sábado, 16 de agosto de 2008

Imagens engraçadas/curiosas - 16/08/2008


Via Knuttz/Ueba

África Moderna

Clique aqui ou na imagem acima e veja esta apresentação feita com o Microsoft Power Point. Aguarde alguns instantes enquanto as imagens são carregadas, ou, se preferir, salve-a em seu computador.

Para ver essa apresentação é necessário ter instalado o programa Microsoft PowerPoint, que está no pacote Microsoft Office, ou o programa Visualizador do PowerPoint (para download gratuito clique aqui).

Jornal O Estado de SP em PDF, Sábado, 16 de Agosto de 2008

Via Downloadscopyleft

Fotos da Abertura das Olímpiadas - Pequim 2008 - Parte II

Clique na imagem abaixo para ver as fotos

Gazeta Mercantil em PDF, Sexta e Fim de Semana, 15, 16 e 17 de Agosto de 2008

Via Donwloadscopyleft

69 dicas de arromba para fazer sua mulher delirar na cama

Se a comunicação entre homens e mulheres já é complicada no dia-a-dia, imagine entre quatro paredes, quando o blablablá é o que menos importa. E aí, meu caro, haja paciência para adivinhar o que está ou não agradando na cama - isso, claro, considerando que você ainda não levou um belo pé no traseiro em resposta ao desempenho amador.
É, as mulheres são cruéis. A não ser que estejam muito apaixonadas, dificilmente vão te dar uma segunda chance se, na estréia, você não conseguir gerar níveis apocalípticos de prazer. Ficou tenso?

Não precisa. Minha Vida reuniu um time de moças muito bem resolvidas na cama e perguntou o que não pode faltar numa transa inesquecível. O bate-papo rendeu 69 dicas quentíssimas, que você confere a seguir.
1. Massagem é uma delícia, mas detesto ter que pedir. Gosto quando ele me vira de costas e começa fazendo carinho no pescoço, com as pontas dos dedos e, aos poucos, vai usando a mão toda para massagear toda a parte de trás do meu corpo.
2. Adoro sentir a língua do meu namorado, passeando por todo o meu corpo. Saber intercalar movimentos suaves a outros mais rápidos é fundamental.

3. Um elogio, feito na hora certa, acende qualquer transa. A gente fica horas pensando na lingerie que vai usar com o cara, elogiar é o mínimo que ele pode fazer.

4. Tomar a inciativa de apagar ou diminuir a luz é legal, principalmente no começo. Fico mais à vontade e consigo me envolver melhor. Sei que os homens preferem transar com as lâmpadas acesas, então valorizo quando algum deles presta atenção e cede para me agradar.

5. Fazer surpresas é sempre divertido. Gosto quando ele oferece algum acessório para a gente usar, juntos. Mas isso tem que acontecer sem pressão, já teve situações em que recusei o brinquedinho que ele inventou de comprar.

6. Homem tem que ter pegada e saber o que está fazendo. Perguntar se pode tirar a blusa, se pode pôr a mão aqui ou ali azeda completamente o clima.

7. Cama? Haja paciência para ficar só por ali. Gosto quando meu namorado toma a iniciativa e propõe uns lugares ousados para a gente ficar junto.

8. Ter criatividade na hora de colocar a camisinha é muito legal. Já fiquei com caras que fingem não lembrar dela e eu tenho que perguntar se ele tem. Isso corta o barato. Seria muito mais legal ele pegar e me conviar para colocar junto com ele.

9. Língua e dedo formam uma combinação mágica. Mas o cara precisa ter paciência e entender os exercícios como um aquecimento. Como todo preparo, só indo com calma para fazer efeito sem machucar.

10. Uns bons apertões no bumbum e nos seios são uma delícia. Mas cada um a seu tempo, sem parecer que você vai virar fumaça daqui a pouco. Os dois precisam curtir os amassos.

11. Mulher sofre para fazer depilação, os caras deveriam seguir o exemplo e, pelo menos, dar uma parada nos pêlos. Adoro quando percebo que ele tomou esse tipo de cuidado.

12. Interromper tudo para ir ao banheiro é o fim do mundo, eles precisam entender que demoramos para pegar embalo. Por isso, é melhor aproveitar a temperatura mais caliente.

13. Quando o cara conhece umas posições diferentes e ensina como ficar nelas, acho o máximo. Sinto segurança e me entrego completamente.

14. Perco os sentidos quando meu namorado me coloca de costas e começa a dar uns puxõezinhos de leve no meu cabelo. Mas tem que ter cuidado para não me deixar com dor-de-cabeça.

15. É muito gostoso quando ele começa a falar umas bobagens no meu ouvido, principalmente quando eu tenho que responder, seja com palavras ou com algum gesto.

16. Deixar umas bebidas à disposição é muito bom. Às vezes, estou me sentindo meio travada e, basta tomar uns goles, que tudo se resolve.

