-las por isso, a vida não lhes ensinou outra possibilidade.

Mas prosseguindo, o Código Civil expressa o seguinte:

Art. 1.233. Quem quer que ache coisa alheia perdida há de restituí-la ao dono ou legítimo possuidor.
Parágrafo único. Não o conhecendo, o descobridor fará por encontrá-lo, e, se não o encontrar, entregará a coisa achada à autoridade competente.

Comentando o artigo, o objeto achado é denominado descoberta e em princípio não gera direito à coisa. Isso implica qualquer coisa como celulares, relógios, carteiras e até mesmo dinheiro que impossibilite a identificação do dono. O procedimento correto é seguir o estipulado no Parágrafo único do referido artigo. A partir daí a autoridade competente seguirá todos os procedimentos de prache como divulgação por editais ou meios de comunicação e se decorrido o prazo o legítimo dono não aparecer, o bem será vendido em leilão.

E tem mais. O Art. 1234 seguinte, prevê que aquele que devolver a descoberta, tem direito à uma recompensa de 5% sobre o valor do objeto, mais indenização por possíveis gastos com a conservação ou transporte do mesmo.
Ao devolver o que encontrou, o indivíduo estará passando dignidade adiante, terá o direito de exigir a recompensa e não estará infringindo então o seguinte artigo do Código Penal:

Art. 169 - Apropriar-se alguém de coisa alheia vinda ao seu poder por erro, caso fortuito ou força da natureza:
Pena - detenção, de um mês a um ano, ou multa.
Parágrafo único - Na mesma pena incorre:
I – quem acha tesouro em prédio alheio e se apropria, no todo ou em parte, da quota a que tem direito o proprietário do prédio.
II - quem acha coisa alheia perdida e dela se apropria, total ou parcialmente, deixando de restituí-la ao dono ou legítimo possuidor ou de entregá-la à autoridade competente, dentro no prazo de quinze dias.

Ah tá bom, mas aqui no Brasil a lei não funciona!
Pode ser, mas ela existe. E muitas vezes talvez não funcione porque o próprio indivíduo se exime de praticá-la, sob a menor das circunstâncias. As pessoas precisam ter consciência de que podem se dar bem, sendo corretas. Por que cargas-d’água vou pegar pra mim algo que não seja meu? O que isso irá me acrescentar além do péssimo exemplo que estarei dando? Aí você me diz “tá bancando o otário, porque se você não pegar, outro pega“! Deixa pegar! Esse “outro”, além de incorrer em tudo que já citei acima, estará tirando o direito de quem perdeu “a coisa”, de voltar para encontrá-la!

Mas e quanto a questão de pegar os 15 reais? Afinal eram só alguns trocados e nem tinha como saber de quem eram? Que mal tem?
Simples. Sem generalizar, claro, mas se hoje o cidadão acha normal pegar 15, amanhã achará normal pegar 100, 1000, 5000 e no futuro achará super normal descobrir um carro perdido com a chave na ignição…e por aí vai… Vício de conduta. Assim como o primeiro cigarro. Alguns não vão adiante. Já outros se rendem ao vício por ter predisposição à ele. Bastou dar o primeiro passo. E claro, isso vale para qualquer coisa.

No final das contas, independente de previsão legal, de quantidade ou valor do bem encontrado, o aspecto ético e moral deve prevalecer. Isso não se aprende nas leis.

Se aprende de berço.

Fonte: http://wordpress.moreiracastro.com/

ORAÇÃO DAS MULHERES

(Recebi por e-mail)

'Querido Deus,
Até agora o meu dia foi bom:
não fiz fofoca,
não perdi a paciência,
não fui gananciosa, sarcástica, rabugenta,
chata e nem irônica.
Controlei minha TPM,
não reclamei,
não praguejei,
não gritei,
nem tive ataques de ciúmes.
Não comi chocolate.
Também não fiz débitos em meu cartão de crédito
(nem do meu marido) e nem dei cheques pré-datados.
Mas peço a sua proteção, Senhor, pois estou para
levantar da cama a qualquer momento....
Amém!

Jornal O Estado de SP em PDF, Sábado, 24 de Maio de 2008


Baixe Aqui:
BitRoad
Easy-Share
Via DownloadsCopyleft

A Lógica de Freira

Duas freiras saíram do convento para vender biscoitos.
Uma é Irmã Maria e a outra é a Irmã Léia.

Irmã Maria - Está ficando escuro e nós ainda estamos longe do convento !!!

Irmã Léia: - Você reparou que um homem está nos seguindo há uma meia hora?

Irmã Maria - Sim, o que será que ele quer?

Irmã Léia: - É lógico! Ele quer nos estuprar.

