sábado, 9 de julho de 2011

Outdoor Photographer - Agosto 2011


13 alimentos que controlam o colesterol alto

Esta turma equilibra as taxas e mantém longe as doenças do coração

A dupla hábitos alimentares saudáveis e prática regular de exercícios físicos é capaz de manter as taxas de colesterol bom (HDL) e ruim (LDL) em perfeito equilíbrio, afastando de perto o risco de infarto e derrame cerebral, além de outras doenças como o Mal de Alzheimer. Quem sofre com o problema sabe bem que a solução para este mal não está nas pílulas. Nem que você siga à risca os horários e as doses dos remédios, sem controlar a alimentação, as taxas de colesterol jamais entram nos eixos. Mas o contrário até pode acontecer: há quem aprenda a montar pratos saudáveis e, desta forma, passe longe da farmácia. A seguir, confira a lista de alimentos, para encampar uma batalha contra o colesterol alto e sair vencedor (sem, é claro, abrir mão de comer bem).
Peixes: Eles são excelente fonte de ácido graxo ômega 3, um tipo de gordura boa, do tipo insaturada, encontrada nos peixes de água fria, como salmão, atum e truta. "A gordura insaturada ajuda na redução dos níveis de triglicerídeos e colesterol total do sangue; reduz o risco de formação de coágulos, além de tornar o sangue mais fluido; sendo, portanto, importante aliada na prevenção das doenças cardiovasculares", explica nutricionista da Unifesp Ana Maria Figueiredo Ramos.
Aveia: Além das fibras insolúveis, a aveia contém uma fibra solúvel chamada betaglucana, que exerce efeitos benéficos ao nosso organismo. Ela retarda o esvaziamento gástrico, promovendo maior saciedade, melhora a circulação, controla a glicemia (açúcar no sangue) e inibe a absorção de gordura (colesterol). "A aveia diminui as concentrações de colesterol total, lipídios totais e triglicerídios de forma significativa e aumenta a fração do bom colesterol (HDL)", explica nutricionista da Unifesp Ana Maria Figueiredo Ramos.
Oleaginosas: Nozes e castanhas apresentam grande quantidade de antioxidantes, responsáveis por combater o envelhecimento celular e prevenir doenças coronárias, além de diversos tipos de câncer. A arginina, também presente em quantidades interessantes nas oleaginosas, atua como importante vasodilatador, contribuindo para a redução do risco de desenvolvimento de doenças do coração.
Chocolate amargo: O leite e a manteiga de cacau acrescentam doses de gordura saturada na guloseima que provoca arrepios de desejo, principalmente nas mulheres. Mas o chocolate amargo pode fazer parte da sua dieta, porque é rico em flavonóides (substâncias que diminuem o LDL). Diariamente, inclua 30g do doce como sobremesa. Só não vale compensar: a porção de hoje não fica acumulada para amanhã, ou seu organismo não dá conta de aproveitar os benefícios.
Azeite: É fonte de ácido oléico, que regula as taxas de colesterol e protege contra doenças cardíacas. Faz bem ao aparelho cardiocirculatório e para controlar o diabetes do Tipo 2, reduzindo a taxa glicêmica. É também uma grande fonte de antioxidantes, como a vitamina E.
Alcachofra: Suas fibras são resistentes à ação de enzimas e por isso apresentam muitas vantagens, entre as quais: diminuição dos níveis de colesterol e triglicérides sanguíneos ; redução do risco de obesidade e diabetes, fatores de risco para a saúde do coração. Uma porção de 100 g possui apenas 50 calorias. "Como ela ajuda na quebra de gorduras e no controle do colesterol, é bastante recomendada para prevenir doenças cardíacas", explica a nutricionista nutricionista da Unifesp Ana Maria Figueiredo Ramos.
Laranja: Ela não é boa só para gripes e resfriados. Um estudo realizado pela Universidade de Viçosa, em Minas Gerais, e publicado na revista American Heart Association, concluiu que os flavonoides, substâncias antioxidantes presentes na fruta, diminuem os níveis de LDL (colesterol ruim) no organismo, pois limitam a absorção do colesterol no intestino.
Vinho: A ingestão moderada da bebida (uma a duas doses por dia) promove elevação de aproximadamente 12% nos níveis de HDL, colesterol bom, semelhante à encontrada com a prática de exercícios. "A maioria dos efeitos protetores do vinho tinto são atribuídos aos flavanoides, que possuem propriedades antioxidantes, vasodilatadoras e anti-coagulante plaquetária", diz Ana Maria.
Linhaça: a semente é um dos alimentos mais ricos em ômega 3, por isso, é responsável por prevenir doenças cardiovasculares, e evitar coágulos ao diminuir as taxas de colesterol total e de LDL colesterol (ruim) e aumentar as de HDL colesterol (bom). Os benefícios da linhaça se potencializam quando a semente é moída ou triturada, já que sua casca é resistente à ação do suco gástrico e passa sem sofrer digestão no trato gastrointestinal.
Canela: pesquisadores da Kansas State University, nos Estados Unidos, constataram que consumir meia colher de sopa por dia desta especiaria tem papel importante no combate ao colesterol ruim (LDL). Os pesquisadores acreditam que tal redução é resultado da ação dos antioxidantes presentes na canela.
Soja: Além de ajudar a controlar problemas hormonais para as mulheres que estão na menopausa, a soja é uma excelente opção para quem quer proteger o coração: "ela ajuda a diminuir o colesterol ruim (LDL), aumenta o colesterol bom (HDL) e fortalece o organismo de infecções", explica nutricionista da Unifesp Ana Maria Figueiredo Ramos.
Açaí: Apesar do alto teor de gordura do açaí, trata-se em grande parte de gorduras monoinsaturadas (60%) e poli-insaturadas (13%). Estas gorduras são benéficas e auxiliam na redução do colesterol ruim (LDL) e melhoram o HDL, contribuindo na prevenção de doenças cardiovasculares, como o infarto. Cada 100g do fruto tem 262 calorias. "O açaí tem gorduras que fazem bem para a saúde e por isso deve ser incluído no cardápio, porém, o ideal é consumi-lo sem adição de complementos muito calóricos, isso ajuda a manter a dieta", sugere Robert Stella. Gorduras: 52%, Fibras: 25%, Proteínas: 10%.
Chá: principalmente o chá verde, pois os flavonoides, encontrados nesse tipo de chá, funcionam como antioxidantes e ajudam a prevenir a inflamação dos tecidos. Estas substâncias também podem proteger contra a formação de coágulos, que são as principais causas de ataques do coração.

