sábado, 3 de dezembro de 2011

Cachorro chinês vai às compras...

Dia Mundial da AIDS - 2011

Jornal O Dia em PDF, Sabado, 03 de Dezembro de 2011

Homem que aparece em vídeo com Nem e William era de comissão da Câmara
Perninha era nomeado pela Diretoria Geral de Administração e Finança da pasta para integrar duas comissões permanentes de fiscalização de contratos
Rio - O homem que aparece no vídeo sentado diante do traficante Nem e segurando fuzil, de acordo com a polícia, era lotado na Secretaria Estadual da Casa Civil desde o dia 6 de setembro. Alexandre Leopoldino Pereira da Silva não exercia simplesmente a função de auxiliar de manutenção, uma espécie de zelador. No dia 27 de outubro, ele foi nomeado pela Diretoria Geral de Administração e Finança da pasta para integrar duas comissões permanentes de fiscalização de contratos. na noite desta sexta-feira, ele se entregou à polícia. Na comissão, o zelador tinha o poder de ratificar os serviços operacionais prestados na Casa Civil. Com um salário de R$ 2 mil (R$ 1.780 líquidos), Alexandre, o Perninha, que mora na Rocinha, vai responder por associação para o tráfico de armas.

Ele chegou ao cargo na Superintendência de Engenharia e Manutenção (Supem) da Casa Civil após ser indicado pelo ex-cunhado Ronald de Jesus Cardoso, supervisor de manutenção, que foi contratado no dia 26 de outubro do ano passado. O governo do estado do Rio de Janeiro informou que os dois foram exonerados nesta sexta-feira e que a publicação sai no Diário Oficial de segunda-feira.

Dois líderes comunitários filmados

Vídeo amador que, segundo a Polícia Civil, foi feito em setembro, na Rocinha, mostrou a ligação de líderes comunitários com o tráfico na favela e levou dois deles à prisão, nesta-sexta. Na gravação, que dura 18 minutos, William de Oliveira, 40 anos, e Alexandre Leopoldino Pereira da Silva, o Perninha, aparecem nas imagens negociando, segundo a polícia, um fuzil com o então chefe do tráfico Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, 35, na localidade Cachopa. William foi capturado em casa, pela manhã. Perninha se entregou à noite. Nem está preso desde novembro.

Dos becos e vielas da Rocinha, onde atuaram como representantes de moradores, William e Perninha chegaram aos poderes Executivo estadual e Legislativo municipal. Enquanto William era lotado no gabinete da vereadora Andrea Gouvêa Vieira (PSDB), Perninha estava a serviço da Secretaria da Casa Civil do Governo do Estado. Titular da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), Márcio Mendonça explicou que recebeu de moradora da favela o DVD. Os mandados de prisão temporária de cinco dias foram expedidos pela 38ª Vara Criminal do Rio por associação para fins de tráfico. “Eles responderão por associação ao tráfico e venda de arma”, disse Mendonça.

Enquanto o delegado afirma que o fuzil era um AK-47, o especialista em armas Vinicius Cavalcante garante ser um AK-74, semelhante ao usado pelo terrorista Osama Bin Laden, morto em maio. Outro especialista confirma a informação.

William alegou que o dinheiro que aparece recebendo era doação de campanha: “Foi armadilha. O Nem me chamou na véspera da eleição (de 2010), quando fui candidato a deputado estadual. Aceitei o dinheiro, mas, quando desci o morro, devolvi”, alegou. Ele disse ter sido ameaçado por Nem.

Vereadora exonera William, mas diz que é amiga dele

A vereadora Andrea Gouvêa Vieira se disse surpresa com a acusação contra William e o exonerou à tarde. “Não contrato nem gente com dívida no SPC ou Serasa”, afirmou ela, que foi intimada a depor segunda-feira. A vereadora garantiu desconhecer atividades ilegais do ex-assessor, cuja remuneração era de R$ 4 mil.
Ela criticou a justificativa do acusado, de que o dinheiro recebido financiaria sua campanha ao cargo de deputado estadual. “Vai ser a maior traição da minha vida política. Ele era mais que funcionário. Era meu amigo e da minha família”.

O relacionamento dela com William começou quando ele era líder comunitário na década passada. A atuação dele aumentou quando Erismar Rodrigues Moreira, o Bem-te-vi, chefiou o tráfico na favela. Em 2004, a polícia apresentou interceptações telefônicas em que William daria orientações ao bandido para sumir com três fuzis desviados do Forte de Copacabana. Após nove meses na prisão, foi absolvido.

William perdeu duas eleições, tendo sido o mais votado na comunidade em 2010. No total, teve 49,9 mil votos. Dois anos antes, não consegui se eleger vereador.

Por sua vez, Luiz Cláudio de Oliveira, o Claudinho da Academia, outro líder comunitário da Rocinha, foi eleito vereador em 2008. Chegou a ser denunciado pelo Ministério Público por coagir eleitores, através de ameaças, durante a campanha. Sempre negou. Claudinho foi encontrado morto em janeiro de 2010 na casa de um sócio, vítima de enfarte.

Formato: Rar | PDF
Tamanho: 52.08 MB

Jornal O Estado de SP em PDF, Sabado, 03 de Dezembro de 2011

Merkel quer refundação da UE e união fiscal rigorosa

Chanceler alemã e Sarkozy discutirão plano que prevê expulsão de país que desrespeitar equilíbrio

A chanceler alemã, Angela Merkel, propôs ontem um novo tratado de integração e a criação de uma união fiscal como forma de solucionar a crise do euro. Ela quer maior controle de Bruxelas sobre as contas dos países que usam a moeda e mecanismos rápidos para punir e até expulsar governos que desrespeitem a lei do equilíbrio fiscal. O presidente francês, Nicolas Sarkozy, já havia indicado na quinta-feira que ele e Merkel tinham planos para refundar a União Europeia e que começariam a debater medidas efetivas na segunda-feira. A meta é ter um acordo até o dia 9, para apresentá-lo na cúpula da UE. Os mercados comemoraram a iniciativa e terminaram a semana com a maior taxa de ganho desde a eclosão da crise, em 2008. (Págs. 1 e Economia 91)


EUA: cai busca por trabalho

A taxa de desemprego nos EUA caiu para 8,6% em novembro, a mais baixa desde março de 2009. O recuo, no entanto, não foi comemorado porque 315 mil americanos desistiram de procurar trabalho. (Págs. 1 e Economia 94)

Foto Legenda: De novo

O empresário Marcos Valério, apontado como operador do mensalão, foi preso ontem em Belo Horizonte, acusado de envolvimento em esquema para grilagem de terras na Bahia e fraudes com registros de imóveis inexistentes. (Págs. 1 e Nacional A10)

Alta-comissária da ONU pede ação urgente na Síria

A alta-comissária de Direitos Humanos da ONU, Navi Pillay, conclamou ontem a comunidade internacional para que adote medidas para frear o massacre de civis sírios. “À luz da manifesta falha das autoridades sírias em proteger seus cidadãos, a comunidade internacional precisa tomar medidas urgentes e efetivas para proteger o povo sírio", discursou Pillay na abertura da reunião do Conselho de Direitos Humanos sobre a situação na Síria. Na mesma reunião, o Brasil recuou de sua intenção inicial de apoiar uma resolução que condenasse a repressão de Damasco. O Itamaraty justificou a decisão dizendo querer evitar que a situação dos direitos humanos na Síria seja usada como justificativa para uma intervenção militar, como ocorreu na Líbia. (Págs. 1 e Internacional A16)

Faysal Khabbaz Manoui
embaixador da Síria na ONU

"É problema doméstico da Síria. A solução não virá dos corredores da ONU".

