sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Imagens engraçadas/curiosas - 17/10/2008


Via Knuttz/Ueba

Petrobras: produção de petróleo no Brasil foi recorde em setembro

Em relação ao mesmo mês de 2007, alta foi de 7,26%.
Na comparação com agosto, alta foi de 1%, segundo a empresa.

A Petrobras divulgou nota na noite desta sexta-feira (17) afirmando que a produção de petróleo nos campos da empresa no Brasil atingiu o recorde mensal com a extração média de 1,897 milhão de barris por dia, superando em 12,4 mil barris, ou 1%, o resultado do mês anterior. Em relação a setembro de 2007, a alta foi de 7,26%, de acordo com a empresa.

De acordo com o comunicado, a soma dos volumes de petróleo e gás natural dos campos nacionais e internacionais da companhia ficou em 2,45 milhões de barris de óleo equivalente por dia em setembro, o que significa estabilidade em relação ao mês anterior e crescimento de 7,6% sobre o mesmo mês de 2007.

Quando considerada somente a produção total de petróleo, a Petrobras extraiu 2,023 milhões de barris ao dia em seus campos brasileiros e de outros nove países. A quantidade significa alta de 6,6% sobre o ano passado e de 0,7% em relação a agosto.
Fonte G1

Modern design architecture & art 10-2008

Legumes estranhos dá nessa horta

Desenho animado no mundo real

Mortal para frente

Fotos retocadas - Haja Photoshop

Sony Bravia - Cidade Dominó

Fotos do sol, em período de forte atividade

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Imagens engraçadas/curiosas - 16/10/2008

Clique na imagem abaixo e veja.

Via Knuttz/Ueba

Isto É Gente - Edição 475 (13/10/2008)

Para ver e Ouvir

Clique aqui ou na imagem acima e veja e ouça esta apresentação feita com o Microsoft Power Point. Aguarde alguns instantes enquanto as imagens são carregadas, ou, se preferir, salve-a em seu computador.

Para ver essa apresentação é necessário ter instalado o programa Microsoft PowerPoint, que está no pacote Microsoft Office, ou o programa Visualizador do PowerPoint (para download gratuito clique aqui).

Conheça as 10 principais diferenças nos cuidados com as peles branca e negra

Oleosidade, acne, rugas e manchas e outros itens que pedem tratamentos específicos
A beleza de Alícia, personagem de Thais Araujo na trama da Globo durante o horário nobre, tem chamado a atenção. A personagem tem muito estilo, além de um cabelo e pele impecáveis. O segredo? Cultivar cuidados específicos. A pele negra e a branca têm características diferentes e, portanto, precisam de cuidados diferentes , afirma a dermatologista Carla de Albuquerque, da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

A seguir, a especialista apresenta os dez pontos que mais demandam atenção nos hábitos diários de beleza e saúde da pele, ensinando o que você pode fazer para prevenir e tratar problemas como rugas, manchas, oleosidade e flacidez, de acordo com o seu tipo de pele.

1. Proteção solar
Pele negra: a pele negra contém maior quantidade de melanina, o que confere uma maior proteção natural contra a radiação solar. Por outro lado, a tendência a manchas também é maior. Dessa forma, é importante, o uso diário de fotoprotetor em todas as áreas expostas da pele, mesmo na pele negra, com FPS 15, no mínimo

Pele branca: sem dúvida alguma, é a pele mais susceptível aos efeitos nocivos da radiação solar. Uso diário de fotoprotetor com FPS 30 em todas as áreas expostas é o mínimo recomendado.

2. Oleosidade
Pele negra: Os negros, geralmente, têm a pele do corpo mais ressecada e a pele facial mais oleosa, embora isso possa variar de pessoa para pessoa. Daí, a necessidade de usar produtos diferentes para hidratar face e corpo.

Pele branca: tende a ser mais equilibrada em termos de hidratação, mas isso também não é regra. A oleosidade, tanto da pele branca quanto da pele negra, depende também de vários outros fatores, como idade, alterações hormonais, hábitos de vida e problemas de saúde.

3. Formação de acne
Pele negra: devido à maior oleosidade da pele, as pessoas de pele negra são mais atingidas pela acne. O tratamento, nos dois tipos de pele, depende do grau da acne, podendo ir desde tratamentos tópicos até via oral com isotretinoina (roacutan).

