sábado, 11 de julho de 2009

Lingerie pode ameaçar a saúde íntima da mulher

Uma calcinha mal lavada pode gerar infecções e até transmitir o HPV

Escolher a lingerie costuma ser uma festa, mas na hora de cuidar das delicadas roupas íntimas as dúvidas aparecem. Pode lavar no chuveiro? Pode passar amaciante? Precisa passar a ferro? Tratam-se de perguntas bem pertinentes, já que os hábitos podem afetar diretamente a saúde da mulher.

"A lavagem de uma calcinha, por exemplo, quando realizada de forma incorreta, pode causar o aparecimento de fungos e bactérias, o que eleva as chances de infecções vaginais e outros problemas, como corrimentos", explica a ginecologista Rosa Maria Neme.

Lavagem segura
Durante o banho, os sabonetes comuns ou específicos para lingeries podem servir de apoio para uma pré-higienização, porém, a lavagem convencional deve ocorrer novamente antes que as peças sejam colocadas para secar.

O uso tanto de sabão em pó quanto do amaciante representam uma ameaça mínima para desencadear processos alérgicos. "Mas, diante de qualquer problema, é preciso consultar um especialista", explica Rosa Maria Neme.

Secagem sem riscos
O ideal é passar a calcinha depois que já estiver seca, caso contrário, é preciso tomar alguns cuidados como não deixar a peça exposta no varal e pendurá-la do lado avesso para não ficar sujeita a nenhuma contaminação. "O maior aliado para evitar a proliferação de fungos e bactérias é o ferro de passar. A temperatura alta ajuda a eliminar esses micro-organismos", alerta a especialista.

É novinha
Já pensou alguma vez em usar a cacinha recém-comprada sem ter que se dar ao trabalho de lavar antes? A ginecologista explica que essa atitude pode ser muito prejudicial. "A peça pode ter sido experimentada por várias pessoas e, assim, transmitir doenças e até mesmo o vírus do HPV, que pode levar ao câncer de colo do útero", alerta.

Mesmo não apresentando tantos perigos como as peças de baixo, os sutiãs também precisam de atenção. O principal cuidado é ser lavado antes do primeiro uso e evitar a secagem em lugares muito expostos. "É mais difícil acontecer, mas existem alguns casos de contaminação por bactérias", alerta a ginecologista.
Fonte: Minha Vida

Jornal O Estado de SP em PDF, Sábado, 11 de Julho de 2009

SP tem 1ª morte por gripe suína; forma de contágio é investigada:
Governo não sabe como menina contraiu o vírus A(H1N1), já que ela não teria tido contato com viajante ou doente. O Estado de São Paulo informou ontem o primeiro óbito de paciente infectado por gripe suína, de uma menina de 11 anos que faleceu em Osasco (Grande São Paulo) no último dia 30 de junho. O registro eleva para dois o total de mortes no País - um caminhoneiro já havia morrido no Rio Grande do Sul.

A criança e outras quatro pessoas próximas também contaminadas, mas que passam bem, são os primeiros casos no Brasil que não apresentaram até o momento vínculo com pessoas que contraíram o vírus A(H1N1) no exterior, o que se confirmado indicará que o agente causador da gripe suína já está circulando em cidades brasileiras.
"Ainda não sabemos onde essa criança se contaminou, estamos investigando", disse o secretário de Estado da Saúde de São Paulo, Luiz Roberto Barradas Barata. A pasta e o Ministério da Saúde destacaram, no entanto, que ainda mantêm a informação de que não há circulação livre do vírus nas cidades brasileiras, a chamada transmissão sustentada.

O governo federal enfatizou que, apesar dos dois óbitos, "a maioria absoluta das pessoas infectadas pela nova gripe manifesta sintomas leves, parecidos com os da gripe comum, e se recupera rapidamente". De acordo com a pasta, a letalidade no Brasil, de 0,19%, é bem inferior à média mundial de 0,45%.

Outros dois pacientes em estado grave estão internados em São Paulo. Também a secretaria de Minas Gerais confirmou um caso grave hospitalizado - as demais não têm informado esse detalhamento, disse ontem o ministério.

Formato: PDF
Tamanho: 25.5 Mb

Revista Home Theater (08/2009)

Bitroad: http://snipurl.com/af754brd

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Imagens engraçadas/curiosas - 10/07/2009


Via Knuttz/Ueba

Capas Discos de Vinil

Vedete do combate à celulite chega ao Brasil

Accent XL Ultra combina tecnologias e garante resultados imediatos

Um novo aparelho especializado no combate à celulite, flacidez e gordura localizada acaba de chegar ao Brasil. Com grande aceitação por parte dos dermatologistas, o Accent XL Ultra promete resultados imediatos e muito eficazes.

