sábado, 19 de junho de 2010

Papel de parede do dia - 158

Clique para ampliar

O Estado de SP em PDF, Sábado, 19-06-10

'Um talento que lembrava Shakespeare' Em 2003, o crítico literário norte-americano Harold Bloom reforçou a fama de provocador ao afirmar que Saramago era, em sua opinião, o mais talentoso escritor vivo daquele momento. O único a ombreá-lo seria o também americano Philip Roth. Era o início de uma amizade intensa, marcada tanto por afagos desse quilate como por troca de farpas, especialmente quando suas opiniões discordavam em relação à política internacional.

"Ele era um homem inigualável", comentou Bloom ao Estado, de sua casa, em Nova York, em entrevista realizada ontem, por telefone. "A literatura vai sentir muito sua falta." Para o crítico, o escritor português aproximava-se de Shakespeare por conta de sua versatilidade, trafegando com inteligência do drama à comédia. E, a partir da união de Saramago com a espanhola Pilar, Bloom - que organizou um livro sobre o ficcionista - identificou traços mais visíveis da paixão na prosa do ganhador do Nobel. "Houve maior exaltação do amor heterossexual", disse ele, na entrevista a seguir.

Qual é o principal legado de José Saramago, em sua opinião?

Eu o conheci há dez anos, quando estivemos juntos na Universidade de Coimbra e iniciamos uma troca de correspondência. Naquela época, eu já escrevera alguns ensaios entusiasmados sobre sua obra e o considerava um homem notável. Claro que houve o controverso período da ditadura de Antonio Salazar, quando ele foi acusado de se manter distante dos horrores daquele momento político. Na verdade, isso não me interessa - prefiro vê-lo como o escritor que deixou ao menos oito romances de grande qualidade. Trata-se de um feito raro. Em meu país, creio que Philip Roth tem, por enquanto, duas obras incomparáveis, assim como outros nomes talentosos: Thomas Pynchon também tem dois livros memoráveis, enquanto Don DeLillo e Cormac McCarthy despontam com apenas um cada. Volto a dizer, isso é notável. Saramago também era autor de textos bem-humorados, ao contrário do que atacavam seus críticos...

Formato: PDF
Tamanho:47 Mb

Médicos dão a receita para cuidar do coração em época de Copa do Mundo

A hipertensão atinge cerca de 57 milhões de brasileiros, ou 30% da população. E a Copa do Mundo é um momento de alto risco para quem tem pressão alta.
Lília Teles
São Paulo

Na Copa do Mundo, em jogo do Brasil, ansiedade e tensão se espalham por todo o país. É tempo de emoções fortes, de coração disparado, de pressão que sobe a níveis muito perigosos. É preciso ter resistência para o que vem por aí.

Com o Brasil vencendo ou não. O coração tem que continuar batendo de forma saudável. Por isso, é hora de abrir os olhos para um dos principais vilões da nossa saúde: a hipertensão. Vamos saber como anda a pressão arterial dos brasileiros e aprender a torcer e a viver com o coração protegido.

Vamos acompanhar o coração do técnico de laboratório Ivan Cardoso dos Santos, um torcedor como outro qualquer, mas com um risco silencioso no peito. Há um ano, ele descobriu que tem hipertensão, uma doença que atinge cerca de 57 milhões de brasileiros, ou 30% da população.

Não se sabe a causa da hipertensão. A pressão se eleva por vários motivos, mas principalmente porque os vasos se contraem.

Os vasos sanguíneos são revestidos internamente por uma película fina e delicada, chamada endotélio. Quando a pressão do sangue se eleva, acaba machucando essa película, endurecendo e estreitando os vasos. Com o tempo, isso pode romper ou entupir o sistema circulatório.

Imagine uma torneira aberta ligada a vários esguichos. Se fecharmos a ponta dos esguichos, a pressão lá dentro aumenta. O mesmo acontece com o coração. Se os vasos são estreitados, a pressão sobe. Mas o que os olhos não veem, o coração sente.