17. Fico excitada quando ele dá um jeito de me irritar, critcando alguma coisa que fiz ou reclamando do tempo que demoro para me vestir, por exemplo. A gente briga feio e, de repente, ele me agarra e tudo se resolve.

18. Pequenas mordidinhas, em lugares onde não consigo enxergar, me deixam louca. Atrás da coxa, no bumbum e nas costas, perto do ombro, são meus lugares favoritos.

19. Adoro quando ele esfria a boca com umas pedras de gelo e, depois, vem me beijar. O choque de temperatura entre minha pele e a língua dele me deixa toda arrepiada.

20. Gosto quando ele faz mil peripécias nas preliminares e, depois de abusar da criatividade, coloca uma venda nos meus olhos e me obriga a ficar quietinha, esperando que ele tome conta da situação.

21. Uma vez, meu namorado amarrou minhas mãos e não me deixou fazer nada, nem tirar a roupa. Ele fazia tudo bem devagarinho, demorando uma hora para abrir cada botão da minha blusa. Nem preciso dizer que, quando não restava mais nada e ele me soltou, parti para cima com o maior tesão do mundo.

22. Escolher a música certa é aposta garantida para um clima fervilhante. Mas nada daquela chateação de ficar trocando o CD ou pulando os arquivos, o cara precisa pensar nisso tudo antes e já montar uma seleção na ordem correta.

23. Esquentar o clima numa banheira com água bem morninha é muito bom. Ajuda a relaxar e transforma até um papai-e-mamãe numa brincadeira superinteressante.

24. Ganhar carinho depois de tudo é muito bom, fico me sentindo querida e ainda mais desejada. O cara mostra que não é homem para uma noite só e isso me incentiva a pensar em maneiras de incendiar nossas ficadas.

25. Adoro usar espartilho, porque me sinto mais sensual. Acho incrível quando meu namorado vai tirando cada peça e comentando, no meu ouvido, como fico bem com elas.

26. Com as luzes totalmente apagadas, enlouqueço quando ele resolve brincar de esconde-esconde. No nosso jogo, quem conseguir encontrar o outro tem a direito a fazer um pedido que será atendido imediatamente.

27. Joguinhos de sedução sempre me deixam mais acesa. Às vezes, marco de sair com meu namorado e, durante o caminho, ele fica me mandando mensagens picantes pelo celular. Na maioria das vezes, demoramos um pouco para pôr os pés fora de casa.

28. Fomos jantar na casa dos pais dele contra minha vontade, porque detesto minha sogra. Mas, mal sabia, que ele tinha me reservado uma surpresa. No meio da noite, demos um jeito de escapar para o quarto que era dele na infância. Lá, ele tinha montado um esquema genial, com um monte de flores espalhadas na cama e no chão. Acho que nunca senti tanto apetite na minha vida.

29. Filmes pornôs normalmente são insuportáveis, mas uma boa hsitória erótica é sensacional para ativar a libido. Normalmente, elas rendem boas inspirações para o resto da semana.

30. Para a transa funcionar, o cara tem que olhar nos meus olhos. Se ele fica disfarçando, acho que ele está com o pensamento nas nuvens e não consigo me envolver. E, fechar os olhos, só quando já está quase chegando lá.

31. Apimentar o sexo oral é sempre legal, gosto quando o cara chupa um drops extra-forte e, depois, toma um gole de água. É parecido com gelo, mas um pouco mais excitante.

32. Passar uma camada bem fininha de óleo de massagem (e transar com ele espalhado pelo corpo) é de enlouquecer. Mas tem que ser aqueles produtos cheirosinhos, ou a gente se sente um verdadeiro pote de margarina.

33. Na hora h, gosto quando o cara comenta (em voz baixa), como é gostoso o movimento que estou fazendo. Esse tipo de elogio faz com que eu me empenhe ainda mais para agradar.

34. Vou ao delírio quando, antes de tirar minha calcinha, o cara fica brincando com ela. Vale puxar as alcinhas, brincar com os lacinhos, puxar para um dos lados, acho que é uma das coisas que mais me deixa excitada.

35. Dançar só de camisola, bem agarradinhos, é uma delícia. Num dia bem frio, já estava deitada com meu marido. De repente, ele se levantou e ligou o som com uma música bem sexy. Foi até a cama e me puxou (nem tive tempo de reagir) e começamos a dançar, bem coladinhos. Antes da música acabar, já tínhamos voltado para a cama. Só que, desta vez, dispensamos o edredon.

36. Gosto quando o cara me deixa ficar por cima durante toda a transa. Melhor ainda quando ele me deixa fazer as coisas no meu ritmo e dá sinais de que está curtindo.

37. Iniciativas ousadas são sempre as melhores, mas o cara precisa segurar a onda e insistir. Teve um dia que fui a um bar e fiquei trocando olhares com o vocalista da banda que estava tocando. Num dos intervalos, a gente se encontrou na pista, ele me reconheceu e, num puxão forte, segurou no meu braço e me levou até o banheiro de deficientes. O perigo de sermos descobertos transformou aquela rapidinha numa transa inesquecível.