A combinação das tecnologias é o grande diferencial do aparelho que une duas funções: o ultrassom da pele e a radiofrequência. Tudo para garantir um efeito mais rápido e sem causar dor nos pacientes. O aparelho é indicado para o tratamento de gordura localizada em abdômen, flancos, coxas, culotes e papada, além da celulite , explica a dermatologista Tania Meneghel, da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

O ultrassom é responsável por destruir as células de gordura de maneira seletiva com ajuda da tecnologia Shear Waves. "Desse modo, ele não causa danos aos demais tecidos e se concentra apenas na gordura localizada", esclarece a especialista. "Já, a radiofrequência utiliza a tecnologia da ponteira UniForm, a qual acelera o metabolismo, realiza uma drenagem linfática e estimula a produção de colágeno para contribuir no combate da flacidez e da celulite", diz.

O especialista também afirma que as técnicas usadas pelo aparelho não comprometem o bem-estar da paciente. "Tanto o ultrassom quanto a radiofrequência são tecnologias não invasivas, indolores e com resultados previsíveis. É por isso que o XL Ultra é considerado um aparelho pioneiro no combate desses problemas", aponta a dermatologista.

Objetivo de uma lipo
O aparelho é capaz de trabalhar as gorduras localizadas, contornando todo o corpo. "O objetivo do Accent XL Ultra é eliminar a gordura localizada de todo o corpo graças ao poder de eliminar apenas a células de gordura, preservando o resto do organismo. Os resultados já podem ser notados na primeira sessão, porém, é depois de 6 sessões que o corpo apresenta maiores mudanças", ressalta.

Contra-indicações
O ultrassom não é recomendado para pacientes que apresentam: hepatopatias (doenças do fígado), distúrbios de coagulação sanguinea, hiperlipemia (aumento da concentração de lipídios no sangue) e gravidez. Quanto à radiofreqüência, deve-se contra-indicar nas seguintes situações: utilização de marcapasso, DIU metálico, além de pino metálico e prótese metálica na área a ser tratada. Infecção por vírus ou bactéria e gravidez também retardam o tratamento.
Fonte: Minha Vida

As maiores, mais famosas e mais belas rodas gigantes do mundo

Best of WATTS 2008

Campos de Lavanda na Profence, França

Clique aqui ou na imagem acima e veja esta apresentação feita com o Microsoft Power Point. Aguarde alguns instantes enquanto as imagens são carregadas, ou, se preferir, salve-a em seu computador.

Para ver essa apresentação é necessário ter instalado o programa Microsoft PowerPoint, que está no pacote Microsoft Office, ou o programa Visualizador do PowerPoint (para download gratuito clique aqui)

Tour de france - As quedas

Jornal O Estado de SP em PDF, Sexta, 10 de Julho de 2009

Para sair do centro da crise, Sarney decide destravar CPI da Petrobrás:
Presidente do Senado convence líderes a acatarem instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito. Acuado por uma avalanche de denúncias, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), decidiu agir para sair do centro da crise política. Com o aval do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Sarney cedeu à pressão dos adversários e determinou que a CPI da Petrobrás seja instalada na terça-feira. Tanto ele como o governo contam com o recesso parlamentar, daqui a uma semana, para esfriar a temperatura da crise.

A difícil situação de Sarney se agravou ontem, quando o Estado revelou que recursos destinados pela Petrobrás à Fundação José Sarney, em São Luís (MA), foram desviados para empresas fantasmas e da família do próprio senador. Sarney convenceu líderes da base aliada a aceitar a CPI e marcou a data da instalação após receber, ainda na noite de quarta-feira, uma advertência sem meias palavras de cinco senadores.

"O PT quer dar uma de Tiradentes com a sua cabeça", disse-lhe o senador Francisco Dornelles (PP-RJ), de acordo com parlamentares que presenciaram a conversa. Dornelles, porém, não era o único conselheiro experiente do grupo. Também participaram do encontro Fernando Collor (PTB-AL) e os peemedebistas Valter Pereira (MS), Neuto de Conto (SC) e Paulo Duque (RJ). A avaliação geral foi a de que, sem a CPI, o PSDB e o DEM não votariam a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e o Congresso não entraria em recesso na próxima semana. Nesse período, argumentaram, a oposição aumentaria o tiroteio contra ele e o PT não o defenderia.

