sábado, 22 de outubro de 2011

Época – 10 de Outubro 2011 Edição 699

Jornal O Dia em PDF, Sabado, 22 de Outubro de 2011

Motoristas suspeitos de fraude podem ser presos:
Detran inicia análise para identificar quem comprou carteira pelo esquema - Os motoristas que tiraram carteiras de habilitação pelo esquema de fraudes correm o risco de ficarem sem o documento e serem processados por falsidade ideológica e corrupção passiva. O Detran está iniciando processo de análise de documentos para identificar as cerca de 4.800 carteiras emitidas com a ajuda dos integrantes da quadrilha nos últimos dois anos. A polícia também procura os motoristas. “Se obtiveram a carteira de forma ilícita, eles não podem estar habilitados, por isso todas (as carteiras) serão cassadas por meio de um processo administrativo. O mesmo acontecerá com aqueles pedidos que ainda estão em andamento”, ressaltou ontem o corregedor do Detran-RJ, David Anthony.
“Já os candidatos que estão matriculados de maneira regular nas autoescolas ligadas à quadrilha, mas não aderiram à fraude, podem ficar tranquilos que o Detran-RJ já está providenciando o remanejamento para outras autoescolas”, afirmou Anthony. as autoescolas foram fechadas. A pena para quem for condenado por falsidade ideológica e corrupção, segundo o subchefe da Polícia Civil, Fernando Velloso, pode chegar a 17 anos de prisão. “O material apreendido será usado na identificação dessas pessoas que adquiriram a carteira de habilitação de maneira ilegal. Elas serão punidas”, reforçou o delegado Gabriel Ferrando, da Delegacia de Defraudações, coordenador da megaoperação de ontem, que contou com o apoio de dois helicópteros usados para transportar presos em Campos, no Norte-Fluminense, e em Santo Antônio de Pádua, no Noroeste fluminense.

Autoescolas fechadas

Autoescola AcadêmIcos - Patronato, São Gonçalo
Autoescola Bahiense - Freguesia, Jacarepaguá
Autoescola Brasil - Alcântara, São Gonçalo
Autoescola Canadá - Ipanema, Rio de Janeiro
Autoescola City Marica - Rocha, São Gonçalo
Autoescola Dakar - Tijuca, Rio de Janeiro
Autoescola Edgard - Vila Isabel, Rio de Janeiro
Auto Escolestrela - Zé Garoto, São Gonçalo
Autoescolaa Felício - Maria da Graça, Rio de Janeiro
Auto Escola Formula Car - Jardim Botânico, Rio
Autoescola Irani - Bangu
Autoescola Japoranga - Cardoso Moreira
Autoescola Kalu - Trindade, São Gonçalo
Autoescola Volks - Centro de Niterói
Autoescola Marica City (Ingá) - Rocha, São Gonçalo
Autoescola Marcos - Copacabana, Rio
Autoescola Monte Sinai - Marechal Hermes, Rio
Autoescola Nossa Senhora da Conceição - Centro de Duque de Caxias
Autoescola Piratininga - Dois endereços: no Centro de Niterói e em Campo Belo, em Itaipu
Autoescola Roda - Ramos, Rio de Janeiro
Autoescola Santa Rosa -Centro de Niterói
Autoescola Sim - endereço não divulgado
Autoescola Torigno - Pilares - Rio
Autoescola Valqueire - Bento Ribeiro, Rio
Autoescola Vargas - Centro de Niterói

Formato: PDF
Tamanho: 23.87 MB

Jornal O Estado de SP em PDF, Sabado, 22 de Outubro de 2011

Mulher de Orlando levou verba pública

Empresa de Anna Petta foi contratada por ONG do PC do B que recebeu recursos para realizar documentário do Ministério da Justiça

Documentos mostram que Anna Cristina Lemos Petta, mulher do ministro Orlando Silva (Esporte), recebeu verba da União por meio de ONG comandada por filiados ao PC do B. A informação foi antecipada pelo estadão.com.br. A descoberta complicou a situação do ministro, de acordo com o Planalto. Anna Petta assina o contrato entre a empresa Hermana e a ONG Via BR. A entidade recebeu R$ 278,9 mil em novembro de 2010 e subcontratou a Hermana, empresa de produção cultural criada pela mulher do ministro e sua irmã Helena. A Hermana foi criada menos de sete meses antes do negócio com a ONG. A empresa de Anna Petta prestou serviços para documentário encomendado pelo Ministério da Justiça. Pelo trabalho, Anna Petta recebeu R$ 43,5 mil. Procurada pelo Estado, ela não se manifestou até o fechamento desta edição. (Págs. 1 e Nacional A4)

Ministério rescinde convênio fantasma

O Ministério do Esporte publicou ontem no Diário Oficial da União a rescisão do convênio fantasma de R$ 911 mil com o Instituto de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente (Idec) para o Programa Segundo Tempo na cidade de Novo Gama (GO). A decisão do ministério foi oficializada um dia depois de o Estado ter revelado que a pasta renovara, em 25 de agosto, o mesmo contrato até agosto de 2012. A ONG é de fachada e, apesar de ter assinado o convênio no dia 31 de dezembro de 2009, jamais executou o projeto.(Págs. 1 e Nacional A4)

Obama anuncia fim da guerra do Iraque e retirada das tropas

Último soldado sairá em dezembro, após quase 9 anos de campanha; presença no front afegão também vai diminuir

O presidente dos EUA, Barack Obama, anunciou ontem o fim da Guerra do Iraque, que custou US$ 1 trilhão, deixou 4.497 militares mortos em quase nove anos e tornou-se extremamente impopular entre os americanos. Os soldados remanescentes deixarão o Iraque até o fim de dezembro, como previsto no calendário traçado pela Casa Branca em 2008. A segurança interna iraquiana, abalada por frequentes ataques de grupos radicais religiosos e étnicos, passará a ser de responsabilidade exclusiva do governo do primeiro-ministro Nurial-Maliki. "Quando tomei posse, 180 mil soldados estavam nas guerras do Iraque e do Afeganistão. No fim deste ano, esse número será cortado pela metade. E não se enganem: continuará a diminuir", disse Obama. (Págs. 1, A13 e A16 / Internacional)