Pele branca: tende a ser um pouco menos oleosa que a pele negra. No entanto, a acne depende de muitos outros fatores e não apenas a cor da pele. Por isso, também ocorre com bastante freqüência em pessoas de pele clara.

4. Rugas
Pele negra: a pele negra possui maior quantidade de melanina do que a pele branca. Isso resulta em uma maior proteção natural ao sol e, conseqüente, menor grau de fotoenvelhecimento (envelhecimento precoce causado pelo sol). Na pele negra, devemos evitar peelings profundos e lasers, devido ao risco de manchar a pele.

Pele branca: a pele branca tende a desenvolver rugas mais precocemente do que a pele negra por ter menor quantidade de melanina. A pele clara pode ser submetida a todos os tratamentos anti-idade, inclusive lasers e peelings profundos.

5. Formação de manchas
Pele negra: a maior quantidade de melanina e o aumento da ação dos melanócitos (células que produzem a melanina) podem resultar numa maior facilidade para desenvolver manchas. Um pêlo encravado ou uma espinha espremida facilmente resultam em manchas escuras. O tratamento é feito com filtros solares, ácidos e peelings. A hidroquinona, bastante empregada no combate às manchas, precisa ser pensada como uma alternativa apenas quando há supervisão médica, pois ela pode causar alguns efeitos colaterais nesse tipo de pele (manchas ainda mais escuras do que as anteriores ou manchinhas brancas, que aparecem em forma de pontos onde a hidroquinona é aplicada)

Pele branca: teoricamente, tem menor tendência a formar manchas do que a pele negra. No entanto, devido à grande mistura de raças no Brasil, algumas pessoas de pele clara desenvolvem manchas com facilidade. O tratamento com hidroquinona também pode causar manchas ainda mais escuras, como na pele negra. Por isso, o acompanhamento do dermatologista é fundamental.

6. Flacidez
Pele negra: a pele negra tende a ser menos flácida, porque envelhece menos, devido à proteção da melanina (pigmento que dá coloração à pele). Além disso, ela é mais resistente devido à espessura da camada mais externa da pele, chamada córnea: a espessura ajuda a preservar a hidratação interna e a manter a pele firme e resistente.

Pele branca: por ser menos protegida do sol, pois tem menos melanina, tende a apresentar flacidez mais cedo, pois a radiação solar degrada o colágeno e a elastina, substâncias responsáveis pela sustentação da pele.

7. Cicatrizes
Pele negra: apresenta aumento da atividade dos fibroblastos (células responsáveis pela cicatrização), levando a uma maior tendência na formação de quelóides. O tratamento clareia os quelóides e também faz com que eles murchem . As alternativas são cremes específicos, infiltrações de corticóide, betaterapia (radiação com íons) e laser.

Pele branca: menor tendência a cicatrizes hipertróficas e quelóides. A cicatriz é menor do que o quelóide e não ultrapassa seus próprios limites laterais, tendendo a regredir com o tempo. O quelóide, por sua vez, ultrapassa lateralmente o limite inicial da cicatriz, crescendo de forma tumoral, sendo geralmente maior do que as cicatrizes hipertrróficas.

8. Olheiras
Pele negra: devido a maior quantidade de melanina, as olheiras com predomínio do componente pigmentar podem ser mais freqüentes na pele negra. Tratamento com laser pode causar manchas nesse tipo de pele, então a melhor alternativa consiste no uso de cremes clareadores com fotoprotetor.

Pele branca: tendem a ter olheiras com componente vascular mais exacerbado, ou seja, a pele fina e clara da região das pálpebras deixa aparecer por transparências os inúmeros vasos do região. Tratamento com laser é mais seguro nesse tipo de pele.

9- Pêlos encravados
Pele negra: os folículos (locais onde estão os pêlos) são curvos e, quando os fios crescem, não conseguem sair totalmente do folículo, criando uma reação inflamatória chamada de pseudofoliculite. O tratamento com depilação a laser seria a melhor opção, mas tem que ser feito com bastante cautela nesse tipo de pele, pois pode manchar.

Pele branca: pode ter também pseudofoliculite, porém com menor freqüência que a pele negra. Tratamento com laser proporciona ótimos resultados.