Reunião poupa Cuba e Venezuela

Dilma e Chávez durante cúpula latino-americana em Caracas; temas sensíveis a Venezuela e Cuba, como democracia, foram evitados. (Págs. 1 e Nacional A12 )

Dilma diz que será 'objetiva' sobre Lupi

A presidente Dilma Rousseff disse que fará uma "análise objetiva" sobre o ministro Carlos Lupi (Trabalho) "a partir de segunda-feira". Aliado de Lupi, o deputado André Figueiredo (PDT-CE) defende a saída do ministro agora. (Págs. 1 e Nacional A4)

Teto cai e adia inauguração em Cumbica

Parte do teto do novo terminal do Aeroporto de Cumbica, em obras, desabou ontem, quando o governo anunciava medidas antiapagão aéreo. Com o acidente, a inauguração do novo terminal, prevista para o dia 20, será "reavaliada". (Págs; 1 e Cidades C1)

Líder da Rocinha é preso após negociar com Nem (Págs: 1 e Cidades C6)

Justiça faz SP dobrar gastos com remédios (Págs: 1 e Vida A24)

Final do Brasileiro põe polícia em alerta no País (Págs. 1 e Esportes E1)

Tutty Vasques

O segredo da Dilma!

O constrangimento com Lupi é tal que não restou alternativa a Dilma senão ir a Caracas, onde ninguém sabe quem é ele ou para que serve. (Págs. 1 e Cidades C10)

Miguel Reale Júnior

'Presos políticos'

Ao se arrogarem o status de presos políticos, os invasores da USP afrontam a memória de tantos que sofreram nos cárceres por seus ideais. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

Notas & Informações

O novo-rico e o FMI

Na visita de Christine Lagarde, Mantega fez mais um comentário digno de novo-rico emergente. (Págs. 1 e A3)

Formato: Rar | PDF
Tamanho: 60,79 MB

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Veja | 30 de Novembro de 2011 Edição 2245

...Como se não houvesse amanhã!

O Estado de SP em PDF, Sexta, 02 de Dezembro de 2011

Dilma desafia Comissão de Ética e Lupi é mantido

Presidente se sentiu afrontada, cobra explicações e tenta ganhar tempo para restabelecer sua autoridade

A presidente Dilma Rousseff desmoralizou ontem a Comissão de Ética Pública da Presidência ao não aceitar de pronto a recomendação, feita anteontem, de demissão do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, suspeito de irregularidades. Irritada com a “faca no pescoço”, Dilma desafiou o colegiado a demonstrar as razões que embasaram a decisão e abriu crise com o órgão do Planalto incumbido de avaliar casos envolvendo integrantes do governo. Ao garantir sobrevida a Lupi, a presidente, segundo assessores, ganha tempo para restabelecer sua autoridade e preparar a mudança no Trabalho, em poder do PDT, mas cobiçado pelo PT. A cúpula pedetista avalia que a insistência de Lupi, que ontem deu explicações a Dilma, em se manter no cargo está atrapalhando os planos do partido. (Págs. 1 e Nacional A6)

Roberto Gurgel
Procurador-Geral

A manifestação da Comissão de Ética é extremamente relevante" (Pág. 1)

Dora Kramer
A mansidão da leoa

Lupi não pode mais dirigir um carrinho de mão que seja na administração pública. (Págs. 1 e Nacional A6)

TCU: 24 obras da Copa sem licitação

A pouco mais de dois anos e meio da Copa, o Tribunal de Contas da União divulgou ontem um relatório apontando que apenas 8 dos 49 projetos de obras de transporte nas 12 cidades-sede tiveram contratos assinados e 24 nem lançaram licitação. A área de mobilidade urbana exigirá a maior fatia de investimentos da União e é a que mais preocupa. O documento cita entre as obras que não saíram do papel o VLT de Cuiabá. (Págs. 1 e Nacional A10)

Foto-legenda: O novo escudo de Ricardo Teixeira

Em sua apresentação como dirigente da Copa, Ronaldo disse que assume "compromisso com o povo" e, sobre prioridades, que "Copa não se faz com hospital". Ele admitiu desconhecer as atribuições do cargo. (Págs. 1 e Esportes E4)

Governo corta impostos para elevar consumo

Na primeira ação coordenada semelhante à da crise de 2008, o governo anunciou ontem pacote de bondades em que abre mão de R$ 7,56 bilhões em impostos para incentivar o consumo de produtos que vão de macarrão a geladeiras, muitas vezes via crédito. O esforço é para que a economia cresça 5% no próximo ano, bem acima das previsões mais otimistas do mercado. “Temos arsenal grande", disse o ministro Guido Mantega (Fazenda). A lista de incentivos começa com eletrodomésticos, que devem ficar 10% mais baratos. (Págs. 1 e Economia B1)

Varejo reduz preços

Representantes do varejo e da indústria traçaram prognósticos de aumento das vendas em até 15% e redução dos preços acima de 10%. (Págs. 1 e Economia B4)

Em busca de dinheiro, FMI ouve exigências

Em reunião em Brasília com a diretora-gerente do FMI, Christine Lagarde, a presidente Dilma Rousseff reforçou a disposição do País de emprestar dinheiro ao Fundo, desde que Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul ganhem mais poderes na entidade. Christine Lagarde fez elogios ao Brasil e disse que pedirá aos EUA e países europeus que apoiem a proposta. (Págs. 1 e Economia B8)


Chevron será multada por gás clandestino

A Agência Nacional do Petróleo (ANP) flagrou a petroleira americana Chevron produzindo clandestinamente gás sulfídrico em um dos 11 poços que explora no Campo de Frade, no litoral do Rio. Foi aberto processo contra a companhia, que deve ser multada. A produção desse gás exige avaliações de risco não realizadas pela empresa. (Págs. 1 e Vida A23)

