sábado, 31 de outubro de 2009

Imagens engraçadas/curiosas - 31/10/2009


Via Knuttz/Ueba

Papel de parede do dia - 21

Clique para ampliar

Pocket Rocket

Super Interessante - Novembro 2009 - Ed. n. 271

Ganhe dinheiro e prêmios respondendo pesquisa

Clique na imagem abaixo e saiba como



Jornal O Estado de SP em PDF, Sábado 31 de Outubro de 2009

Índios acham sobreviventes da queda de avião na floresta:
Índios matises localizaram o C-98 da FAB que havia feito um pouso forçado no Rio Ituí. ''Era o desespero da certeza da morte''
Diana Soares conta o drama que se seguiu à pane do avião; ela diz que homem preso nas ferragens não tinha como sair - primeiro contato dos matises com a Fundação Nacional do Índio (Funai) aconteceu às 9h45 de ontem (horário local), via rádio. Até aquele momento, apenas na tentativa de encontrar o avião, as oito aeronaves militares e uma da empresa Orbis (de satélites) haviam percorrido 3.570 km². "A aeronave, mesmo que não estivesse submersa, seria muito difícil de ser avistada na mata fechada, pois a pintura é camuflada", disse o major-brigadeiro Jorge Cruz de Souza e Mello, comandante do 7º Comando Aéreo da Amazônia.

Graças aos indígenas, cerca de 15 minutos depois uma aeronave C-105 Amazonas, do Esquadrão Pelicano, localizou a área onde o C-98 Caravan havia desaparecido, com 11 pessoas a bordo. Logo após, um helicóptero H-60 Blackhawk e um helicóptero HM-3 Cougar, ambos do Exército, resgataram nove sobreviventes, incluindo uma grávida, com 14 semanas de gestação. Após o resgate e os primeiros socorros, a Aeronáutica tentou evitar a exposição dos sobreviventes - e optou por não divulgar oficialmente quem são os desaparecidos -, mas o Estado conseguiu falar com os passageiros do turboélice, que destacaram "o desespero de ver a morte". Um deles chegou a relatar a morte de um dos colegas.

O piloto, o primeiro-tenente Carlos Wagner Ottone Veiga, e o copiloto, o segundo tenente José Ananias da Silva Pereira, conseguiram fazer o pouso forçado no Rio Ituí. Com eles estavam agentes da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e outros dois militares, que atuavam numa missão de vacinação em comunidades indígenas. Sobreviveram ao pouso o primeiro-sargento Edmar Simões Lourenço e os funcionários da Funasa Josiléia Vanessa de Almeida, Maria das Graças Rodrigues Nobre, Maria das Dores Silva Carvalho, Marina de Almeida Lima, Marcelo Nápoles de Melo e Diana Rodrigues Soares.

Formato: PDF
Tamanho: 30 Mb

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Imagens engraçadas/curiosas - 30/10/2009


Via Knuttz/Ueba

Conflito no Paquistão

Jornal O Estado de SP em PDF, Sexta 30 de Outubro de 2009

Chip no carro vai controlar de velocidade a imposto:
Chip facilitará fiscalização de velocidade e adoção de pedágio urbano no País - Novo sistema deve equipar toda a frota até 2014 e permitirá o controle das rodovias por trechos percorridos - O governo federal anunciou ontem os detalhes para instalação, num prazo de cinco anos, do Sistema de Identificação Automática de Veículos (Siniav). São Paulo deve ser uma das primeiras cidades a monitorar a frota com chips - o prefeito Gilberto Kassab (DEM) foi o primeiro a conhecer o sistema, numa sessão exclusiva na quarta-feira. Além de permitir um melhor gerenciamento do trânsito, essa tecnologia colocará a capital a um passo do pedágio urbano.


O sistema permitirá também o monitoramento da velocidade por trechos e não pontualmente, como fazem hoje radares em todo o País. Ou seja, não vai adiantar o motorista colocar o pé no freio só quando estiver passando pela área monitorada pelo equipamento de fiscalização. E essa função poderá ser adotada tanto em áreas urbanas como em rodovias. A tecnologia do Siniav dispensa também praças de pedágio e a cobrança é feita "virtualmente", podendo ser debitada no cartão de crédito.