Cresce supeita de execução de Kadafi

Em frigorífico de Misrata, o corpo de Muamar Kadafi, morto anteontem, virou atração: novas imagens de cinegrafistas amadores, somadas aos ferimentos dos cadáveres do ditador líbio e de seu filho, Mustassim, reforçaram os indícios de que ambos foram executados por rebeldes horas após a captura, relata o enviado especial à Líbia, Andrei Netto. A ONU pediu investigação. (Págs. 1 e A18 / Internacional)
Emprego dá sinais de acomodação

A desaceleração da demanda no mercado doméstico nos últimos meses e o aumento do estoque na indústria, hoje no maior nível desde maio de 2009, reduziram as perspectivas de contratação nas fábricas para o último trimestre do ano, quando normalmente as admissões crescem. Em setembro, o indicador do emprego previsto na indústria atingiu o menor nível desde junho de 2009. A queda já contamina o emprego nos serviços. (Págs. 1 e B1 / Economia)
Enem começa com 5 milhões de inscritos

O terceiro Exame Nacional do Ensino Médio, que substitui o vestibular em várias universidades, começa hoje às 13 horas. Dos inscritos, 46% têm mais de 21 anos. (Págs. 1 e A22 / Vida)
Político se diz "príncipe" com dinheiro público

O vereador de Taubaté (SP) Rodson Lima (PP) disse que se sente com vida de "príncipe": "Sou eternamente grato, porque é o povo que me proporciona isso". (Págs. 1 e A12 / Nacional)
Luiz Werneck Vianna: Centralização total

Tem-se instalado no Brasil uma estatolatria doce, justificada pela destinação social. A sociedade abdica da autonomia em favor do Estado. (Págs. 1 e A2 / Espaço Aberto)
Celso Ming: Os mercados não esperam

As divergências entre dirigentes da área do euro sobre o que fazer para controlar a crise parecem insuperáveis. Tudo parece emperrado. (Págs. 1 e B2 / Economia)
Tutty Vasques: Humor negro

Todo homem de bem, por mais políticamente correto que seja, tem direito de ser mau feito pica-pau quando um notório malfeitor se esborracha. (Págs. 1 e C6 / Cidades)
Notas & Informações: O incerto futuro da Líbia

A selvageria em Sirte indica que será mais do que "tortuoso" o caminho para a democracia. (Págs. 1 e A3)

Formato: PDF
Tamanho: 60.60 MB

Ultimate Action Reel

Playboy | Outubro 2011 | Completa

Acho que foi de propósito.....

E você? O que achou?

Practical Photoshop - Novembro 2011

Comendo um escorpião gigante vivo.

E você? Enfrentaria a guloseima????

Imagens engraçadas/curiosas - 21/10/2011

Clique na imagem abaixo para ver todas as fotos
Via Knuttz/Ueba

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Veja | 19 de Outubro de 2011 Edição 2239 - Completa

Se a moda pega...

Jornal O Dia em PDF, Sexta, 21 de Outubro de 2011

Andréa de Andrade perde o posto de rainha da Mocidade. Galisteu pode substituí-la - Rio - Paulo Vianna, presidente da Mocidade Independente de Padre Miguel, não pensou duas vezes: bastou Rogério de Andrade, presidente de honra da escola, parar de dar dinheiro para a agremiação, para ele retirar o posto de rainha de bateria de sua namorada, Andréa de Andrade. Em conversa com a coluna ontem à noite, Andréa disse que pediu afastamento. “Pedi um tempo para resolver problemas pessoais”, despistou. Rogério está foragido e parou de manter contato com Andréa e com a Mocidade. Em abril deste ano, a Justiça do Rio decretou a prisão preventiva de Rogério. Ele é acusado de ser o mandante do assassinato de um sargento dos Bombeiros e ainda é apontado pela polícia como um dos chefes da máfia de caça-níqueis.

Isto é uma espécie de ultimato de Paulo Vianna. Caso Rogério não volte a dar suporte financeiro à escola, Andréa não retornará ao posto.

Paulo Vianna não perdeu tempo e já entrou em contato com Adriane Galisteu. Mas a apresentadora da Band ainda não sabe se vai aceitar o cargo porque havia planejado passar o Carnaval do ano que vem em Miami com a família. Porém, amigos de Galisteu afirmam que ela sente saudade de desfilar no Sambódromo e que estaria pensando em abrir mão do passeio para representar a comunidade de Padre Miguel na Sapucaí.

Formato: PDF
Tamanho: 31.88 MB

Sexta-Feira!!!!! + Começo de minha folga!!!!!

Jornal O Estado de SP em PDF, Sexta, 21 de Outubro de 2011

Ditador Muamar Kadafi é morto

Líder líbio foi capturado vivo e suspeita-se de execução sumária. Multidões saem às ruas para comemorar a 'Líbia livre'. Obama pede transição para democracia e adverte outros ditadores

De forma sangrenta, a Líbia encerrou ontem a ditadura de 42 anos de Muamar Kadafi. Em circunstâncias ainda não esclarecidas, o ditador foi morto durante a fuga de seu comboio de sua cidade natal, Sirte, último reduto do antigo regime. "Eu gostaria de tê-lo capturado vivo. Mas ele está morto",disse o dirigente rebelde Mabmoud Jibril. Quase indiferentes às suspeitas de uma execução sumária, multidões festejaram nas ruas, de Trípoli o que consideram ser a "Líbia livre": “Eu ainda não consigo acreditar que ele se foi. Nós nunca tínhamos experimentado essa sensação antes", disse um jovem líbio que comemorava. O presidente dos EUA, Barack Obama, pediu a construção de uma Líbia democrática e advertiu outros líderes árabes que ditaduras "inevitavelmente chegam a um fim". (Págs. 1 e Internacional A23 a A28)

Perfil: Um líder tão brutal quanto excêntrico

Aos 69 anos, morreu o “líder irmão", o "rei dos reis da África". Para Reagan, Kadafi era o "cachorro louco". Já no fim, ele se recusava a acreditar na queda: “Todo o povo me ama", (Págs. 1 e Internacional A28)

Análise - Mark Landler e David Leonhardt

Uma nova abordagem

A morte de Kadafi é a mais recente vitória de um novo modelo americano para a guerra: poucos soldados no front, uso pesado do poderio aéreo e certo grau de dependência em relação aos aliados. (Págs. 1 e Internacional A27)

Foto legenda: Troféu

Em Misrata, líbios fotografam corpo de Kadafi, morto em circunstâncias não esclarecidas.