Para a ONU, Síria já vive guerra civil

Navi Pillay, alta comissária de Direitos Humanos da ONU, concluiu que, após mais de 4 mil mortes na Síria, a cúpula do regime de Bashar Assad deve ir a julgamento no Tribunal Penal Internacional. (Págs. 1 e Internacional A17)

Notas & Informações

Dilma fraquejou

Sem medo do ridículo, Dilma fez saber que resolveu aguardar novas explicações de Lupi. (Págs. 1 e A3)

Formato: PDF
Tamanho: 46.85 MB

O Dia em PDF, Sexta, 02 de Dezembro de 2011

‘Eu gritei: Por quê?’, diz William Bonner
Fátima Bernardes deixa o marido no ‘Jornal Nacional’ e garante: ‘Não estamos nos separando’
Rio - Fátima Bernardes vai deixar o ‘Jornal Nacional’ depois de 14 anos e será substituída por Patrícia Poeta, como antecipou o colunista de O DIA Leo Dias na edição de ontem. A TV Globo convocou a imprensa para anunciar ‘oficialmente’ essa e outras mudanças em seu jornalismo. Poeta, apresentadora do ‘Fantástico’, assumirá como âncora e editora-executiva do ‘JN’ao lado de William Bonner, passando o bastão do dominical para Renata Ceribelli. Emocionado, William Bonner precisou de um lenço para enxugar as lágrimas durante a coletiva. O jornalista revelou que ficou surpreso com o anúncio da mulher. “Quando ela me disse, eu gritei: ‘Por quê?’ Depois, relaxei e encarei com naturalidade”, contou ele, ressaltando que o telejornal de 42 anos não passará por mudanças com a entrada de Patrícia: “Nada vai ser reformulado. O público é fiel”.

Fátima apresenta o telejornal até segunda-feira, quando dividirá a bancada com Bonner e Poeta. Terça-feira, a estreante no posto vira titular do ‘JN’. Já Fátima conta que decidiu investir num “antigo sonho”. “Resolvi assumir o novo projeto em 2008, porque queria algo meu e diferente do jornal”, justifica Fátima, que estreia o jornalístico nas manhãs da Globo em abril, com mudanças na grade de programação. Ela matou a curiosidade sobre uma possível crise no relacionamento com Bonner: “Não estamos nos separando”.

A querida âncora adianta que será algo diferente do ‘JN’. “Continuo com funções jornalísticas, mas posso dizer que estamos atrás de novos profissionais para colocar tudo em prática”, revela. Patrícia Poeta, que em 11 anos de Globo nunca apareceu na bancada do telejornal, conta que está nervosa: “Eu não levei um susto, eu levei ‘o’ susto com o convite, mas quero fazer um programa à altura de Fátima”. Musa da Copa e do público
Fátima Bernardes vai deixar saudades no ‘Jornal Nacional’, tanto pelo seu perfil quanto pelo profissionalismo. A jornalista foi muitas vezes capa das principais revistas por sua postura correta e um visual de dar inveja. Cada vez que aparecia com um novo corte de cabelo era copiada e gerava uma enxurrada de comentários. A cobertura de grandes eventos esportivos foi importante para sua trajetória. Na Copa do Mundo de 2002, na Coreia e no Japão, ela ganhou o título de ‘Musa da Copa’, dado pelos próprios jogadores.

O primeiro ‘casal telejornal’
Muito antes de Fátima e Bonner serem o ‘casal’ do jornalismo brasileiro, Eliakim Araújo e Leila Cordeiro comandaram o ‘Jornal da Globo’, durante os anos de 1986 e 1989. Em julho do mesmo ano, saíram da Globo e foram para a extinta TV Manchete, onde apresentaram o ‘Jornal da Manchete’. Já em 1993, trabalharam em programas jornalísticos do SBT.

POR QUE NENHUMA DELAS FOI ESCOLHIDA

ANA PAULA ARAÚJO
Tem um posicionamento muito forte como jornalista e o ‘JN’ pede uma mulher menos enfática e com mais doçura. Sua saída do ‘RJTV’ deixaria o telejornal descaracterizado.

SANDRA ANNENBERG
É muito ‘tatibitati’. Ninguém fala tão bem com a dona de casa como ela, mas, por vezes, passa pouca seriedade nos assuntos. Sandra está mais para dar receita de bolo.

RENATA VASCONCELLOS
Linda demais, elegante demais, esnobe demais... A bancada do ‘Jornal Nacional’ exige que o jornalista que vá apresentá-lo atinja sempre o brasileiro médio, não somente a classe A.

CHRISTIANE PELAJO
Tem uma linguagem popular, mas falta ter mais carisma junto ao grande público e perder alguns quilinhos. Um de seus grandes problemas é encontrar o figurino correto.

ZILEIDE SILVA
Seria perfeita para o cargo, mas a gafe ao vivo no ‘Jornal Hoje’, quando sua lente de contato saiu do olho e ela não soube como solucionar, atrapalhou sua ‘reputação’.

GLÓRIA MARIA
Não tem em estúdio o mesmo rendimento que apresenta na rua. Está mais interessada em viajar e cuidar das filhas do que encarar a dura redação de um telejornal diário.

Formato: PDF
Tamanho: 23.13 MB

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Imagens engraçadas/curiosas - 01/12/2011

Clique na imagem abaixo para ver todas as fotos
Via Knuttz/Ueba

The Rough Guide to New Zealand (Rough Guides)

The Rough Guide to New Zealand" is the essential guide to this spectacular country, with lively coverage of its coolest cafes, most vibrant nightlife, best sights and hotels and tastiest restaurants and bars. Everyone from the country rambler to the fearless adventurer, wine buffs to "Lord of the Rings" fanatics are catered for in this comprehensive guide; with colour sections providing a guide to New Zealand's highlights.

Jornal O Dia em PDF, Quinta, 01 de Dezembro de 2011

'Até há pouco tempo me sentia dividida sobre a minha saída', diz Fátima Bernardes - Rio - Durante a coletiva de imprensa em que anunciou sua saída do "Jornal Nacional", Fátima Bernandes revelou que ainda estava se sentindo insegura para deixar a função. "Até há pouco tempo me sentia dividida sobre a minha saída do programa, fiquei nervosa com isso mas resolvi investir. Sei que o programa vai estar em boas mãos com a Patrícia Poeta".
A jornalista também quis deixar claro que não está cansada, como alguns veículos noticiaram como o motivo de sua saída. "Diziam que eu estava cansada, mas é mentira, estou bem pra caramba. Pra assumir um novo projeto e também minha família", declarou.

"Agora eu vou assistir o JN de casa, na companhia dos meus filhos. Algo que eu não fazia há muito tempo", disse Fátima.