Fonte: Minha Vida

Popular Photography - Agosto 2011


Quatro Rodas – Julho 2011 – Edição 619


Info Exame Ed. 305 – Julho 2011 - (Scan)


quinta-feira, 7 de julho de 2011

Imagens engraçadas/curiosas - 07/07/2011

Clique na imagem abaixo para ver todas as fotos

Via Knuttz/Ueba

Correios lança selo em homenagem a Praça São Francisco

Medindo cerca de 4x3 cm, o selo está acompanhado de outro selo intitulado Ipê Amarelo.

Aracaju (7 jul) - Em parceria com a Prefeitura Municipal de São Cristóvão, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, Correios, lançam amanhã, 08, a peça filatélica "Praça São Francisco: Patrimônio Cultural da Humanidade". O evento acontecerá na Praça São Francisco, em São Cristóvão, a partir das 16h e faz parte da festividade de entrega do diploma concedido pela UNESCO à Praça São Francisco, reconhecida como Patrimônio da Humanidade em agosto de 2010.

São Cristóvão é a primeira cidade de Sergipe a confeccionar um selo postal retratando os aspectos físicos de um município. De acordo com Ginaldo de Jesus, Assessor de Comunicação Social dos Correios, além do selo, também foi produzido um carimbo especial, este feito carinhosamente pela designer Sandra Helena, levando a marca da Igreja do São Francisco, que também faz parte do conjunto arquitetônico reconhecido pela UNESCO.