10- Câncer de pele
Pele negra: pele naturalmente mais protegida do sol, ela desenvolve câncer da pele com freqüência bem menor que a pele branca. No entanto, a pele mais escura não traz imunidade total contra o problema e um fotoprotetor com FPS 15, no mínimo é necessário diariamente.

Pele branca: tem uma chance 15 vezes maior de desenvolver câncer de pele do que as pessoas de pele negra. Por isso, a proteção solar é indispensável, com FPS 30 de preferência.
Fonte: Minha Vida

Pinball

Shutterbug (11/2008)

The Haunting in Connecticut - Trailer

Egito - Esculturas na areia - Apresentação.

Clique aqui ou na imagem acima e veja esta apresentação feita com o Microsoft Power Point. Aguarde alguns instantes enquanto as imagens são carregadas, ou, se preferir, salve-a em seu computador.

Para ver essa apresentação é necessário ter instalado o programa Microsoft PowerPoint, que está no pacote Microsoft Office, ou o programa Visualizador do PowerPoint (para download gratuito clique aqui).

Blingee para quem gosta de fotos cheias de brilho, pisca pisca e bichinhos irritantemente bonitinhos...

American Photo (11 & 12/2008)

Animais unidos para salvar o planeta [em inglês]

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Imagens engraçadas/curiosas - 15/10/2008

Via Knuttz/Ueba

Mosquito - Uma verdadeira bomba de sucção!!!

Pônei bêbado cai na piscina e mobiliza cidade inglesa

Animal ficou embriagado após comer maçãs fermentadas.
Bombeiros e policiais precisaram de 2h para tirar 'Fat Boy' da água.
O pônei 'Fat Boy', preso na piscina, e sua dona, Sarah Penhaligon, com a 'prova do crime'.
(Fotos: Reprodução/Daily Mail)

O cavalinho acima, batizado de 'Fat Boy', deu trabalho para bombeiros e policiais de Newquay, no sudeste da Inglaterra, na madrugada desta terça-feira (14). Depois de passar a noite comendo maçãs fermentadas - que já tinham caído do pé há algum tempo -, o pônei ficou bêbado e caiu em uma piscina.

"Fat Boy" escapou de seu estábulo e, acompanhado de outro pônei, devorou centenas de maçãs que haviam caído de árvores na fazenda onde vive. Como estavam no chão há muito tempo, as maçãs já tinham começado a apodrecer e fermentar, produzindo álcool.

Por volta das 3h da madrugada, "Fat Boy" quebrou uma cerca e caiu na piscina da fazenda. O barulho acordou sua dona, Sarah Penhaligon, 28 anos. "Eu não sabia o que tinha acontecido. De longe, vi um corpo gigante e escuro na piscina. Só depois vi que era um cavalo", conta.

Sem saber o que fazer, Sarah ligou para a polícia e, enquanto aguardava ajuda, tentou acalmar o pônei... dando a ele mais maçãs fermentadas. "Nunca imaginei que aquilo pudesse deixar alguém bêbado, ainda mais um animal."

Os bombeiros da cidade, além de duas equipes de policiais, demoraram cerca de duas horas para conseguir salvar "Fat Boy". O cavalo foi levado para um veterinário, e passa bem.
Fonte G1

Superbike - August 2008

Cabra ‘Bita’ é a sensação de Simão Dias

Publicada: 15/10/2008

Texto: Moema Lopes/Fotos: Heribaldo Martins

O bode “Bito”, de Riachão do Dantas, morreu em julho do ano passado, aos 18 anos, e já tem uma substituta à altura. É a cabra “Bita”, carinhosamente chamada de “Bibita” pela população do povoado Triunfo, em Simão Dias, há 100 km de Aracaju. Ela ainda não conquistou a fama nacional e internacional do bode, mas já é a principal atração das ruas do pequeno povoado. Pois, assim como Bito a cabra gosta de passear, acompanhar cortejos fúnebres, visitar as casas e até assistir a espetáculos de circo, sentada na arquibancada.

A diferença é que Bibita não tem só um dono. E para conseguir a liberdade e a proteção dos moradores do povoado Triunfo, que tem quase dois mil habitantes, passou por vários caminhos. “Boinho”, como é conhecido o antigo dono da cabra, levou-a para Simão Dias porque temia que ela viesse sofrer algum maltrato, já que não queria ficar presa e vivia andando pelas ruas de um povoado próximo ao município de Lagarto. “Chegando aqui, Boinho vendeu Bibita a ‘Nego’. Aí Nego queria dar fim à cabra. Então, eu resolvi comprar para cuidar dela”, informou a dona de casa Joana Ribeiro da Silva, de 47 anos.

