sábado, 14 de maio de 2011

Imagens engraçadas/curiosas - 14/05/2011

Clique na imagem abaixo para ver todas as fotos

Via Knuttz/Ueba

Dia da vitória

Semana Nacional dos Museus acontece em Sergipe

Cerca de 1.006 instituições participam dos mais de 3.080 eventos realizados através da ação.

JornaldaCidade.Net

Aracaju (10 mai) -

Em comemoração ao Dia Internacional dos Museus, 18 de maio, o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/ Ministério da Cultura) realiza entre os dias 16 e 22 de maio a 9ª Semana Nacional de Museus. O evento, que atingirá cerca de 500 cidades de todos os Estados do país, contará com uma programação diversificada com oficinas, espetáculos, exposições, seminários, visitas guiadas, palestras e apresentações de grupos. Realizada desde 2003 sob coordenação do Ibram, este ano a Semana terá como tema ‘Museu e Memória’.

Com cunho democrático, a 9ª Semana Nacional de Museus incorporará junto a sua programação outros lugares de memórias, como bibliotecas, arquivos, casas de cultura, redes sociais, galerias e etc. Além disso, cerca de 1.006 instituições participam dos mais de 3.080 eventos realizados através da Semana.

Em Sergipe, a Secretaria de Estado da Cultura (Secult), através do Museu de Arte Sacra de Laranjeiras, do Museu Afro-brasileiro de Sergipe e do Museu Histórico de Sergipe, proporcionará ao público produções artísticas de sergipanos como a exposição Mulheres Negras e Mês Mariano, em Laranjeiras e uma palestra sobre a Virgem Maria, em São Cristóvão.

Confira a programação completa em Sergipe:

ARACAJU - SE

Centro de Estudos Casa Curta-SE

Rua Teixeira de Freitas, 175 - Salgado filho

cc@casacurtase.org.br

Tel:(79)3302-7092 (79)3302-7090

17/05/2011 e 18/05/2011 – 19h às 20h

ABERTURA - Mostra Memória Sergipe - Exibição de filmes sergipanos dos últimos 10 anos de produção de filmes participantes do Curta-SE.

Centro de Memória da Ciência e Tecnologia em Sergipe

Rua Campo do Brito, 371 - Próximo ao Estádio Batistão - 13 de Julho

cmcts@itps.se.gov.br

Tel: (79)9879-5952 (79)3179-8073

16/05/2011 a 18/05/2011 – 07h às 13h

AÇÃO EDUCATIVA - De Caráter Científico e Tecnológico, intitulada Ciência de Portas Abertas no Instituto, que tem por objetivo abrir as portas dos laboratórios do ITPS para a visitação.

Local: Instituto Tecnológico e de Pesquisas do Estado de Sergipe

Memorial de Sergipe

Av. Beira Mar, 626 - próximo à curva do Iate Clube - 13 de Julho

memorial-unit@unit.com.br

Tel:(79)3211-3579 (79)3302-8398

16/05/2011 a 21/05/2011 – 08h às 12h

EXPOSIÇÃO - Inauguração da exposição itinerante: “Aracaju Romântica que vi e que vivi: Por Murillo Melins”, que marcará a itinerância da história de Aracaju nas décadas de 30,40 e 50 segundo a visão do autor.

16/05/2011 a 21/05/2011 – 08h às 12h

OUTROS - Interatividade da instituição museal com a comunidade através do Projeto Memorial de Braços Abertos.

16/05/2011 a 21/05/2011 – 09h às 17h30

VISITA GUIADA - Receberemos o público gratuitamente, disponibilizando visitação monitorada à exposição permanente na 9ª semana Nacional de Museus.

21/05/2011 – 08h às 12h

SEMINÁRIO/ PAINEL/ MESA REDONDA - Palestra intitulada: “Sou de São Cristóvão, Meu Patrimônio é o mundo”, por funcionárias do IPHAN/SE, para alunos do ensino fundamental e médio.

Memorial do Poder Judiciário de Sergipe

Praça Olímpio Campos, 417 - Atrás da Catedral Metropolitana - Centro

memorial@tjse.jus.br

Tel: (79)3213-0771 (79)3213-0219

16/05/2011 a 20/05/2011 – 09h às 13h

SEMINÁRIO/ PAINEL/ MESA REDONDA - Durante a 9º Semana Nacional de Museus - Museu e Memória, o Memorial do Poder Judiciário de Sergipe promoverá em suas instalações mesas redondas referentes à temática proposta pelo Ibram.

Memorial Dom Luciano Duarte

Vereador João Calazans, 53 - 13 de Julho

contato@institutodomlucianoduarte.com.br

Tel:(79) 3211-5872

16/05/2011 a 22/05/2011 – 08h às 12h

EXPOSIÇÃO, VISITA GUIADA - O Instituto Dom Luciano Duarte, tem por finalidade preservar a história do Arcebispo Emérito de Aracaju, Dom Luciano Duarte, assim contamos com o memorial que mostra toda a sua trajetória de vida.

Museu do Homem Sergipano

Rua Estância, 228 - Casa - Centro

muhse@ufs.br

Tel:(79)3302-5840 (79)3302-5841

16/05/2011 a 22/05/2011 – 09h às 17h

VISITA GUIADA - Visita monitorada ao público e a escolas no MUHSE

18/05/2011 – 19h às 21h

SEMINÁRIO/ PAINEL/ MESA REDONDA - “Memória dos Museus Sergipanos” com a participação dos professores Ana Conceição S. de Carvalho Beatriz Góis Dantas e Antônio Lindvaldo Sousa.