38. Odeio calcinhas que marcam a roupa e, às vezes, saio sem. Numa ocasião dessas, coloquei uma saia e, no restaurante, avisei meu namorado que estava sem roupa íntima. Ele foi o máximo! Com muito cuidado, aproximou a cadeira da mesa, levantou a perna e começou a se esfregar em mim. Mas me fiz de difícil e fiz com que ele esperasse pela refeição completa, com direito a duas sobremesas - a segunda, no motel.

39. Meu namorado é super-romântico e adora levar meu café-da-manhã na cama, quando dormimos juntos. Teve um dia, que ele preparou o meu suco preferido: abacaxi com hortelã e, na hora de pôr a bandeja no meu colo, acabou derrubando tudo em cima de mim. Em poucos segundos, ele resolveu a situação e, com muita disposição, começou a lamber todo o líquido derramado.

40. Eu sou vidrada em tatuagens, mas meu namorado detesta. Um dia, no entanto, ele me surpreendeu. Chegou em casa dizendo que tinha feito duas, bem pequeninhas, em lugares inusitados. Para encontrar, eu ia dizendo as regiões do corpo e ele respondia se estava quente ou frio. Quando a temperatura subia, ele me recompensava com bons amassos até que, no final, desisti de descobrir onde estavam as tatuagens. Chegar perto ficou muito mais divertido.

41. Na maioria dos meus looks, incluo uma meia-calça - uma peça simples que deixa as pernas muito mais sensuais, na minha opinião. Mas meu namorado detesta e nem encosta nas minhas pernas quando estou de meia. Num dia de revolta, ele partiu para cima de mim no carro e rasgou a meia inteira com as mãos. Fiquei boquiaberta e reagi na hora, precisamos até parar no acostamento.

42. Gosto muito de brincar com aqueles dadinhos do amor. Minha melhor experiência aconteceu quando meu namorado levou um amigo para jogar com a gente e me deixou livre para escolher com qual dos dois queria cumprir o destino surgido a cada arremesso. Nossa relação ficou muito mais forte depois daquele dia.

43. Tive um ex que me achava parecida com a Mel Lisboa, que eu acho linda. Num dia, ele apareceu em casa com a Playboy dela e sugeriu que a gente imitasse as poses da revista. Para ele me fotografar. Fiquei me sentindo uma diva.

44. Provocar (e ver que as provocações estão surtindo efeito) é uma das melhores sensações de esquenta. Depois do banho, levo horas passando cremes pelo corpo e, quando meu namorado está em casa, faço isso em posições para lá de insinuantes. Vou às estrelas no momento em que ele não agüenta mais olhar e parte para cima.

45. No meu caso, paciência é fundamental. Na primeira vez que saí com meu atual namorado, foi incrível: a gente tomou um banho delicioso na hidro, com muita espuma, depois ele fez massagem no meu corpo todo e, quando a gente não aguentava mais segurar, ficamos juntos. Foi a melhor noite da minha vida.

46. Preciso sentir o cara por inteiro junto comigo. Adoro quando, em vez de ficar passeando com a mão, ele segura firme na minha cintura e vai apertando e soltando meu quadril de acordo com os movimentos que a gente faz.

47. Homem que grita ou fala palavrão na cama é um horror. Adoro quando o cara sabe falar umas sacanagens, mas tem que ser baixinho e no meu ouvido. Uns gemidos na hora certa também empolgam.

48. Sugerir novas posições é um jeito diferente de mostrar que está a fim. Para mim, quando o cara faz isso, mostra que ficou pensando no momento que a gente ia ficar juntos de novo e arrumou uma maneira de transformar aquilo num encontro único. Ah, mas não precisa ser uma pose de contorcionista ou a gente corre o risco de se machucar e acabar não fazendo a parte mais divertida do exercício.

49. Alguns sabores abrem o apetite. Na minha lista, chocolate e champagne estão no topo. Uma calda bem cremosa, espalhada pelo corpo, atiça qualquer libido. E a bebida mata a sede, depois do esforço.

50. Ganhar presentes é ótimo em qualquer situação, mas receber um conjunto de lingerie ou uma camisola supersexy (e ter a chance usar em seguida) é uma delícia. Meu namorado sempre faz isso e já sabe vestir e arrancar meus sutiãs melhor do que eu.

51. Perfumes me deixam louca, adoro quando dou a sorte de ficar com um cara muito cheiroso que, só de me abraçar, já transfere aquele cheiro para mim. Grudo nele e só me separo quando o suor é tanto que não conseguimos mais ficar agarrados.

52. A nuca, para mim, é uma zona mágica. Meu namorado já descobriu e aproveita. Ás vezes, estamos num bar e ele esfrega um copo com drink bem gelado no meu pescoço. Fico toda arrepiada. A seqüência inclui esfregadinhas com os dedos até chegar no delírio absoluto, quando ele me beija com todos movimentos e velocidades possíveis de que uma língua é capaz.