O problema é que Joana não tinha dinheiro para comprar a cabra. “Então saí pedindo dinheiro a todo mundo. Todos ajudaram com quanto podiam, R$ 1,00, R$ 0,50 etc. E quem ajudava eu fui colocando o nome no papel, que depois eu autentiquei num cartório. Agora, a lista com o nome dos compradores é o registro de Bibita”, explicou. Depois disso, a cabra, que custou R$ 110, foi entregue ao povo e passou a viver livremente pelas ruas de Triunfo, há quase um ano.

“Ninguém é besta de tocar nessa cabra. Se ‘bulirem’ nela vai preso. Ela é sabida como o quê. Entra na minha casa, converso com ela e fico ‘invocada’ com o jeito dela. Parece gente. Quando eu falo, ela fica me olhando de um jeito que parece que está entendendo tudo que digo”, comentou uma das moradoras do povoado, Raimunda Maria de Matos. “Ela acompanha os enterros e só sai do cemitério quando o defunto é enterrado. Se colocam o caixão no chão, ela deita ao lado. Às vezes a gente passa vergonha nos enterros porque não consegue parar de rir com o comportamento dessa cabra”, completou outra moradora, Maria Zélia Pereira.

Ela não esconde a estima que sente por Bibita. “Eu gosto muito dela. Trouxe alegria para nós todos”, afirmou. Para José Santos Farias, uma das coisas mais impressionantes que a cabra costuma fazer é assistir aos circos que se apresentam na cidade. “Ela entra, sobe na arquibancada, senta e só sai do circo depois que os palhaços se apresentam. Já foi para o circo duas vezes e é sempre assim. É tão sabida que um cara de Riachão do Dantas veio aqui querendo comprar, mas a gente não vende”, informou o morador.

Quem quiser ver a cabra é só procurá-la na rua A do povoado Triunfo. A casa de Joana da Silva é seu endereço fixo. “Mas ela não pára muito por aqui. Fica mais pela rua. Só vem mais para comer, ou quando eu chamo”, disse. Joana não soube precisar a idade da cabra. Mas, segundo ela, Bibita deve ter em torno de 12 anos. A primeira festa em homenagem à caprina será realizada no dia 20 de dezembro. “Nesse dia ela vai fazer um ano que está aqui com a gente. Então eu já estou organizando a sua festa de aniversário”, ressaltou, ao acrescentar que a cabra recebeu o nome de Bita por causa da semelhança com o famoso bode Bito.
  • Bode Bito
Bito nasceu e foi criado em Riachão do Dantas, a 99 quilômetros da capital sergipana. Segundo os moradores e conterrâneos, ele costumava comparecer a todos os enterros e velórios da cidade. Como gostava de doces, quase todos os dias, no mesmo horário, ia para a rodoviária esperar a chegada de um motorista que sempre o presenteava com balas. O caprino não suportou o peso da idade e morreu, aos 18 anos, no início da manhã do dia 29 de julho de 2007.

A sua esperteza lhe rendeu fama. Chegou a conquistar uma comemoração especial, a Festa do Bode, realizada todos os anos durante o período junino em Riachão do Dantas. Além disso, Bito também estreou no cinema como protagonista de um vídeo-documentário sobre a história da sua vida. Ele foi um dos 40 selecionados pelo projeto Revelando Brasis, do Ministério da Cultura. O documentário “Deu Bode” foi dirigido por Fátima Góes, ex-vice-prefeita da cidade, em outubro de 2006.

Fonte Jornal da Cidade

Popular Photography (11/2008)

Para pedalar ou só admirar?

Bicicleta híbrida que funciona com motor elétrico ou combustível. Sabe esse vidro azul no meio dela? è o tanque de combustível. Baratinha, as mais em conta custam a bagatela de Us$ 12 mil. Clique na imagem abaixo e conheça um pouco masi e é claro, admire também.

Reader's Digest (10/2008)

Galeria de fotos da parada do orgulho gay - Copacabana, Rio de Janeiro.

Clique na imagem abaixo e veja o melhor da festa.

Isto É Dinheiro - Edição 576 (15/10/2008)