“A hipertensão hoje em dia é considerada um dos principais fatores de risco para o aparecimento de doença cardiovascular. Quando eu falo doença cardiovascular, eu falo em infarto agudo do miocárdio e acidente vascular cerebral, que é o derrame”, explica o nefrologista Egídio Dorea, do Hospital da Universidade de São Paulo (USP).

No dia da estreia do Brasil, para assistir ao confronto contra a Coreia do Norte, os colegas de trabalho do Ivan se reúnem, e o momento pede extravagâncias: salgadinhos, churrasco.

O cardiologista Egídio Dorea vai acompanhar e medir a pressão do técnico de laboratório a cada 20 minutos. Quando o jogo começa, ela já está bem alta: “120 de freqüência cardíaca. Ivan está muito ansioso”, informa o médico.

O médico disse que o momento é de estresse, e a pressão alta pode ser efeito do excesso de sal no churrasco. Foi com o índice de 18 por 12 que Ivan procurou o médico pela primeira vez.

A falta de sintomas específicos é uma das maiores dificuldades de diagnóstico da hipertensão. Normalmente, os pacientes reclamam de dor de cabeça, cansaço, tontura, enjoo - sinais que podem ser atribuídos a várias doenças, mas o técnico de laboratório percebeu mudanças no corpo e buscou um médico. “Eu sentia calor no rosto e um pouco e cansaço”, conta.

Ivan passou a tomar medicamento anti-hipertensivo e tem controlado a pressão em 14 por 9, considerado no limite para os hipertensos.

Mas, apesar de tomar remédio na hora certa, ter emagrecido 12 quilos e fazer dieta, ele ainda tem alguns sustos. Na volta ao ambulatório do Hospital da Universidade de São Paulo, a pressão chegou a 17 por 9.

A explicação pode ser a ansiedade provocada pela presença do médico. “O ‘efeito do jaleco branco’ acontece quando o paciente é hipertenso, e ele torna-se mais hipertenso quando ele fica na presença do médico”, explica o nefrologista Egídio Dorea, do Hospital da Universidade de São Paulo (USP).

Na segunda medição, os índices baixam para 15 por 9, mas ainda um pouco acima do ideal. “A pressão considerada normal, ótima, é abaixo de 12 por 8”, afirma o Dr. Egídio.

A facilidade em equilibrar a pressão arterial cria uma falsa expectativa em Ivan. Ele toma medicamentos contra a hipertensão e não se considera com a doença. “Não me considero, a partir do momento que você consegue controlar a doença”, afirma o técnico de laboratório.

Mas este é um erro cometido pela maioria dos pacientes. Segundo os médicos, uma vez hipertenso, sempre hipertenso. A doença crônica é um dos grandes desafios da medicina que insiste em mostrar a importância do tratamento.

“É difícil aceitar que a pessoa está doente. Então, qualquer situação pode ser um subterfúgio, ainda mais a hipertensão que não tem sintoma”, afirma a psicóloga Glória Heloise Perez, do Instituto do Coração (InCor) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

A auxiliar de cozinha Ana Maria Santos está na lista dos negligentes. Ela não devia, mas adora uma costelinha de porco. Já viu a pressão atingir 20 por 10. E a família tem casos de infarto e derrame, provocados pela pressão alta. Sem avisar, nós fazemos uma blitz na geladeira dela, e encontramos linguiça, bisteca, carne com gordura e até toucinho.

É uma luta para baixar a pressão. Além disso, ela não se exercita e precisa perder peso. “Ana Maria, o seu peso deu 68,1kg. A sua circunferência abdominal deu 92”, informa a enfermeira.

No caso das mulheres, essa medida não pode passar de 88 centímetros. E nos homens, o abdômen deve ter no máximo 102 centímetros.

Por ironia do destino, no hospital universitário onde trabalha, Ana serve refeições especiais aos pacientes hipertensos.

Ela precisou mudar o medicamento e subir a dose. A pressão reagiu bem. “Ana, a sua pressão deu 14 por 9,4. Não está ainda adequadamente controlada, o seu alvo é ficar abaixo de 14 por 9”, informa o Dr. Egídio.