A comunicação entre o chip e as antenas será feita por frequência semelhante à de celular. O circuito vai ser instalado no para-brisa do veículo e sempre que passar por uma das antenas o automóvel terá informações captadas e levadas para uma central. Toda a frota, nova e velha, terá de circular com chip em até 5 anos. Carros novos ganharão o aparelho no emplacamento. Nos antigos, a instalação será gradual, seguindo provavelmente o calendário do licenciamento.

O monitoramento por chip também será um instrumento de segurança pública. Todos os Detrans do País terão de abastecer uma base de dados com informações sobre veículos roubados, furtados, clonados ou usados em sequestros. Os leitores das antenas estarão programados para identificar esse veículo e acionar a fiscalização. "Até sequestro relâmpago, se for avisado com rapidez, poderá ser solucionado, pois se saberá onde o carro estará passando e a polícia vai agir", explicou o consultor em Trânsito Alexandre Zum Winkel.
Os governos poderão fiscalizar ainda licenciamento, multas, IPVA e inspeção veicular. E o município poderá atribuir ainda outras funções ao aparelho, como fiscalizar o rodízio de veículos. Metade da capacidade dele será usada para guardar informações públicas e a outra poderá ser "explorada" pela iniciativa privada. Empresas que administram estacionamentos podem usá-lo para controlar o acesso de veículos, por exemplo.

Formato: PDF
Tamanho: 37 Mb

Ilusão de ótica porreta!!!

Acredite ou não, essas duas linhas (AB e CD) são do mesmo tamanho!!!!
Assista o vídeo e confira!!!

Photoshop Creative Brasil - Out/2009 - Ed. n. 11

Vídeos da Revista

O Drift perfeito

Veja - 28 Outubro 2009 - Ed. n. 2136 - Completa

Papel de parede do dia - 20

Clique para ampliar

Revista História Viva | Novembro 2009

História Viva é uma revista que traz a cobertura completa dos fatos e acontecimentos da história da humanidade. Essa fórmula de sucesso surgiu na França em 1909, como uma das publicações mais respeitadas internacionalmente, a revista Historia, fenômeno editorial que conquistou o mundo com matérias sem equivalente na grande imprensa escritas por autores consagrados, com abordagens diferenciadas, qualidade e profundidade, mostrando não apenas os acontecimentos passados, mas também sua evolução, análise e releitura. Publicada mensalmente, História Viva integra conteúdo brasileiro ao material de Historia inserindo o Brasil no contexto histórico e contemporâneo, para atender um público fiel e interessado em conhecer e entender os acontecimentos que mais marcaram a história, seus desdobramentos no tempo e seus vínculos com a atualidade.

História Viva é uma publicação mensal da editora Duetto.

Formato: PDF
Tamanho: 10 Mb

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Imagens engraçadas/curiosas - 29/10/2009


Via Knuttz/Ueba

Papel de parede do dia - 19

Clique para ampliar

Livre-se das neuras que rondam a menstruação

Ginecologista esclarece os oito mitos mais comuns sobre esta fase da mulher

A menstruação ainda é uma fase que desperta muitas dúvidas entre as mulheres. Dificuldades em relação ao sexo, questões sobre higiene e até os cuidados com a prevenção da gravidez são alguns dos temas que geram interrogações capazes de rondar a cabeça feminina por anos. "Nesta fase, a mulher sente-se mais feminina, mas também enfrenta uma série de mitos, principalmente em se tratando das oscilações emocionais", afirma a ginecologista Patricia Teresa Valentini de Melo. Abaixo, ela revela o que está por trás das oito dúvidas mais comuns no consultório, quando o assunto é a eliminação mensal de sangue pelo organismo feminino.

1. A sensibilidade do corpo aumenta.
Verdade. A especialista explica que nosso organismo sofre grande alteração durante o período menstrual, por isso a sensibilidade aumenta. "No período menstrual, o organismo apresenta níveis maiores de neurotransmissores, substâncias que interferem no estado psíquico e geram estados de euforia, ansiedade e até depressão".

