sábado, 8 de agosto de 2009

Imagens engraçadas/curiosas - 08/08/2009


Via Knuttz/Ueba

Forças da Natureza

Piloto de bugre desmaia e quase causa acidente sério

Revista Veja - 05 Agosto 2009 - Ed n 2124 - Completa

Sinopse:

Brasil
Senado Sarney avisa ao governo que entrega os pontos
Imprensa Jornal de Sarney não conta nada
Sindicatos A briga pelo cofre do FAT

Geral
Ambiente Ricos que devastam
Patrimônio Vândalos destroem sítios arqueológicos
Tecnologia Site promove concurso milionário na internet
Medicina Um remédio inovador contra a hipertensão
Segurança O passeio dos bandidos de alta periculosidade

Gente
Especial César Cielo: uma conquista épica
Crimes A supermaconha da Flórida
Saúde Pesquisa confirma risco de bronzeamento artificial
Esporte O acidente de Massa e a volta de Schumacher
Educação A importância do incentivo dos pais
Sociedade Cerimônias alternativas de casamento
História Um livro intrigante sobre a II Guerra Mundial

Economia
Internet A Microsoft e o Yahoo! enfrentam o Google

Internacional
Estados Unidos Cerveja na Casa Branca contra o racismo
Irã Os corajosos opositores de Ahmadinejad

Guia
Dieta A lista de compras de um cardiologista
O poder das fibras

Virgile

Revista Women’s Health - Julho 2009

Entre quatro paredes
A análise de um especialista sobre quatro problemas sexuais

Emagreça como um homem
Siga o exemplo masculino e perca peso sem contar uma caloria

Alta voltagem
Experimente nossos exercicios e fique mais disposta e feliz

Dupla dinâmica
Conheça os alimentos que funcionam melhor em par do que sozinhos

Deite e role
As ultimas novidade da ciência para você garantir suas boas noites de sono

A outra face
Os peelings que prometem acabar com a ruga, acne, flacidez, mancha e olheira

Jornal O Estado de SP em PDF, Sábado, 08 de Agosto de 2009

Conselho de Ética enterra mais sete denúncias e livra Sarney de cassação:
Mais uma vez, presidente do colegiado alegou falta de legitimidade e provas; parecer sobre Virgílio, contudo, é adiado - O presidente do Conselho de Ética, senador Paulo Duque (PMDB-RJ), mandou arquivar ontem mais quatro representações e três denúncias contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), todas por quebra de decoro parlamentar.

O motivo alegado é o mesmo utilizado nas quatro ações que ele rejeitou na quarta-feira contra Sarney e uma contra o líder do PMDB, Renan Calheiros (AL) - falta de legitimidade e de provas das acusações feitas pelo PSDB, PSOL e pelos senadores Arthur Virgílio (PSDB-AM) e Cristovam Buarque (PDT-DF). Assim, enterrou todas as acusações que haviam sido protocoladas no conselho contra o presidente do Senado.
Duque, no entanto, não deu parecer sobre a representação do PMDB contra Virgílio. O PMDB acusa o tucano de ter mantido funcionário fantasma em seu gabinete, pago pelos cofres públicos durante os 15 meses em que estudou na Espanha. De acordo com a assessoria de Duque, ele deverá se manifestar até as próxima quinta-feira. Mas, na quarta-feira passada, ao fazer considerações sobre a guerra de representações, o presidente do conselho disse que as acusações contra Virgílio eram "bem consistentes".

A decisão era esperada e atende à orientação do PMDB. Ele foi escolhido mesmo sendo segundo suplente, sem experiência em investigações parlamentares. "Desde o começo, a gente sabia que ele está lá cumprindo ordens", disse o presidente do PSDB, Sérgio Guerra (PE).