Oriundo de um registro feito pela repórter fotográfica, Grazziele Santos, o selo postal "Praça São Francisco: Patrimônio Cultural da Humanidade" ressalta a beleza do patrimônio a noite, onde o Cruzeiro e a nova iluminação ganham destaque. Medindo cerca de 4x3 cm, o selo está acompanhado de outro selo intitulado Ipê Amarelo, que representa a bandeira do Brasil."Todos os selos personalizados são acompanhados pelo selo Ipê Amarelo" explica assessor.

O selo postal e o carimbo não serão comercializados como de praxe nas agências dos Correios, mas serão enviados para amigos e parceiros da gestão municipal, ou pessoas que tenham interesse em tê-lo em sua coleção.

Após a cerimônia de lançamento o selo postal e o carimbo serão encaminhados ao Museu Nacional dos Correios, localizado em Brasília para apreciação da população.

Galileu – Julho 2011 – Edição 240

Folha de São Paulo em PDF, Quinta, 07 de Julho de 2011

Denúncias derrubam o 2º ministro de Dilma em 1 mês:
Quase um mês após a queda de Antonio Palocci (PT) da Casa Civil, o governo Dilma sofreu uma nova baixa com a saída de Alfredo Nascimento (PR-AM), que chefiava os Transportes.
Pressionado por acusações de envolvimento do PR e da pasta em casos de superfaturamento e propina, o ministro pediu demissão e vai retornar ao Senado.

Veja também:

Empreiteiras só querem bancar 5% do trem-bala

Agora, polícia do Rio diz que corpo achado é de Juan

Projeto prevê que taxistas saibam primeiros socorros

Reino Unido vai investigar escutas ilegais de tabloide

Para FMI, risco nos emergentes é preocupante

Descobertas há 100 anos, ruínas de Machu Picchu impressionam

Gás disputa espaço com lenha na pizza e no churrasco

Brasil de Marta vence e vai pegar os EUA por vaga na semifinal

Formato: PDF
Tamanho: 79.35 MB

Jornal O Dia em PDF, Quinta, 07 de Julho de 2011

Corpo do menino Juan será sepultado nesta sexta-feira:
Rio - O corpo do menino Juan de Moraes, 11 anos, será sepultado nesta sexta-feira no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, por volta das 9 horas. O garoto estava desaparecido desde o dia 20 de junho após uma operação na Favela do Danon, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Parentes do menino estiveram no Instituto Médico Legal (IML), mas a liberação só será obtida nesta quinta-feira. O pai do menino, Alexandre Neves, afirmou que está tentando conseguir ônibus para levar os familiares para a cerimônia.

Há seis dias, uma denúncia anônima levou policiais ao Rio Botas, em Belford Roxo, local próximo à Favela do Danon. No local, os agentes encontraram uma ossada e um laudo preliminar apontou que o cadáver era de uma menina. Nesta quarta-feira, exames de DNA comprovaram que houve erro no primeiro exame e que o corpo era mesmo do menino Juan.
O erro grosseiro pôs em xeque toda a perícia do Rio, na avaliação do deputado estadual Marcelo Freixo (Psol), presidente da Comissão de Direitos Humanos da Alerj. Ele anunciou que vai convocar a chefe de Polícia Martha Rocha e o diretor do Departamento de Polícia Técnica e Científica, Sergio Henriques, para uma audiência pública, em agosto, após o recesso parlamentar.
“É inadmissível um erro desse e passamos a confiar muito pouco no trabalho. Se no caso do Juan, de grande repercussão, aconteceu isso, imagina nas outras mortes do estado, casos, em sua maioria, que não se pede exame de DNA?”, questionou Freixo.

Sequência de falhas atrasam a investigação e a conclusão do caso

Operação
Dia 20, policiais do 20º BPM (Mesquita) vão à comunidade Danon checar informação sobre traficantes. Na ação, Juan desaparece, um rapaz é morto e dois são baleados, entre eles um irmão do menino.