Formato: PDF
Tamanho: 25 Mb

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Imagens engraçadas/curiosas - 09/07/2009


Via Knuttz/Ueba

Donald Zolam - Pinura em crianças | Apresentação

Donaldo Zolan é reconhecido atualmente como o maior pintor das Américas na área infantil. A beleza de sua obra encanta a todos. Ela expressa com espantosa fidelidade os sentimentos infantis, a inocência, a alegria e o amor. São autênticas fotografias.

Clique aqui ou na imagem acima e veja esta apresentação feita com o Microsoft Power Point. Aguarde alguns instantes enquanto as imagens são carregadas, ou, se preferir, salve-a em seu computador.

Para ver essa apresentação é necessário ter instalado o programa Microsoft PowerPoint, que está no pacote Microsoft Office, ou o programa Visualizador do PowerPoint (para download gratuito clique aqui)

Revista Amateur Photographer - 11 Julho

São Paulo - Apresentação

Clique aqui ou na imagem acima e veja esta apresentação feita com o Microsoft Power Point. Aguarde alguns instantes enquanto as imagens são carregadas, ou, se preferir, salve-a em seu computador.

Para ver essa apresentação é necessário ter instalado o programa Microsoft PowerPoint, que está no pacote Microsoft Office, ou o programa Visualizador do PowerPoint (para download gratuito clique aqui)

Correndo dos touros

Jornal O Estado de SP em PDF, Quinta, 09 de Julho de 2009

Fundação de Sarney dá verba da Petrobrás a empresas fantasmas:
Prestadoras de serviço com endereço fictício ficaram com R$ 500 mil de R$ 1,3 milhão destinado a projeto Fundação José Sarney - entidade privada instituída pelo presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), para manter um museu com o acervo do período em que foi presidente da República - desviou para empresas fantasmas e outras da família do próprio senador dinheiro da Petrobrás repassado em forma de patrocínio para um projeto cultural que nunca saiu do papel.

Do total de R$ 1,3 milhão repassado pela estatal, pelo menos R$ 500 mil foram parar em contas de empresas prestadoras de serviço com endereços fictícios em São Luís (MA) e até em uma conta paralela que nada tem a ver com o projeto. Uma parcela do dinheiro, R$ 30 mil, foi para a TV Mirante e duas emissoras de rádio, a Mirante AM e a Mirante FM, de propriedade da família Sarney, a título de veiculação de comerciais sobre o projeto fictício.

A verba foi transferida em 2005, após ato solene com a participação de Sarney e do presidente da Petrobrás, José Sérgio Gabrielli. A Petrobrás repassou o dinheiro à Fundação Sarney pela Lei Rouanet, que garante incentivos fiscais às empresas que aceitam investir em projetos culturais. Mas esse caso foi uma exceção. Apenas 20% dos projetos aprovados conseguem captar recursos.

O projeto de Sarney foi aprovado pelo Ministério da Cultura em 2005 e está em fase de prestação de contas na pasta. Antes da aprovação, o próprio Sarney chegou a enviar um bilhete ao então secretário executivo e hoje ministro da pasta, Juca Ferreira, pedindo para apressar a tramitação. Em 14 de dezembro, o ministério comunicou que o projeto estava aprovado e, no dia seguinte, a Petrobrás anunciou a liberação do dinheiro. Procurada pelo Estado, a Petrobrás informou que a fundação foi incluída no programa de patrocínio como "convidada" e por isso não teve de passar pelo processo de seleção.

Formato: PDF
Tamanho: 23.5 MB

Conflitos étnicos em Urumqi, China

Helicóptero

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Imagens engraçadas/curiosas - 08/07/2009


Via Knuttz/Ueba

Revista What Digital SLR - Summer 2009

10 dicas para você dormir melhor

Mude o travesseiro, ajuste o colchão e relaxe o corpo na pose certa

Você acorda irritado, nervoso, indisposto. No decorrer do dia tem dificuldade para se concentrar e sofre com a sonolência excessiva. Também, não é para menos: depois de passar a noite em claro, admirável seria exibir um pique de atleta. Mas nem precisa entrar em desespero, achando que está sozinho. Ao contrário, o clube dos insones vive recheado de sócios.