Formato: PDF
Tamanho: 29 Mb

20,000 watt window shake - Tremendous Bass #15

Última palavra em lavar carros

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Ex-sindicalistas ocupam cargos de gerência na Petrobras e recebem vencimentos de R$ 40 mil

Amaury Ribeiro Jr

Publicação: 23/07/2009 08:00 Atualização: 23/07/2009 08:13


Durante mais de 20 anos, um grupo de sindicalistas da Petrobras, ligado à Central Única dos Trabalhadores (CUT), não hesitava em promover greves, fazer piquetes nas portas de refinarias ou até mesmo enfrentar a polícia durante as campanhas por melhores salários. Desde 2003, quando o PT assumiu o governo, o problema de salário não existe mais para esse núcleo de ex-petroleiros. Documentos obtidos pelo Correio/Estado de Minas comprovam que um grupo de pelo menos 20 ex-sindicalistas passou a receber da Petrobras e de empresas subsidiárias um salário médio de R$ 40 mil — incluindo participação nos lucros da empresa. Esse valor corresponde a 45 pisos mínimos salariais da categoria, que está hoje em torno de R$ 1 mil. Os vencimentos dos novos dirigentes da estatal, que variam de R$ 30 a R$ 60 mil, também estão bem acima do piso de R$ 3 mil dos funcionários da empresa com nível superior.

Remanescentes da Federação Única dos Petroleiros, a FUP, uma organização trabalhista ligada à CUT, os ex-petroleiros foram acolhidos principalmente nos departamentos de Comunicação Institucional, de Recursos Humanos e de Gás da estatal. Os bons rendimentos da empresa levaram os ex-sindicalistas a trocar os megafones por ternos bem cortados, propriedades rurais no interior de São Paulo e apartamentos na Zona Sul do Rio. Nomeado no início do governo Lula para o cargo de gerente comunicação estratégica da Petrobras, o ex-dirigente do sindicato dos Petroleiros de Campinas Wilson Santarosa, que entrou na empresa como operador de refinaria, conseguiu fazer uma mudança ainda mais radical. Além de se transferir para um apartamento no Leblon, bairro nobre na Zona Sul do Rio, Santarosa conseguiu trocar o número do seu CPF — documento que indica, por exemplo, se o portador tem uma dívida praça. O número 907.370.248.87, usado por Santarosa nos tempos em que ele morava em casa na periferia de Americana, no interior de São Paulo, foi cancelado pela Receita Federal.
Clique na imagem para ampliar

Identidade
De posse de uma nova identidade fiscal, Santarosa recebe hoje em torno de R$ 704 mil por ano de rendimentos da Petrobras e da Petros, o fundo de pensão da empresa estatal, onde exerce o cargo de conselheiro. A papelada mostra que, em 2007, Santarosa recebeu da Petrobras a bolada de R$ 557.519,38 entre salários e outros bônus. O montante, que não inclui o valor do 13º salário, indica que só da estatal Santarosa recebeu em torno de R$ 45 mil por mês. O ex-sindicalista ganhou ainda cerca de R$ 84 mil da Petros em 2007, elevando os ganhos para R$ 641.516,48, o que deu rendimento mensal de R$ 53.400.

Com o aumento de 9,8%, concedido ano passado a toda a categoria, os rendimentos de Santarosa chegaram a R$ 704 mil por ano. Isso significa que em 2008, o ex-sindicalista recebeu renda mensal em torno RS$ 60 mil. A fim de garantir o futuro da família, ainda conseguiu empossar sua mulher, Geide Miguel Santarosa, como ouvidora na BR Distribuidora. Ex-assessora do marido na Sindipetro de Campinas, Geide recebe cerca de R$ 10 mil por mês.
Fonte: Correio Braziliense

Escova de dente contaminada pode prejudicar a saúde

Se estiver com bactérias, ela provoca cáries e até pneumonia

Elas estão cada vez mais elaboradas: com cerdas multifuncionais, cabeças de vários tamanhos, versões motorizadas e algumas vêm até com limpador de língua acoplado. Inventada em 1498, na China, a escova de dente é acessório indispensável para a manutenção da saúde bucal. Mas, embora todos saibam de sua importância na hora de fazer a higienização dos dentes, poucos conhecem os cuidados que devem ser tomados para que ela não acabe se transformando em uma inimiga da boca ao se tornar um agente transmissor de doenças.