Foto legenda: Festa

Nas ruas de Trípoli, população comemora a morte do ditador.
Maracanã só verá a seleção se o Brasil for à final da Copa

A Fifa anunciou a tabela de jogos da Copa do Mundo no Brasil, confirmando a abertura no estádio do Corinthians, em 12 de junho de 2014. A final será no Maracanã, em 13 de julho. Ao contrário do que se esperava, os 32 times terão de viajar por todo o País. A seleção brasileira, se chegar à final, terá percorrido cerca de 10 mil quilômetros. Além de São Paulo, o Brasil jogará em Fortaleza e Belo Horizonte na primeira fase. São Paulo também poderá receber a seleção na semifinal. O Rio, apenas na final. (Págs. 1 e Esportes E1)
Para continuar com Esporte, PC do B ameaça PT

Furioso com o PT, o comando do PC do B deixou claro ontem que abrirá guerra contra o governador petista do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, caso seja abandonado à própria sorte. O governo então agiu para apagar o incêndio e garantiu que o Ministério do Esporte continuará sob comando do partido, mesmo sem Orlando Silva, cuja saída é considerada questão de tempo. (Págs. 1 e Nacional A4)
STF decide que IPI maior só vale a partir de dezembro

O Supremo Tribunal Federal suspendeu ontem o aumento imediato do IPI sobre carros importados. A alíquota só entrará em vigor na segunda quinzena de dezembro - 90 dias após a publicação do decreto que elevou o imposto. A decisão é retroativa. Quem já comprou automóveis com o tributo maior poderá recorrer à Justiça para pedir a devolução do valor pago a mais. (Págs. 1 e Economia B1)
Caso do lixo hospitalar tem novas denúncias (Págs. 1 e Vida A16)

Rio vai ao Supremo contra divisão de royalties (Págs. 1 e Economia B4)

Notas & Informações

As provas pedidas

Conforme as evidências, o que começou com Agnelo continuou sem interrupção com Orlando. (Págs. 1 e A3)

Formato: PDF
Tamanho: 32.36 MB

Cycle World - Dezembro 2011

Imagens da semana - 21/10/2011

Jorian Ponomareff - World Training

O fim de Kadafi e a queda de Sirte

Imagens engraçadas/curiosas - 20/10/2011

Clique na imagem abaixo para ver todas as fotos
Via Knuttz/Ueba

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Jornal O Estado de SP em PDF, Quinta, 20 de Outubro de 2011

Ministério do Esporte renova convênio fantasma até 2012

Mesmo sem implementar programa no valor de R$ 911 mil, entidade de Goiás tem contrato prorrogado

O Ministério do Esporte prorrogou até agosto de 2012 um convênio de R$ 911 mil do Programa Segundo Tempo com uma entidade de fachada que, apesar de ter assinado o contrato em dezembro de 2009, jamais executou o projeto, no entorno do Distrito Federal. O contrato e com o Instituto de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente, entidade registrada na casa de seu dono, Ranieri Gonçalves, em Novo Gama. O convênio fantasma, usado no ano passado como propaganda do partido do ministro Orlando Silva, o PCdoB, foi revelado pelo Estado em fevereiro. Na época, Orlando prometeu “apurar e punir”. A reportagem voltou ontem ao local e tudo permanece igual. Quase dois anos depois da assinatura do convênio, o programa ainda não existe. (Págs. 1 e Nacional A4)

Análise
Dora Kramer

As denúncias seguirão inesgotáveis enquanto Dilma mantiver intactos esses esquemas de desvio. (Págs. 1 e Nacional A6)

BC corta meio ponto e juro cai para 11,5% ao ano

Sem surpresas, o Banco Central cortou ontem o juro básico da economia em 0,50 ponto porcentual, para 11,5% ao ano. De olho no cenário externo, o Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu, por unanimidade, reduzir pela segunda vez consecutiva a taxa Selic para amenizar os efeitos gerados por “ambiente global mais restritivo". O BC aposta na queda da inflação nos próximos meses. (Págs. 1 e Economia B1)

Aeroportuários ameaçam parar 3 aeroportos hoje

Funcionários da Infraero começam hoje paralisação de 48 horas nos aeroportos de Guarulhos, Campinas e Brasília para protestar contra o modelo de privatização para o setor. "Viajar vai ser difícil nesses dias", disse o diretor do Sindicato Nacional dos Aeroportuários, Marcelo Tavares. A Infraero afirma estar preparada para a greve. (Págs. 1 e Economia B8)

Procurador pede inquérito no STF sobre Orlando

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, pedirá ao Supremo Tribunal Federal que investigue o ministro Orlando Silva (Esporte), "considerando a gravidade dos fatos noticiados". Além disso, o antecessor de Orlando, Agnelo Queiroz, governador do DF, será investigado pelo Ministério Público Federal. (Págs. 1 e Nacional A7 e A8)

Orlando Silva
Ministro do Esporte

“Encerrarei nesta semana todas as explicações para desmascarar as farsas publicadas. Tenho agenda de trabalho para cumprir." (Págs. 1 e A4)

Agnelo Queiroz
Governador do DF

"Seis anos se passaram desde que deixei o Ministério dos Esportes. Não há nada contra mim e todas as contas foram aprovadas.” (Págs. 1 e A8)

João Dias
Policial militar

“Tenho pelo menos duas provas cabais que confirmam todo o esquema que funcionava no Ministério do Esporte." (Págs. 1 e A8)

Falta de recursos interrompe obras na China

A construção de várias ferrovias na China está interrompida por falta de recursos, informa a correspondente Cláudia Trevisan. O problema se repete com obras de estradas. As dificuldades indicam perda de fôlego do modelo de investimentos fomentados por crédito fácil que sustentou o crescimento chinês desde o fim de 2008. (Págs. 1 e Economia B10)