Existem mais de 80 distúrbios do sono descritos, porém os mais freqüentes são a insônia, o ronco e a apnéia. A insônia se dá por causa das preocupações diárias, o ronco em função de alguma obstrução da via aérea superior e a apnéia é o que se pode chamar de pausas respiratórias durante o sono , explica Rogério Silva, biólogo pós-doutorando da disciplina de Medicina e Biologia do Sono do departamento de Psico-Biologia da Unifesp.

Mas, às vezes, basta alguma mudança simples nos hábitos antes de dormir, no travesseiro ou no colchão ara resolver o problema da falta de sono ou do cansaço pela manhã.
Travesseiro, o melhor amigo
Acredite: o seu apoio para cabeça é fundamental para se ter uma boa noite de sono. Na hora de escolher, você precisa considerar o material deque ele é feito e, claro, a posição em que é colocado. A melhor posição para se dormir é de lado.

Nesse caso, a altura do travesseiro tem que ser igual à distância entre o pescoço e a parte externa do braço. Já para quem dorme com a barriga para cima, o melhor é levar para a cama um apoio mais baixo, preenchendo o espaço entre o pescoço e a nuca, sem comprimir a coluna.
Justificar
De bruços, jamais!
A pessoa que dorme de barriga para baixo acorda cansada e toda dolorida, pois o rosto não pode ficar afundado no travesseiro. Além disso, as regiões torácica e a lombar são prejudicadas nessa postura.

Até ele se aposenta
O travesseiro deve ser trocado, no mínimo, a cada dois anos. Na hora de escolher o melhor modelo, é importante observar algumas regras. Apoios de pena, por exemplo, podem exalar um odor forte capaz de incomodar olfatos mais sensíveis, embora muita gente se adapte a ele.
Ideal, sempre, é dar preferência a enchimentos que se deformam com menos facilidade (como espumas mais resistentes).

O tamanho também conta.
É melhor que seja largo para não sair do lugar com qualquer movimento do seu corpo durante a noite. E, mesmo que possa parecer um mico, o ideal é experimentar o modelo escolhido ainda na loja.

Travesseiro: certo e errado

De lado (CERTO): Mantenha a coluna alinhada e os braços abaixo do queixo. Os joelhos devem estar flexionados e com um travesseiro fino entre eles para impedir a sua rotação. Isso também evita que a região lombar fique estendida, o que, a longo prazo, pode provocar hérnia de disco.

De lado (ERRADO): Nunca deixe a mão sob a cabeça, porque essa postura compromete a circulação no braço e força o travesseiro contra o rosto, o que favorece o aparecimento de linhas de expressão. Procure, ainda, não dormir com o corpo todo encolhido. (faça um bom alongamento antes de deitar)

Barriga para cima (CERTO): Coloque um travesseiro fino ou um rolinho de espuma sob os joelhos para que permaneçam semi-flexionados durante a noite, deixando os quadris bem posicionados e os músculos da região lombar relaxados.

Barriga para cima (ERRADO): Não é correto dormir com as pernas muito esticadas, porque isso força a região lombar. Além disso, nunca dobre o travesseiro para que ele fique mais alto porque aí a tendência é repousar a cabeça sobre a dobra, forçando demais a região cervical. A regra de não dobrar, aliás, é válida para todas as pessoas.

Colchão sem pressão
O colchão ideal para um sono tranqüilo não pode ser muito macio nem muito firme, ou seja, deve simplesmente se amoldar ao corpo confortavelmente , ensina a diretora da Copespuma, Gisele Sapiro. Prefira os de látex, que tem como benefício principal o fato de se adaptarem com perfeição aos contornos do corpo, aliviando os pontos de pressão .

Dicas para dormir bem
Pode parecer bobagem, mas alguns conselhos básicos podem ajudar você a ter um sono perfeito.

1- Antes de ir para o quarto, é fundamental aplacar as ansiedades do dia-a-dia. Não vá para a cama assim que chegar do trabalho. Primeiro tome um banho morno, procure relaxar, para só então ir se deitar.

2- Desligar a TV e o computador é um método bastante eficaz. A luz desses aparelhos atrasa a produção das substâncias responsáveis pelo aviso de que é hora de dormir.

3- Exercícios físicos devem ser feitos até quatro horas antes de ir dormir, ou o corpo ainda estará agitado. Na cama só vale a atividade sexual que, aliás, é ótima para relaxar.

4- Um chá também ajuda, porém, é preciso escolher as ervas certas. Nada de tomar chá preto ou verde. Infusões de melissa e camomila induzem ao sono e ainda melhoram a sua qualidade.