53. Fico superexcitada quando, antes de transar, meu namorado permite que eu fique me arrastando inteira sobre o corpo dele, sentindo o toque das pernas, do peito, dos braços com outras partes do meu corpo, além da mão. São outros tipos de toque, que revelam o grau da nossa intimidade.

54. Gosto quando dou sorte de sair com caras que não tenham preconceito quando a mulher toma a iniciativa. Meu ex-namorado sempre elogiava minha ousadia e, com isso, eu vivia pesquisando coisas novas para a gente experimentar.

55. Viver personagens na cama me leva à loucura. Usando fantasias e sendo chamada por um nome que não é meu, adquiro uma personalidade nova e fico muito mais descontraída. Mas prefiro quando o homem toma a iniciativa e providencia todos os preparativos.

56. Adoro dar ordens e ser obedecida, claro. Na hora H, meu namorado segue direitinho a minha cartilha, beijando, apalpando e esfregando onde eu quero e do jeito que eu peço.

57. Deixar o computador num ângulo em que a webcam possa captar todas as nossas pegadas me deixa louca. Costumo gravar tudo e assistir em seguida. É ótimo para aprimorar o desempenho - e para receber elogios também.

58. Acho as velas um item bastante romântico, gosto de transar com a luz apagada e algumas chamas espalhadas pelo quarto, em locais estratégicos. Quando o clima está pegando fogo, vou ao delírio se o cara pega uma delas e pinga umas gotinhas de cêra na minha barriga ou nas minhas costas. Mas tem que ser de surpresa para fazer efeito.

59. Um bom colo, com carinho e uma pegada forte, é meio caminho andado para uma transa inesquecível. Se o cara tiver mesmo a manha, tudo se resolve ali mesmo, sentados (e com muito conforto).

60. O meu maior afrodisíaco chama-se ciúmes. Ainda não consegui ficar com nenhum cara que topasse outro homem na nossa cama. Então, normalmente, faço a festa quando meu namorado aceita que eu fique usando uns brinquedinhos na frente. Se ele me der uma mãozinha, então...

61. Este é meu teste para saber se vale a pena investir no cara. A gente começa as preliminares na sala e, enquanto isso, deixo o ar condicionado do quarto no mínimo. Quando nós dois já estamos para explodir, arrasto ele para a cama e continuamos o namoro por lá. No meu teste, são aprovados os homens que não me deixam sentir frio.

62. Em casa, meu namorado dorme separado de mim por impsição dos meus pais. Mas, no meio da noite, ele escapa e vem parar na minha cama. Transamos sem fazer o menor ruído. A sensação de perigo e a obrigação de ficar quietos aumentam nossa tensão - e o meu tesão.

63. Uma mordida no lugar certo é uma delícia, desperta um instinto animal que, normalmente, eu não revelo nem sob pressão. Onde é o lugar certo? Dependo do cara e da posição em que ele me pega.

64. Bancar a streaper é muito legal, desde que o cara aceite as regras e espere o momento de agir. Vale rebolar na frente dele, esfregar as pernas e insinuar depravações. Mas ele tem que assistir a tudo quietinho. Quando eu também não agüento mais esperar, dou o sinal verde.

65. Depois que consigo intimidade, gosto de amarrar as mãos dele e as minhas. Assim, sem o apoio delas, temos de dar um jeito de encontrar um encaixe que funcione perfeitamente. Até hoje, nunca falhou.

66. Aguçar a percepção dele é diversão certa na minha cama. Coloco uma faixa nos olhos dele e deixo uma série de frutas, sucos e comidinhas por perto. Passo os ingredientes no meu corpo e peço que ele prove. Até adivinhar que sabor está degustando. Depois disso, é a vez de estimular o meu tato. Fico com os olhos vendados e ele desliza, pelo meu corpo todo, esponjinhas, toalhas e tecidos umedecidos numa solução de água morna e essências perfumadas.

67. Contos eróticos são munição certa para a nossa imaginação. Gosto quando, à noite, meu namorado abre um dos meus livros (tenho pilhas deles) e começa a ler um trecho. A gente começa mordendo os lábios, vai chegando mais perto, mexendo as mãos... mas só deixo que ele parta para a definitiva quando o capítulo termina - a essa altura, já estou a mil quilômetros por segundo.

68. Sem pressa, é o máximo quando meu namorado consegue tirar minha roupa só usando a boca e os dentes. Para deixá-lo mais animadinho, prefiro usar uma saia nesses dias - afinal, se o desespero for muito (ou a habilidade for pouca), conseguimos continuar a aventura sem decepção.

69. Verdade imbatível: adoro os homens que são (ou parecem) insaciáveis. Não existe nada pior do que o terrível cigarro com soninho após uma transa, por mais maravilhosa que seja. Se o cara cansar mesmo, que pelo menos guarde o mínimo de energia para fazer carinho em mim, até que dois adormeçam.
Fonte Minha Vida

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Imagens engraçadas/curiosas - 14/08/2008


Via Knuttz/Ueba

Grécia - Imagens lindas, viagem de sonho

Clique na imagem abaixo para conferir...