Irmã Maria - Oh, não! Se continuarmos neste ritmo ele vai nos alcançar, no máximo em 15 minutos. O que vamos fazer?

Irmã Léia: - A única coisa Lógica a fazer é andarmos mais rápido!!!

Irmã Maria - Não está funcionando.

Irmã Léia : - Claro que não! Ele fez a única coisa lógica a fazer, ele também começou andar mais rápido.

Irmã Maria - E agora, o que devemos fazer? Ele nos alcançará em 1 minuto!

Irmã Léia: - A única coisa lógica que nos resta fazer, é nos separar! Você vai para aquele lado e eu vou pelo outro. Ele não poderá seguir-nos as duas, ao mesmo tempo.

Então, o homem decidiu seguir Irmã Léia.

A Irmã Maria chegou ao convento, preocupada com o que poderia ter acontecido à Irmã Léia. Passado um bom tempo, eis que chega Irmã Léia.


Irmã Maria - Graças a Deus você chegou! Me conte o que aconteceu!!!

Irmã Léia: - Aconteceu o lógico. O homem não podia seguir-nos as duas, então ele optou por me seguir.

Irmã Maria - Então, o que aconteceu?

Irmã Léia : - O lógico, eu comecei a correr o mais rápido que podiae ele correu o mais rápido que ele podia, também...

Irmã Maria - E então?....

Irmã Léia: - Novamente aconteceu o lógico: ele me alcançou.

Irmã Maria - Oh, meu Deus! O que você fez?

Irmã Léia : - Eu fiz o lógico: levantei meu hábito.

Irmã Maria - Oh, Irmã Léia!!!! E o que o homem fez ?

Irmã Léia: - Ele, também, fez o lógico: abaixou as calças.

Irmã Maria - Oh, não!!!!! O que aconteceu depois?

Irmã Léia: - Não é óbvio, Irmã Maria? Uma freira com o hábito levantado consegue correr muito mais rápido do que um homem com as calças abaixadas !!!!

SE VOCÊ PENSOU EM OUTRO FIM PARA A HISTÓRIA, REZE: 188 AVE- MARIAS E 309 PAI-NOSSOS, SEU PERVERTIDO !!!!

E PEÇA A DEUS PARA LIMPAR SUA MENTE POLUÍDA.

PODE COMEÇAR A REZAR ...
RSRSRRSRSRSRSR

Fusão Toyota X Michelin

Metalurgia & Materiais - Edição 585(01 & 02/2008)



Desabafos de um bom marido

Minha esposa e eu temos o segredo pra fazer um casamento durar: duas vezes por semana, vamos a um ótimo restaurante, com uma comida gostosa, uma boa bebida, e um bom companheirismo.
Ela vai às terças-feiras, e eu às quintas. Nós também dormimos em camas separadas. A dela é em Fortaleza e a minha em São Paulo. Eu levo minha esposa a todos os lugares, mas ela sempre acha o caminho de volta.
Perguntei a ela onde ela gostaria de ir no nosso aniversário de casamento. 'Em algum lugar que eu não tenha ido há muito tempo!' ela disse. Então eu sugeri a cozinha. Nós sempre andamos de mãos dadas. Se eu soltar, ela vai às compras. Ela tem um liquidificador elétrico, uma torradeira elétrica, e uma máquina de fazer pão elétrica.
Então ela disse: 'Nós temos muitos aparelhos, mas não temos lugar pra sentar'. Daí, comprei pra ela uma cadeira elétrica. Lembrem-se, o casamento é a causa número um para o divórcio. Estatisticamente, 100 % dos divórcios começam com o casamento. Eu me casei com a 'Sra. Certa'. Só não sabia que o primeiro nome dela era 'Sempre'. Já faz 18 meses que não falo com minha esposa. É que não gosto de interrompê-la. Mas tenho que admitir, a nossa última briga foi culpa minha.
Ela perguntou: 'O que tem na TV?' E eu disse 'Poeira'. No começo Deus criou o mundo e descansou. Então, Ele criou o homem e descansou. Depois, criou a mulher. Desde então, nem Deus, nem o homem, nem Mundo tiveram mais descanso. 'Quando o nosso cortador de grama quebrou, minha mulher ficava sempre me dando a entender que eu deveria consertá-lo. Mas eu sempre acabava tendo outra coisa para cuidar antes: o caminhão, o carro, a pesca, sempre alguma coisa mais importante para mim.
Finalmente ela pensou num jeito esperto de me convencer. Certo dia, ao chegar em casa, encontrei-a sentada na grama alta, ocupada em podá-la com uma tesourinha de costura. Eu olhei em silêncio por um tempo, me emocionei bastante e depois entrei em casa. Em alguns minutos eu voltei com uma escova de dentes e lhe entreguei.'- Quando você terminar de cortar a grama,' eu disse, 'você pode também varrer a calçada.' Depois disso não me lembro de mais nada. Os médicos dizem que eu voltarei a andar, mas mancarei pelo resto da vida'. 'O casamento é uma relação entre duas pessoas na qual uma está sempre certa e a outra é o marido...'
Luís Fernando Veríssimo

sexta-feira, 23 de maio de 2008

Um Brasil com mais cidadania

Quer ajudar alguém?
Muita vezes deixamos de ajudar os outros por achar que um único gesto de solidariedade não fará diferença.