“Tem diversos estudos que mostram que, nos primeiros seis meses, a pessoa tem uma adesão melhor, mas, a partir dos primeiros seis meses, começa a deixar de fazer atividade física, volta a fumar, volta a ganhar peso, não faz uma dieta adequada”, ressalta o nefrologista do HUSP.

Mas Ana parece disposta a mudar. Tudo teria sido bem mais fácil se a correção tivesse começado há tempos. É para pessoas assim que as academias populares vão invadindo as cidades. No Rio de Janeiro, elas estão dentro dos postos de saúde. E a pressão arterial é sempre uma preocupação.

Na Universidade de São Paulo, ginástica e profissionais qualificados estão à disposição de quem quer se exercitar. Tudo na medida certa para hipertensos.

Caminhada , corrida na quantidade ideal, exercícios com peso: a intensidade do exercício é determinada por exames rigorosos e avaliações. Cada paciente tem seu ritmo, em um programa individual. O coração sensível é o alvo de tanto cuidado.

“O exercício tem que ser moderado, de caminhada ou de corrida, ou mesmo de natação. O exercício muito intenso não melhora a hipertensão arterial”, informa o fisiologista Carlos Eduardo Negrão, do InCor.

Os cursos de nutrição complementam. A nutricionista explica por que o sal é ruim para o coração.

“Ele aumenta a quantidade de água dentro do corpo da gente, essa água acaba indo para o sangue e isso faz com que aumente o volume sanguíneo e, consequentemente, aumente a pressão sobre os vasos”, a nutricionista Soraia Goulart, do Hospital Universitário da USP,

Ela ensina ainda a quantidade de sal ideal para as refeições diárias: “o ideal é não ter o saleiro sobre a mesa, porque a gente não tem a noção dessa medida. Então, o ideal é que se meça uma colherzinha de café bem rasa para o almoço e uma para o jantar”.

Ela ainda sugere uma variedade de ervas para dar sabor ao alimento: “alho, cebola, salsinha, cheiro verde, orégano”.

O alerta é contra o sódio, um dos componentes do sal, usado para conservar a maior parte dos alimentos industrializados. Ele está presente, por exemplo, nos refrigerantes diet e em muita quantidade nos caldos de carne e sopas de pacote.

Nessa época de Copa do Mundo, cuidado com o consumo de tira gostos. Azeitonas, palmitos, pipoca,salgadinhos: isso combina com cerveja, mas é uma bomba de sal para o coração.

O ideal, segundo a nutricionista, é preparar o nosso próprio lanchinho, com quantidade reduzida de gordura. “Por que nós não fazemos a pizza? Nós colocamos nosso molho de tomate. Em vez de colocar calabresa, queijo prato, mussarela, que tem bastante quantidade de sal, podemos escolher pizzas com ricota vegetariana, colocando escarola, espinafre”, aconselha a nutricionista Soraia.

O técnico de laboratório Ivan esquece um pouco os ensinamentos na hora da torcida. O Brasil faz 1 a 0, mas nosso torcedor queria mais e vai ficando difícil controlar a pressão. A pressão chega a 16 por 11. O Brasil faz o segundo gol. E o médico mede mais uma vez: 18,8 por 10,9.

Com a vitória apertada do Brasil, Ivan fica com a pressão nas alturas: 17,8 por 11,1. E o médico dá a dica para quem quer acompanhar o Brasil na Copa sem deixar o coração sofrer.

“Uma coisa é você burlar um pouco, comer um pedacinho ou um pouquinho a mais. Outra coisa é você exagerar. Você já vai estar em uma situação em que inevitavelmente a sua pressão vai subir, porque é uma carga emocional muito grande. Se você colabora de outras formas, você pode piorar ainda mais esse descontrole. Tem que respirar fundo e tentar encarar o jogo como jogo, sem grandes emoções”, ressalta o médico.