Auto de resistência
Logo após a ação, PMs registram o caso como auto de resistência na 56ª DP (Comendador Soares). Apresentam armas e drogas e não falam sobre Juan.

Demora
O sumiço do menino só vem à tona no dia seguinte após denúncia da família de que ele fora baleado. Uma série de falhas na investigação da 56ª DP, entre elas a demora em pedir perícia para o local, faz o caso ser transferido, uma semana depois, para a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense.

Afastamento
Afastados da rua cinco dias após a operação, os PMs vão para serviços internos no mesmo batalhão. Só ontem eles foram transferidos para a ‘geladeira’ da corporação.

Perícia
A primeira perícia no local só ocorreu oito dias após o sumiço, dia 28. O chinelo que o menino usava no dia 20 foi encontrado. Só então começaram as buscas pelo corpo.

Testemunha
W., baleado no confronto, foi apontado como traficante e ficou cinco dias algemado no hospital. A família comprovou que o rapaz trabalha e ele é incluído no Programa de Proteção à Testemunha só duas semanas após o confronto.

Ossada
Dez dias após o sumiço, dia 30, foi achada a ossada que a perita atestou ser de uma menina. As buscas a Juan continuaram por 4 dias. Só ontem, após dois exames de DNA, a Polícia Civil admitiu o erro.

Formato: PDF
Tamanho: 24.9 MB

Jornal O Globo em PDF, Quinta, 07 de Julho de 2011

* Primeiro Caderno. Demissão do ministro dos Transportes.
Dilma desmonta esquema de corrupção da época de Lula.

* Segundo Caderno. “Corações sujos”, de Vicente Amorim, abre hoje o 4º Paulínia Festival de Cinema, um dos principais do país.

* Esportes. Fla vence e já é vice-líder. Bottinelli faz gol da vitória (1 a 0) sobre São Paulo. Vasco perde.

* Revista Boa Viagem. Gênova, o principal porto da Itália, é muito mais do que apenas um ponto de partida para cruzeiros pelo Mediterrâneo.

Formato: PDF
Tamanho: 28.7 MB

Jornal O Estado de SP em PDF, Quinta, 07 de Julho de 2011

Família de ex-ministro tem negócios investigados:
MANAUS - A família do senador e ex-ministro dos Transportes Alfredo Nascimento (PR) tem negócios em áreas bem diversas em Manaus (AM) e uma facilidade para se aproximar dos cofres públicos. A mulher do ex-ministro, Francisca Leônia de Morais Pereira, chamada de "dona Leo" nas colunas sociais, tem lojas de perfumes e maquiagens importadas. Mas ficou mais conhecida como a dona de uma recauchutadora de pneus, a Vulcanização Tarumã Ltda. Durante o período em que Nascimento foi prefeito de Manaus (1996-2004), a empresa de "dona Leo" detinha um contrato especial: era a empresa dela que cuidava dos pneus da frota de ônibus da cidade.

O contrato com a Tarumã está sendo investigado até hoje pelo Ministério Público Estadual. Em 2001, o contrato também foi alvo de uma tentativa de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara Municipal de Manaus. Essa e mais outras três tentativas de CPIs para investigar a gestão de Nascimento na prefeitura foram derrotadas. No início do ano passado, o Ministério Público Estadual solicitou à 2.ª Vara da Fazenda Municipal um levantamento dos bens patrimoniais da família do ministro.

Além dos negócios da mulher, o filho do ministro, Gustavo Morais Pereira, frequenta desde 2009 o noticiário e ocupa os procuradores do Ministério Público em investigações inconclusas até hoje. Gustavo é proprietário de uma empresa cujo patrimônio saltou de R$ 60 mil para R$ 52,3 milhões em seis anos.