Novo programa

O novo programa da jornalista ainda é mantido em sigilo, mas segundo o diretor geral de Jornalismo e Esporte da Rede Globo, Carlos Henrique Schroder, Fátima vinha há algum tempo propondo um novo programa e, em abril deste ano, ao apresentar uma proposta formal, a ideia agradou e foi aprovada de imediato pelo diretor-geral da Rede Globo, Octávio Florisbal.

"O que eu posso adiantar é que eu continuarei com funções jornalísticas. Esse programa não é parecido com nenhum outro que está no ar. É um sonho antigo que eu vinha amadurecendo. Este ano, em abril, entreguei um resumo do que eu queria fazer e fiquei muito feliz quando soube que o projeto agradou. Já estamos trabalhando com um núcleo bem pequeno, mas já a partir da próxima semana a implementação desse programa será acelerada. Agora, por questões estratégicas, ainda não posso contar nada sobre a estrutura, cenário, locação, horário ou dia da semana", conta a jornalista.

Patrícia no JN

“A empatia e o profissionalismo de Patrícia Poeta fazem com que ela reúna todas as qualidades para assumir a apresentação do nosso principal telejornal, ao lado do Bonner. O nome dela foi um consenso entre nós do Jornalismo”, explicou o diretor-geral de Jornalismo e Esporte da Rede Globo, Carlos Henrique Schroder. William Bonner destacou que Patrícia tem o perfil do telejornal: “O JN é um programa que faz parte da vida dos brasileiros há quatro décadas. Todas as mudanças por que passou nesse período foram em sintonia com o público. Por isso, o JN não muda – até porque o perfil da sucessora da Fátima está perfeitamente alinhado com as qualidades que se exigem de quem ocupa um lugar na bancada.”

Fátima apresenta o jornal até a próxima segunda. No próximo domingo, Patrícia apresentará o "Fantástico" normalmente, e na edição do dia 11, ela ainda aparece para entregar o posto a Renata.

Formato: PDF
Tamanho: 20.64 MB

Motociclismo - 29 Novembro 2011

Audiobook – Ary Toledo – Proibido para Menores de 18 anos

Smart Photography - Dezembro 2011

Cycle World - Janeiro 2012

Jornal O Estado de SP em PDF, Quinta, 01 de Dezembro de 2011

Comissão de Ética pede a Dilma que demita Lupi

Pela primeira vez, grupo que assessora a Presidência recomenda exoneração de ministro sob suspeita

A Comissão de Ética Pública da Presidência da República sugeriu ontem a exoneração de Carlos Lupi do cargo de ministro do Trabalho. É a primeira vez que a comissão toma esse tipo de decisão. Lupi é suspeito de irregularidades envolvendo convênios firmados pela pasta com ONGs, muitas delas ligadas a integrantes do PDT, partido do ministro. De acordo com a comissão, casos de cobrança de propina no ministério não foram esclarecidos. Para os conselheiros, Lupi deu explicações insatisfatórias sobre as acusações, e suas respostas ao Congresso e à imprensa foram consideradas "inconvenientes", segundo Sepúlveda Pertence, presidente do órgão. Lupi já estava na lista de ministros que serão trocados na reforma programada para o início do ano que vem, e a recomendação da comissão deve apressar sua saída. (Págs. 1 e Nacional A4)

Negromonte sofre revés

Aliados do governo aprovaram requerimento convidando o ministro Mário Negromonte (Cidades) para depor na Câmara sobre fraude em projeto de transporte para a Copa. (Págs. 1 e Nacional A4)

Foto-legenda: O terminal

Obras no Terminal Remoto do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, que será inaugurado no dia 20, às vésperas das viagens de fim de ano; a capacidade anual de passageiros passará de 20,5 milhões para 26 milhões. (Págs. 1 e Cidades C1 e C3)


Para estimular crédito, juro cai e governo fará pacote

O Comitê de Política Monetária do Banco Central reduziu ontem o juro básico da economia em 0,5 ponto porcentual, levando a taxa a l1%. A queda foi motivada pela desaceleração da economia, cujos sinais fizeram o governo preparar para os próximos dias medidas para estimular o crédito no País. A Fazenda vai reduzir a alíquota do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) sobre as operações de crédito feitas por pessoas físicas. Em abril, o ministério dobrou a alíquota, de 1,5% para 3%, para moderar o consumo. O governo também prepara desonerações tributárias para setores específicos, como fez na crise de 2008. Nessa linha de estímulo, o Conselho Monetário Nacional aprovou nova regra que favorece bancos pequenos e médios nas operações de venda de carteiras de crédito. (Págs. 1 e Economia B1, B3 e B4)

Acordo entre BCs alivia mercado europeu

O Fed (banco central dos EUA) oferecerá dólares a custo reduzido para que bancos centrais da Europa e do Japão evitem a quebra de instituições financeiras. A medida causou alta nas bolsas e o dólar caiu no Brasil. (Págs. 1 e Economia B8)

Nunca houve tantos divórcios

Em 2010, foram registrados 243.224 divórcios no País, entre processos judiciais e escrituras públicas - 36,8% mais do que no ano anterior, segundo as Estatísticas do Registro Civil, divulgadas pelo IBGE. O recorde é atribuído à mudança na legislação, que acabou com a necessidade de separação judicial prévia e os prazos para o divórcio. Para a designer Therezinha Prado, 50 anos, que se separou em 2010, só a lei não explica o aumento. “As pessoas estão cada vez mais egoístas", diz. Também cresceu o número de casamentos: foram 977.620 uniões, 4,5% mais do que em 2009. (Págs. 1 e Vida A28)

Total de lares chefiados por crianças dobra

O número de lares brasileiros chefiados por crianças e adolescentes dobrou na última década, informa relatório do Unicef. Hoje, 661 mil casas são chefiadas por jovens entre 15 e 19 anos e outras 113 mil, por meninos e meninas de 10 a 14 anos. (Págs. 1 e Vida A28)

Irã é alvo de retaliação diplomática de europeus (Págs. 1 e Internacional A19)

Brasil reforça pressão contra Síria na ONU (Págs. 1 e Internacional A18)

Acidente apressa plano antivazamento de óleo (Págs. 1 e Vida A30)

Eugênio Bucci

Leitor: cliente ou produto?

O que fica claro é que, se o público não financiar diretamente com seu dinheiro a atividade da imprensa, não teremos jornalismo independente. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

Veríssimo

Paixões e coerência histórica

Um historiador do futuro terá duas grandes dificuldades para entender o que se passou por aqui: explicar o amor ao Lula e explicar o ódio ao Lula. (Págs. 1 e Caderno 2, D12)

Notas & Informações

Pronto-socorro para os bancos

As autoridades monetárias têm coordenado suas ações mais prontamente que os governos. (Págs. 1 e A3)

Formato: PDF
Tamanho: 43.37 MB

Exame Informática – Dezembro 2011

Época – Edição 706 24 Outubro 2011

Car Crash Compilation 2011

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Imagens engraçadas/curiosas - 30/11/2011

Clique na imagem abaixo para ver todas as fotos
Via Knuttz/Ueba

Briguinha besta...