FBI vai apurar origem do lixo hospitalar

O governo de Pernambuco pediu ajuda à polícia federal dos EUA na investigação da importação do material por comerciantes que atuam em diversas cidades do Estado. (Págs. 1 e Vida A22)

Fundação de Sarney é estatizada no MA

A Assembleia do Maranhão aprovou a estatização da Fundação José Sarney, criada pelo senador. A lei foi proposta pela filha de Sarney, a governadora Roseana. (Págs. 1 e Nacional A13)

Thomas Friedman

Competir com a China

O motivo pelo qual os EUA são tão vulneráveis é que não têm poder suficiente. Como tratar com a China sem ter poder? (Págs. 1 e Visão Global A18)

Eugênio Bucci

Internet não é mídia

Regulamentar a internet seria como sujeitar as conversas de botequim às leis do horário eleitoral na televisão e no rádio. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

Notas & Informações

Falta resgatar a paz

A libertação de Shalit resultou de cálculos de conveniência que pressupõem manter o impasse. (Págs. 1 e A3)

Formato: PDF
Tamanho: 41.14 MB

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Jornal O Dia em PDF, Quarta, 19 de Outubro de 2011

Material com data vencida no Hospital de Bonsucesso
Produtos fora de validade usados em radiografias prejudicam diagnósticos
Rio - Mamografias e exames de raios X realizados no Hospital Federal de Bonsucesso (HFB) estão sendo feitos com reveladores e fixadores com datas de validade vencidas. O uso desses produtos prejudica a definição das imagens e pode fazer com que alterações de mama, tumores e fraturas ósseas não sejam identificadas, segundo João Paulo Matsushita, diretor científico do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem. “O revelador vencido faz com que o exame perca a definição, os contrastes. É um problema sério porque dificulta muito o diagnóstico. Na mamografia, por exemplo, há o risco de não se identificar um câncer em estágio inicial”, afirma João Paulo. “O revelador vencido em uma radiografia de tórax pode dificultar o diagnóstico de uma pneumonia”.

A imprecisão nos diagnósticos não é o único problema. O uso de fixador vencido faz com que um exame que poderia ser guardado por até 4 anos se apague em poucos dias. “Quando o fixador é velho, o filme fica grudando e a imagem pode se apagar em até uma semana. Ou seja, pode ser que o paciente sequer consiga levar o resultado para o médico”, diz João Paulo.

Segundo memorando interno do HFB ao qual O DIA teve acesso, o Centro de Diagnóstico e Imagem da unidade solicitou ao departamento de compras fixador em 29 de setembro. “Não conseguimos fixador (...) após várias solicitações. Se não recebermos até amanhã, não será possível revelar nenhum exame radiológico a partir desta data”.

Segundo funcionários do hospital, as caixas dos dois produtos, vencidos em abril e maio, foram entregues no centro no início de outubro. Além disso, os produtos que até ontem estavam sendo usados venceram em agosto.

Unidade admite falta de filme para radiografia

O hospital federal, que desde julho enfrenta uma crise de falta de medicamentos, equipamentos e insumos, não tem filme de tamanho 35x43, necessário para raios X de tórax e abdômen de adultos.

Segundo documento do HFB, segunda-feira, só havia filmes para dois dias de exames, o que pode acarretar a paralisação do procedimento. “Um adulto que sofre acidente de carro, por exemplo, deve ser submetido a este tipo de raios X”, diz funcionário do HFB.

Em nota, a assessoria de imprensa do Ministério da Saúde afirma que a direção “substituiu os materiais assim que detectou que (...) estavam fora da validade”. O hospital não explica como os produtos vencidos foram parar no centro de imagens: limita-se a negar que tenham sido usados. O HFB admite a falta do filme, diz que a compra “já foi providenciada”, mas não explica por que deixou o produto faltar.

Segundo a unidade, outro filme de tamanho similar pode ser usado “sem prejuízo no atendimento”.

Formato: PDF
Tamanho: 21.23 MB

Jornal O Globo em PDF, Quarta, 19 de Outubro de 2011

Na marca do pênalti - Ministério do Esporte tinha QG da propina, diz acusador


Governo cobra R$ 49 milhões que teriam sido desviados da pasta

Delator de um suposto esquema de corrupção no Ministério do Esporte e acusado de desviar R$ 3,2 milhões de convênio, o policial João Dias Ferreira disse que havia uma central de cobrança de propina no ministério. Afirmou que o chefe do escritório era o advogado Júlio Vinha, que despachava ao lado de Ralcilene Santiago, ex-coordenadora-geral de um dos programas do ministério e antiga militante do PCdoB, partido que controla a pasta. Segundo Ferreira, o esquema foi montado pelo PCdoB a fim de arrecadar recursos para campanhas eleitorais. O ministro Orlando Silva depôs na Câmara e chamou João Dias de criminoso, negando qualquer irregularidade. O policial se reuniu com a oposição e se disse ameaçado, mas não apresentou provas. O governo cobra de volta R$ 49,19 milhões de recursos que teriam sido desviados de convênios com o Esporte desde 2006. (Págs. 1 e 3 a 9)

Até o TCU entra na malha fina

A Associação dos Servidores do Tribunal de Contas da União (TCU) está na lista de quem não comprovou o uso correto de verba recebida do Ministério do Esporte. Terá que devolver R$ 2,5 milhões. (Págs. 1 e 9)

No Rio, PCdoB controlou núcleo

O núcleo do Segundo Tempo, na Rocinha, era coordenado por Paulo Martins, o Amendoim, do PCdoB, que diz que o programa acabou por falta de verba. O projeto era controlado por ONG na mira da CGU. (Págs. 1 e 10)

Na Bahia, o xadrez

Em Conceição do Jacuípe, na Bahia, uma associação ligada ao PCdoB e que administra uma fábrica de jogos de xadrez recebeu R$ 9,8 milhões do Ministério do Esporte. (Págs. 1 e 11)

Libertação sob ameaças

Hamas e premier de Israel capitalizam troca histórica

Pálido e muito magro, o sargento israelense Gilad Shalit foi posto em liberdade pelo Hamas, após cinco anos e meio de cativeiro, assim como os primeiros 477 presos palestinos, num acordo histórico muito festejado. A troca favoreceu o premier de Israel e o Hamas, que capitalizaram a operação com novas ameaças: em Gaza, a multidão clamou por mais sequestros e Netanyahu advertiu que se ex-presos voltarem ao terror terão os dias contados. (Págs. 1, 33 e 34)