A Forma Construções, da qual Gustavo, de 27 anos, é sócio, tem negócios com a SC Carvalho Transportes e Construções, beneficiária dos recursos do Ministério dos Transportes. Em 2007, a SC recebeu cerca de R$ 3 milhões do Fundo da Marinha Mercante, administrado pelos Transportes. No mesmo ano, repassou R$ 450 mil ao filho do ex-ministro. Em 2008, os pagamentos do Fundo Mercante para a empresa foram de R$ 4,2 milhões.

Terceiros. A SC está em nome de Marcílio Carvalho e Claudomiro Picanço Carvalho. Em 2006, antes do contrato com o Fundo Mercante, Picanço doou R$ 100 mil para a campanha de Nascimento ao Senado, segundo registro no Tribunal Superior Eleitoral. O empresário repassou R$ 12 para o então PL, hoje PR.

Formato: PDF
Tamanho: 32.11 MB

Mundo Estranho – Julho 2011 – Edição 113

Super Interessante – Julho de 2011 – Edição 293

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Imagens engraçadas/curiosas - 04/07/2011

Clique na imagem abaixo para ver todas as fotos

Via Knuttz/Ueba

Jornal O Globo em PDF, Segunda, 04 de Julho de 2011

Brasileiros compram mais imóveis no exterior:
Bancos e corretoras que vendem imóveis no exterior registram uma alta de 100% nos negócios fechados por brasileiros nos últimos 12 meses. O crescimento é explicado por fatores como dólar barato, preços de casas e apartamentos mais baixos por causa da crise mundial e facilidade de financiamento lá fora. Pesa também a valorização do mercado imobiliário nacional, sobretudo no Rio. Miami é a cidade preferida dos brasileiros. Segundo corretores estrangeiros, é o melhor ano desde o Plano Real, superando os resultados de 1997, quando um real valia um dólar. O perfil do comprador varia de investidores a famílias interessadas em casas de veraneio. Página 18

Formato: PDF
Tamanho: 14.08 MB

Rolinha não deixa gato dormir

Folha de São Paulo em PDF, Segunda, 04 de Julho de 2011

Saúde perde R$ 12 bi por maquiagem de Estados:
Os Estados maquiaram seus gastos com saúde em R$ 11,6 bilhões entre 2004 e 2008, segundo levantamento do governo. O artifício foi usado para cumprir a emenda 29 da Constituição, que obriga a gastar 12% na área. Despesas com Previdência, polícia e saneamento foram contabilizadas na rubrica saúde. O valor equivale a 10% do gasto declarado no período (R$ 115 bilhões).

Veja também:

Ao menos 30 mil vão ao velório de Itamar em Minas

Irregularidades estão no 'DNA do Dnit', diz ministro

ENTREVISTA DA 2ª - AYRES BRITO: Ministro do STF defende a criminalização da homofobia

Ela pagou para ser morta

Facção adota 'franquia' para o tráfico no Estado de SP

Seleção masculina fica no 0 x 0 com a Venezuela

JUCA KFOURI: Nem Pato, nem Ganso, Neymar ou Messi; quem jogou muito foi Marta

Morre o poeta e ex-secretário da Cultura Mário Chamie, 78

Formato: PDF
Tamanho: 66.80 MB

A história do ônibus espacial

Jornal O Estado de SP em PDF,Segunda, 04 de Julho de 2011

Previdência refaz contas e corta déficit:
O déficit da Previdência Social poderá cair à metade se for aprovado um projeto de lei que retira de sua contabilidade as renúncias fiscais. De janeiro a maio, elas somaram R$ 8,9 bilhões, enquanto as contas previdenciárias registraram saldo negativo de R$ 17,8 bilhões. O projeto deve ser enviado ao Congresso Nacional.

Se a mudança proposta já estivesse em vigor, o rombo seria do mesmo tamanho, mas com outro endereço. A parcela sob responsabilidade da Previdência cairia a R$ 8,9 bilhões e o restante do déficit estaria espalhado por outros ministérios.

No entendimento do ministro da Previdência, Garibaldi Alves, patrocinador da proposta, é preciso "dar a César o que é de César". Ou seja, transferir para cada ministério as renúncias de receita que hoje são contabilizadas na Previdência, embora não sejam políticas da pasta.