2. O sangue da menstruação é sujo.
Mentira. O sangue da menstruação nada mais é do que o sangue normal do nosso corpo somado a restos do endométrio, que se descama nesta fase. "O endométrio é uma mucosa que reveste a parede uterina com sangue, não restos tóxicos ou qualquer outra substância que impeça o contato com este material ou faça dele um meio de transmissão de doenças", diz a médica.

3. A mulher fica mais atraente nesse período.
Depende. As reações mudam, mas a especialista explica que o poder de atração fica mais evidente em outro período. "O período da ovulação, e não o da menstruação, deixa a mulher mais atraente. Nesta fase, os hormônios comportam-se como se a mulher fosse engravidar daí o envolvimento maior com o sexo oposto", explica a ginecologista. Mas, isso pode variar, já que as emoções passam desde a grande sensibilidade até os momentos de euforia. Garantido, mesmo, é que as mulheres sentem-se mais femininas por estarem menstruando. Mas, segundo a médica, este é um traço cultural, e não orgânico.

4. Menstruada, a mulher não engravida.
Mentira. A ovulação pode ocorrer a qualquer momento, inclusive durante a menstruação, particularmente em momentos de grande estresse ou emoção. Os métodos contraceptivos devem ser usados regularmente, incluindo a camisinha (que também previne contra doenças sexualmente transmissíveis).

5. Os sabonetes íntimos são aconselháveis neste período.
Mentira. É preciso ficar atenta ao sabonete íntimo, principalmente durante a menstruação. Algumas fórmulas comprometem a flora vaginal, devido à ação dos agentes bactericidas, e favorecem o surgimento de problemas como a candidíase. Os mais indicados são aqueles que apresentem pH neutro e, mesmo assim, apenas com orientação do seu médico.

6. A imunidade do corpo diminui nesta fase.
Depende. Isso varia diante do organismo de cada mulher, "Essa questão depende das alterações hormonais que acontecem em cada mulher. Mas, se ficamos muito sensíveis e estressadas, o sistema imunológico pode ficar mais fragilizado", afirma a especialista.

7. Mulher menstruada não pode lavar o cabelo.
Mentira. De acordo com a médica, você pode lavar os cabelos sem medo. "Ao contrário, devemos manter sempre a higiene pessoal em dia. Essa lenda é antiga, não faz sentido e deve ser eliminada do nosso cotidiano", diz.

8. Andar descalça piora as cólicas menstruais.
Depende. A especialista explica que não é andar descalça que causa essa reação, mas sim, a friagem. "A friagem que age no organismo causa a constrição dos vasos sanguíneos e, com isso, as dores aumentam na região da barriga aumentam. Mas, andar descalça no calor, por exemplo, não causa nenhum mal", diz.
Fonte Minha Vida

Atentado mata mais de 100 no Paquistão e desafia EUA:
Bomba mata 100 no Paquistão; prédio da ONU é atacado em Cabul - Atentados são retaliação contra ofensiva anti-Taleban do Exército paquistanês e tentativa de minar eleição afegã.
Um carro-bomba foi detonado ontem em um mercado lotado em Peshawar, no noroeste do Paquistão, matando mais de 100 pessoas - a maioria mulheres e crianças - e ferindo mais de 200. Quase simultaneamente, em outro atentado atribuído ao grupo Taleban, terroristas suicidas usando coletes-bomba e atiradores mataram 12 pessoas numa residência da ONU na capital afegã, Cabul.
A explosão no Paquistão ocorreu poucas horas depois de a secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, chegar à capital do país, Islamabad, para demonstrar o apoio de Washington à campanha do governo paquistanês contra o Taleban.

Autoridades disseram que o atentado, o mais sangrento em dois anos, é mais uma retaliação dos insurgentes à ofensiva lançada este mês pelo Exército contra redutos do Taleban e da Al-Qaeda no Waziristão do Sul, na fronteira com o Afeganistão.

Após o ataque em Cabul, o grupo deixou claro que esse é apenas "um dos vários ataques que fará para minar o segundo turno da eleição presidencial afegã", no dia 7. Os dois atentados são considerados por especialistas um sinal claro da escalada do Taleban.

O atentado de ontem em Peshawar foi o mais mortífero desde o ataque contra a celebração pelo retorno ao país da ex-premiê Benazir Bhutto, em Karachi (sul), em outubro de 2007, no qual mais de 150 pessoas morreram. Benazir foi assassinada dois meses depois durante um comício em Rawalpindi.