Cartões de inscrição do Enem com erro

Após falhas por dois anos seguidos, a organização do Enem já recebe reclamações. O cartão de inscrição de 1.120 candidatos apresentou erro no número do prédio onde farão a prova no fim de semana. Os estudantes foram avisados por telefone do problema. A Cesgranrio, que aplica o concurso, disse que houve erro na impressão. (Págs. 1 e 24)

Foragido da Lei Seca tem sua prisão revogada

O pedido de prisão preventiva do ex-coordenador da Lei Seca que atropelou 4 pessoas (uma morreu) em agosto foi revogado em segunda instância. A prisão fora decretada sexta-feira, e o réu era considerado foragido pela polícia. (Págs. 1 e 24)

Vaga 192% mais cara em aeroporto

Os preços para estacionar nos aeroportos do Rio decolaram: 192% no Tom Jobim e 183% no Santos Dumont, para pernoite e mensalidade. Na Zona Sul, há cobrança de R$ 44 por três horas na garagem. (Págs. 1 e 16)

China cresce menos e pode afetar o Brasil

O país que é a locomotiva do mundo anunciou ter crescido menos no terceiro trimestre: 9,1%. A desaceleração já preocupa governo e analistas no Brasil, um dos grandes exportadores para a China. (Págs. 1 e 25)

Europeus devem ter € 2 tri de ajuda

A notícia de que França e Alemanha teriam chegado a um novo acordo para elevar o fundo de resgate europeu a € 2 trilhões, divulgada pelo site do jornal britânico "The Guardian", animou investidores e puxou os mercados no fim do dia. A Bovespa subiu 2,08%. Em Nova York, o Dow Jones subiu 1,58%, o S&P 500 avançou 2,04%. (Págs. 1 e 25)

Planalto pressiona por queda maior da taxa de juros (Págs. 1 e 26)

Formato: PDF
Tamanho: 14.26 MB

Jornal O Estado de SP em PDF, Quarta, 19 de Outubro de 2011

Dilma tira poder de Orlando e assume decisões sobre Copa

Em meio a escândalo com o ministro do Esporte, presidente vai centralizar as questões relativas ao evento

A presidente Dilma Rousseff decidiu blindar a Copa de 2014 e a Lei Geral da Copa tanto de Orlando Silva (Esporte) quanto do PCdoB, que estão no centro de escândalo. A partir de agora, são assuntos da Presidência e não mais do ministro - que ontem, em depoimento na Câmara, disse que as acusações se baseiam em “mentiras e inverdades". Embora o futuro de Orlando ainda esteja indefinido, o titular do Esporte já perdeu poder. As medidas relativas à Copa ficarão centralizadas no Planalto, nas mãos de Dilma e de Gleisi Hoffmann (Casa Civil). O ministro do Esporte será informado posteriormente das decisões. Dilma não está satisfeita com o trabalho de Orlando. Desde que assumiu a Presidência, ela pretendia cuidar das questões relativas ao Mundial pessoalmente, por considerar Orlando muito próximo da CBF. (Págs. 1 e Nacional A4)

Fifa se diz 'surpresa' com Dilma

Dirigentes da Fifa se disseram surpresos com indisposição da presidente Dilma Rousseff de aprovar a Lei Geral da Copa nos moldes defendidos pela entidade. Para eles, isso sinaliza risco de ruptura de compromissos. (Págs. 1 e Esportes E1)

Esporte dá verba a ONG do PM já sob suspeita

Mesmo após constatar irregularidades em convênio de R$ 2 milhões com entidade do PM João Dias, pivô do escândalo no Esporte, o ministério fechou um outro contrato com ele - então candidato a deputado distrital pelo PCdoB. (Págs. 1 e Nacional A8)

Tarifa de elétricas com serviço ruim terá reajuste menor

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) está criando um indicador que captará a evolução da qualidade do serviço prestado pelas distribuidoras de energia elétrica. Se de um ano para outro essa qualidade tiver piorado o reajuste a que a concessionária teria direito ficará menor. Segundo a Aneel, trata-se de um "incentivo" para evitar que a redução de investimento alimente um "lucro artificial". (Págs. 1 e Economia B1 e B3)

GM começa programa de demissão voluntária

A montadora iniciou o plano um mês após a alta de IPI para carros importados, que beneficiou as fábricas do País. A empresa nega que a medida resulte da queda das vendas. (Págs. 1 e Economia B4)

Atraso na entrega de imóvel terá multa

Acordo assinado pelo Ministério Público de São Paulo e o setor de construção civil prevê que o atraso de mais de seis meses na entrega de imóvel acarretará multa de 2% sobre o valor pago pelo consumidor, mais 0,5% ao mês. O dinheiro terá de ser devolvido pela incorporadora ao comprador até 90 dias após a entrega das chaves ou assinatura da escritura. A penalidade valerá para contratos assinados a partir de 26 de novembro. (Págs. 1 e Cidades C1)

Outros Estados podem ter tecido contaminado

A Polícia Federal investiga se forros de bolsos feitos com lixo hospitalar americano importado por empresa de Pernambuco estão presentes em outros Estados. (Págs. 1 e Vida Al8)

Pan 2011: Campeão em desorganização

Além dos atrasos nas obras em Guadalajara, atletas reclamam da comida, da falta de água e até da temperatura da piscina. (Págs. 1 e Esportes E6)

Devedor de ISS terá cartão de crédito penhorado (Págs. 1 e Cidades C3)

Hillary oferece US$ 11 mi a novo governo líbio (Págs. 1 e Internacional A16)

Israelense é libertado após 5 anos no cativeiro

Após um histórico acordo entre o governo israelense e o Hamas. O militar Gilad Shalit voltou ontem a Israel, depois de cinco anos no cativeiro em Gaza. Em troca, Israel soltou 477 palestinos. Outros 450 sairão em dois meses. Multidões de palestinos celebraram a volta dos prisioneiros. (Págs. 1 e Internacional A14 a A18)