Tentando motivar as pessoas a ajudarem de uma forma rápida, foi criado o site "Um Brasil de Cidadania", onde você participa, deixa mensagens dizendo como cada um pode fazer sua parte, incentivando os outros a começarem a construir um Brasil melhor. Além de mensagens, tem várias outras maneiras de ajudar.

Clique na imagem abaixo ou no link acima e participe.

Imagens engraçadas/curiosas - 23/05/2008

Via Knuttz/Ueba

Jornal O Estado de SP em PDF, Sexta, 23 de Maio de 2008


Via DownloadsCopyleft

Revista Artesanato - Arte em Madeira - Nº 44

Mulher se irrita com cantada e tira a roupa no meio da rua

Trabalhadores de rua mexeram com turista israelense na Nova Zelândia.
Ela se despiu, usou o caixa automático e colocou a roupa novamente.

Equipe de arte do G1 ilustrou qual teria sido a reação dos funcionários. (Foto: Arte/G1)

Homens que trabalhavam na rua de Kerikeri, uma pequena cidade da Nova Zelândia, conseguiram mais do que podiam esperar quando uma mulher com quem mexeram tirou a roupa.

A turista israelense se dirigia para um caixa eletrônico na rua principal de Kerikeri, quando os homens assobiaram para ela, informou a agência New Zealand Press Association. Irritada, ela se despiu, usou o caixa automático e colocou as roupas novamente, antes de partir.

A mulher disse à polícia que não considerou agradável ter ouvido o assobio dos homens que consertavam a rua. Assim, afirmou que quis revidar, assumindo uma atitude de ‘vou mostrar a eles o que tenho’, conforme relatou o oficial Peter Masters.

“Ela explicou que ficou irritada com o comportamento repetitivo dos homens da Nova Zelândia”, continuou o oficial, acrescentando que a israelense era uma mulher atraente. “Ela foi levada à delegacia e explicaram a ela que esse tipo de comportamento é inapropriado.”
Fonte G1

Revista Business Week (02/06/2008)



Editora: The McGraw-Hill Companies

Idioma: Inglês

Data: 02/06/2008

Formato: PDF

Páginas: 102

Tamanho: 20,51 mb

Scan & PDF: Antfer

Conteúdo da Revista:

* Beyond Blogs: What business needs to know.

Easyshare: http://snipurl.com/antfer724es

Rapidshare: http://snipurl.com/antfer724rs

Mandafácil: http://snipurl.com/antfer724mf

Gazeta Mercantil em PDF, Sexta, 23, Fim de Semana, 24 e 25 de Maio de 2008


Via DownloadsCopyleft

quinta-feira, 22 de maio de 2008

Momentos Adobe nos filmes


Saúde É Vital - Nº 298 - Maio 2008


Via Blog da Lu

Jornal O Estado de SP em PDF, Quinta, 22 de Maio de 2008


Via DownloadsCopyleft

Imagens engraçadas/curiosas - 22/05/2008


Lamborghini Gallardo & Moto (Chopper)



Palhaços


Uno, a motocicleta de rodas paralelas

Clique na imagem para ver essa incrível invenção.

Burro vai parar na prisão depois de morder e chutar mexicanos

Animal ficará detido até que seu dono pague despesas médicas das vítimas.
Autoridades de Chiapas também já prenderam touro e até cachorro.

Um burro foi detido no México sob acusação de agressão. O animal foi levado a uma cadeia onde geralmente ficam pessoas depois de ter mordido e chutado dois homens em um rancho perto de Chiapas, informou a polícia. O acidente aconteceu no domingo (18).

O policial Sinar Gomez afirmou que o animal continuará atrás das grades até que seu dono concorde em devolver às vítimas do burro o valor gasto com cuidados médicos. “Por aqui, uma pessoa vai para a prisão quando comete um crime. Não importa quem ela seja”, afirmou.

Mauro Gutierrez, dono do burro, afirmou que vai tentar fazer um acordo amigável para pagar as despesas dos homens, estimadas em US$ 420 (cerca de R$ 690).