Boa parte do mercado de Mina, na parte antiga de Peshawar, foi destruída com a explosão. O local é um emaranhado de ruas estreitas com lojas e bancas vendendo vestidos, brinquedos e bijuterias. Por isso, atrai principalmente mulheres acompanhadas de seus filhos.

Dezenas de prédios desabaram, incluindo uma mesquita, e lojas pegaram fogo. Testemunhas disseram que os feridos aguardavam socorro sentados entre destroços em chamas e corpos, enquanto uma densa fumaça tomou o céu da cidade.

"Ouvi um estrondo ensurdecedor e fiquei cego por alguns minutos", disse Mohammad Usman, um comerciante que teve ferimentos no ombro. "Então, ouvi mulheres e crianças chorando e comecei a ajudar."

Em sua primeira visita ao Paquistão como secretária de Estado, Hillary estava a três horas de carro de Peshawar quanto o atentado ocorreu. Durante uma entrevista, ela elogiou a ofensiva anti-Taleban do Exército e reiterou o apoio dos EUA.

"Quero que todos aqui saibam que o Paquistão não está sozinho nessa luta", disse Hillary. "Os extremistas querem destruir o que é importante para vocês e para todos nós. Portanto, essa luta também é nossa" (mais informações nesta página).

Formato: PDF
Tamanho: 41 Mb

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Super Interessante - A Conquista do Espaço

Chhath Festival, adoradores do Sol

Pulp Fiction Audio Mix

Papel de parede do dia - 18

Clique para ampliar

Jornal O Estado de SP em PDF, Quarta 28 de Outubro de 2009

Bancos voltam a aumentar os juros:
Após 10 meses de queda, taxa do crédito ao consumidor tem alta, avalia Banco Central - Bancos elevam juros cobrados ao consumidor após 10 meses de queda - Possibilidade de alta da taxa Selic no próximo ano já encarece taxa de empréstimos bancários neste mês possibilidade de o Banco Central (BC) elevar a taxa básica de juros (Selic) em 2010 já começa a se refletir no bolso do consumidor. Divulgado ontem pelo BC, um levantamento preliminar referente aos primeiros dias de outubro revela que os bancos estão pagando mais para obter dinheiro no mercado e passaram a cobrar mais dos clientes. É a primeira vez em dez meses que a taxa sobe. Ao mesmo tempo, os bancos aumentaram a margem nos financiamentos - spread bancário - e os clientes estão tomando mais crédito em linhas caras, como o cartão de crédito e o cheque especial.

Na média dos empréstimos para as pessoas físicas, o juro subiu de 43,6% ao ano em setembro para 46% em 13 de outubro. Antes dessa alta, o governo comemorava porque, no mês passado, a taxa ao consumidor estava no menor nível da série iniciada em julho de 1994. Nos empréstimos a empresas, a elevação foi menor: de 26,3% para 26,4% no mesmo período.
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse ontem que é "quase" um assalto a taxa para o cheque especial e o cartão de crédito (ver ao lado). Parte do aumento é consequência da expectativa do mercado financeiro de que a Selic poderá subir em 2010, em reação à economia aquecida. A aposta ganhou força entre analistas em setembro, quando o mercado de juros futuros indicava que boa parte dos bancos já trabalhava com tal cenário.

Diante do quadro, os bancos começaram a pagar mais para captar dinheiro de investidores, principalmente nas operações com vencimento a partir de 2010. Por isso, o chamado custo geral de captação subiu em setembro pela primeira vez desde outubro de 2008. Na média, a taxa paga pelos bancos para conseguir dinheiro para emprestar às pessoas físicas passou de 9,8% ao ano em agosto para 10,2%, no mês passado. Em outubro, já está em 10,7%.

Para o chefe-adjunto do Departamento Econômico do Banco Central, Túlio Maciel, outro fator que explica o aumento do juro em outubro é a mudança na composição do crédito tomado pelos clientes, sobretudo pessoas físicas.

Segundo ele, empréstimos caros como cartão de crédito e cheque especial estão sendo mais usados. O movimento influencia os números globais do mercado, já que a média dos juros, por exemplo, é ponderada conforme as taxas e o volume de operações realizadas.