Museu Oceanário de Aracaju

Avenida Santos Dumont, s/n - Orla de Atalaia

aline.oceanario@tamar.org.br

Tel:(79)3243-3214 (79)3243-2106

17/05/2011 a 20/05/2011 – 18h às 19h

EXIBIÇÃO DE FILME - Documentário sobre a história do Projeto Tamar e sua atuação junto às comunidades locais. Resgate histórico.

17/05/2011 a 21/05/2011 – 09h às 21h

EXPOSIÇÃO - Fotos sobre as histórias e memórias do Projeto Tamar ao longo dos seus 30 anos de atuação na Conservação das Tartarugas Marinhas.

17/05/2011 a 22/05/2011 – 16h30 às 17h30

OUTROS - Alimentação assistida aos aquários e tanques, com interação dos visitantes e os tubarões.

18/05/2011 – 15h às 16h30

PALESTRA - História do Projeto Tamar

18/05/2011 a 21/05/2011 – 10h às 11h30

VISITA GUIADA - Aos aquários e tanques

20/05/2011 – 15h às 16h30

PALESTRA - Atuação do Projeto Tamar

21/05/2011 – 18h às 18h30

AÇÃO EDUCATIVA - Ação de resgate e memória do Projeto Tamar em Sergipe, com a presença de pessoas importantes no processo inicial do trabalho de Conservação.

21/05/2011 – 19h30 às 21h

ESPETÁCULO TEATRAL - Com o Grupo de Música e Teatro Infantil Brinquedolê

21/05/2011 – 18h30 às 19h

ESPETÁCULO TEATRAL - Intervenção Circense, com encenação teatral e malabares

21/05/2011 – 15h às 16h30

OFICINA - Brinquedos Reciclados, Origami e Móbile

Palácio Museu Olímpio Campos

Praça Fausto Cardoso, s/n - Centro

palacioolimpiocampos@casacivil.se.gov.br

Tel: (79)3198-1453 (79)3198-1502

16/05/2011 – 08h30 às 11h

ENCONTRO - Café da manhã com o trade turístico, gestores de museus e imprensa, onde falaremos sobre os problemas dos museus de Sergipe.

17/05/2011 a 19/05/2011 – 14h às 18h

OFICINA - Voltada para os profissionais que desenvolvem suas atividades dentro dos Museus, intitulada “Limpeza e conservação de objetos museais”

17/05/2011 a 19/05/2011 – 08h às 13h

SEMINÁRIO/ PAINEL/ MESA REDONDA - Durante os dias 17/18//19 estaremos realizando no período da manhã um seminário com o tema “Museus e Memória em Sergipe”, voltado para os profissionais da área e estudantes de museologia.

18/05/2011 – 19h às 22h

SHOW MUSICAL - Grupo de música renascentista em homenagem aos gestores dos museus com a participação da comunidade, revivendo a música do século XVIII e XIX.

19/05/2011 – 19h às 22h

SHOW MUSICAL - Orquestra Sanfônica de Sergipe, relembrando os grandes nomes da música nordestina, quando o Museu estará aberto para visitação pública.

20/05/2011 – 15h às 18h

AÇÃO EDUCATIVA - Uma gincana escolar com os colégios do entorno do Museu com o objetivo de resgatar fatos marcantes da nossa história.

20/05/2011 - 18h às 22h

SHOW MUSICAL - Ao final da ação educativa teremos um show musical para os jovens participantes encerrando a Semana Nacional de Museus.

BOQUIM - SE

Raimundo Fernandes

Av. Manuel Eugênio - Centro

departamentocultural@hotmail.com

Tel: (79)3645-3093 (79)9972-7962

16/05/2011 a 20/05/2011 – 08h às 10h

OUTROS - Mostra de vídeo documentário sobre o príncipe dos poetas: Hermes Fontes

Local: Escolas Públicas Municipais

CANINDÉ DE SÃO FRANCISCO - SE

Museu De Arqueologia De Xingó - Universidade Federal de Sergipe

Rodovia Canindé - Piranhas - Trevo Da UHE Xingó

max@ufs.br Tel: (79)2105-6448 (79)2105-6453

18/05/2011 – 09h às 12h

PERFORMANCE - Apresentação de Grupo Cultural Tradicional da Região de Xingó

18/05/2011 a 22/05/2011 – 09h às 16h

VISITAÇÃO - Visitas guiadas ao Museu de Arqueologia de Xingó (MAX/UFS) durante a 9ª SemanaNacional de Museus – “Museus e Memória”

19/05/2011 – 19h30 às 21h

PALESTRA - O MAX/UFS e a Memória de Xingó, ministrada pelo professor. Albérico Nogueira de Queiro, diretor do MAX/UFS, Núcleo de Arqueologia, Campus de Laranjeiras

19/05/2011 – 09h às 12h

SEMINÁRIO/ PAINEL/ MESA REDONDA - Mesa Acadêmica com Professores/Pesquisadores que desenvolveram projetos de pesquisa na região de Xingó

20/05/2011 – 09h às 12h

SEMINÁRIO/ PAINEL/ MESA REDONDA - Apresentação `Memoristas´ (Contadores de Histórias)