Aliada ao creme dental, a escova elimina a placa bacteriana e as sujeirinhas que ficam escondidas nos dentes, evitando cáries e outras doenças contagiosas que atingem nossa boca, como a herpes, afta e inflamações na gengiva. Para se ter uma ideia do estrago, as bactérias se multiplicam 250 vezes, em 24 horas sem escovação.

Por outro lado, basta uma escova mal cuidada para que a saúde do corpo inteiro fique ameaçada. De acordo com a dentista Gabriele de Oliveira Carvalho, da Unicamp, como as pessoas não sabem limpá-la da maneira correta, a escova pode virar um depósito de bactérias e transmitir doenças infecciosas graves desencadeados por esses micro-organismos, como pneumonia e até hepatite.

"Quando há uma infecção, as células de defesa do organismo vão morrendo, enquanto as bactérias se fortalecem e caem na corrente sanguínea. Quando isso acontece, elas podem se alojar em quaisquer órgãos do corpo e causar danos graves à saúde". O assunto é tão sério que o Ministério da Saúde pretende distribuir cerca de 40 milhões de escovas e pastas de dente para a população durante esse ano. Os kits são para alunos de escolas públicas e pacientes atendidos pelo programa "Saúde Bucal".

Do jeito certo
Abandone hábitos como passar desinfetante na escova ou limpá-la na toalha. Para evitar qualquer tipo de doença, ela deve ser higienizada da maneira correta. O MinhaVida conversou com a dentista para sugerir alguns cuidados na hora da limpeza da escova:

-Lavar as mãos antes da escovação

- Lavar bem a escova na água

- Batê-la no cantinho da pia para tirar o excesso de água. Não é para secar com a toalha ou papel.

- Borrifar Clorexidine, um antibactericida doméstico, indicado para a esterilização da escova. Retire o excesso batendo no cantinho da pia.

- Guarde a escova em um estojinho limpo e seco

-Troque a escova cada dois meses, isso evitará o acúmulo de sujeira e a proliferação de micro-organismos.

Jamais faça
- Usar desinfetante doméstico ou produtos similares para limpar sua escova, pois podem causar intoxicação

- Secar a escova na toalha. A toalha é usada para secar o corpo e pode estar cheia de bactérias, que contaminarão sua escova. Usar papel também não é uma opção, já que ele também fica exposto às bactérias presentes no banheiro, portanto, pode contaminar a escova

- Guardar sua escova junto com outras. Isso aumenta o contato com fungos e bactérias que podem estar escondidos nas demais escovas.

Além disso, a escova derrama o excesso de água no fundo dos recipientes de suporte tornando o ambiente propício para a contaminação por germes e bactérias.
Fonte: Minha Vida

Jornal O Estado de SP em PDF, Sexta, 07 de Agosto de 2009

Renan ameaça oposição e Senado tem pior dia de sua crise sob Sarney:
Renan usa leitura da representação contra Virgílio para provocações a tucanos e tem ríspido bate-boca com Tasso - Um movimento da oposição, que insistiu ontem no afastamento de José Sarney (PMDB-AP) da presidência do Senado, incendiou o plenário e transformou a quinta-feira no pior dia da crise política da Casa. O agravamento da crise aconteceu após um dia de negociação entre setores da oposição e do PT para tentar enterrar a denúncia do PMDB contra o líder tucano, Arthur Virgílio (AM) - em troca, a oposição garantiria a permanência de Sarney no posto.