Fonte

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Imagens engraçadas/curiosas - 18/06/2010

Clique na imagem abaixo para ver todas as fotos

Via Knuttz/Ueba

Papel de parede do dia - 157

Clique para ampliar

Revista da Cultura - Edições 32 a 35 (03 a 06/2010)

O Estado de SP em PDF, Sexta, 18-06-10

Ficha Limpa valerá para condenados antes da lei: O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu ontem, por 6 votos a 1, que os políticos condenados por órgãos colegiados antes de sancionada a Lei da Ficha Limpa também estão inelegíveis. As mudanças na lei, portanto, não valem somente para aqueles políticos que forem condenados a partir da sanção e publicação da norma, em 7 de junho deste ano. a lista dos barrados em decorrência dessa decisão do TSE está, por exemplo, o deputado Paulo Maluf (PP-SP), condenado por improbidade administrativa. Além dos casos de condenação, a lei vale também para os parlamentares que renunciaram ao mandato para evitar processos de cassação por quebra de decoro. Esta lista é extensa: o ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda, o ex-senador Joaquim Roriz (PSC) e os ex-deputados distritais Junior Brunelli e Leonardo Prudente, flagrados recebendo dinheiro do chamado "mensalão do DEM".

Os ministros indicaram que não poderá haver aumento da sanção para os políticos que foram condenados definitivamente no passado pela Justiça Eleitoral. Antes, a pena de inelegibilidade era de 3 anos. Com a nova lei, passou para 8 anos. Nessa situação estão políticos cassados recentemente pelo TSE, como os ex-governadores Jackson Lago (Maranhão), Cássio Cunha Lima (Paraíba) e Marcelo Miranda (Tocantins). No entanto, como os ministros não decidiram especificamente sobre essa questão, os três ex-governadores ainda podem se tornar inelegíveis.

Na raiz desse julgamento está uma mudança de última hora feita pelo Senado no texto da lei aprovado pela Câmara. Uma emenda do senador Francisco Dornelles (PP-RJ) alterou o projeto para dizer que aqueles "que forem" condenados e não os que "tenham sido" condenados estariam inelegíveis. Os senadores aprovaram o texto com essa mudança e passaram a entender que apenas políticos condenados após a sanção e publicação da lei estariam inelegíveis. Alegavam que a lei não poderia retroagir para prejudicar os políticos.

Formato: PDF
Tamanho: 40 Mb

Inundação na Europa

Mini Cooper vs Porsche

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Imagens engraçadas/curiosas - 17/06/2010

Clique na imagem abaixo para ver todas as fotos

Via Knuttz/Ueba

Road Racer X - August 2010 for iPad

Papel de parede do dia - 156

Clique para ampliar

O Estado de SP em PDF, Quinta, 17-06-10

Projetos na Câmara elevam gastos em mais de R$ 85 bilhões: Um dia após o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionar o reajuste de 7,72% para aposentadorias acima do salário mínimo, duas Comissões da Câmara aprovaram projetos que podem elevar os gastos públicos em mais de R$ 85 bilhões. A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aprovou o projeto do senador Paulo Paim (PT-RS), que corrige benefícios do INSS para os 8,3 milhões de aposentados que ganham acima do mínimo e pode custar até R$ 80 bilhões aos cofres públicos. E a Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público (CTASP) aprovou o projeto que reajusta os salários do Judiciário, com impacto anual de R$ 6,4 bilhões.

O projeto de Paim, que já foi aprovado pelo Senado e agora só está à espera da votação no plenário da Câmara, diz que os aposentados que ganham acima do piso da Previdência - que é o valor do salário mínimo - não podem perder o poder de compra que ganharam na hora da aposentadorias. Em síntese, o PL 4.434 vincula o valor do benefício à quantidade de salários mínimos do valor da aposentadoria no momento da concessão.

Paim defende essa recomposição dos benefícios previdenciários, que, na sua avaliação, têm de acompanhar o ganho real do salário mínimo nos últimos anos. É uma reivindicação antiga dos aposentados, que ganhou força na reta final do ano eleitoral. Para atender à reivindicação, o projeto prevê a criação do Índice de Correção Previdenciária (ICP). O índice corrige os valores atuais do benefício por meio de uma fórmula que faz com que os benefícios voltem a equivaler ao número de salários mínimos pagos à época da aposentadoria.