21/05/2011 – 09h às 12h

PERFORMANCE - Apresentações de Grupos Culturais Regionais de Xingó

LARANJEIRAS - SE

Casa de Cultura João Ribeiro

Rua João Ribeiro, s/n

coordenadoria.museus@cultura.se.gov.br

Tel: (79)3281-1123 (79)3179-1916

17/05/2011 a 31/05/2011 – 10h às 16h

EXPOSIÇÃO - Roda de leitura Sobre Poemas de João Ribeiro

Museu Afro Brasileiro de Sergipe

Rua José Do Prado, 70

coordenadoria.museus@cultura.se.gov.br

Tel: (79)3281-2418 (79)3179-1916

17/05/2011 a 30/05/2011 – 10h às 16h

EXPOSIÇÃO – Mulheres Negras

Museu de Arte Sacra de Laranjeiras

Praça Heráclito Diniz Gonçalves, s/n

coordenadoria.museus@cultura.se.gov.br

Tel: (79)3281-2486 (79)3179-1619

17/05/2011 a 31/05/2011 – 10h às 16h

EXPOSIÇÃO - Mês Mariano

SÃO CRISTOVÃO - SE

Museu Arte Sacra de São Cristovão

Praça São Francisco, s/n - Centro

museusaocristovao@gmail.com

Tel:(79)3216-3000

19/05/2011 – 11h às 12h

OUTROS - Palestra sobre a Virgem Maria

Museu Histórico de Sergipe

Praça São Francisco, s/n

coordenadoria.museus@cultura.se.gov.br

Tel:(79)3261-1435 (79)3179-1916

16/05/2011 a 22/05/2011

EXPOSIÇÃO – Itinerante “Praça São Francisco: Patrimônio da Humanidade - O Processo da Conquista”

Local: Interior do Estado

Imagens da semana - 13/05/2011

Cães na notícia

Robert Nesta Marley - Património

As dez cidades mais poluídas do mundo...

Folha de São Paulo em PDF, Sabado, 14 de Maio de 2011

Taleban assume autoria de ataque que matou 80:
O Taleban do Paquistão reivindicou a autoria de um duplo atentado que matou ao menos 80 pessoas, relata Igor Gielow, enviado a Islamabad. O grupo extremista prometeu novos ataques. A ação foi definida como o primeiro de vários atos de vingança pela morte de Osama bin Laden em uma investida norte-americana na cidade paquistanesa de Abbottabad no início do mês.

Veja também:

Mundo
Alemanha puxa crescimento da zona do euro; Portugal vai mal

Dinamarca apoia controle de fronteira por tempo curto

Marketing da pegadinha

TIM quer ser sócia dos Correios em celulares

Lucro da Petrobras é recorde e cresce 42% no trimestre

Abastecer com álcool volta a ser vantagem em SP

Angélica é o melhor para o metrô, afirma ex-secretário

KÁTIA ABREU:
Lei sobre ambiente virou prerrogativa de burocratas

Formato: PDF
Tamanho: 81 MB

Jornal O Dia em PDF, Sabado, 14 de Maio de 2011

Bandidos do Estácio são suspeitos do arrastão
Sete criminosos que aterrorizaram passageiros dentro do metrô fugiram para o Morro de São Carlos, onde será inaugurada Unidade de Polícia Pacificadora na terça-feira

Rio - A polícia suspeita que os sete bandidos que aterrorizaram passageiros do metrô num arrastão, na noite de quinta-feira, sejam do Morro do São Carlos, que está ocupado pela PM e onde será inaugurada uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) terça-feira. O grupo — que seria formado por menores de idade — saiu pela estação do Estácio em direção à comunidade. Ontem, a Secretaria Estadual de Segurança propôs que a Polícia Militar atue na segurança das estações. Investigações da 6ª DP (Cidade Nova) apontam que o bando saiu do Morro da Pedreira, em Costa Barros, e embarcou na Pavuna, primeira estação da Linha 2, e não Maria da Graça, como fora divulgado. Na Central, tomaram um trem da Linha 1 rumo à Saens-Peña e praticaram o arrastão entre Praça Onze e Estácio.

No ataque, o bando roubou dezenas de passageiros, mas apenas 15 registraram queixa na delegacia. A ação provocou pânico, e uma passageira chegou a se esconder entre o trilho e a plataforma.

A polícia analisa imagens da estação Estácio e tenta obter gravações de câmeras do Hospital Central da PM e da CET-Rio, que mostrem a rua. Depoimentos de vítimas e filmagens indicam que pelo menos uma das armas usadas seria de brinquedo. Em nota, a Polícia Civil informou que não divulgará imagens do vídeo porque há suspeitas de que os bandidos sejam menores.

“As vítimas que tiverem condições de reconhecimento vão nos repassar os dados para os retratos-falados. Era uma hora de grande circulação de passageiros”, disse o delegado Luiz Alberto Andrade, que também ouviu agentes de segurança do metrô. A Agetransp — órgão que regula as concessões de transporte no estado — informou que acompanhará o trabalho da polícia.

Em solenidade ontem na Academia de Polícia, o secretário de Segurança José Mariano Beltrame propôs que a concessionária Metrô Rio integre o Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis). Criado há dois meses, o projeto permite que PMs, nas folgas, façam serviço de segurança para órgãos públicos. Para cada oito horas de trabalho adicional, serão pagos R$ 175 para oficiais e R$ 150 para os praças.
Como a Metrô Rio é uma empresa privada que executa serviço público, o comandante-geral da PM, coronel Mário Sérgio Duarte, disse que antes de promover o convênio é necessário analisar questões legais. “É possível que a PM trabalhe diretamente com a segurança do metrô nas estações”, frisou.

Treinamento seguido à risca, diz empresa

A gerente de relações institucionais da Metrô Rio, Rosa Cassar, afirmou que a concessionária vai estudar a oferta do governo estadual. Segundo ela, os agentes de segurança da companhia recebem, durante sete meses de treinamento, orientações sobre situações de emergência, inclusive assaltos. Rosa explicou que, no ataque de quinta-feira, os funcionários seguiram à risca as instruções.

Não há, segundo Rosa, previsão de aumento do efetivo, que hoje conta com 400 seguranças e 200 agentes de atendimento. O que está prevista é a ampliação de 800 para 1,1 mil câmeras nas estações no prazo de até um ano.

Compradas na China, as novas composições, que começam a chegar no fim deste ano, terão câmeras no seu interior, o que não existe nas atuais.