Formato: PDF
Tamanho: 26 Mb

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Imagens engraçadas/curiosas - 27/10/2009


Via Knuttz/Ueba

Papel de parede do dia - 17

Clique para ampliar

Laranja ajuda a diminuir nível de colesterol

Flavonoides presentes na fruta limitam absorção do colesterol ruim Um estudo realizado pela Universidade de Viçosa, em Minas Gerais, e publicado na revista American Heart Association, analisou 72 voluntários com níveis intermediários de colesterol, por 10 semanas, e concluiu que os flavonoides presentes na laranja diminuem os níveis de LDL (colesterol ruim) no organismo, limitando a absorção do colesterol no intestino. Os voluntários testados tinham entre 30 e 70 anos e não mantinham uma rotina saudável. Metade do grupo consumiu suco de laranja, enquanto as outras pessoas beberam outros sucos.

Os voluntários que beberam o suco mostraram uma diminuição de 7,2 % do colesterol total, diminuição de 12,4% do colesterol LDL, e uma queda de 7,8% nos níveis de HDL (colesterol bom) em comparação ao grupo que consumiram outros sucos.

Os cientistas ainda buscam uma maneira de incluir a laranja no cardápio dos que sofrem com colesterol alto através de medicamentos, mas nenhuma fórmula ainda foi desenvolvida. Além de flavonoides, a laranja é rica em vitaminas C, essencial para absorção do cálcio no organismo, e por consequência, fortalecer os ossos, além de auxiliar na cicatrização, pois favorece a síntese do colágeno.
Fonte: Minha Vida

Fotografia colorida, feita no começo do século passado na Rússia

Cenas do Afenganistão II

Cenas do Afenganistão I

Jornal O Estado de SP em PDF, Terça 27 de Outubro de 2009

Escândalo faz Sarney fechar sua fundação:
Senador afirma que denúncia de desvios afastou doadores - nvestigada por suspeita de desvio de verbas públicas e obrigada pela Justiça a devolver o prédio centenário que abriga sua sede, no centro histórico de São Luís, a Fundação José Sarney fechará as portas. A decisão foi anunciada pelo próprio senador José Sarney (PMDB-AP), presidente vitalício da entidade.
Em nota, o presidente do Senado disse que a decisão final caberá ao conselho curador, formado por amigos e assessores. "Explicito, com profundo sofrimento, que essa é a minha opinião, em face da impossibilidade de seu funcionamento, por falta de meios, segundo fui informado pelos administradores da instituição", diz o texto, confirmando o fechamento, antecipado ontem pela Folha de S. Paulo.

"Os doadores que a sustentam suspenderam suas contribuições, pela exposição com que a instituição passou a ser tratada por alguns órgãos da mídia", afirma a nota. "Diante dessa situação de força maior, repito, com amargura, que o seu fechamento é o caminho a seguir, embora tal providência dependa de decisão do conselho curador." E destaca: "Lamento pelo Maranhão, que perde um centro de documentação e pesquisa que é uma referência nacional."

A fundação foi lançada ao centro do noticiário em julho, quando o Estado revelou irregularidades na prestação de contas de um contrato de patrocínio que transferiu à entidade R$ 1,3 milhão da Petrobrás.

Fundada em 1990, após Sarney deixar a Presidência, a entidade tinha a missão de preservar o arquivo de sua passagem no cargo. Pela Lei Rouanet, que permite às empresas converter patrocínios culturais em incentivos fiscais, a Petrobrás repassou o dinheiro para que a entidade digitalizasse seu acervo.

INFORMATIZAÇÃO

Pelo projeto apresentado ao Ministério da Cultura - aprovado após gestão do próprio Sarney -, o dinheiro serviria para que as instalações da fundação fossem equipadas com computadores, que permitiriam acessar online o acervo da instituição.

O contrato de patrocínio foi assinado em 2005, na sede da Petrobrás, no Rio, em ato solene com a participação de Sarney e do presidente da estatal, José Sergio Gabrielli. Pela previsão, o projeto levaria dois anos para ser executado.

Formato: PDF
Tamanho: 35 Mb

Revista Cycle World - December 2009 (US)