Drible. A criação do ICP foi o jeito encontrado para driblar a Constituição, que proíbe, no artigo 7.º, inciso IV, a indexação da economia do País ao salário mínimo. O índice assegura que o cálculo do benefício leve em conta o salário mínimo da época, sem desafiar a Constituição.

Formato: PDF
Tamanho: 42 Mb

Revista Veja | 16 de Junho de 2010 Edição 2169

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Imagens engraçadas/curiosas - 16/06/2010

Clique na imagem abaixo para ver todas as fotos

Via Knuttz/Ueba

Gilberto Gil - Fé na Festa (2010)

Gilberto Gil é um artista que dispensa maiores apresentações. Um dos maiores nomes da história da MPB, cantor e compositor reconhecido nacional e internacionalmente, Gil apresenta em seu 56o álbum de carreira, "Fé Na Festa", um repertório quase todo de inéditas e totalmente dedicado ao universo das festas juninas e ritmos nordestinos. Entre as faixas podemos destacar "O Livre Atirador e a Pegadora", primeira a tocar nas rádios de todo o país, e outras como a música homônima que abre e dá nome ao CD; "26" feita para o dia de seu aniversário; "Não Tenho Medo da Morte", de seu último disco de estúdio; e "São João Carioca", feita em parceria com Nando Cordel. Neste novo trabalho apenas três músicas não são de Gil: "Aprendi com o Rei", de João Silva, que homenageia o rei do baião, Luiz Gonzaga, que é compositor, ao lado de Zé Dantas, de "A Dança da Moda", e "Maria Minha", de Targino Gondim e Eliezer Selton.

Lista de Músicas

01 Fé na Festa
02 O Livre Atirador e a Pegadora
03 Assim Sim
04 Estrela Azul do Céu
05 Marmundo
06 Vinte e Seis
07 Não Tenho Medo da Morte
08 Norte da Saudade
09 Maria Minha
10 Aprendi com o Rei
11 Dança da Moda
12 São João Carioca
13 Lá Vem Ela

Papel de parede do dia - 155

Clique para ampliar

Canadá - F1 2010

Clique na imagem abaixo para ver todas as fotos

O Estado de SP em PDF, Quarta, 16-06-10

Sob pressão, Lula dá 7,72% para aposentados: De olho nas urnas, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deu sinal verde para o reajuste de 7,72% das aposentadorias maiores que um salário mínimo, conforme aprovado pelo Congresso Nacional. O índice provocará uma elevação de R$ 1,6 bilhão nas despesas programadas no Orçamento, que tinham por base um aumento de 6,14%. A área econômica, que pressionou pelo veto dos 7,72% até o último momento, perdeu a queda de braço para a área política. Lula decidiu ainda manter o fator previdenciário, cuja extinção o Congresso incluiu na mesma lei que aumentou as aposentadorias.

Os pagamentos de julho já virão com o índice novo, segundo o ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas. Como o aumento vale desde o início do ano, existe uma diferença referente aos meses de janeiro a junho a ser quitada. O pagamento ainda será discutido com o Ministério da Fazenda, mas Gabas acredita que tudo estará regularizado até agosto.

Coube ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciar a decisão de Lula, tomada em reunião marcada para as 9 horas, com o objetivo de concluir as discussões antes do jogo de estreia da seleção brasileira.

"O presidente nos autorizou a fazer cortes que vão compensar o gasto adicional", disse. Ele disse que o governo já reduziu as despesas do Orçamento em R$ 20 bilhões em março e mais R$ 10 bilhões em maio. Adicionalmente, haverá o corte de R$ 1,6 bilhão, para garantir que o governo cumpra sua meta de desempenho fiscal. "Vai doer", avisou.