É o caso, por exemplo, das empresas do agronegócio que exportam. Elas não recolhem contribuições ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) sobre as receitas que obtêm com a venda de mercadorias ao exterior.

Essa medida foi adotada para aumentar a competitividade do produto brasileiro no mercado externo, ou seja, não é uma política na área de Previdência. Garibaldi acha que essa conta não deveria estar com ele e sim com o Ministério da Fazenda. A renúncia de arrecadação, nesse caso, chegou a R$ 1,1 bilhão de janeiro a maio deste ano.

"Em todos os países que dão esse tipo de benefício, a conta fica no ministério setorial", diz o secretário de Previdência Social, Leonardo Rolim. Segundo explica, essa "limpeza" tornaria os resultados do sistema previdenciário brasileiro comparáveis aos de outros países. "Daria mais transparência", defende.

Na semana passada, Garibaldi reuniu-se com os ministros da Saúde e do Desenvolvimento Social e apresentou a eles a minuta do projeto de lei. "Eles ficaram de analisar", conta o secretário.

A Previdência quer passar para a Saúde, por exemplo, as renúncias fiscais feitas para hospitais filantrópicos. Para o Desenvolvimento Social seriam transferidas as entidades sem fim lucrativo que atuam na área de assistência. Outros ministérios, como da Educação, também passariam a contabilizar as renúncias de entidades que atuam em sua área.

Entidades filantrópicas não recolhem tributos. De janeiro a maio, a renúncia de receitas previdenciárias para elas chegou a R$ 3 bilhões.

Para Rolim, a transferência dos benefícios das entidades filantrópicas às respectivas pastas teria um benefício extra: melhora na gestão. Ele acredita que os ministérios seriam mais criteriosos no enquadramento dessas entidades como filantrópicas.

Pelo projeto de lei, a maior parte das renúncias sairia da Previdência para a Fazenda. Garibaldi Alves pretende encontrar-se com seu colega Guido Mantega nos próximos dias para apresentar a proposta.

Formato: PDF
Tamanho: 31.78 MB

Jornal O Dia em PDF, Segunda, 04 de Julho de 2011

Telefone de R$ 9,50 nas mãos da Anatel
Agência já prepara a regulamentação da novidade que vai atender 13 milhões de beneficiários do Programa Bolsa Família
Rio - Está na área técnica da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) o estudo das sugestões que foram enviadas pela população, durante consulta pública que tratou sobre o novo telefone popular de R$ 9,50 mensais para famílias cadastradas no Programa Bolsa Família.

Logo após a análise, caberá à equipe enviar a regulamentação para aprovação do Conselho Diretor da agência. Após essa etapa, será publicada a resolução com as novas regras. Segundo a Anatel, o cuidado para finalização dessas etapas é fundamental para o sucesso da iniciativa.

Com a mensalidade de R$ 9,50, o consumidor poderá falar 90 minutos por mês em ligações locais fixas. Com as mudanças serão beneficiadas 13 milhões de famílias.

A doméstica Marta de Almeida Pereira comemorou a novidade: “Será bom para manter mais contato com os familiares. Atualmente, não tenho telefone por falta de condições financeiras”.

As famílias que desejarem se inscrever no Bolsa Família, por meio de atendimento da Prefeitura do Rio, precisam se dirigir aos CRAS (Centros de Referência de Assistência Social). A localização dessas unidades pode ser consultada pelo telefone 3973-3800. É necessário que a família tenha renda mensal de até três salários mínimos.

De lupa

ISENÇÃO — O telefone popular poderá ter isenção de ICMS. O procedimento vai ficar por conta de cada Estado e a redução dos preços será arcada pelas empresas de telecomunicações.

ICMS— O imposto ainda tem grande impacto no cálculo do serviço de telefonia fixa no País. Com isso, os consumidores não conseguem baixar ainda mais as contas, mesmo após negociação.

Formato: PDF
Tamanho: 22.16 MB

Veja – Ed. 2224 – 06/07/2011