Ônibus sequestrado

Mais de 50 passageiros de um ônibus que seguia da Zona Sul do Rio para Alcântara, em São Gonçalo, na Região Metropolitana, viveram momentos de angústia depois que o veículo foi assaltado e sequestrado por bandidos, na noite de ontem.

De acordo com a polícia, dois homens entraram no coletivo da Viação Fagundes, que fazia a linha Botafogo-Alcântara, por volta das 20h, na Praia de Botafogo. Antes de o ônibus pegar o acesso à Ponte Rio-Niterói, no Caju, os bandidos sacaram armas e anunciaram o assalto. “Eles gritavam para a gente ficar calmo que ninguém iria se machucar, mas pareciam muito nervosos. Algumas pessoas ficaram desesperadas”, contou uma passageira.

Depois de roubar pertences dos passageiros e a féria do dia, eles obrigaram o motorista a dirigir pela Avenida Brasil até a altura do Parque União, em Bonsucesso. “Antes de descer, os bandidos ainda falaram: ‘Dirige aí, piloto, e fica tranquilo’”, revelou o motorista. Após a fuga, ele seguiu com o coletivo até a 22ª DP (Penha), onde o caso foi registrado.

Formato: PDF
Tamanho: 21 MB

Jornal O Estado de SP em PDF, Sabado, 14 de Maio de 2011

Corte de gasto por decisão do governo deve afetar investimento da Petrobrás:
A Petrobrás pode, por determinação do governo, manter inalterado em US$ 224 bilhões o seu plano de investimentos até 2015, contrariando expectativas de analistas do setor que previam um aumento para, no mínimo, US$ 268 bilhões. É uma forma de tentar reduzir despesas, alinhando a estatal à estratégia de corte de gastos públicos.
O novo plano estratégico da companhia seria divulgado ontem, com o balanço financeiro de janeiro a março, que apontou lucro recorde trimestral de R$ 10,985 bilhões. Mas o conselho de administração da estatal não chegou a um consenso sobre a proposta, que será novamente discutida na próxima semana.

O valor para o período de 2011 a 2015 pode ser o mesmo do plano de 2010-2014, mantendo a média anual, mesmo com novos projetos. Isso significa que o governo cobra da Petrobrás redução de custos nos empreendimentos. Toda a diretoria da Petrobrás viajou ontem para São Paulo, onde estava o ministro da Fazenda, Guido Mantega, presidente do conselho, para detalhar os resultados da estatal.

O lucro, que veio acima das projeções do mercado financeiro, representou alta de 42% em relação ao mesmo período do ano passado e foi atribuído a quatro fatores básicos: aumento do preço do petróleo nacional (29% em dólares); aumento da produção de petróleo e gás, com a contribuição dos campos do pré-sal; elevação das vendas de gás natural; e melhor resultado financeiro (R$ 2,723 bilhões), decorrente dos ganhos cambiais sobre o endividamento, refletindo a valorização do real ante o dólar.

Somente no primeiro trimestre deste ano, os investimentos da Petrobrás totalizaram R$ 15,871 bilhões, com destaque para os recursos destinados às atividades de exploração, produção e refino de petróleo e gás que, juntas, responderam por 83% do volume total investido.

A área de exploração e produção consumirá a maior parte dos recursos do plano estratégico. O plano atual prevê a aplicação de US$ 118 bilhões ao segmento, mais da metade do volume total previsto para a empresa.

Vendas. O volume total de vendas internas da Petrobrás subiu 7% no primeiro trimestre, em relação a igual período de 2010. Os números consideram a venda dos derivados, incluindo diesel, gasolina e nafta, além de gás natural e álcoois e nitrogenados. As vendas de diesel, principal derivado vendido pela estatal, cresceram 8,6% no primeiro trimestre ante mesmo período de 2010, para 796 mil barris diários.

O aumento dos negócios no mercado doméstico ocorreu principalmente pela menor participação de outros competidores, destacou a companhia. Já as vendas de gasolina cresceram 7,1%, o que a empresa atribuiu à "vantagem do preço da gasolina em relação ao etanol na maior parte dos Estados e crescimento da frota de veículos".

As importações de gasolina fizeram com que a balança comercial da Petrobrás, que era superavitária, tivesse déficit de US$ 656 milhões no primeiro trimestre, ante mesmo período de 2010. O saldo foi negativo em 38 mil barris por dia, ante saldo positivo de 126 mil barris/dia nos três primeiros meses do ano passado.

No mercado interno, o reajuste de derivados como o querosene de aviação e a nafta, respectivamente em 20% e 13% no primeiro trimestre, contribuiu para elevar o valor médio do barril de derivados vendido no País.

Formato: PDF
Tamanho: 69 MB

Curso de Skype

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Motorcyclist - Junho 2011


Robb Report - Maio 2011 Brasil

Veja - Edição 2216 (11/05/2011) | Completa


Folha de São Paulo em PDF, Sexta, 13 de Maio de 2011

Governo dificulta importação para atingir Argentina:
O governo decidiu dificultar a importação de automóveis para levar a presidente Cristina Kirchner a rever medidas protecionistas contra a entrada de produtos brasileiros. Veículos são o principal produto argentino de exportação para o Brasil. Não haverá mais liberação automática para trazer veículos. Oficialmente, o governo argumenta que a decisão atinge todos os países, mas a orientação é aplicar o prazo de 60 dias para os importados da Argentina.