5- Coma pouco à noite. Faça uma refeição leve, usando, por exemplo, aspargos, palmito, arroz, batata, aveia e soja. Tomar sopas com esses ingredientes é uma excelente pedida, principalmente nas noites mais frias.

6- Aquele bife suculento jamais deve ser comido à noite, porque a proteína que compõe esse alimento ativa o sistema nervoso simpático, responsável, entre outras funções, por deixar seu corpo em estado de alerta, favorecendo, assim, maior descarga de adrenalina.

7- Um ritual interessante é depois do banho morninho, acender uma lâmpada azul e pingar algumas gotas de óleo de lavanda no travesseiro. Essa técnica acalma os pensamentos, relaxa o corpo e induz a um sono melhor.

8- Um copo de leite morno também ajuda a encontrar o caminho para um sono tranqüilo, porque o alimento possui (em concentração não muito grande, é verdade), o triptofano, que é um precursor de serotonina, outro neurotransmissor que está fortemente associado ao relaxamento profundo.

9- Não se engane com aquela relaxadinha gostosa que o álcool oferece, porque, após alguns goles, essa substância pode afrouxar estruturas da região da faringe comprometendo a respiração. O resultado é o insuportável ronco, que prejudica as fases do sono, ou o efeito rebote, que é quando a pessoa acorda várias vezes no meio da noite.

10- Procure dormir, ao menos, sete horas por noite.
Fonte Minha Vida

189 anos de orgulho para os Sergipanos

Clique na imagem para ampliar

Publicada: 08/07/2009
Texto: Janaina Cruz / Foto: Jorge Henrique


Foi em 8 de julho de 1820, há exatos 189 anos, que Dom João VI assinou o decreto isentando “a Capitania de Sergipe da sujeição ao Governo da Bahia, declarando-a independente totalmente”. Desde então, a data tem sido, segundo o pesquisador Luiz Antônio Barreto, “um símbolo da liberdade, da independência, da autonomia econômica e da construção da sociedade sergipana”. Porém, até poucos anos atrás, a independência de Sergipe da Bahia era comemorada também no dia 24 de outubro, data em que a notícia teria chegado aqui ou, seguindo outra hipótese, data que Sergipe apareceu pela primeira vez no mapa do Brasil como Província independente.

“Nesta data Sergipe se fez independente e, a partir de então, assumiu uma postura autônoma dentro do Brasil. Este é um momento de celebração da autonomia conquistada por Sergipe, dos nossos símbolos cívicos, memória, identidade cultural e também do desenvolvimento que o Estado ganha a partir de ações de Governo que reafirmam nossa vocação para a modernidade e o futuro”, destacou o governador Marcelo Déda.

De acordo com Déda, o orgulho de ser sergipano precisa ser resgatado cotidianamente e o trabalho diário realizado pelo governo tem essa perspectiva. “A emancipação política se faz a cada dia e o nosso governo trabalha com dois eixos principais: a inclusão pelo direito e a inclusão pela renda. É por isso que investimos tanto em educação, saúde, segurança e infraestrutura, apenas para citar algumas áreas”, frisou o governador.

Para o pesquisador e jornalista Luiz Antônio Barreto, a emancipação política de Sergipe, como processo, segue seu itinerário, “como uma utopia de futuro, que jamais se basta nas conquistas e avanços, por mais significativos que tenham sido”. Ele lembra que a data deve, sobretudo, ser um momento de reflexão. “A Emancipação deu aos sergipanos a responsabilidade de definir as bases de sua organização, ainda que não pudesse desprezar as experiências acumuladas em quase três séculos de dependência”, opinou.

A história

A emancipação política de Sergipe, de acordo com o pesquisador e jornalista Luiz Antônio Barreto, foi resultado de uma luta empreendida pela elite produtora local – criadores de gado e senhores de engenho – que até então eram responsáveis pelo abastecimento das grandes Capitanias da Bahia e Pernambuco. Os rios São Francisco e Vaza-Barris, principalmente, serviam de caminhos preferenciais da penetração colonizadora.

Conforme pesquisou Luiz Antônio, a Bahia criou obstáculos e gerou conflitos que pudessem adiar a decisão do rei. Foram as circunstâncias da Independência do Brasil que serviram para que a decisão da Carta Régia de 8 de julho de 1820 fosse confirmada e referendada por Pedro I, que chegou a elevar, novamente, São Cristóvão à condição de cidade, para ser capital de Sergipe. A Constituição do Império, que é de 1824, colocou Sergipe entre as Províncias do Brasil, consolidando a emancipação de 8 de julho.