Ontem, o Senado lembrou os tempos de paralisia que tomaram conta da Casa entre 2000 e 2001, na crise decorrente do confronto entre Jader Barbalho e Antonio Carlos Magalhães - que terminou com os dois renunciando aos cargos para evitar a cassação dos respectivos mandatos.

Irritado com a insistência da oposição em pedir o afastamento de Sarney, o líder do PMDB, Renan Calheiros (PMDB-AL), transformou a leitura da representação contra Virgílio em um discurso recheado de provocações e ameaças à oposição, dirigidas principalmente à bancada tucana. No fim do discurso aconteceu o bate-boca.

Quando o senador Tasso Jereissati (PMDB-CE) pediu a Sarney que retirasse da tribuna de convidados um homem que provocava os tucanos e apoiava as ironias de Renan, o senador alagoano criticou "a expulsão do cidadão que participa de uma sessão histórica". Apontou então o dedo para Tasso e disse que a crise ocorre porque há "uma minoria (oposição) com complexo de maioria".

Formato: PDF
Tamanho: 44.6 Mb

Agricultores encontram urubu albino em Sergipe

Ele estava debilitado e com ferimentos.
Animal foi levado para Centro de Conservação de Aves de Rapina.
Um urubu albino foi encontrado por agricultores em Sergipe. Levado ao Centro de Conservação de Aves de Rapina, em Itabaiana, ele virou o xodó do tratador José Percílio Costa.

Veja o site do Globo Rural

O urubu, de quatro meses de idade, tem asas branquinhas e bico rosado. A ave nasceu sem melanina, a pigmentação que dá cor aos animais. É um fenômeno raro entre essas aves. "Existem registros de outras espécies albinas, como pássaros e outros vertebrados. Há pouquíssimas informações sobre urubus", disse o biólogo Marcelo Cardoso.

Como não enxerga tão bem quanto o urubu preto, o albino tem mais dificuldades para se defender dos predadores e encontrar alimento. Na natureza, se tornaria presa fácil. No centro, o urubu fica com outras aves e preso apenas pela pata. Ele passa a maior parte do tempo em troncos de árvores.

O local, aberto a visitação, recebe uma média de cem pessoas por dia e não há quem não se impressione com tanta brancura em um urubu.

A permanência dele no centro de conservação tem autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).
Fonte G1

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Revista Mundo Estranho | Agosto 2009 | Ed n. 90 - Link consertado

Sinopse:

Rituais Bizarros
Conheça as cerimônias mais incríveis do planeta, desde sangrentos ritos
de autoflagelação até adoração de ratos e casamento com cachorro.

Olha a peneira: o ENEM deve substituir o vestibular?

HQ's de arrepiar com vampiros predadores e um livro sobre um detetive
esqueleto

Diário do Dia "D"
Acompanhe como foi a invasão dos aliados na Normandia e coloque-se no
lugar de um soldado no conflito mais decisivo da Segunda Guerra

Como funciona a armadura-robô?

É do Brasil: os personagens brasucas mais poderosos dos games.

Tela esquisita: uma seleção das piores ideias que já foram parar na tv.

Japão de pernas para o ar: homens querem vagão de metrô sem mulher

Como é feito um transplante facial?

Anthony Napolitan - BMX Double Front Flip

Hiroshima 64 anos atrás

Jornal O Estado de SP em PDF, Quarta, 05 de Agosto de 2009

PT evita engrossar coro por renúncia e fortalece Sarney:
Ao fim do dia, todos os partidos optaram por manter apenas o pedido de afastamento do presidente do Senado - O PT reforçou ontem o apoio para a permanência de José Sarney (PMDB-AP) na presidência da Casa ao manter a posição pela licença temporária e não aceitar um convite de outros quatro partidos (DEM, PSDB, PDT e PSB) para pedir a renúncia do senador ao cargo. A decisão do PT acabou fortalecendo Sarney e deixando isolados os senadores que defendiam a renúncia - ao fim do dia, todos os partidos optaram por manter só o pedido de afastamento de Sarney.