Christiane F. voltou às drogas, dizem jornais alemães

A alemã Christiane Felscherinow - protagonista do best-seller da década de 70, Eu, Christiane F., 13 anos, drogada, prostituída - voltou a ganhar destaque na imprensa alemã por, supostamente, ter voltado ao vício, aos 46 anos de idade.

Uma reportagem do tablóide berlinense B.Z. diz que a recaída foi um dos motivos que levou as autoridades do país a assumir a guarda do filho de Christiane, de 11 anos.

De acordo com o jornal, o menino está morando em um abrigo para crianças nas redondezas de Berlim. As autoridades estudam entregar o garoto à avó materna dele, e Christiane poderá visitá-lo regularmente.

Christiane F. tomou a primeira dose de heroína aos 13 anos e aos 14 começou a se prostituir para sustentar o vício.

Fuga
O novo drama de Christiane teria começado no começo desse ano, quando ela e o namorado decidiram emigrar para Holanda, levando o menino. Ao tomar conhecimento do plano, o juizado de menores tomou a criança da mãe, com ajuda de policiais. Pouco tempo depois, ela seqüestrou o próprio filho e fugiu para Amsterdã. Na capital holandesa, Christiane teria voltado a consumir heroína.

Após brigar com o namorado, a alemã voltou no fim de junho à Alemanha e, ainda no trem, entregou seu filho à Polícia Federal alemã. Segundo a imprensa local, amigos e conhecidos contam que Christiane tem buscado as antigas amizades da época das drogas, passa a noite na casa de amigos e freqüenta uma praça de Berlim famosa como ponto de venda de entorpecentes.
O tablóide Bild cita a mãe de Christiane, que teria visitado o neto duas vezes no abrigo infantil. Ela se disse “chocada” com a situação e não sabe o que fazer para ajudar a filha.

De acordo com o periódico, o juizado afirmou que a criança só poderá voltar ao convívio da mãe caso Christiane supere seus problemas psiquiátricos e a dependência de drogas.

Recaídas
Após uma trajetória de repetidas tentativas de desintoxicação, a alemã parecia ter vencido a luta contra as drogas apesar de ter admitido, durante uma entrevista à televisão alemã em maio do ano passado, que temia “recaídas”. Christiane ainda disse que ingeria com freqüência a metadona, um medicamento usado na terapia para dependentes de heroína. "Tomo diariamente uma dose pequena", afirmou, contando ter medo de enfrentar novos problemas que a impedissem de criar seu filho. “De outra forma, não sei o que aconteceria", disse Christiane F. na época. "A metadona é para mim uma segurança, para que eu não caia num buraco."

Desempregada, dizia ainda se sentir à margem da sociedade, tendo como sua principal fonte de renda o dinheiro que recebe mensalmente pelos direitos do romance que a tornou famosa.
BBC

Arquitetura & Urbanismo - Edição 173 (08/2008)

Depois de vencer o câncer, paciente precisa de reforço emocional para voltar à rotina

Especialistas dão dicas para que a retomada ocorra de forma natural, sem pressões

O enfrentamento da doença é tão torturante que a vitória acaba ganhando a maior parte da atenção. Mas, mesmo depois de vencer o câncer, o paciente continua precisando de cuidados especiais, física e emocionalmente. Não importa o tipo de tumor, o corpo fica debilitado e exige um acompanhamento cauteloso , afirma o oncologista Murilo Buso, do Centro de Câncer de Brasília (Cettro). Cada caso envolve variáveis específicas, desde o tipo e a extensão da doença até as drogas e a terapia empregadas no combate. A idade e as condições clínicas também inferem bastante no sucesso do tratamento , afirma o médico.

Ele lembra que o câncer não é uma doença exatamente, mas sim um grupo variado delas, que têm em comum o crescimento desordenado e maligno de células que invadem os tecidos e órgãos, podendo espalhar-se (metástase) para outras regiões do corpo. De toda forma, uma dieta saudável e balanceada é essencial na recuperação.

Os casos em que há cirurgia ou consumo de medicamentos muito tóxicos podem pedir algumas restrições no cardápio. Mas, em geral, as recomendações prezam pelo consumo de alimentos com rápida digestão e fracionamento das refeições ao longo do dia. Também é bom evitar alimentos gordurosos e muito quentes , afirma o médico. De acordo com ele, essa é uma fase muito sensível, e a supervisão de um especialista, para prescrever uma dieta com todos os nutrientes necessários, pode acelerar a recuperação da saúde. Uma boa pedida são os sorvetes, que alimentam e são bem tolerados mesmo entre quem sofre com as náuseas e feridas na boca.

Vencer a doença e voltar imediatamente à ativa, no entanto, está longe de ser a regra. Isso acontece aos poucos , afirma a psicóloga Cristiane Decat, também do Cettro. Isso porque o sofrimento não vem apenas da doença em si, mas dos próprios tratamentos, normalmente marcados pelos efeitos colaterais. É comum observar seqüelas emocionais e mudanças no estilo de viver do paciente e da família , emenda o oncologista.