The trumpet kid

Jornal O Dia em PDF, Quarta, 30 de Novembro de 2011

Família de agiotas espalhava medo em cidade da Região Metropolitana
Rio - Uma família de agiotas que agia e espalhava medo em Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio, foi alvo de agentes da 71ª DP (Itaboraí), na manhã desta terça-feira— pai e filho, além de uma terceira pessoa, foram presos. Segundo a polícia, os acusados emprestavam dinheiro a juros exorbitantes e, depois, ameaçavam e extorquiam os devedores. O símbolo da audácia dos criminosos era uma águia estrategicamente posicionada na fachada ou no telhado de imóveis na cidade.
“Nessas casas, o grupo colocava uma águia de gesso, para identificar que os moradores foram expulsos e que as casas passaram a ser dos criminosos”, explicou o delegado Wellington Vieira.

De acordo com as investigações, Osmar Raimundo da Costa, de 49 anos, e filho dele, Cássio Gabriel da Costa, 22, estão por trás do assassinato do gari Paulo Roberto dos Santos, o Baiano, 51, em maio. Eles foram capturados nesta terça-feira, assim como José Carlos Ferreira da Silva, 52, conhecido como 2000, apontado como cobrador do bando

O gari pediu R$ 250 como empréstimo no início de 2010. Em abril deste ano, a dívida estava em R$ 3 mil. No mês seguinte, foi assassinado na com um tiro na cabeça, quando varria a Rua 17, no bairro do Itambi.

Ainda segundo o delegado, Osmar seria o mandante da morte do gari. O assassino, no entanto, ainda não foi identificado. O segundo filho envolvido na agiotagem, identificado como Osmar da Costa, 25, fugiu e é considerado foragido. O trio deverá responder por formação de quadrilha, homicídio e extorsão.

Vítimas entregavam cartões de banco e do Bolsa Família

Como garantia para liberar o empréstimo, Osmar e os filhos exigiam que os ‘clientes’ entregassem cartões bancários de contas salário e até do Bolsa Família, com as senhas, para a realização de saques.

E, por conta das ameaças sofridas pelas vítimas, a polícia suspeita que algumas delas foram obrigadas a transferir imóveis para os criminosos: “Na casa de Osmar havia escrituras de casas da região. Caso seja comprovada a coação no repasse dos imóveis, as vítimas poderão reaver os bens”, disse o delegado. “Após reunir três testemunhas e checar informações do Disque-Denúncia, pedimos a prisão temporária dos três, por 30 dias”.

Águias eram guardadas em loja

Osmar e os filhos, segundo as investigações, também são donos de uma loja de material de construção em Itaboraí. Era lá que a família de agiotas recebia seus clientes, realizava os empréstimos e guardava as águias de gesso, que, em seguida, eram colocadas nos telhados das casas tomadas pela quadrilha como pagamento pelos empréstimos concedidos.

Por conta disso que a operação desta terça-feira, que contou com agentes da Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (CRPI) e da 70ª DP (Tanguá), foi batizada de Águia de Itambi.

A polícia busca ainda um quarto integrante do bando, que também teria a função de cobrar as dívidas das vítimas.
“Esperamos chegar até ele com os depoimentos ou através de mais ligações ao Disque-Denúncia (2253-1177), já que são anônimas”, disse Wellinton Vieira.

Dinheiro, cheques, cartões e joias

Na casa de Osmar, além das escrituras apreendidas, a polícia também recolheu 200 notas promissórias, cheques em nome de terceiros, aproximadamente R$ 4 mil, cartões do Bolsa-família e bancários, vários cordões e anéis de formatura de ouro, além de livros de contabilidade, com os nomes e as dívidas das vítimas.

A polícia também prendeu uma picape Hilux. “Precisamos agora de mais depoimentos de vítimas, para montarmos como funcionava o esquema e chegar aos assassinos de Baiano”, disse o delegado.

Formato: PDF
Tamanho: 20.83 MB

Jornal O Estado de SP em PDF, Quarta, 30 de Novembro de 2011

Políticos e empresas se unem para impor projeto da Copa

Petrobras produz abaixo da meta

Por falta de equipamentos, estatal não deve alcançar nem o piso do estimado para o ano, após não atingir seu objetivo de produção em 2010

A Petrobras não deverá atingir pelo segundo ano seguido a meta de produzir 2,1 milhões de barris de petróleo por dia em território nacional. Após fracassar em 2010 e postergar o objetivo para este ano, a estatal enfrenta dificuldades com a demora na entrega de equipamentos e por isso deixará de produzir neste ano volume equivalente a pelo menos 2,5% da oferta nacional de petróleo. A companhia, apesar de ter investido mais de R$ 50 bilhões entre janeiro e setembro, apresenta volume de produção praticamente estável em relação a 2010. Por isso, até mesmo o piso da meta, de 2,050 milhões de barris diários em média, não deverá ser alcançado, projeção que ganhou força após a divulgação dos dados de produção de outubro, na sexta-feira passada. Com a chegada de novas sondas, a Petrobras planeja acelerar o ritmo das atividades de exploração e produção e também eliminar o gargalo nos investimentos. (Págs. 1 e Economia B1)

Shell faz investimento

A petrolífera quer elevar a produção na Bacia de Campos com aporte estimado em US$ 2,5 bilhões. (Págs. 1 e Economia B4)

Óleo recolhido do mar no RJ vaza no esgoto

A Polícia Federal abriu inquérito para investigar mais um crime ambiental relacionado com o vazamento no Campo de Frade, no Rio, explorado pela Chevron. Depositada no galpão da empresa Contecom, parte do óleo recolhido do mar escoou por ralos para valas de esgoto que deságuam na Baía de Guanabara. (Págs. 1 e Vida A15)

Lobby elevou valor de obra para a Copa

Documentos mostram que empresa interessada no projeto de transporte público de Cuiabá para a Copa foi paga pelo presidente da Assembleia de Mato Grosso, José Riva, para fazer estudo a favor de modelo mais caro. Parecer contrário a esse modelo foi adulterado no Ministério das Cidades para aprová-lo. (Págs. 1 e Nacional A4)

Agora é cartola

Ronaldo integrará o comitê organizador da Copa de 2014. (Págs. 1 e Esportes)

Cota para creche

A Prefeitura de São Paulo planeja, em 2012, dar prioridade a crianças em situação de maior vulnerabilidade social nas matrículas em creches. O déficit de vagas chega a 174 mil. "Espero que com essa mudança me chamem logo", diz Priscila Santos, mãe de Isabelly, de 1 ano e três meses. Para o defensor público Luiz Rascovski, a medida pode ser considerada ilegal. (Págs. 1 e Cidades C1 e C3)