Se o PT tivesse concordado com a renúncia, os demais partidos fariam o mesmo tornando inviável a permanência de Sarney no comando do Senado.

Em um plenário de 81 senadores, os 5 partidos somam 46 votos - 14 do DEM, 13 do PSDB, 12 do PT, 5 do PDT e 2 do PSB. Mesmo com as dissidências (senadores francamente favoráveis a Sarney), a situação do presidente do Senado ficaria mais frágil com o pedido formal dos partidos para que renunciasse.

Em uma demonstração clara de que sua renúncia ficou mais longe, Sarney fez questão ontem de presidir a sessão do Senado por mais de duas horas e depois desfilou com desenvoltura pelo plenário cumprimentando aliados e até "inimigos". Inicialmente, os cinco partidos haviam cogitado fazer uma nota conjunta pedindo o afastamento de Sarney da presidência do Senado, mas acabaram desistindo, reforçando sua permanência no comando da Casa.

Formato: PDF
Tamanho: 34 Mb

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Imagens engraçadas/curiosas - 04/08/2009


Via Knuttz/Ueba

Budweiser Lyrics

Fantástico Mr. Fox - Trailer

Incêndios pelo Mediterrâneo

Jornal O Estado de SP em PDF, Terça, 04 de Agosto de 2009

Sarney diz que fica e tropa de choque ameaça oposição com dossiê:
Aliados do presidente do Senado decidem 'vazar' denúncias de irregularidades praticadas por desafetos - Apoiados pelo Palácio do Planalto, os aliados do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), cumpriram à risca a estratégia montada na semana passada e voltaram do recesso acuando a oposição, que pede sua renúncia do cargo. O próprio Sarney, após indicar para aliados e familiares, na semana passada, que iria renunciar, ontem mudou de ideia, reforçou a corrente de resistência da tropa de choque e negou que vá deixar o cargo. "Isso não existe, isso não existe", repetiu, ao deixar o plenário.

Na sessão, os aliados de Sarney revelaram abertamente que preparam "dossiês" sobre senadores da oposição. Também "vazaram" denúncias de irregularidades praticadas por desafetos do presidente da Casa. "Eu peguei todos os atos. Xeroquei do original. Tem a assinatura de cada um dos líderes lá avalizando as atitudes tomadas pelo presidente. Eu tenho os documentos", avisou Wellington Salgado (PMDB-MG), da tropa de Sarney, em plenário. Pelo raciocínio do grupo, se ele cair, não será sozinho.

A senha para o ataque foi o discurso do senador Pedro Simon (PMDB-RS), que pediu a renúncia de Sarney da presidência. Liderada por Renan Calheiros (PMDB-AL), a reação contou com a adesão de Fernando Collor (PTB-AL), que reeditou o estilo "bateu levou", da época em que presidiu o Brasil, entre 1990 e 1992, antes de ser alvo de processo de impeachment e ter o mandato cassado.

Formato: PDF
Tamanho: 36 Mb

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Imagens engraçadas/curiosas - 03/08/2009


Via Knuttz/Ueba

Implosão de prédio | falhou

Canhão Vortex

Sexo oral pede proteção redobrada

Preservativo feminino não protege contra a transmissão de doenças

Os estudos sobre o sexo oral comprovam que a prática é bem vista pelos brasileiros. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Projeto de Sexualidade do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo, 66,8% dos homens e 63,4% das mulheres admitem realizar a modalidade. Mas será que os brasileiros se protegem na hora do sexo oral? "A prática também pode transmitir todos os tipos de Doenças Sexualmente Transmissiveis (DST)", afirma a ginecologista Rosa Maria Neme.