Metrô muda de novo localização de estação

Procuradoria ataca MP sobre as obras da Copa

Facebook paga a agência para publicar artigos contra o Google

Marco Maciel desiste de cargos que recebeu de Gilberto Kassab

Dilma cancela ida ao Paraguai por questão de saúde

JOSÉ SIMÃO: Uma amiga minha de Higienópolis vai pedir asilo no Capão Redondo

David Goldman autografa livro sobre Sean

Veja 30 bares onde assistir à final do Paulista

Formato: PDF
Tamanho: 64 MB

Jornal O Dia em PDF, Sexta, 13 de Maio de 2011

Bandidos fazem arrastão no metrô
Bando provoca pânico dentro de vagões, rouba passageiros e faz disparos no Estácio:
Rio - Cinco homens armados fizeram um arrastão dentro do metrô, entre as estações Praça Onze e Estácio da Linha 1, na noite desta quinta-feira. A ação causou pânico, e uma passageira, apavorada, chegou a se esconder entre a plataforma e os trilhos. A composição seguia em direção à Tijuca e ficou parada por cerca de 40 minutos. Quinze pessoas roubadas registraram queixa na 6ª DP (Cidade Nova), mas o bando atacou muitas outras.

Os assaltantes chegaram a percorrer os vagões pelas portas internas da composição. Houve tumulto e correria. Na confusão, passageiros teriam se ferido. Para escapar da polícia, no Estácio, os criminosos atiraram — dois deles tinham armas longas. Foram pelo menos dois disparos.
Os bandidos entraram na estação de Maria da Graça e saltaram na Central para pegar o trem em direção à Saens Pena. O bando ficou no penúltimo vagão. Uma passageira teria acionado a trava de segurança que avisa o condutor quando há problemas na composição. O trem parou no escuro causando mais pânico. Em seguida, o condutor abriu as portas entre os vagões e seguiu até o Estácio, onde pediu à empresa para cortar a energia. Os criminosos fugiram atirando. A estação ficou fechada por 40 minutos, provocando superlotação em outras paradas. Quem testemunhou a ação dos bandidos se apavorou. “Os passageiros começaram a gritar ‘é assalto’ e a correr para os vagões da frente, passando por aquelas portas estreitas. Muita gente ficou machucada nessa fuga. O trem parou no escuro e foi um terror total. Ouvi dois tiros”, descreveu a jornalista Tania Athayde.

Cristiane Mendonça, auxiliar de arquivo, se jogou no chão na hora dos tiros. “Escutei disparos e fiquei desesperada. Todos nós abaixamos dentro do trem com medo de balas perdidas. Depois saímos correndo”, relatou ela.

“Roubaram a minha mochila. Todo mundo ficou desesperado. Eles pareciam menores de idade e um estava com arma de brinquedo!”, disse a estudante Camila Amorim, de 20 anos.

Formato: PDF
Tamanho: 25 MB

Jornal O Estado de SP em PDF, Sexta, 13 de Maio de 2011

Brasil retalia Argentina e impõe barreiras à importação de carros:
O governo brasileiro decidiu impor barreiras à importação de carros. O objetivo principal é forçar a Argentina a rever as ações protecionistas contra o Brasil, mas a medida também procura defender as montadoras instaladas no País do avanço dos automóveis asiáticos.

. Desde terça-feira, os importadores devem solicitar licenças de importação não automáticas, que só são expedidas após análise dos técnicos do governo e podem demorar 60 dias. Não estão incluídos pneus e autopeças, para não prejudicar o funcionamento das fábricas no Brasil.

Formato: PDF
Tamanho: 42 MB

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Jornal O Dia em PDF, Quinta, 12 de Maio de 2011

Deborah Secco: 'Aprendi a comer e estou me sentindo infinitamente melhor'
Rio - Deborah Secco exibe o corpão, de dar inveja, e conta como faz para ter essas pernas torneadas, barriga tanquinho e bumbum durinho na ‘Boa Forma’, nas bancas amanhã.

A transformação para viver Natalie Lamour em ‘Insensato Coração’ exigiu mudanças na alimentação e disciplina de ferro nos exercícios físicos. A atriz acrescentou musculação às aulas de pilates, que já praticava, e trocou a ‘junk food’ por alimentos saudáveis.

“Antes eu comia brigadeiro, pizza, batata frita e doces à vontade. Se o sanduíche vinha com alface, eu abria e jogava fora. Mas finalmente aprendi a comer e estou me sentindo infinitamente melhor”, revela. Valeu à pena, afinal quando entra em cena, os marmanjos não desgrudam os olhos da telinha.

Formato: PDF
Tamanho: 24.9 MB

Jornal O Globo em PDF, Quinta, 12 de Maio de 2011

* Primeiro Caderno. Impasse no Código Florestal expõe a divisão do governo. Votação é novamente adiada diante do risco de vitória da bancada ruralista.

* Segundo Caderno. Pedro Cardoso lança o filme que o levou a condenar a nudez no cinema brasileiro.

* Esportes. Flamengo eliminado em jogo polêmico.

* Revista Boa Viagem. Começa agora a intensa programação de eventos da multicultural Toronto.

Formato: PDF
Tamanho: 31 MB

Jornal O Estado de SP em PDF, Quinta, 12 de Maio de 2011

Governo força queda nos preços de combustíveis para aliviar inflação
BR Distribuidora vai antecipar a redução aos revendedores, fazendo a gasolina e o etanol chegarem mais baratos aos postos o quanto antes - BRASÍLIA - Apesar da queda já verificada nos preços dos combustíveis, o Palácio do Planalto resolveu forçar uma redução mais rápida e mais acentuada, para amenizar os índices de inflação. O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, afirmou ontem que o objetivo é derrubar em até 10% o valor da gasolina. Para isso, o governo usará a BR Distribuidora.

A ideia é fazer com que a subsidiária da Petrobrás repasse aos revendedores de combustíveis o produto a preços mais baixos o quanto antes. Como a empresa detém 38,8% do mercado de distribuição nacional, isso poderia contribuir para uma queda generalizada dos preços. Segundo Lobão, a expectativa é que os demais distribuidores acompanhem o movimento da estatal.