American Airlines pede concordata

Com dívida de US$ 29,6 bilhões, a controladora da American Airlines e da American Eagle anunciou ontem sua moratória. Por enquanto, os voos serão mantidos. (Págs. 1 e Economia B14)

Embaixada britânica é tomada no Irã

Invasores eram estudantes ligados à linha dura do regime; TV estatal transmitiu ação

Centenas de estudantes ligados à linha dura do regime iraniano invadiram e depredaram ontem a embaixada da Grã-Bretanha em Teerã. O ataque ocorreu um dia após o Parlamento ter aprovado a expulsão do embaixador, numa retaliação à decisão da Grã-Bretanha de impor sanções contra o programa nuclear iraniano. A TV estatal do Irã transmitiu ao vivo o ataque. (Págs. 1 e Internacional A10)

David Cameron
Primeiro-ministro britânico

"(O ataque foi) revoltante e indefensável. O Irã enfrentará sérias consequências”

Rolf Kuntz

A Fiesp e o dragão dos juros

Os líderes da Fiesp e de outras organizações privadas poderiam contribuir para a redução dos juros se criassem um bom debate sobre o orçamento. (Págs. 1 e Economia B5)

Frank Bruni

O erro retórico de Berlusconi

Na versão de Berlusconi, a história da Itália sob seu governo é a de um país que evitou o comunismo, embora isso nada tenha a ver com a crise. (Págs. 1 e Visão Global, A13)

Notas & Informações

O exemplar Carlos Lupi

Outros lupis virão, se o modelo de feudalismo partidário que domina o governo não mudar. (Págs. 1 e A3)

Formato: PDF
Tamanho: 31.87 MB

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Imagens engraçadas/curiosas - 29/11/2011

Clique na imagem abaixo para ver todas as fotos
Via Knuttz/Ueba

Simulado de evacuação do Tecarmo acontece no próximo sábado

O evento acontecerá a partir das 15h do próximo sábado, dia 3, com a simulação de vazamento de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) de uma das esferas.

JornaldaCidade.Net

Aracaju (29 nov) - A Coordenadoria Especial da Defesa Civil de Sergipe (Codec) reuniu nesta terça-feira, 29, todos os órgãos envolvidos para os últimos ajustes do Simulado do Plano de Evacuação da Comunidade (PEC) do Pólo Atalaia, antigo Tecarmo, onde funciona a unidade da Petrobras. O evento acontecerá a partir das 15h do próximo sábado, dia 3, com a simulação de vazamento de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) de uma das esferas, com possibilidade de explosão.

De acordo com o plano, o Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (CIOSP), é o primeiro a ser acionado em caso de alterações no funcionamento das esferas do Pólo Atalaia. A partir daí, uma série de comandos acontecem envolvendo a Petrobras, a Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Samu, Prefeitura de Aracaju e seus órgãos como a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), etc.

"Essa atividade é complexa, mas essencial para garantir a vida das pessoas que convivem no entorno do Pólo Atalaia. A prevenção aos riscos é fundamental e esse simulado tem a tarefa de preparar todos os atores para uma situação real, além da própria comunidade, que está envolvida neste processo desde o início", explicou o coordenador geral da Defesa Civil em Sergipe, major Erivaldo Mendes.

A estruturação do plano inclui o bloqueio de áreas, a organização de pontos de encontro da comunidade e a formação de uma sala de situação, que funcionará na Companhia de Polícia de Radiopatrulha (CPRP) da avenida Melício Machado, onde ficará pelo menos um representante de cada instituição envolvida para tomar decisões em relação à ocorrência e orientar as equipes da ponta, além de atualizar as informações oficiais.

A ocorrência

Com o suposto vazamento de gás, um sinal sonoro de emergência com toques curtos e intermitentes será emitido. A evacuação acontecerá a partir do sinal longo contínuo, quando as famílias deixarão suas casas. O Colégio Estadual Santos Dumont, localizado na pista de acesso ao aeroporto, será o ponto de abrigamento e de montagem da sala de emergência do Samu. A Secretaria Municipal de Assistência Social de Aracaju (Semasc) fará o atendimento social à comunidade, com o apoio das assistentes sociais da Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social (Seides).

Alunos de enfermagem da Universidade Tiradentes (Unit) agirão como se fossem vítimas reais. Ao todo, 10 vítimas serão simuladas: três dentro do Pólo Atalaia e sete em áreas externas: uma grávida no Condomínio Sun Ville, um enfartado no Jardim Costa do Sol, uma criança pisoteada no Condomínio Parque Marine, duas vítimas de colisão entre moto e carro na saída do Hiper GBarbosa, uma pessoa com Distúrbio Neuro Vegetativo na Atalaia e um epilético no Loteamento Atalaia Sul.

O acesso às áreas do evento será restrito e as rodovias dos Náugrafos e Melício Machado estarão interditadas no sábado, dia 3, das 15h às 18h. De acordo com o major Linhares, diretor adjunto do Ciosp, após a confirmação da ocorrência as viaturas mais próximas serão encaminhadas ao local para efetuar os bloqueios das vias.

"Pelo GPS a gente tem condição de saber onde está cada viatura e, a partir daí, encaminhá-la aos pontos de bloqueio até que os veículos da SMMT e CPRV cheguem ao local. Com o mapa digitalizado nas telas dos nossos atendentes também teremos condições de orientar a comunidade que ligar para o Ciosp sobre como proceder", explicou Linhares.

Orientações à comunidade

Já a partir do primeiro sinal todos deverão desligar objetos que produzam foto ou faísca como isqueiros, fogões e a energia elétrica de suas casas e lojas. A evacuação deverá ser feita sempre a pé para evitar acidentes e colisões, além do risco de explosão.

Há pessoas da própria comunidade, integrantes dos Núcleos Comunitários de Defesa Civil (Nudec's) para orientar a saída. Os pontos de encontro estabelecidos são as rótulas das avenidas Silvério Leite Fontes e Santa Tereza D'Ávila, Colégio Santos Dumont e Pista de Patinação na orla de Atalaia. Nestes locais as pessoas passarão por uma triagem e, caso necessário, removidas a outras áreas.

"Realizamos uma série de reuniões preparatórias com todos os envolvidos e a comunidade para garantir que o simulado funcione bem. De qualquer forma, estamos fazendo isso para aperfeiçoar nossas estratégias de segurança, descobrir e corrigir fragilidades, e evitar acidentes em caso de uma ocorrência real", afirmou Djalma Souza, gerente de Segurança Industrial do Pólo Atalaia.

O PEC

Esta é a terceira edição do Plano de Evacuação da Comunidade do Pólo Atalaia. As duas primeiras aconteceram nos anos de 2005 e 2008. A Núcleo Gestor do PEC é integrado por três representantes da Petrobras, três do Governo do Estado (Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e Samu), e três da própria comunidade do entorno do Pólo Atalaia.