A oncologista clínica Patrícia Andrade Brandalise, gerente médica oncologia do Laboratório Eli Lilly do Brasil aponta que a recuperação total dos efeitos da quimioterapia e radioterapia, por exemplo, leva de três a seis meses. No caso de cirurgias (como a retirada da mama ou cirurgias torácicas), a recuperação pode pedir mais tempo ainda , afirma.
Já a imunidade é normalizada após cerca de um mês livre de quimioterapia ou radioterapia (desde que não haja complicações, como a neutropenia ou queda dos glóbulos brancos. Os exercícios físicos são de grande ajuda nesta fase, porque garantem disposição extra para suportar o tratamento. Só precisam ser leves e feitos sob supervisão , afirma Patrícia.

Para amenizar um pouco os traumas deixados pelo câncer, a terapia é uma boa opção. O amparo emocional alivia angústias e o medo da doença , diz a psicóloga. A ajuda psicológica também é útil no tratamento e no diagnóstico, reduzindo a depressão, a ansiedade e o que chamamos de transtorno de ajustamento (quando uma mudança muito violenta dificulta a interação social) .

Esse acompanhamento também dá força aos pacientes que temem, a qualquer momento, a volta da doença. Pacientes que sofreram com câncer de mama, por exemplo, costumam tomar um medicamento que evite novos tumores até cinco anos depois de eliminado o problema. Em outros casos o acompanhamento é feito por exame clínico, de imagem e de sangue , afirma Patrícia Brandalise. As visitas ao médicos acontecem a cada três meses no primeiro ano após o fim da doença, diminuindo para intervalos semestrais do segundo ao quinto ano. E, se estiver tudo bem, basta uma consulta anual daí em diante , afirma a especilista.

Tudo isso, entretanto, nem sempre basta para afastar o pânico em algumas pessoas. Trata-se de um medo muito comum, que atrapalha a retomada das atividades e causa sofrimento mesmo quando já houve alta , afirma Cristiane. A psicóloga ressalta que, no período imediatamente posterior ao fim da doença, a terapia produz os efeitos mais positivos. A ocasião precisa ser marcada por uma forte sensação de apoio ao paciente. Em geral, ele está muito abalado pelas perdas vividas (sociais e até no próprio corpo) e, caso tenha o emocional bem trabalhado, retorna melhor ao dia-a-dia e percebe que sempre há chance de fazer novas escolhas e recomeçar .

O segredo para ter sucesso na retomada é cultivar a paciência. Muitas vezes, o vigor físico volta melhor do que antes. O sujeito passa a se cuidar mais e a levar uma vida mais saudável. Muitos pacientes admitem que o câncer serviu como um marco, provocando uma reavaliação dos hábitos e dando o pontapé necessário para uma rotina física e psicológica mais equilibrada , diz a oncologista Patrícia Brandalise.
Fonte Minha Vida

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Imagens engraçadas/curiosas - 13/08/2008

Clique na imagem abaixo para ver as fotos

Via Knuttz/Ueba

Popular Photography (09/2008)

By Antfer

Posters, muitos posters porretas!!!

Mundo dos Super-Heróis - Edição 10 (05 e 06/2008)

Animais

Revista Super Interessante - Agosto de 2008

By Guardian

Jornal O Estado de SP em PDF, Quarta, 13 de Agosto de 2008

Via Downloadscopyleft

Especialistas alertam sobre alergia a tatuagem de hena 'turbinada'

Aditivo colocado no corante para torná-lo mais escuro pode produzir bolhas e marcas.
Tratamento é viável, mas o melhor é usar hena sem adição de outras substâncias.
Nicholas Bakalar
Do 'New York Times'
entre em contato

Tatuagens de hena são amplamente disponíveis e geralmente inofensivas. Mas certos tipos podem causar uma forte reação alérgica. A hena é um uma tintura vegetal que pode ser marrom, vermelha ou verde, e desbota em uma questão de dias. Mas, para produzir uma coloração mais escura, alguns tatuadores adicionam um composto químico chamado parafenilenodiamina, ou PPD (na sigla em inglês). A FDA, agência que regula fármacos e alimentos nos EUA, diz que o único uso legalizado para o PPD é como tintura de cabelo.
Beleza da tatuagem pode dar lugar a marcas
(Foto: Sociedade Médica de Massachusetts/NYT)

Uma cidadã do Kuwait de 19 anos, que teve uma tatuagem temporária aplicada em um casamento há oito dias, foi afligida com bolhas nas mãos. Ela foi tratada com tópicos corticosteróides.

“As bolhas duraram uma semana e deixaram uma pigmentação escura que levará seis meses ou mais para desaparecer”, diz Colby C. Evans, dermatologista do Texas e co-autor de um artigo sobre o assunto publicado na edição de 6 de agosto da revista especializada "New England Journal of Medicine".