A rede de postos de combustíveis da BR também pode contribuir para que o governo consiga atingir seu objetivo. A estatal tem cerca de 7 mil unidades espalhadas pelo País, o que representa 30,9% do mercado de revenda de combustíveis. Ontem, ao sair de uma audiência no Congresso Nacional, Lobão disse que o governo atua para reduzir o preço do combustível entre "6% e 10%".

A decisão de acelerar o processo de queda dos preços partiu diretamente da presidente Dilma Rousseff, que tem mantido contatos diários com Lobão para monitorar a situação do mercado. Com o início da moagem da nova safra de cana-de-açúcar, os preços do etanol e do álcool anidro - que é misturado à gasolina - começaram a baixar em algumas regiões do País na semana passada.

Aperto. Insatisfeita com a demora no reflexo dessa queda nas bombas, Dilma determinou ao ministro de Minas e Energia que apertasse a BR Distribuidora para antecipar o repasse dos preços mais baixos. Para tomar essa decisão a presidente também levou em consideração o efeito que um anúncio de queda dos combustíveis terá sobre as expectativas de inflação, a preocupação mais iminente da equipe econômica neste momento.

Em reunião com Lobão, segunda-feira, Dilma avaliou que o governo está ganhando a batalha dos preços dos alimentos e estava na hora de ganhar a guerra dos preço da gasolina "pela simbologia" que o produto tem entre os consumidores. A presidente pediu "pressão aberta, sem movimento subterrâneos", e mandou o Ministério da Justiça também atuar - o que já foi feito com a ação da Secretaria de Direito Econômico (SDE) sobre a BR Distribuidora.

Etanol. A Petrobrás não servirá apenas para resolver os problemas dos preços da gasolina. Na semana passada, o governo resolveu incentivar a estatal a elevar sua participação na produção de etanol para até 15% do mercado em quatro anos. Atualmente, a empresa responde por 5% do total produzido no País.

Formato: PDF
Tamanho: 40.9 MB

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Amateur Photographer (2011-05-14)


Arma de destruição de massa

Folha de São Paulo em PDF, Quarta, 11 de Maio de 2011

Conselhos dão renda para aliados de Kassab:
O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, "engorda" os rendimentos de aliados e secretários com cargos nas oito empresas municipais. São 75 conselheiros administrativos, que ganham R$ 6.000, e 36 conselheiros fiscais, R$ 3.000 cada, somando gastos de R$ 534 mil. Dos 29 secretários, 17 integram conselhos. Entre os aliados nomeados, estão Marco Maciel (DEM) e Raul Jungmann (PPS).

Veja também:

Metrô da Angélica vai ser agora no Pacaembu

Calcinha, sutiã e cueca vão trazer alerta anticâncer

Acordo permite votação hoje do Código Florestal

Alemanha não avaliza uma nova ajuda à Grécia

Acuada, Microsoft paga US$ 8,5 bi para levar o Skype

ANDRÉ CONTI: Por que os enredos risíveis dos jogos eletrônicos atraem tantos devotos?

Jogo de espiões

Formato: PDF
Tamanho: 57 MB

Jornal O Dia em PDF, Quarta, 11 de Maio de 2011

‘Prefeitinhos’ patrulham as estações do metrô:
Rio - As 35 estações do metrô contam agora com a vigilância incansável de um grupo que se alterna entre atribuições típicas de psicólogos, bombeiros, médicos e guardas. São os gerentes de estação, conhecidos carinhosamente pelo nome de prefeitinhos. Os nove “soldados” passam o dia inteiro circulando pelas plataformas, como uma ouvidoria itinerante, para garantir que os problemas que afetam usuários sejam rapidamente resolvidos. A equipe atua desde janeiro. Cada prefeitinho fica responsável por uma média de quatro estações. Para garantir que todas sejam patrulhadas entre as 7h e as 20h, o grupo se alterna em plantões. Quando o gerente não está presente na hora de algum incidente, “subprefeitos” acionam os “síndicos do metrô” por rádio para que eles se dirijam para o ponto de ação ou deem um comando imediato. O objetivo é humanizar o atendimento ao cliente e oferecer maior agilidade.

“As demandas mais recorrentes são problemas com o bilhete ou dúvidas quanto às linhas. Mas a gente patrulha também os entornos das estações. Vamos para a rua ver se tem lixo, moradores de rua, pessoas suspeitas. Se for o caso, acionamos Comlurb, Guarda Municipal”, conta Cláudia Murta, prefeitinha do trecho que vai da Cidade Nova até Maria da Graça. “Uma vez quase que um bebê nasceu no metrô, mas o levamos para o hospital e deu tempo” , diz.

As tarefas, às vezes, são surpreendentes. “Outro dia, um passageiro ficou desesperado porque estava indo para uma entrevista de emprego e ficou descalço. Um prefeitinho comprou um sapato para ele. Quando tem briga entre usuários, eles contornam também”, conta Flávio Rogério, supervisor dos prefeitinhos.