Imprensa

No caso de uma ocorrência real, todos os acessos são bloqueados a quaisquer pessoas que não estejam em atividade profissional, mas no caso do simulado adesivos de trânsito livre serão distribuídos pela assessoria de imprensa no CPRP da Melício Machado, onde estará à disposição uma sala de imprensa com informações atualizadas periodicamente.

Detalhes serão fornecidos no site da Defesa Civil www.defesacivil.se.gov.br e também pelo twitter @InclusaoSE. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones da Defesa Civil 3179-3768 e 8822-1374, ou da Ascom da Seides, pelo número 3179-3723.

Jornal O Dia em PDF, Terça, 29 de Novembro de 2011

Passageiros de catamarã esperam uma hora por socorro
Embarcação com 907 usuários não freou e bateu em píer, deixando pelo menos 65 feridos
Rio - Desespero, dor e indignação: passageiros do catamarã Gávea I, que se chocou contra um píer na Praça 15 no início da tarde desta segunda-feira, viveram momentos de terror. O impacto da batida foi tão forte que soltou cadeiras, derrubou televisões, danificou pilastras da embarcação e jogou passageiros a distâncias de até 2 metros. Os usuários — dos 907 pelo menos 65 sofreram ferimentos — ficaram presos por quase uma hora no catamarã até começarem a ser resgatados. Passageiros, entre eles uma cirurgiã dentista e uma médica, improvisaram o primeiro atendimento aos feridos. “As pessoas estavam desesperadas. Uma senhora bateu com a cabeça e estava ensanguentada. Não tinha luva, mas tive que fazer alguma coisa. Só pensei em ajudar. Tive que rasgar a roupa dela para que respirasse. Um outro homem estava no chão com muita dor no peito e dificuldade para respirar”, conta a dentista Daniele Lima, 38.

Segundo os passageiros, a embarcação não reduziu a velocidade ao se aproximar da Praça 15. Em pânico, passageiros chegaram a achar que o catamarã afundaria, pois entrou água, e até que havia um atirador lá. “Uma mulher gritava desesperada ‘Abaixa o ferro! Abaixa o ferro!’. Logo depois, houve a primeira batida e caí no chão. Depois, teve uma segunda batida mais forte e todo mundo caiu”, disse o comerciário Rafael Siqueira, 20. Quem estava na frente da barca correu para o fundo, e todos gritavam que a embarcação ia bater.

Formato: PDF
Tamanho: 22.03 MB

Extreme Sports Compilation

Natal se aproxima

Grand Theft Auto na vida real na Coréia do Sul

Korn – The Path Of Totality (Special Edition) (2011)

Faixas:
01. Chaos Lives In Everything (feat. Skrillex)
02. Kill Mercy Within (feat. Noisia)
03. My Wall (feat. Excision and Downlink)
04. Narcissistic Cannibal (feat. Skrillex and Kill The Noise)
05. Illuminati (feat. Excision and Downlink)
06. Burn The Obedient (feat. Noisia)
07. Sanctuary (feat. Downlink)
08. Let’s Go (feat. Noisia)
09. Get Up! (feat. Skrillex)
10. Way Too Far (feat. 12th Planet)
11. Bleeding Out (feat. Feed Me)
12. Fuels The Comedy (Bonus Track feat. Kill The Noise)
13. Tension (Bonus Track feat. Excision, Datsik and Downlink)

Todo mundo sorrindo...

LAUGHS! from Everynone on Vimeo.

Jornal O Estado de SP em PDF, Terça, 29 de Novembro de 2011

ONU acusa ditador sírio de crime contra humanidade

Investigação indica tortura e morte inclusive de crianças e amplia isolamento do regime de Assad

Uma investigação da ONU liderada pelo brasileiro Paulo Sérgio Pinheiro concluiu que o governo de Bashar Assad na Síria cometeu “crimes contra a humanidade" ao reprimir manifestantes desarmados, com tortura e assassinatos em estádios, escolas e hospitais. Em uma mobilização para isolar ainda mais Assad e minar a posição de China e Rússia, americanos e a União Europeia querem agora a condenação do regime e que Assad seja julgado pelos crimes revelados ontem. Segundo Pinheiro, não resta dúvida de que torturas, violações sexuais, mortes e desaparecimentos de milhares de pessoas inclusive de crianças, foram ordenados pelo alto escalão do governo sírio. Mais de 4 mil pessoas foram mortas desde o início do levante, em fevereiro. A investigação da ONU mostra ainda que é crescente a deserção de militares no país. (Págs. 1 e Internacional A13)

'Queremos embargo de armas'

Paulo Sérgio Pinheiro, líder da investigação sobre a Síria, disse ao Estado que o embargo reduz o risco de guerra civil. Ele se disse impressionado com a repressão. (Págs. 1 e Internacional A13)

Foto-legenda: Egípcios vão em massa às urnas

Egípcias votam na primeira eleição do país desde a queda do ditador Hosni Mubarak, há nove meses; embora a voto não fosse obrigatório, em muitos casos houve espera de horas para votar, relata o enviado especial Lourival Sant'Anna. A disputa por vagas na Assembleia Popular (câmara dos deputados), que nomeará os integrantes de uma constituinte, está polarizada entre muçulmanos e seculares. (Págs. 1 e Internacional A15)

Vale reduz investimentos e vê entraves em licenças

O plano de investimentos da Vale vai encolher cerca de 11% em 2012, para US$ 21,4 bilhões. O presidente da empresa, Murilo Ferreira, diz que a Vale enfrenta dificuldades em seus projetos por atrasos em licenças ambientais, falta de equipamentos e de mão de obra especializada. (Págs. 1 e Economia B1 e B3)

Controlar teve acesso a dados de motoristas

Um convênio entre o Detran e a Prefeitura de São Paulo permitiu à Controlar, que faz inspeção veicular, o acesso ilegal a dados sigilosos de milhões de motoristas. A acusação é do Ministério Público, que quer o fim do convênio. (Págs. 1 e Cidades C1)

Foto-legenda: Fim da trégua no Brás

Camelôs incendiaram ônibus e carros no Brás, em novo confronto com policiais. (Págs. 1 e Cidades C3)

Cresce número de jovens gays com aids (Págs. 1 e Vida A18)

Acidente com catamarã deixa 55 feridos no Rio (Págs. 1 e Cidades C5)

Reunião do clima tenta evitar falta de metas (Págs. 1 e Vida A20)

Dora Kramer

Em pedra dura

O PT anda um pouquinho, recua, disfarça e volta a um assunto que lhe é caro: o poder do Estado de estabelecer controle sobre a imprensa. (Págs. 1 e Nacional A6)