E a hena sem PPD é mais segura? “Já foram relatados casos de alergia à própria hena, mas é raro de acontecer”, diz Evans. “Já a alergia ao PPD é extremamente comum.”
Fonte G1

Gazeta Mercantil em PDF, Quarta, 13 de Agosto de 2008

Via Downloadscopyleft

Celebrity Solstice

O Celebrity Solstice é um navio de cruzeiro construído na Alemanha que entrará em serviçoç ainda este ano. Ele ainda terá mais quatro versões: Celebrity Equinox, Celebrity Eclipse, e dois ainda sem nome, todos entrarão em serviço em 2009, 2010, 2011 e 2012, respectivamente. O Celebrity Solstice será o maior navio de cruzeiro construído na Alemanha.clique na imagem abaixo para conferir.

terça-feira, 12 de agosto de 2008

Jornal O Estado de SP em PDF, Terça, 12 de Agosto de 2008

Via Donwloadscopyleft

Gazeta Mercantil em PDF, Terça, 12 de Agosto de 2008

Via Donwloadscopyleft

Casamento

Meus amigos separados não cansam de me perguntar como eu consegui ficar casado trinta anos com a mesma mulher.

As mulheres, sempre mais maldosas que os homens, não perguntam a minha esposa como ela consegue ficar casada com o mesmo homem, mas como ela consegue ficar casada comigo.

Os jovens é que fazem as perguntas certas, ou seja, querem conhecer o segredo para manter um casamento por tanto tempo.

Ninguém ensina isso nas escolas, pelo contrário. Não sou um especialista do ramo, como todos sabem, mas, dito isso, minha resposta é mais ou menos a que segue.
Hoje em dia o divórcio é inevitável, não dá para escapar. Ninguém agüenta conviver com a mesma pessoa por uma eternidade. Eu, na realidade, já estou em meu terceiro casamento - a única diferença é que me casei três vezes com a mesma mulher. Minha esposa, se não me engano, está em seu quinto, porque ela pensou em pegar as malas mais vezes do que eu.

O segredo do casamento não é a harmonia eterna. Depois dos inevitáveis arranca-rabos, a solução é ponderar, se acalmar e partir de novo com a mesma mulher. O segredo no fundo, é renovar o casamento, e não procurar um casamento novo. Isso exige alguns cuidados e preocupações que são esquecidos no dia-a-dia do casal. De tempos em tempos, é preciso renovar a relação. De tempos em tempos, é preciso voltar a namorar, voltar a cortejar, voltar a se vender, seduzir e ser seduzido.

Há quanto tempo vocês não saem para dançar? Há quanto tempo você não tenta conquistá-la ou conquistá-lo como se seu par fosse um pretendente em potencial? Há quanto tempo não fazem uma lua de mel, sem os filhos eternamente brigando para ter a sua irrestrita atenção?

Sem falar nos inúmeros quilos que se acrescentaram a você, depois do casamento. Mulher e marido que se separam perdem 10 quilos num único mês, por que vocês não podem conseguir o mesmo? Faça de conta que você está de caso novo. Se fosse um casamento novo, você certamente passaria a freqüentar lugares desconhecidos, mudaria de casa ou apartamento, trocaria seu guarda-roupa, os discos, o corte de cabelo e a maquiagem. Mas tudo isso pode ser feito sem que você se separe de seu cônjuge.

Vamos ser honestos: ninguém agüenta a mesma mulher ou marido por trinta anos com a mesma roupa, o mesmo batom, com os mesmos amigos, com as mesmas piadas. Muitas vezes não é sua esposa que está ficando chata e mofada, são os amigos dela (e talvez os seus), são seus próprios móveis com a mesma desbotada decoração. Se você se divorciasse, certamente trocaria tudo, que é justamente um dos prazeres da separação. Quem se separa se encanta com a nova vida, a nova casa, um novo bairro, um novo círculo de amigos.

Não é preciso um divórcio litigioso para ter tudo isso. Basta mudar de lugares e interesses e não se deixar acomodar. Isso obviamente custa caro e muitas uniões se esfacelam porque o casal se recusa a pagar esses pequenos custos necessários para renovar um casamento. Mas, se você se separar, sua nova esposa vai querer novos filhos, novos móveis, novas roupas, e você ainda terá a pensão dos filhos do casamento anterior.

Não existe essa tal "estabilidade do casamento", nem ela deveria ser almejada. O mundo muda, e você também, seu marido, sua esposa, seu bairro e seus amigos. A melhor estratégia para salvar um casamento não é manter uma "relação estável", mas saber mudar junto. Todo cônjuge precisa evoluir, estudar, aprimorar-se, interessar-se por coisas que jamais teria pensando fazer no início do casamento. Você faz isso constantemente no trabalho, por que não fazer na própria família? É o que seus filhos fazem desde que vieram ao mundo.