Formato: PDF
Tamanho: 21.5 MB

Jornal O Globo em PDF, Quarta, 11 de Maio de 2011

Governo Chávez pediu que Farc matassem opositores:
Altos funcionários do governo de Hugo Chávez pediram às Forças Armadas evolucionárias da Colômbia (Farc) que treinassem milícias, fizessem atentados e assassinassem opositores do presidente da Venezuela. A revelação foi feita em Londres pelo Instituto Internacional de Estudos Estratégicos, com base em arquivos eletrônicos de um comandante das Farc, apreendidos no Equador em 2008. A autenticidade dos documentos foi confirmada pela Interpol. Segundo o dossiê, lançado como livro, nada indica que os assassinatos se realizaram e que as negociações ocorreram com o conhecimento de Chávez. O presidente do Equador, Rafael Correa, teria recebido US$ 400 mil para a campanha de 2006. Chávez cancelou viagem ao Brasil sob alegação de problemas no joelho esquerdo. Páginas 27 e 28

Formato: PDF
Tamanho: 19.6 MB

Jornal O Estado de SP em PDF, Quarta, 11 de Maio de 2011

Pacote de tarifa bancária sobe até 124%
Pesquisa do Idec mostra como instituições se comportaram desde que o Banco Central adotou norma para cobranças, em abril de 2008 - SÃO PAULO - Três anos depois de o Banco Central (BC) adotar normas para padronizar as tarifas bancárias, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) fez um levantamento que chega a três conclusões principais: o pacote que inclui vários serviços ficou até 124% mais caro; as receitas dos bancos com tarifas subiram, em média, 30%, acima da inflação de 18% do período; e as queixas ao BC sobre o tema continuaram crescendo.

"A padronização das tarifas foi positiva, pois organizou a nomenclatura para os clientes", disse a gerente jurídica do Idec, Maria Elisa Novais. "Mas ainda falta clareza para o consumidor, que não sabe bem o que pode ter gratuitamente e se o pacote oferecido é adequado para seu nível de renda", exemplificou.

O levantamento, obtido com exclusividade pelo Estado, engloba as sete maiores instituições financeiras de varejo: Banco do Brasil, Itaú, Bradesco, Santander, Caixa, HSBC e Banrisul. Segundo o Idec, uma cópia do trabalho foi entregue ao BC na terça-feira da semana passada. A assessoria do BC confirmou o recebimento, mas observou que, até ontem, o documento não havia sido encaminhado à área responsável por essa regulamentação, o Departamento de Normas.

A pesquisa revela, por exemplo, que o Pacote Simples para correntistas do Santander saiu de R$ 8,90 por mês em abril de 2008 (quando a norma passou a vigorar) para R$ 19,90 em março. É uma alta de 124%. Procurado, o banco informou que "os valores auferidos em 2008 e em 2011 não correspondem ao mesmo pacote de serviços". "O atual pacote tem inúmeros serviços e vantagens adicionais."

Outra revelação é que, na média, as receitas dos bancos com tarifas cresceram 30% entre dezembro de 2008 e dezembro de 2010 (as datas são diferentes porque o Idec, neste caso, utilizou os balanços anuais divulgados pelas instituições). A Caixa foi o banco que teve a maior expansão no intervalo: 83%.

O Idec também constatou que, apesar das regras, as queixas em torno de tarifas continuaram a crescer - segundo analistas, era de se esperar o contrário, porque a normatização veio para facilitar o entendimento. De abril de 2009 (quando o BC mudou a nomenclatura de seu ranking de queixas) a março de 2010, houve 1.406 reclamações contra tarifas. Nos 12 meses seguintes, foram 1.553, alta de 10%.

Em resposta ao Idec, o diretor da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) André Luiz Lopes dos Santos reconhece que "pode haver um déficit de informação". "É praticamente impossível controlar a postura de cada vendedor (funcionário)."

Ele pondera, no entanto, que a própria Febraban tem um site no qual é possível comparar as tarifas entre as instituições. "Sei que, na hora de abrir uma conta, no banco, é difícil lidar com tanta informação. Mas uma consulta ao site deixa o cliente mais bem preparado para decidir."

Formato: PDF
Tamanho: 24.5 MB

terça-feira, 10 de maio de 2011

Inundação no rio Missisipi

Trailer: Final Destination 5

Jornal O Estado de SP em PDF, Terça, 10 de Maio de 2011

Governo propõe reduzir dívida agrícola de quem recuperar área de proteção
Pela proposta do Planalto, que ainda não tem aval da equipe econômica e visa a um acordo para a votação da reforma do Código Florestal, dívida dos produtores rurais - estimada em R$ 80 bilhões - poderia ser reduzida em até 70%, recuperando 430 mil km².
Em mais uma tentativa de fechar um acordo para a votação da reforma do Código Florestal, o governo acenou ontem com a redução substancial da dívida agrícola para o produtor rural que recuperar Áreas de Preservação Permanente (APPs) em margens de rios e encostas.

Projeções feitas pelo Ministério do Meio Ambiente as quais o Estado teve acesso mostram que a dívida dos produtores rurais, estimada em R$ 80 bilhões, poderia ser reduzida em até 70% pelo mecanismo proposto.

O estímulo financeiro seria calculado com base em redução de emissões de gases de efeito estufa. A cada tonelada de carbono "poupada" com o replantio de áreas, o produtor ganharia cerca de R$ 17. Estima-se que cada hectare replantado represente o corte de 90 toneladas de carbono.

Com essa proposta, que ainda não tem o aval final da equipe econômica, poderia ser viabilizada a recuperação de cerca de 430 mil quilômetros quadrados de APPs.

"Estamos procurando consolidar uma posição que contemple a dos ambientalistas, da base e do governo. Acho possível chegar a um acordo", disse o líder do governo, Cândido Vacarezza (PT-SP). "Quem apostar em confronto, vai perder", afirmou. Os líderes partidários se reúnem hoje, às 12 horas, para decidir se o Código será votado hoje ou não. "Vamos sentir o quadro."

A votação da reforma do Código Florestal foi suspensa na quarta-feira passada por sugestão de líderes governistas, diante uma derrota iminente da proposta de acordo negociada pelo Planalto.

Na ocasião, eram dois os pontos de divergência. O primeiro deles tratava de benefício a pequenos produtores, que poderiam ficar isentos de recuperar a reserva legal de suas propriedades, segundo proposta do relator Aldo Rebelo (PC do B-SP).