Gilad Shalit,
Sargento israelense libertado

"Espero que minha libertação ajude a promover a paz entre israelenses e palestinos"(Pág. 1)

Celso Ming

Indignação global e risco

Caldeirões de insatisfação coletiva são frequentemente usados por manipuladores das massas que, depois, aniquilam instituições democráticas. (Págs. 1 e Economia B2)

Steven J. Ross

Dublê de Reagan

Obama conseguirá a reeleição se seguir os passos de Reagan, que recuperou o ânimo do eleitorado. (Págs. 1 e Visão Global A17)

Roberto DaMatta

Arte e técnica

Eu estou convencido de que o futebol é uma das mais recorrentes metáforas da vida (e dos seus dilemas) tal como ela é idealizada entre nós. (Págs. 1 e Caderno 2 D10)

Notas & Informações

Onde começa a fraude

O número de ONGs criadas para se apropriar de recursos públicos é assombroso. (Págs. 1 e A3)

Formato: PDF
Tamanho: 25.38 MB

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Jornal O Dia em PDF, Segunda, 17 de Outubro de 2011

Começa abertura de contas para 210 mil no estado
Conheça o passo a passo do atendimento no polo central montado na Cidade Nova. Espaço vai receber seis mil por dia - A partir da próxima quinta-feira, 210 mil aposentados, pensionistas e servidores ativos estaduais devem formalizar a abertura da conta no Bradesco, no posto de atendimento central do banco, na Cidade Nova. O espaço de 10 mil m² fica na esquina das ruas Beatriz Larragoiti Lucas e Joaquim Palhares, próximo às estações do metrô da Cidade Nova e do Estácio. Para confirmar quando deverá ir, o servidor deve acessar o site www.bradesco.com.br, clicar no link ‘Servidor público - RJ: consulte aqui a data e o local para formalização da conta’ e informar o CPF. Outras dúvidas podem ser esclarecidas através do telefone 0800-882-0202 .
No dia da migração, é necessário apresentar carteira de identidade, CPF e comprovante de residência. Os servidores podem conferir, ao lado, um mapa, obtido com exclusividade pela Coluna, indicando os pontos e locais de ofertas de serviços.

Em entrevista à Coluna, o diretor do Bradesco Altair Antonio de Souza explicou que todo o espaço possui acessibilidade para receber confortavelmente aposentados e pensionistas, além das pessoas que utilizam cadeiras de rodas: “Treinamos nossos funcionários para orientar todos que estiverem dentro das unidades de atendimento. O espaço tem rampas que facilitam a movimentação”.

Devido à grande movimentação, é importante ficar atento a possíveis ações de pastinhas (correspondentes bancários) que podem pedir informações pessoais ou solicitar assinatura em documentos, com a promessa de agilizar o atendimento nas tendas.

“Qualquer tipo de informações deverá ser fornecida somente dentro do local de atendimento. Ninguém está autorizado a pedir informações fora. Documentos deverão ser assinados na mesa de atendimento”, alertou Altair Antonio.

Tire suas dúvidas

1. Preciso madrugar no posto da Cidade Nova?
—Não. Aparecer antes da data prevista é perda de tempo. O atendimento é agendado. Na Cidade Nova, o Bradesco vai funcionar até 14 de dezembro.

2. Vou ter de esperar muito tempo para migrar de conta?
—A abertura da conta deve demorar, em média, 25 minutos por servidor. Haverá um pré-atendimento, após o qual o funcionário público será direcionado para um dos terminais — ou na área externa, sob grandes toldos brancos, ou no subsolo.

3. Qual a melhor maneira de chegar?
—De metrô. A Estação Estácio é a mais próxima e está adaptada para cadeirantes. Pegue a saída para o Centro de Convenções e atravesse a rua. Há estacionamento gratuito no local.

4. Posso ir de ônibus?
—Da Zona Norte, salte na Rua Haddock Lobo, servida pelas linhas 229, 239, 401, 413, 416, 433 e 607; do Centro, desça na Rua Ulysses Guimarães (linhas 133, 209, 301, 409 e 416).

5. E se eu perder o dia?
—Basta se apresentar no dia útil seguinte ou o mais próximo possível.

Formato: PDF
Tamanho: 26.14 MB

Quarenta fotos belíssimas do nascer do sol

Jornal O Globo em PDF, Segunda, 17 de Outubro de 2011

Bombeiros intensificarão blitzes em restaurantes

Estabelecimento que explodiu no Centro nunca foi vistoriado

Depois da explosão do restaurante Tiradentes, que funcionava há três anos no Centro do Rio com autorização provisória da prefeitura, mas sem nunca ter sido vistoriado pelo Corpo de Bombeiros, o comandante da corporação, coronel Sergio Simões, garantiu que vai intensificar a fiscalização. Segundo ele, serão realizadas operações nos estabelecimentos que não têm alvará definitivo e nunca foram inspecionados pelo órgão, como o Filé Carioca. O delegado Antônio Bonfim, que investiga o acidente, disse que o advogada do dono do restaurante mentiu ao afirmar que os cilindros de gás eram armazenados em lugar ventilado. Eles estariam perto do vestiário. (Págs. 1, 12 e 13)
Câmaras aumentam vereadores e custos

Mesmo sem a obrigação de aumentar o número de cadeiras, as câmaras municipais do país podem ganhar um contingente de 7.710 vereadores nas próximas eleições. Estima-se que o número represente um custo adicional de R$ 214 milhões ao ano. Pelo menos 1.740 câmaras, das 2.153 autorizadas, já votaram o aumento do total de vereadores. Entre elas está a de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, que ampliou suas cadeiras de 19 para 25. (Págs. 1 e 3)

Socialistas franceses elegem o adversário de Sarkozy (Págs. 1 e 28)

Greve nos bancos deve acabar hoje e agências reabrem amanhã (Págs. 1 e 23)

Cinzas de vulcão chileno voltam a cancelar voos para Brasil e Argentina (Págs. 1 e 30)

Presente de grego

O ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schauble, disse que os bancos e investidores quem têm títulos do governo da Grécia devem aceitar perdas maiores a fim de alcançar "uma solução sustentável" para a crise da dívida europeia. O premier George Papandreou pediu paciência aos gregos, dizendo que luta para evitar uma "catástrofe financeira”. (Págs. 1 e 23)

Formato: PDF
Tamanho: 12.07 MB

Amateur Photographer - 22 October 2011

Jornal O Estado de SP em PDF, Segunda, 17 de Outubro de 2011

MP da desoneração vai aumentar imposto

Artigos incluídos no texto pela Receita Federal elevam os tributos sobre empresas e investidores

A medida provisória que desonera a folha de pagamento de quatro setores industriais também aumenta a cobrança de impostos de empresas e investidores. O pacote tributário, que foi incluído às escondidas no texto do MP pela Receita Federal com a benção do Palácio do Planalto, contempla artigos prevendo desde um maior controle sobre a transferência de ações até a cobrança inédita de mais um tributo sobre a divisão de lucros entre sócios de uma companhia.