Portanto, descubra o novo homem ou a nova mulher que vive ao seu lado, em vez de sair por aí tentando descobrir um novo e interessante par. Tenho certeza de que seus filhos os respeitarão pela decisão de se manterem juntos e aprenderão a importante lição de como crescer e evoluir unidos apesar das desavenças. Brigas e arranca-rabos sempre ocorrerão: por isso, de vez em quando é necessário casar-se de novo, mas tente fazê-lo sempre com o mesmo par.
Stephen Kanitz
Via Amigos do Freud

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Imagens engraçadas/curiosas - 11/08/2008


Via Knuttz/Ueba


Petrobras tem lucro recorde de R$ 8,78 bilhões no 2º trimestre

Resultado supera a marca histórica anterior, obtida no 4º trimestre de 2005.
Na comparação com igual período do ano passado, alta foi de 29%.

Maiores preços e vendas garantiram à Petrobras um lucro recorde de R$ 8,78 bilhões no segundo trimestre de 2008, divulgou a estatal nesta segunda-feira (11).

O resultado representa uma alta de 29% em relação ao resultado registrado há um ano, R$ 6,8 bilhões. O resultado ficou acima da previsão média dos analistas de mercado, que previam um resultado positivo próximo de R$ 7,9 bilhões.

No semestre, o lucro da empresa passa de R$ 15,7 bilhões, em razão do resultado positivo de R$ 6,925 bilhões no primeiro trimestre de 2008. O resultado do 2º trimestre também supera o lucro de R$ 8,141 bilhões obtido no quarto trimestre de 2005, recorde da companhia até então.

A empresa também apresentou recorde no Ebitda (lucro antes de impostos, juros, amortizações e depreciações) do semestre, que chegou a R$ 32 bilhões e foi 26% maior em relação ao primeiro semestre do ano passado.

A receita operacional líquida subiu 26% nos primeiros seis meses do ano na comparação anual, em decorrência do maior volume de vendas e da elevação dos preços médios do petróleo e derivados.
  • Situação atual
No dia, as ações da Petrobras tiveram um resultado negativo por conta do enfraquecimento geral dos preços das commodities - as ações preferenciais da companhia fecharam a R$ 32,70, com baixa de 2,53% nesta segunda-feira (11). O petróleo recuou, fechando na casa de US$ 114 por barril em Nova York.

Em nota, a companhia diz ter apresentado aumento de 87% em seu valor de mercado, que atingiu R$ 457 bilhões. A mudança teria se dado especialmente por conta das descobertas de gás e petróleo leve na região do pré-sal, na Bacia de Santos, e da perpectiva de crescimento da produção. A alta internacional do petróleo, agora em processo de reversão também, teria contribuído.
  • 'Satisfação'
Além do elevado preço do petróleo no mercado internacional, a estatal reajustou o preço da gasolina e do diesel em maio de 2008, o que ajudou nos ganhos, de acordo com analistas. "É com grande satisfação que apresento o maior lucro líquido trimestral da história da companhia", comentou o presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, em um comunicado distribuido à imprensa.

Segundo nota da Petrobras, a produção de derivados no Brasil apresentou um aumento de 1% no semestre de 2008, na comparação com igual período do ano passado. Entre janeiro e junho, a utilização da capacidade instalada aumentou quatro pontos percentuais, alcançando a taxa de 93%, fruto de menor quantidade de redução de paradas programadas, de acordo com a companhia.
  • Produção
A média diária de produção de óleo e gás da Petrobras aumentou 4% no segundo trimestre em relação ao mesmo período do ano passado, atingindo 2,389 milhões de barris de óleo equivalente por dia.

O aumento ocorreu em razão da entrada em produção dos navios-plataforma, que produzem petróleo e gás FPSO, Cidade do Rio de Janeiro (Campo de Espadarte) e Cidade de Vitória (Golfinho) e das plataformas P-52 e P-54 (Roncador). O adicional de produção compensou o declínio natural dos campos maduros.

Até a virada do ano, a Petrobras espera a entrada em produção de três novos grandes sistemas para os campos de Jabuti, Marlim Sul e Marlim Leste. Com isso, serão adicionados à capacidade de produção da empresa mais 460 mil barris por dia.

(Com informações da Reuters e da Agência Estado)
Fonte G1

Revista Veja - Edição n. 2073 - 13 Agosto 2008


Rapidshare
Easyshare

By Radis_2004

Isto É Dinheiro - Edição 567 (13/08/2008)

Gravuras interessantes e assustadoras de meninas fantasmas.

Clique na imagem abaixo para ver que beleza.

Lazer Gelado - Apresentação

Clique aqui e veja esta apresentação feita com o Microsoft Power Point. Aguarde alguns instantes enquanto as imagens são carregadas, ou, se preferir, salve-a em seu computador.

Para ver essa apresentação é necessário ter instalado o programa Microsoft PowerPoint, que está no pacote Microsoft Office, ou o programa Visualizador do PowerPoint (para download gratuito clique aqui).

Revista Exame - Edição 924 -13/08/2008