De acordo com a especialista, de cada 10 mulheres que são atendidas no consultório, 7 confessam que não usam camisinha para fazer sexo oral em seus parceiros. Um dado preocupante devido os riscos que o sexo oral sem proteção pode trazer ao organismo. Doenças como herpes, sífilis e gonorreia podem ser facilmente transmitidas a partir da prática. "Uma pequena área lesada permite a entrada de um vírus. E vale lembrar que pequenos machucados na boca são muito comuns", explica o ginecologista e obstetra Linderman Alves Vieira.

Até mesmo o HIV , vírus causador da Aids, pode ser transmitido através do sexo oral, embora as chances de contaminação sejam menores do que quando ocorre a penetração. "O pH da boca (neutro e-ou levemente ácido) e o contato somente com a superfície do pênis ou da vagina diminuem os riscos de contágio. Mas, mesmo apesar de pequeno, o perigo existe", diz a ginecologista Maria Rosa Neme.

Proteção na mulher
Os ginecologistas são taxativos ao dizer que a proteção da vagina para a prática do sexo oral é totalmente deficiente. "No caso das mulheres o problema é maior, porque não existe nenhum amparo específico, como há a camisinha masculina, para a prática do sexo oral", diz a ginecologista Rosa Maria Neme.

Mas existe algum jeito de se proteger? "Mesmo a camisinha feminina não vai proteger, então, a dica é utilizar o papel filme (o mesmo usado na cozinha para embalar alimentos) para cobrir a vagina e não existir o contato direto da boca com a pele", diz a especialista. "O papel deve fazer a cobertura de toda a região da vagina. A boca só pode entrar em contato com o plástico, e não com a vulva", ressalta.

Outra dica da ginecologista é usar a camisinha masculina como escudo. "Cortar a camisinha ao meio e colocá-la sob a vulva pode ser uma alternativa. O lado positivo é que elas apresentam sabores e até texturas diferenciadas, fatores que favorecem a utilização", diz.

Proteção no homem
Os problemas são menores quando o sexo oral é realizado no homem, pois a camisinha apresenta uma proteção bastante eficiente. "O preservativo impede que a boca entre em contato direto com o pênis, oferecendo a proteção necessária", diz o ginecologista Linderman Alves Vieira.

Mas, vale lembrar que a camisinha deve ser usada para todas as variações da relação sexual . "Existem pessoas que só colocam a camisinha no meio da prática do sexo oral, hábito que anula a proteção. Ela deve ser colocada logo que o sexo passar das preliminares", afirma o especialista.

Os riscos que envolvem o sêmen
O contato do sêmen com a boca pode transmitir doenças como a gonorréia. "Se existir alguma lesão na boca, a contaminação das DSTs podem acontecer. O contágio pode ocorrer mesmo quando o esperma não é engolido", afirma a ginecologista Rosa Maria Neme.

Higiene em dia
A falta de higienização das partes íntimas sugere um risco de contaminação ainda maior. "Quando o parceiro não apresenta nenhuma contaminação de doenças, como herpes ou sífilis, mas não prioriza a higienização, as doenças também podem aparecer. Infecções por fungos e bactérias, que causam corrimentos e coceiras, são as principais preocupações", diz Linderman Alves Vieira.

Mistura segura e saborosa
Quem procura sexo oral com sabor, deve dar atenção para produtos específicos para a prática, em geral antialérgicos, que garantem o prazer sem prejuízos. Utilizar alimentos como leite condensado, chantily, mel, entre outros elementos gastronômicos, pode causar irritações e alergias nos órgãos genitais.

Camisinha de língua
Há produtos à venda no mercado, conhecidos como camisinha de língua, mas o aparato não tem função de proteger, e sim a de funcionar como um estímulo para a hora do sexo oral, já que possui textura, sabor e até massageador, "O produto protege apenas a região da língua, deixando o resto da boca vulnerável", explica a ginecologista.