O Estado teve acesso à nova versão do MP, que está no Congresso e passou a contar com 31 artigos e não mais os 24 originais. Uma das mudanças de maior alcance permite a Receita arbitrar o valor de ações ou títulos, usadas para elevar o capital social de uma empresa, em um período de até dez anos. Dessa forma, o Fisco poderia arrecadar mais. Procurados, o Ministério da Fazenda e Receita Federal não se pronunciaram. (Págs. 1 e Economia B1 e B3)

Surpresas do projeto

Se a empresa usar o lucro para aumentar o seu capital, as donas dos papéis pagarão imposto de renda. (Pág. 1)
Denúncias colocam em risco cargo do ministro do Esporte

A denúncia de que teria recebido dinheiro de propina na garagem do Ministério do Esporte, num suposto esquema de irregularidades, já ameaça o cargo do titular da pasta, Orlando Silva (PC do B).

Envolvido em acusações anteriores de desvios no Programa Segundo Tempo, a permanência de Orlando no Ministério vai depender da repercussão do caso ou do surgimento de novos problemas envolvendo o ministério. (Págs. 1 e Nacional A4)
Fifa define hoje São Paulo como abertura da Copa

Sem o governo brasileiro, Fifa e CBF decidirão hoje pela abertura do Mundial em São Paulo e tentarão uma saída para impasse da meia-entrada, informa o correspondente Jamil Chade. (Págs. 1 e E5)

Relatório critica abusos contra a imprensa no Brasil

Documento apresentado ontem na 67ª Assembleia-Geral da Sociedad Interamericana de Imprensa, em Lima, no Peru, destacou os recorrentes casos de censura judicial e assassinato de jornalistas. (Págs. 1 e Nacional A7)
Eleição para Conselho Tutelar tem boca de urna (Págs. 1 e Cidades C1)

Doença de Chagas inspira droga anti-inflamatória (Págs. 1 e Vida A12)

Cinzas de vulcão do Chile voltam a afetar voos (Págs. 1 e Cidades C4)

Notas & Informações

O estranho complô iraniano

Sem dúvida, alguém tramou algo. Resta ver as provas que Obama diz existirem contra Teerã. (Págs. 1 e A3)

Formato: PDF
Tamanho: 26.49 MB

Here's How! - Vol.10 No.4 (2011)

domingo, 16 de outubro de 2011

Atropelamento

Se você tem estômago forte, assista o vídeo abaixo
e fique pasmo com a frieza das pessoas

Desastre de derramamento de óleo na costa da Nova Zelândia

Jornal O Dia em PDF, Domingo, 16 de Outubro de 2011

Vítima acha carro furtado, mas polícia ignora pistas
Através de multas, idoso descobre rota de veículo, mas não conta com ajuda da polícia - Desesperado com o furto de seu carro sem seguro, e com a falta de empenho da polícia para recuperar o veículo, um aposentado de 74 anos virou detetive. Ele fez plantão próximo a radares onde o Fiat Uno vermelho foi multado após o roubo, viu o carro passar, seguiu e chamou a polícia para recuperá-lo. Mas nem assim foi atendido.

O veículo foi levado da porta de uma igreja em São João de Meriti, na Baixada, em novembro do ano passado. Mesmo após ter comunicado o furto na 64ª DP (Vilar dos Teles), o idoso recebeu diversas multas, registradas por pardais em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio. “As infrações eram cometidas no mesmo local e em horários aproximados. Levei meu sogro para conferir. Aguardamos, vimos o carro passar e não pudemos fazer nada”, lamenta o genro, de 40 anos.

A vítima conta que seguiu o veículo e viu quando entrou em uma vila. Chamou a polícia pelo serviço 190, mas, segundo ele, policiais alegaram não ter mandado de busca e apreensão para retirar o carro. “Vizinhos disseram que o carro parava sempre ali. Procurei a 32ª DP (Taquara), mas uma delegada informou que não havia elementos suficientes para acreditar que meu carro transitasse na região”, conta a vítima.

O genro conta que pediu diversas vezes ajuda às polícias Civil e Militar, em vão. “Enviei e-mail para a ouvidoria da PM, liguei para a ouvidoria da Polícia Civil e nada”, lembra.

A Polícia Militar informou que o aposentado deve procurar de novo a delegacia, que pode fazer a busca e apreensão do veículo e, caso necessário, pedir apoio à corporação. A PM pede que ele repasse as datas, horários e locais em que pediu e não recebeu apoio.

O delegado da 32ª DP, Murilo Montanha, pediu desculpas à vítima pelo mau atendimento e garantiu que ajudará. “Peço que ele nos procure novamente com a documentação, para que possamos reavaliar a situação e recuperar o carro”, promete o delegado.

Delegado acha que multas ajudarão a encontrar veículo

Há mais infrações registradas em nome do aposentado em outros pontos de Jacarepaguá.

“Fomos ao batalhão e à delegacia. Ninguém nos deu atenção. Tem assalto que a polícia usa até helicóptero para ajudar na perseguição. Mas, mesmo depois que investigamos, com as pistas reunidas, não fomos atendidos”, reclama o genro. “Ando com as chaves e os documentos do veículo. Ainda tenho esperanças de recuperar meu carro”, lamenta o dono.

Para o delegado Montanha, o conjunto de multas reunidas pela vítima é indício que pode ajudar na localização e recuperação do veículo.