A tesoura recairá sobre as despesas de custeio da máquina e emendas de parlamentares, segundo Mantega. "O governo está dando sua contribuição no custeio e o Congresso, com as emendas", disse. "Se o Congresso fez uma opção, também tem de se responsabilizar por ela." Ele negou que o corte das emendas seja uma represália aos parlamentares...

Formato: PDF
Tamanho: 26 Mb

Papel de perede "Especial" do dia

Que tal fazer seu computador torcer pelo Brasil?
Todos os meus já estão!!!
Clique para ampliar

terça-feira, 15 de junho de 2010

Imagens engraçadas/curiosas - 15/06/2010

Clique na imagem abaixo para ver todas as fotos

Via Knuttz/Ueba

Avião da Oi????

O Estado de SP em PDF, Terça, 15-06-10

Punição por atraso de voo já está em vigor: A resolução da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que assegura direitos a passageiros que tiveram problemas em voos já está em vigor. Quem for afetado por atraso, cancelamento ou overbooking terá prioridade na reacomodação em voos da mesma companhia e poderá exigir reembolso integral e imediato da passagem quando o voo tiver sido cancelado ou estiver lotado. Além disso, as empresas deverão realocar os passageiros em aviões de outras companhias - mesmo se não houver convênio entre elas - ou oferecer meios de transporte alternativos, como ônibus ou vans. As regras valem também para o passageiro que perder a conexão, por causa de atraso em voo anterior.

Outra novidade é o aumento da assistência material. Com a nova regra, os viajantes deverão ter acesso a telefone e e-mail se seus voos atrasarem por mais de 1 hora, a alimentação adequada após 2 horas e a acomodação em hotéis, se os atrasos forem superiores a 4 horas. Essa assistência também deve ser prestada a quem estiver esperando dentro do avião, o que não estava previsto na resolução antiga.

Os viajantes também terão mais direito a informação. A resolução determina que é obrigação das companhias informar verbalmente - e até por escrito, caso seja requisitado pelo passageiro - o motivo do atraso e a previsão de saída. Na parte de informação pública, porém, a Anac cometeu um erro logo de início: anunciou que as medidas valeriam a partir de hoje, mas errou o cálculo, uma vez que o prazo legal fez as medidas entrarem em vigor ainda no domingo.
Em caso de descumprimento das novas normas, as empresas aéreas estarão sujeitas a multas de R$ 4 mil a R$ 10 mil por ocorrência. Os passageiros poderão pedir ressarcimento na Justiça ou pelos órgãos de defesa do consumidor, como o Procon...

Formato: PDF
Tamanho: 36 Mb

Papel de parede do dia - 154

Clique para ampliar

Fim de semana de abertura - Copa do Mundo 2010

segunda-feira, 14 de junho de 2010

O Estado de SP em PDF, Segunda, 14-06-10

Lula diz que mudou de nome e será Dilma na cédula de votação: BRASÍLIA- Para formalizar o nome de Dilma Rousseff como candidata à presidência, o PT fez uma festa para as mulheres e levantou como bandeira a eleição da primeira mulher presidente do Brasil. Foi assim que Dilma foi anunciada na Convenção Nacional do PT, neste domingo, 13, em Brasília, pelo presidente do PT, José Eduardo Dutra, pelo vice dela, deputado Michel Temer (PMDB), e por ela mesma. "Chegou a hora de uma mulher comandar o país!", bradou. O presidente Lula falou pouco antes de Dilma e levantou a bola da candidata. Disse que ela já estava como cara de presidente e escancarou a estratégia de tentar transformar a própria popularidade em votos para Dilma. Lula ressaltou que esta será a primeira eleição desde a redemocratização, mas que o nome dele estará na cédula de votação como Dilma. "Vai ficar um vazio nessa cédula e para que esse vazio seja preenchido eu mudei de nome e vou colocar Dilma lá na cédula", afirmou o presidente. O jingle que tocava no auditório, seguia o mesmo tom. "Lula tá com ela, eu também tô, veja como o Brasil já mudou".