Prática consciente
Mesmo com tantas considerações, os especialistas afirmam que a prática do sexo oral não precisa ser abolida da rotina. "Toda relação sexual apresenta riscos, o que podemos frisar é que a proteção precisa existir. O sexo com penetração, por exemplo, apresenta diversos riscos de contaminação, mas se realizado com consciência tem os perigos eliminados", afirma Linderman.
Fonte Minha Vida

Revista da TV (O Globo - 02/08/2009)

This Way Up

Digital O Globo - 03082009

Revista O Globo - Edição 262 (02/08/2009)

Revista Boa Chance (O Globo - 02/08/2009)

Revista Prosa & Verso (O Globo - 01/08/2009)

Jornal O Estado de SP em PDF, Segunda, 03 de Agosto de 2009

Crise piora e senadores ameaçam boicotar Sarney até a renúncia:
Na volta do recesso parlamentar, a partir de hoje, senadores vão pressionar para que o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), deixe o cargo até quarta-feira pela manhã, antes da reunião do Conselho de Ética que analisará onze ações contra o parlamentar. Caso Sarney resista, entrará em cena um movimento de boicote nas sessões presididas por ele.

Amigo de Sarney, ex-ministro no seu governo e companheiro de Academia Brasileira de Letras (ABL), o senador Marco Maciel (DEM-PE) será um dos integrantes do grupo escalado para convencer o presidente do Senado a abrir mão do cargo. Maciel terá a missão de explicar a Sarney o risco de constrangimento que sofrerá em plenário se insistir em permanecer no comando do Senado.

Procurado ontem pelo Estado, Maciel confirmou as conversas com seus colegas, mas evitou qualquer previsão. Na avaliação dele, o dia decisivo para a crise será amanhã, quando a maioria dos parlamentares estará presente em Brasília.

"Conversei com alguns senadores, mas tudo informalmente", contou. "Não falei com o presidente Sarney. Nada se materializou ainda. Não tenho nada a declarar, é preciso sentir o clima até terça-feira."

Senadores contrários a Sarney articulam um boicote nas sessões em plenário caso ele fique na presidência e o Conselho de Ética arquive as cinco representações e seis denúncias protocoladas - referentes a nepotismo, envolvimento em atos secretos e desvio de recursos da Petrobrás pela Fundação José Sarney.

Formato: PDF
Tamanho: 38 Mb

domingo, 2 de agosto de 2009

Why must I Cry - Tosh.0 Remix

Jornal O Estado de SP em PDF, Domingo, 02 de Agosto de 2009

Censura ao ''Estado'' aumenta pressão por renúncia de Sarney:
Parlamentares repudiam decisão judicial e avaliam que ela agrava ainda mais a situação do senador na Casa - decisão judicial que proibiu o Estado de publicar reportagens sobre a investigação da Polícia Federal contra Fernando Sarney foi repudiada por senadores. Na avaliação dos parlamentares, o caminho adotado pela família Sarney de censurar o jornal só agrava a situação do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), cada vez mais mergulhado em denúncias de nepotismo, envolvimento em atos secretos e desvio de verbas da Petrobrás.

"O homem da transição democrática agora comete um ato da ditadura. Ele perdeu seu último argumento. Isso é terrível. O presidente Sarney tem de renunciar", disse Pedro Simon (PMDB-RS).

Na sexta-feira, o desembargador Dácio Vieira, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, pôs o Estado sob censura. Por meio de medida liminar, ele impediu o jornal de publicar as conversas telefônicas gravadas pela Polícia Federal, com autorização judicial, que mostram, entre outras coisas, Fernando Sarney discutindo com o pai a contratação do namorado da neta do senador por meio de ato secreto no Senado.

Para o petista Eduardo Suplicy (SP), a decisão da Justiça fere princípios constitucionais. "A Constituição assegura a liberdade de imprensa, sobretudo em casos de diálogos gravados com autorização judicial. É um direito da população ser informada pela imprensa sobre diálogos que ferem a ética."

Formato: PDF
Tamanho: 51 Mb