“Em julho, se não me engano, mandamos equipe ao local. Mas, como existem mais infrações de meses seguintes, em agosto e setembro, o crime continua sem solução. Vamos solucionar”, garante.

Os radares que flagraram o Fiat Uno são da CET-Rio. Ao registrar a infração, o sistema do equipamento automaticamente consulta o banco de dados do Detran-RJ, enviando as multas para o endereço do proprietário.

O Detran informou que fará busca nas multas aplicadas e apurará o motivo pelo qual continuam sendo enviadas para o aposentado, já que no sistema do órgão o carro apresenta restrição de roubo e furto. Outro erro com a vítima.

Formato: PDF
Tamanho: 44.77 MB

Jornal O Globo em PDF, Domingo, 16 de Outubro de 2011

Gastos com proteção social já superam investimentos

Benefícios dados pelo governo consumiram R$ 116 bilhões em 2010

Os programas do governo federal que transferem dinheiro à população de baixa renda consumiram ano passado R$ 116 bilhões, mais do que o dobro dos recursos destinados a investimentos - R$ 44 bilhões, incluindo a construção de estradas e obras de infraestrutura. A opção de priorizar a chamada rede de proteção social, que abrange benefícios como o Bolsa Família e as aposentadorias rurais, divide a opinião de especialistas. O economista Raul Velloso diz que parte desses recursos não vai para quem está na base da pirâmide social e afirma que a fatia do Orçamento para investimentos despencou de 16% para 6,8%, entre 1987 e 2010, comprometendo o futuro do país. Já o diretor de Estudos e Pesquisas Sociais do Ipea, Jorge Abrahão, lembra que 28 milhões de pessoas deixaram a miséria desde 2003, graças a esses programas, fortalecendo o mercado interno e aquecendo a economia. (Págs. 1 e 3)

Municípios não reagem à dengue

Um levantamento da secretaria estadual de Saúde revela que 71 dos 92 municípios do Rio não cumpriram o combinado para enfrentar a esperada epidemia no verão. Do total, 52 cidades sequer entregaram o plano de contingência. (Págs. 1 e 17)

Americanos irados, políticos em alerta

Enquanto o movimento dos indignados de Wall Street se espalha para 100 cidades dos EUA, país discute qual será o impacto da mobilização entre republicanos e democratas nas eleições de 2012. (Págs. 1 e 43)

Cristina, rainha de EI Calafate

A cidade argentina simboliza o poder de Cristina Kirchner, que tenta se reeleger, relata Janaína Figueiredo. (Págs. 1 e 42)

A história de Mora: A arte de falar com os olhos

Detalhes da historia política brasileira serão contados a partir deste domingo, por Jorge Bastos Moreno, na série "A história de Mora", mulher de Ulysses Guimarães. O casal morreu em 1992. Hoje, os bastidores da reunião em que ela, com olhar fulminante, impediu governadores de barrar a candidatura de Ulysses à Presidência. (Págs. 1 e 17)

Formato: PDF
Tamanho: 50.59 MB

Jornal O Estado de SP em PDF, Domingo, 16 de Outubro de 2011

Brasil não sabe quanto custará a Copa

Governo ainda não conseguiu estabelecer um valor definitivo sobre os gastos, quatro anos depois da escolha do País como sede

Quatro anos após ter sido confirmado como sede da Copa de 2014, o País tem muitas obras a serem feitas e não sabe qual será o custo final do evento. Segundo o balanço divulgado pelo governo no mês passado, o investimento em estádios, portos, aeroportos e mobilidade urbana será de R$ 27,1 bilhões - ante os R$ 21,5 bilhões de janeiro de 2010. Na última sexta-feira, o governo divulgou um novo cálculo: R$ 26,1 bilhões. Para a Controladoria-Geral da União, o valor previsto é de R$ 24,024 bilhões. A Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib), que mantém parceria técnica com a CBF e o Ministério do Esporte, calcula em até R$ 112 bilhões o custo total do Mundial. Nesta quinta-feira, a Fifa divulgará o calendário com datas, locais e horários dos jogos no Brasil. (Págs. 1 e Esportes E4 e E5)

O Maracanã, provável palco da final, já viu a estimativa de custos oscilar entre R$ 705 milhões e R$ 1,1 bilhão. Hoje, é de R$ 859,9 milhões. (Pág. 1)

Denúncia contra Orlando Silva

Ministro do Esporte é apontado pela Veja como envolvido em suposto desvio de recursos. Ele nega. (Págs. 1 e Nacional A10)

Fifa se preocupa com lucro, e não com legado (Pág. 1)

G-20 tem dúvidas sobre recapitalizar o FMI

Os ministros de Finanças e presidentes do banco central do G-20, reunidos ontem em Paris, não fecharam acordo sobre um reforço de capitais para o Fundo Monetário Internacional (FMI), um dos instrumentos essenciais contra o agravamento da crise internacional. (Págs. 1 e Economia B14)

Os protestos contra o setor financeiro e a classe política deixaram feridos na capital italiana. Manifestações dos "indignados" se espalharam ontem pelo mundo. (Págs. 1 e Economia B17)

Cristina Kirchner conta com reeleição no 1º turno (Págs. 1 e Internacional A18)

Pacientes de talassemia ganham qualidade de vida (Págs. 1 e Vida A30)

Sindicato mira contribuição de servidores da Câmara (Págs. 1 e Nacional A4)

Michel Temer

Reforma popular

Se há dificuldade em fazer a reforma política, o povo poderia opinar sobre o sistema eleitoral que deseja em plebiscito na eleição de 2014. (Págs. 1 e Espaço Aberto, A2)

Dora Kramer

República de surdos

A população que foi às ruas não pede muito, só que os Poderes Legislativo e Judiciário cumpram o papel que lhes foi delegado. (Págs. 1 e Nacional A8)

Notas & Informações

Roubalheira recorde

O escândalo da vez vem do Estado que José Sarney escolheu para representar no Senado. (Págs. 1 e A3)

Principal
Formato: PDF
Tamanho: 68.08 MB

Cadernos: Autos & Imóveis
Formato: PDF
Tamanho: 47.39 MB