Genaro Vazquez, 63, foi mordido na região do peito, enquanto Andres Hernandez, 52, tomou um chute e fraturou o calcanhar quando tentava ajudar seu amigo. “De repente, eles estava em cima da gente”, disse Hernandez. Foram necessários seis homens para conter o burro enfurecido.

As autoridades de Chiapas já colocaram animais na prisão antes, incluindo um touro que comia plantações de milho e destruiu duas bancas de madeira em março. Em 2006, um cachorro ficou detido por 12 dias, depois de morder uma pessoa. Ele foi libertado depois que seu dono pagou fiança de US$ 18.
Fonte G1

Galeria de fotos da China após o terremoto do último dia 12 de maio

São 68 imagens, em sua maioria proibidas de circular
pelo fechado Governo Chinês.

Algumas com cenas fortes: +18 anos.
Clique na imagem abaixo para ver.

terça-feira, 20 de maio de 2008

Myanmar - Birmânia

Clique aqui ou na imagem acima e veja esta apresentação feita com o Microsoft Power Point. Aguarde alguns instantes enquanto as imagens são carregadas, ou, se preferir, salve-a em seu computador.

Para ver essa apresentação é necessário ter instalado o programa Microsoft PowerPoint, que está no pacote Microsoft Office, ou o programa Visualizador do PowerPoint (para download gratuito clique aqui).

O Amor

O amor é uma imagem da nossa vida. Tanto o primeiro como a segunda estão sujeitos às mesmas revoluções e mudanças. A sua juventude é resplandecente, alegre e cheia de esperanças porque somos felizes por ser jovens tal como somos felizes por amar.

Este agradabilíssimo estado leva-nos a procurar outros bens muito sólidos. Não nos contentamos nessa fase da vida com o fato de susbsistirmos, queremos progredir, ocupamo-nos com os meios para nos aperfeiçoarmos e para assegurar a nossa boa sorte.

Procuramos a protecção dos ministros, mostrando-nos solícitos e não aguentamos que outrem queira o mesmo que temos em vista. Este estímulo cumula-nos de mil trabalhos e esforços que logo se apagam quando alcançamos o desejado. Todas as nossas paixões ficam então satisfeitas e nem por sombras podemos imaginar que a nossa felicidade tenha fim.

No entanto, esta felicidade raramente dura muito e fatiga-se da graça da novidade. Para possuirmos o que desejámos não paramos de desejar mais e mais. Habituamo-nos ao que temos, mas os mesmos haveres não conservam o seu preço, como nem sempre nos tocam do mesmo modo. Mudamos imperceptivelmente sem disso nos apercebermos. O que já adquirimos torna-se parte de nós mesmos e sofreríamos muito com a sua perda, mas já não somos sensíveis ao prazer de conservar o adquirido.

A alegria já não é viva, procuramos noutro lado que não naquele que tanto desejámos. Esta inconstância involuntária acontece com o tempo que, sem querermos, não perdoa: mexe no nosso amor e na nossa vida. Apaga sub-repticiamente dia-a-dia algo da nossa juventude e da nossa alegria, destruindo os nossos maiores encantos. Tornamo-nos mais circunspectos e juntamos negócios às paixões. O amor já não subsiste por si mesmo, indo alimentar-se de ajudas exteriores.

Este estádio do amor corresponde àquela idade em que começamos a ver por onde devemos acabar com ele, mas não temos a força para acabar directamente. No declínio, no amor como no da vida, ninguém quer resolver-se a evitar a maneira de prevenir os desgostos que ainda estão por vir; ainda se vive para aceitar os males futuros, mas não para os prazeres. Os ciúmes, a desconfiança, o medo de nos tornarmos maçadores e o medo que nos abandonem são males ligados à velhice do amor, tal como as doenças se agarram à demasiado longa duração da vida. Nesta idade, sentimo-nos viver, porque sentimos que estamos doentes, como só sabemos que estamos apaixonados quando sentimos as penas do amor. Só se sai do adormecimento das relações demasiado longas pelo enfado e pelo desgosto de ainda nos vermos agarrados. Enfim, de todas as decrepitudes, a do amor é a mais insuportável.
La Rochefoucauld
Picture by Mary Cassatt

Via Amigos do Freud

Imagens engraçadas/curiosas - 20/05/2008


Via Knuttz/Ueba

Atores caracterizados como Atrizes

Revista Época - 19 de Maio de 2008 - Edição Nº522




Corpo A Corpo - Ed. 232 - Abril 2008




Via Blog da Lu

Jornal O Estado de SP em PDF, Terça, 20 de Maio de 2008


Via DownloadsCopyleft

Isto É - Edição 2011 (21/05/2008)

Gazeta Mercantil em PDF, Terça, 20 de Maio de 2008



Via DownloadsCopyleft