Ainda segundo o pesquisador, com a emancipação surgiram os primeiros grupamentos políticos e começaram a circular os jornais, “como se fosse um preparativo para o que viria com o Ato Adicional de 1834 e suas consequências, como a instalação da Assembleia Legislativa Provincial, vitrine que mostrava a expansão política da Província”. A partir de 1836, começou a aparecer o civismo sergipano em torno da emancipação. “Já o século XIX, projetou Sergipe como útero fertilíssimo de intelectuais, pátria de filósofos, galeria de vultos notáveis que deram, com suas ideias e ações, os fundamentos da cultura e da sociedade brasileira”, escreveu Luiz Antônio.

Programação

Na programação das comemorações da Emancipação Política de Sergipe consta a entrega de medalhas do Mérito Aperipê e do Mérito Cultural Tobias Barreto a 20 personalidades. A medalha do Mérito Cultural contemplará figuras de destaque estadual nas áreas do Teatro, da Música, da Dança, da Literatura, da Cultura Popular e da Pesquisa e apoio Cultural, reconhecimento que também será prestado ao ministro da Cultura, Juca Ferreira. Já entre os homenageados com a medalha do mérito Aperipê, a mais alta condecoração oferecida pelo Governo do Estado, constam os governadores do Piauí e de Pernambuco e o ministro da Educação, Fernando Haddad.

A entrega está marcada para as 10h30, na praça São Francisco, em São Cristóvão. Antes, diversas outras atividades estão previstas. Às 9h, o governador realiza a transferência da capital do Estado para São Cristóvão. Haverá ainda a execução do Hino Nacional pela banda da Polícia Militar e o desfile das forças armadas e de alunos da rede pública de ensino. Em seguida, às 9h30, será realizada uma missa em ação de graças pelo aniversário da emancipação política de Sergipe.

Às 17h, as comemorações são continuadas com uma programação cultural da qual farão parte o cortejo folclórico pelas ruas do Centro Histórico da cidade e shows com Paulo Lobo, Patricia Polayne, Amorosa e Cataluzes. “Queremos estimular os sergipanos a conhecerem e reconhecerem o seu valor no cenário nacional, iniciando um movimento de celebração dos nossos símbolos para elevar a autoestima e o orgulho dos sergipanos”, afirmou Marcelo Déda.

Emancipação

“Foi nesta data em que Sergipe se fez independente e, a partir de então, assumiu uma postura autônoma dentro do Brasil. Este é um momento de celebração da autonomia conquistada por Sergipe, dos nossos símbolos cívicos, memória, identidade cultural e também do desenvolvimento que o Estado ganha a partir de ações de Governo que reafirmam nossa vocação para a modernidade e o futuro”, destacou o governador Marcelo Déda.

De acordo com Déda, o orgulho de ser sergipano precisa ser resgatado cotidianamente e o trabalho diário realizado pelo Governo tem esta perspectiva. “A emancipação política se faz a cada dia e o nosso Governo trabalha com dois eixos principais: a inclusão pelo direito e a inclusão pela renda. É por isso que investimos tanto em educação, saúde, segurança e infraestrutura, apenas para citar algumas áreas”, frisou o governador.

Prazer em ser filho de Sergipe

A riqueza cultural, as paisagens, as características do povo e as personalidades são alguns dos fatores que fazem os sergipanos terem orgulho de sua terra. Confira a opinião de algumas pessoas ilustres ouvidas pelo JORNAL DA CIDADE.

Paulo Ferreira dos Santos, o Xaxado

“Eu amo Sergipe. Acho que este é o melhor Estado do Brasil. Nosso folclore é rico, com o Reisado, a Chegança, o Guerreiro. Tudo isso tem um pouco dentro desse velho. Nossos sanfoneiros são bons demais. Em junho passaram mais de 60 deles aqui pelo meu bar no mercado. Eu nunca quis ir para outro lugar. Tudo em Sergipe é gostoso. Sou natural de Itabaiana e até hoje minha mãe, com mais de 90 anos, mora lá no pé da serra. É um lugar lindo, rodeado de mangueiras e cajueiros”

Joel Almeida, presidente do Sintese

“Tenho orgulho de ser sergipano porque moro em um Estado que – apesar de ser o menor do Brasil – é o mais aprazível de se viver e tem o povo mais acolhedor. A distância entre as cidades são curtas, ampliando a sociabilidade e fazendo com que as pessoas fiquem mais próximas. Sergipe também tem revelado personalidades no âmbito nacional, no campo político, jurídico e intelectual, que acabam nos orgulhando demais e não deixam a dever a nenhum outro Estado”