O governo insistia em que o benefício deveria ficar restrito a produtores da agricultura familiar, mas faltou aval da base de apoio da presidente Dilma Rousseff no Congresso. Como antecipou o Estado na sexta-feira, o governo cedeu e ampliou o benefício aos proprietários em área de até 4 módulos fiscais (entre 20 e 400 hectares), desde que sejam cooperativados.

O segundo ponto de discórdia na quarta passada era a recuperação das APPs às margens de rios mais largos. O governo apresentou, então, uma nova proposta. Nos rios onde a APP seja superior a 200 metros, os produtores rurais que tiverem desmatado terão de recuperar pelo menos 100 metros.

Há ainda mais uma exceção contemplada pela mais nova proposta do governo. Quando as propriedades da agricultura familiar forem ocupadas integralmente nas faixas de preservação permanente, a recuperação da APP poderá ser reduzida a 30 metros.

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, acredita que é possível um acordo para a votação sem a quebra de compromissos assumidos por Dilma. Na campanha eleitoral, a então candidata se comprometeu a vetar a redução de áreas de reserva legal e de preservação permanente.

Acordo. "Estamos engajados em viabilizar uma alternativa legitimada por uma presidente eleita com 56 milhões de votos. O meio ambiente e o desenvolvimento econômico com sustentabilidade são prioridades do governo", disse a ministra.

A proposta do governo mantém a exigência de manter a vegetação nativa às margens de rios e em parcela da propriedade que varia de 20% a 80%, de acordo com o bioma.

Abre também caminho para que a maioria dos produtores rurais regularize a situação ambiental de seus imóveis, ao estabelecer situações em que a ocupação das Áreas de Preservação Permanente e de reserva legal é aceita.

Advertência
O relator Aldo Rebelo (PC do B) disse que, se não houvesse recuos por parte do governo, o plenário da Câmara votaria a proposta da semana passada.

OS "NÓS" DO CÓDIGO

Reserva legal
O governo aceita que produtores da agricultura familiar fiquem dispensados de recuperar a vegetação nativa cortada em suas propriedades. Ruralistas defendem a extensão do benefício a todas as propriedades, em uma área de até 4 módulos fiscais (entre 20 e 400 hectares). A alternativa em estudo é incluir cooperativados no benefício.

Área de Preservação Permanente (APP)
Novo obstáculo nas negociações trata das áreas às margens de rios mais largos. O Código exige proteção até 500 metros de cada margem. O governo sinaliza que pode aceitar a recuperação de 100 metros em áreas já desmatadas, além das situações de utilidade pública e baixo impacto ambiental.

Formato: PDF
Tamanho: 33 MB

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Jornal O Dia em PDF, Segunda, 09 de Maio de 2011

Dia das Mães muito além da festa com presentes
Responsáveis por jovens que sobreviveram ao Massacre de Realengo, há um mês, mulheres são fundamentais para ajudar meninas a superar a dor e o trauma - Rio - Super-heroínas na pele de mulheres. Com uma força fora do real e um carinho que neutraliza todos os problemas, elas mostram que o amor materno é capaz de superar todas as dores.

Foi com muita doçura e dedicação que as mães dos alunos que sobreviveram à tragédia na Escola Tasso da Silveira, em Realengo, passaram o domingo de Dias das Mães. Um mês depois do massacre, a data especial teve um misto de alegria e dor para a maioria delas. O tradicional almoço, reunindo filhos e parentes, foi o melhor jeito de superar as más lembranças. Andreia Tavares, de 42 anos, preferiu comemorar a data levando a família para o Hospital Adão Pereira Nunes, em Saracuruna. Ao lado da filha Thayane, de 13 anos, que ainda se recupera dos três tiros na barriga que levou de Wellington Menezes de Oliveira, ela se disse completa. “Graças a Deus posso estar ao lado da minha filha, viva. Esse Dia das Mães está sendo maravilhoso. Ficarei o dia todo no hospital, ao lado dela, rezando para que se recupere logo”, desabafou a mãe da adolescente, acompanhada de parentes e das outras duas filhas, Thamyres, 11 anos, e Thaynara, 7 anos.

Estável, porém, sem previsão de alta, Thayane precisará ainda de todo o calor materno para se recuperar das lesões que sofreu no abdômen e, especialmente, na coluna. Depois do Hospital Adão Pereira Nunes, a jovem deve seguir para o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into).

Ainda sem poder andar, mas com sensibilidade nas pernas, Thayane passará por nova bateria de testes que vão dizer se ela poderá voltar ou não a caminhar. “Ainda é cedo. Ela precisa se recuperar para que, então, os médicos e fisioterapeutas comecem a estimular as pernas dela”, contou a mãe, Andreia.

Formato: PDF
Tamanho: 23 MB

Folha de São Paulo em PDF, Segunda, 09 de Maio de 2011

Jovem adia procura por trabalho e estuda mais:
ovens de 15 a 17 anos estão estudando mais e trabalhando menos. A proporção de adolescentes ocupados ou que buscam emprego caiu 27% em oito anos nas seis regiões metropolitanas pesquisadas pelo IBGE. Em 2010, o percentual de jovens na população economicamente ativa foi de 18,9%, a menor taxa já apurada. Em 2003, era de 26%.

Veja também:

Governo paga R$ 141 milhões a empresas que foram vetadas

Em SP, mais um carroceiro é carbonizado

Equador vota por leis mais duras e controle da imprensa

Corinthians e Santos empatam sem gols na decisão do Paulista

Em 20 anos, um terço de Minas Gerais poderá virar deserto

Obama diz que Bin Laden tinha "rede de apoio" no Paquistão

Contusão tira Ganso do jogo de volta na Vila e da Libertadores

GUSTAVO CERBASI: Embalagem menor impõe inflação de novo tipo

Formato: PDF
Tamanho: 71.9 MB