Lula e o presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra, dirigiram críticas aos adversários. Sem citar o nome de José Serra, candidato do PSDB a presidente, Lula pediu que a oposição faça uma campanha de alto nível. "E não façam jogo rasteiro inventando dossiê todo dia", disse, fazendo referência a reportagens recentes que revelaram que integrantes da campanha estariam investigando ilegalmente integrantes da cúpula do PSDB.

Lula pediu "tranquilidade" a Temer e Dilma, porque "o bicho vai pegar" nos próximos três meses que antecedem a eleição. "Tenho certeza que muita gente que aparece com cara de anjo na TV, faz o que fez comigo em 2006?, diz o presidente, em alusão ao episódio dos aloprados...

Formato: PDF
Tamanho: 33 Mb

Pimenta protege o coração e ajuda a dieta

Quanto mais ardida ela for, maior seu poder de ação contra doenças

Conhecidas por seu poder afrodisíaco e gosto ardido, as pimentas fazem o maior sucesso no prato dos brasileiros e vira e mexe aparecem como protagonistas de mais um novo estudo sobre seus benefícios para a saúde.

Além de melhorarem a digestão, elas protegem o organismo contra alguns tipos de câncer e fazem seu corpo queimar gordura, reduzindo os níveis de colesterol, porém, quando consumida em excesso, podem comprometer a saúde do aparelho digestivo.

"A pimenta tem muitas vitaminas e antioxidantes importantes para o organismo, mas quem tem problemas de gastrite ou úlcera deve tomar cuidado ao consumi-la, pois, uma pequena dose da fruta pode irritar ainda mais as paredes do estômago ou intensificar os sintomas da hemorroida", explica a nutricionista da Unifesp Carla Fiorillo.
Vitaminas A e C na medida certa Segundo o médico homeopata Marcio Bontempo, autor do livro Pimenta e seus Benefícios à Saúde, além de ter princípios ativos como capsaicina e piperina, a fruta é muito rica em vitaminas A, E e C, ácido fólico, zinco e potássio.

Tem, por isso, fortes propriedades antioxidantes e bioflavonoides, pigmentos vegetais que previnem o câncer. Graças a essas vantagens, a fruta já está classificada como alimento funcional, o que significa que, além de seus nutrientes, possui componentes que promovem e preservam a saúde.
Queima gordura?
Um estudo realizado por cientistas do Centro de Ciências Alimentícias de Wageningen, na Holanda, revelou que a capsaicina (responsável pelo ardor da pimenta) seria bastante eficaz no processo de emagrecimento porque formaria uma espécie de bolsão energético durante as refeições, onde parte da energia ingerida ficaria armazenada para ser gasta mais tarde, assim o corpo, abastecido, não sentiria fome.

"Para quebrar os nutrientes da comida e absorvê-los, nosso aparelho digestivo gasta muito combustível. A capsaicina faz com que ele, nas horas de serviço pesado, se abasteça e forme depósitos gordurosos. Depois, vai dosando o fornecimento de energia de modo a deixar o corpo saciado por mais tempo. Tal processo exige grande gasto calórico do organismo, que eleva sua temperatura para realizá-lo, daí o emagrecimento", explica Marcio Bontempo.

Já para a nutricionista da Unifesp, Carla Fiorillo, a pimenta possuir tais propriedades, porém, todos os estudos que indicam para estes resultados revelam o uso de uma dose bastante elevada de pimenta no cardápio dos pacientes, o que demonstra que a eficiência da fruta no emagrecimento está diretamente ligada a quantidade consumida:

"quando se fala em benefícios ou malefícios da pimenta para o organismo, deve-se levar em consideração a quantidade ingerida. Embora não haja uma dose diária recomendada, sabemos que os efeitos da fruta só ocorrem quando ela é ingerida em grandes quantidades, por isso, é preciso ter cautela para não achar que uma pimenta por dia resolve todos os problemas", explica.

Colesterol zero
Como a capsaicina ajuda a queimar gordura do corpo, diminui os níveis de colesterol ruim (LDL) do sangue e evita o acúmulo de gordura na parede das artérias, protegendo o organismo das doenças cardiovasculares.