Notas & Informações

Cortes no investimento

O governo precisa aprender não apenas a economizar, mas também a gastar. (Págs. 1 e A3)

Formato: Rar | PDF
Tamanho: 37.30 MB

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Mundo Estranho | Novembro 2011 – Edição 118

Jornal O Dia em PDF, Segunda, 28 de Novembro de 2011

Com gol nos acréscimos, Vasco vence Flu e mantém sonho do título: Rio - Foi sofrido, suado, chorado, mas, graças ao gol salvador de Bernardo, aos 45 minutos do segundo tempo de um duelo eletrizante, o Vasco não só venceu o Fluminense, por 2 a 1, neste domingo, no Engenhão, como impediu o título antecipado do Corinthians (que bateu o Figueirense) e manteve vivo o sonho de conquistar o penta do Brasileiro. Para isso, terá que derrotar o Flamengo, domingo, também no Engenhão, e torcer para que o Timão perca para o Palmeiras, na última rodada - assim, somaria 71 pontos contra 70 do adversário. Já o Fluminense, que não vence um clássico regional há mais de um ano, terá que secar os rubro-negros e, ao menos, empatar com o Botafogo para garantir vaga direta na fase de grupos da Libertadores de 2012, uma espécie de prêmio de consolação para o fato de a equipe - líder do returno e com o melhor ataque do Brasileirão (59 gols) - ter perdido, ontem, a chance de conquistar seu quarto título nacional.

Mesmo em um jogo no qual o empate seria um resultado ruim para as duas equipes, o placar de 0 a 0 no primeiro tempo, ao menos, fez justiça ao equilíbrio dentro de campo. Fluminense e Vasco protagonizaram um jogo franco, buscando incessantemente o ataque. Por justiça, o placar ideal nos primeiros 45 minutos seria o 1 a 1. Afinal, em dois bonitos lances, Fred acertou a trave, aos 24, e Elton, o travessão, aos 31. No mais, muita correria, transpiração e alguma inspiração. Os vascaínos ainda reclamaram, com razão, do gol mal anulado de Diego Souza, a 1 minuto, em impedimento inexistente. Se o primeiro tempo foi emocionante, os gols, enfim, saíram no segundo, quando o nervosismo também ficou mais evidente, com direito a faltas violentas e cartões amarelos em profusão. Motivo?
Provavelmente, o gol de Liedson para o Corinthians, em Florianópolis, quando o placar, no Engenhão, ainda estava 0 a 0.

Ao saber disso, o Vasco partiu para o ataque e, aos 31 minutos, Alecsandro, que entrara no lugar de Felipe, abriu o placar, cabeceando entre as pernas de Diego Cavalieri.

O Fluminense não se desesperou e, aos 38, Fred marcou seu oitavo gol nos últimos três jogos: após lançamento de Mariano, se livrou de Renato Silva, dominou a bola no peito e, de voleio, decretou o 1 a 1. Já aos 45, Bernardo finalizou duas vezes para vencer Diego Cavalieri e garantir a heroica vitória do Vasco, para tristeza de tricolores e, principalmente, corintianos.

Formato: PDF
Tamanho: 20 MB

Jornal O Estado de SP em PDF, Segunda, 28 de Novembro de 2011

Liga Árabe aprova pacote de sanções contra a Síria

Medida inédita, com restrições diplomáticas e econômicas, pretende evitar intervenção ocidental

A Liga Árabe resolveu ontem impor imediatamente sanções comerciais, financeiras e diplomáticas ao regime sírio por causa da repressão que já matou 3.500 manifestantes favoráveis à democracia. Com a ação, apoiada por 19 dos 22 países membros, o organismo, com sede no Cairo, alega que pretende evitar uma intervenção ocidental na Síria.

As punições incluem o congelamento dos ativos do governo sírio, a suspensão da compra de papeis do Banco Central e de investimentos na Síria e o banimento de viagens por autoridades do regime. Em contrapartida, os países árabes prometeram ajudar a população afetada pelos problemas econômicos, incluindo os refugiados iraquianos. As sanções podem ser suspensas se a Síria cumprir acordo firmado no dia 2 com a organização, que previa a retirada das tropas dos centros urbanos. (Págs. 1 e Internacional A10)

Tensão no Egito

A junta militar que governa o Egito disse que as Forças Armadas vão garantir a tranquilidade na primeira etapa das eleições parlamentares, hoje e amanhã. (Págs. 1 e Internacional A13)
Sem controle, custo de obras da Copa já subiu R$ 2 bilhões

A fraude que abriu caminho para a aprovação do projeto de Veículo Leve sobre Trilhos em Cuiabá, R$ 700 milhões mais caro que o original, é só um exemplo de como o custo das obras da Copa do Mundo fugiu do controle público. Também houve aumento de preço nas obras de mobilidade urbana em Belo Horizonte, Manaus, Porto Alegre, Recife e Rio de Janeiro. (Págs. 1 e Nacional A4)
Com a crise, avançam os bancos nacionais de investimento

Com a crise na Europa e nos Estados Unidos, bancos de investimentos nacionais ganham espaço no mercado financeiro interno, antes dominado por estrangeiros. (Págs. 1 e Negócios)
Ganho no CDB ocultaria fraude no Panamericano

O Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) identificou cliente do Banco Panamericano que obteve um rendimento de 697% em CDBs. (Págs. 1 e Economia B9)
Ternium acerta compra de parte da Usiminas (Págs. 1 e Economia B5)

Fuvest tem abstenção de 10%, recorde na 1ª fase (Págs. 1 e Vida A18)

Conferência sobre clima começa hoje temendo fracasso

A 17ª Conferência das Partes, em Durban, na África do Sul, vai discutir o futuro dos acordos sobre emissões de poluentes, mas a crise econômica pode afetar as decisões. (Págs.1 e Vida A18)

Paulo Sotero

Novo acordo com o Irã?

Para ex-conselheira de Hillary Clinton, o Ocidente deveria pedir à Turquia e ao Brasil que se envolvam na busca de acordo nuclear com o Irã. (Págs. 1 e Opinião A2)
Carlos Alberto de Franco

A saúde dos jornais

O jornalismo brasileiro tem desempenhado um papel relevante. Ao lancetar os tumores da corrupção, cumpre um dever ético intransferível. (Págs. 1 e Opinião A2)

Joseph E. Stiglitz

A globalização do protesto

Em toda parte há um sentimento de que o sistema fracassou e a convicção de que o processo eleitoral não consertará as coisas sem pressão. (Págs. 1 e Internacional A12)
Notas & Informações

Ninguém sabe, ninguém viu

A compra do Panamericano é tão surreal que só falta dizer que é questão de boa-fé da Caixa. (Págs. 1 e A3)

Formato: Rar | PDF
Tamanho: 43.85 MB

Galileu | Dezembro de 2011 - Edição 245