Madeleine Alves Gouveia, desembargadora aposentada

“ Tenho um imenso orgulho de ser nordestina e sergipana. Nosso Estado se destaca no país no campo das letras, das artes, das ciências, com figuras inteligentes, como Tobias Barreto, Silvio Romero, Carvalho Neto e Graccho Cardoso, que muito promoveu a educação no nosso Estado. E, na era mais moderna, posso citar o ministro do STF Carlos Britto e o jornalista Ancelmo Góes. Temos cidades prósperas, sobretudo Aracaju, que tem se destacado como a capital brasileira da qualidade de vida”

Luiz Antônio Barreto, jornalista e pesquisador Unicamp/SP.

“O que faz de Sergipe um Estado singular é a capacidade de luta do seu povo, que soube reagir às forças opressoras e lutou para conquistar e construir sua liberdade. A Emancipação Política de Sergipe é vinculada, objetiva e diretamente, a essa capacidade. O que me orgulha em ser sergipano são esses valores mais dignos da humanidade: a liberdade, a prosperidade e uma vida tranquila”

Prazer de viver em Sergipe

Quem não é de Sergipe, mas acabou escolhendo o Estado para viver, tem inúmeras razões que levaram a isso. Alguns vieram estudar, outros trabalhar, mas todos se sentiram bem acolhidos pelo povo sergipano e hoje não pensam em mudar de Estado.

João Eloy, secretário de Segurança Pública

“Passei no vestibular da Unit e terminei o curso de Direito em junho de 1992. Na época fiz dois concursos, um para delegado em Sergipe e outro para promotor de Justiça na Bahia. Minha vontade era voltar para Bahia, mas graças a Deus passei no concurso aqui de Sergipe e não quero mais ir embora, só saio daqui amarrado. Hoje me considero sergipano. Sergipe me acolheu e é uma terra que gosta de acolher quem vem de fora”

João Batista, superintendente da Polícia Civil

“Sou de Parnaíba, no Piauí, mas moro em Sergipe desde os 15 anos. Passamos por alguns Estados, mas meus pais optaram em morar aqui, por ser bonito, organizado, tranquilo e que oferece educação de qualidade. Sergipe ainda tem valores de família. Sempre costumo brincar que Sergipe tem tudo que um Estado maior tem, mas sem os problemas. Temos bons restaurantes, lazer, uma orla linda, praias, acesso à cultura, um trânsito razoável, menos violência que outros Estados e, claro, a brisa do mar”

Ramiro Henriques de Lima, proprietário de restaurante

“Nasci em Picuí, na Paraíba, e vim para Sergipe procurar emprego há 26 anos. Trabalhei como professor e no Huse, já que sou formado em Fisioterapia. Minha irmã também veio e montou um restaurante em Aracaju, onde trabalhei por cinco anos. Resolvi partir para o meu próprio negócio. Depois não deu certo e passei uns tempos fora. Em 2002 voltei, montei meu restaurante e aqui foi o Estado que me acolheu que tem a melhor qualidade de vida do país. É aqui que vivo feliz com minha família.

Ailton Sousa, repórter do JORNAL DA CIDADE

“Só conhecia o Estado por nome quando, no início de 1996, recém formado em Jornalismo pela Universidade Estadual da Paraíba, fui convidado para trabalhar aqui, nesta terra acolhedora, de um povo pujante e empreendedor. Digo sempre que Sergipe me escolheu para viver aqui. Hoje vivo uma história de amor com essa terra que tem uma beleza natural ímpar. Aqui também pretendo, em breve, constituir uma família”
Fonte Jornal da Cidade

Jornal O Estado de SP em PDF, Quarta, 08 de Julho de 2009

Funeral-show emociona público: Homenagem a Michael Jackson trouxe canções tocantes e discursos variados, do descontraído ao incisivo. Tinha tudo para ser piegas, precário, de baixa qualidade artística, exagerado, falso. A glorificação pela morte. A beatificação pela imagem. A idolatria pelo dinheiro. Puxação de saco em efeito cascata. Rajada de metralhadora de babação de ovo. Mas o derradeiro tributo ao Rei do Pop, Michael Jackson, durante duas horas e meia, no Staples Center de Los Angeles, foi uma das mais tocantes homenagens a um herói perdido. Quem não aceitou cantar lá vai se arrepender: perdeu a chance de ajudar a colocar os pingos nos is em um dos maiores fenômenos da cultura pop.