Uma pesquisa da Faculdade de Nutrição da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, com ratos, comprovou que a pimenta diminui mesmo o risco de doenças cardiovasculares, maior causa de mortes no Brasil.

Por duas semanas, um grupo de cobaias recebeu, todos os dias, uma pequena dose de extrato de pimenta dedo-de-moça, a mais consumida no país para efeito de teste.
No fim do período, os cientistas compararam o sangue dos ratos que consumiram a pimenta com o do grupo que não a consumiu e os resultados foram impressionantes: houve redução de até 45% do colesterol total dos ratos que consumiram a fruta.

"Ainda falta determinar quanto é necessário consumir para que a pimenta traga todos esses benefícios. O que se sabe é que o brasileiro a come muito pouco. Na Tailândia, por exemplo, ela é a estrela das receitas simples e sofisticadas. Lá, o consumo chega a dez gramas por dia. No Brasil, não passa de meio grama por pessoa", explica Márcia Keller Alves, nutricionista que fez parte da equipe de pesquisa.Quanto mais ardida melhor
A capsaicina é o princípio ativo responsável pelo ardor que sentimos quando comemos a pimenta. Além de conter antioxidantes poderosos na ação contra os radicais livres, ela eleva a temperatura do corpo auxiliando na redução do colesterol e na queima de gordura: "esta substância eleva a temperatura do corpo acelerando o metabolismo e a quebra de gordura, por isso auxilia no emagrecimento, porém, para se obter resultados expressivos é preciso ingerir grande quantidade da fruta, senão não funciona", explica Carla Fiorillo.

Como o ardor da pimenta é causado pela presença da capsaicina, substância responsável pelos efeitos antioxidantes da fruta, quanto mais ardida ela for, mais capsaicina tem e maior sua ação curativa no organismo: "sabe a velha historia de que os melhores remédios são os mais amargos? No caso da pimenta a gente pode adaptar o amargo para o ardido. Quanto mais ardida ela for, maior sua ação", explica a nutricionista da Unifesp.

Cuidado, pode causar úlcera
Se por um lado a pimenta traz muitos benefícios para a saúde e ajuda a ficar em dia com a balança, por outro, pode se transformar em um veneno para quem tem problemas de gastrite ou úlcera.

A nutricionista Carla Fiorillo explica que a pimenta irrita as paredes do estômago fazendo com que ele produza mais ácido do que o normal para neutralizar a ação da capsaicina, mas que apenas a longo prazo e em grandes quantidades sua ingestão provocaria lesões graves no estômago: "seria preciso consumir muita pimenta e durante anos para desenvolver o problema. O mais comum é que pessoas que já tenham gastrite ou úlcera piorem com a ingestão da fruta, mas não dá para dizer que consumir pimenta causa úlcera", explica.

Fonte: Minha Vida

domingo, 13 de junho de 2010

O Estado de SP em PDF, Domingo, 13-06-10

Goleiro Green é alvo da ira da imprensa inglesa: O goleiro Robert Green foi o principal alvo da imprensa britânica neste domingo, depois da sua falha grosseira no jogo contra os Estados Unidos, na estreia da Inglaterra na Copa do Mundo da África do Sul, que levou ao gol de Dempsey e ao empate por 1 a 1 no sábado. Os tabloides News of the World e Sunday Mirror mostraram a falha do goleiro do West Ham quadro por quadro e, coincidentemente, saíram com a mesma manchete: Mãos de idiota (Hand of clod). O título é um trocadilho com a expressão usada por Maradona - Mão de Deus (Hand of God) - quando marcou um gol com a mão na Copa do Mundo de 1986, em partida entre Argentina e Inglaterra.

A imprensa inglesa também relembrou as falhas de goleiros ingleses nos últimos anos, que deixam a posição sem um titular indiscutível. David Seaman, David James,

Paul Robinson e Scott Carson foram titulares recentemente e também não tiveram atuações seguras.

Principal
Formato: PDF
Tamanho: 66 Mb
Cadernos: Autos & Imóveis
Formato: PDF
Tamanho: 60 Mb