Nenhum discurso foi repetitivo. Todos foram emocionantes, engraçados, doces ou incisivos. Nenhum número foi extemporâneo, todos com um timing perfeito. Começou às 10h11, com um pronunciamento de Smokey Robinson, a voz do soul americano, com suas piadas e os olhos azuis contrastando com a pele negra.

Mas foi Berry Gordy, o homem que inventou a Motown, a fábrica de música negra dos anos 1960, quem definiu o lugar, o tempo e o espaço de Michael Jackson na música contemporânea. "Eu o conheci quando tinha 10 anos. Michael tinha uma qualidade que eu não conseguia entender perfeitamente", confessou Gordy, que gravou os primeiros discos dos Jackson Five e disse que a vida no mundo fonográfico da época era hipercompetitiva, o que obrigava a certos expedientes, a fórmulas.

Algum tempo mais tarde, quando pôde assistir de camarote à escalada da carreira solo de Michael, ficou prostrado. "Quando eu vi aquele ícone que era o moonwalk, fiquei em choque. Aquilo era mágico. Entendi que Michael gostava de criar aquilo que nunca tinha sido criado antes. Acho que Rei do Pop não é suficiente para defini-lo. Ele é simplesmente o maior entertainer que já viveu."

Queen Latifah foi outra que conseguiu entender a multiculturalidade do discurso corporal e estético de Michael Jackson. "Ele nos fez ver que há outro mundo além da América", disse. "Agora nós sabemos que não sabemos nada."

Formato: PDF
Tamanho: 19 Mb

Mergulhando beleza...

terça-feira, 7 de julho de 2009

Zé Ramalho - Duetos

01. Zé Ramalho e Elba Ramalho - Chão de Giz (Ao Vivo)
02. Zé Ramalho e Chitãozinho & Xororó - Sinônimos
03. Zé Ramalho e Belchior - Garoto de Aluguel (Taxi Boy) Ao Vivo
04. Zé Ramalho e Geraldo Vandré - Galope Razante (Ao Vivo)
05. Zé Ramalho e Zélia Duncan - Porta de Luz
06. Zé Ramalho e Geraldo Vandré - O Amanha é Distante (Tomorrow Is A Long Time)
07. Zé Ramalho e Luiz Gonzaga - Fica Mal Com Deus
08. Zé Ramalho e Paulinho Moska - Pedras Que Cantam (Ao Vivo)
09. Zé Ramalho e Elba Ramalho - A Terceira Lâmina (Ao Vivo)
10. Zé Ramalho e Daniela Mercury - Procurando a Estrela
11. Zé Ramalho e Alceu Valença - Coração Bobo
12. Zé Ramalho e Pitty - A Nave Interior
13. Zé Ramalho e Elba Ramalho e Geraldo Vandré - Banquete de Signos
14. Zé Ramalho e Zeca Baleiro - Bienal

Curso de Photoshop CS3 - 30 Dicas 32 VideoAulas

Sinopse:

Curso de Photoshop CS3 - 30 Dicas
No CD-ROM, 32 videoaulas para você aprender a:
• Mudar a cor dos olhos
• Remover rugas
• Alinhar perspectivas
• Criar textos com brilhos
• Corrigir as fotos muito claras ou escuras

E ainda a criar:
• Efeitos de chuva
• Caricaturas
• Ilustrações
• Aquarelas...

Fagner - Uma Canção no Rádio (2009)

Coleção Guia Completo Especial - Windows Vista

Sinopse:A proposta desta edição é explorar aqueles segredos e recursos
que não são tão óbvios assim e que consumiram horas de
programação dos criadores do sistema simplesmente para tornar
a sua vida diante do computador mais fácil. São sobre essas novas
tecnologias que nosso trabalho se debruçará, sem insultar a sua
inteligência.

Gerenciamento, Segurança, Dicas, Media center, Desempenho

Os Novos Recursos
Um guia básico para quem é ex-usuário do XP ou para
quem comprou um micro novinho

Desempenho
Confira como dar maior capacidade de resposta no
desempenho das tarefas diárias

Segurança
Controle de contas de usuários, firewall e ferramentas
para vasculhas pragas digitais

Falhas de Segurança
Conheça as principais vulnerabilidades do Vista e saiba
como proceder

Media Center
Música, vídeo, texto e interatividade

Gerenciamento
Mais performance para o seu micro

Truques e Dicas
Dicas muito úteis para configurar a internet, navegar
pelo sistema e utilizar atalhos