sábado, 10 de dezembro de 2011

Veja - Edição 2246 (2011-12-07)

Jornal O Dia em PDF, Sabado, 10 de Dezembro de 2011

Ana Carolina planeja ter um filho em 2012, mas ainda não sabe como
Rio - Ana Carolina parece ter tudo o que quer. Mora numa casa dos sonhos, com vista para a Lagoa e o Cristo, tem muitos discos de ouro pendurados na parede (reflexo de uma década de sucesso), livros, instrumentos musicais e telas que ela mesma pinta — que resultaram no novíssimo disco ‘Ensaio de Cores’. Fica até difícil pensar na falta de alguma coisa quando há tanta abundância em volta. Mas, apesar disso, ela vive hoje o grande dilema de sua vida: ser ou não ser mãe?
“Vou ter um filho agora? Vou fazer inseminação artificial? Procurar uma barriga de aluguel, uma pessoa vai gerar para mim? Sou diabética e dizem que a criança pode nascer com hipoglicemia, ir para a incubadora”, diz Ana, que se declarou bissexual em 2005 e está solteira. “Eu paro três horas do meu dia para pensar sobre ser mãe. Conversei com o meu médico. Tenho 37 anos. Daqui a pouco, vou ter que tomar uma decisão. Sofro com isso. Esse é o dilema de 2012”, revela.

Sem ninguém no momento — “não estou namorando, não, mas também não estou solta na pista” —, Ana diz que não descartaria a possibilidade de ter uma relação com um(a) fã. “Por que não? É uma loucura o assédio. É homem, mulher, tem de todos os tipos. Se não for uma pessoa fanática, acho que não tem o menor problema”, avalia.

Ana acredita que muita gente se aproxima dela por se identificar com suas músicas. “Tenho amigas que, em um primeiro momento, tiveram admiração pelo meu trabalho. Pode ser um caminho”, explica ela, que também é vítima de julgamentos pré-concebidos. “O mais difícil de ser uma pessoa conhecida é lidar com isso. Tem gente que acha que eu sou super ‘Y’ e, na verdade, eu sou super ‘X’. Às vezes, pensam que sou antipática, mas depois descobrem que sou legal. Isso que atrapalha o começo de uma relação”, argumenta a cantora.

Apesar de não se aprisionar numa bolha por causa dessas questões, Ana Carolina muitas vezes prefere ficar no aconchego de sua casa do que gastar a figura por aí. “Eu queria sair mais, ir a uma disco e ficar numa boa. Mas tem sempre alguém que aponta, que faz comentários sobre a minha roupa, o que estou bebendo. É uma vigília que não é de fã. Dá uma preguiça”, entrega ela, que adora ir à Lapa. “Vou ao Semente e ao Democráticos. É muito bom, melhor do que sair na Zona Sul”, diz.
‘NÃO TENHO INTERESSE EM ME FECHAR NUM ESTILO’
Operária da música, Ana Carolina, que costuma emendar um trabalho no outro, parece que não vai ter sossego em 2012. Ela acaba de lançar o vídeo da música ‘Problemas’, trilha da novela ‘Fina Estampa’, que está no CD ‘Ensaio de Cores’, gravado a partir do show de mesmo nome. “Queria descansar em janeiro e fevereiro. Mas um disco como esse dificilmente vai me dar sossego. Ele é muito especial para mim. Sou eu e quatro meninas no palco. Realizei a vontade de ter uma banda”, revela ela, que mostra um casal lésbico no vídeo.

Fã das experimentações, Ana Carolina confessa que, no fundo, é uma pessoa bem inquieta. “É fácil viver à sombra do sucesso. Eu poderia deitar em cima dos louros. Mas, por ter já uma estabilidade, aproveito para ousar, tentar algo de diferente”, diz ela, que não descarta mergulhar na música eletrônica, como fez Gal Costa no disco ‘Recanto’. “Eu só tenho medo de dizer que sim ou que não porque eu mudo muito. Não tenho interesse em me fechar num estilo. Se tiver a ver com a minha linguagem e eu encontrar uma forma de me expressar, eu faço. Posso lançar um CD com valsas. Só não vou colocar uma burca e começar a cantar em árabe”, diverte-se ela.

Pela primeira vez, a cantora teve coragem de expor as telas que vem pintando. “Fiz várias e estava apegada. Então, me ocorreu a ideia de ajudar a associação de diabéticos, eu também já estava com a ideia de um show na cabeça. Aí botei ‘Azul’, do Djavan, ‘Rai das Cores’, do Caetano, músicas que têm a ver com esse conceito”, conta ela, que coloca à venda, nos foyers das casas onde se apresenta, as telas projetadas no show. “Isso é fiel à minha infidelidade. Há um ano, você diria que eu lançaria um disco fazendo exposição?”.

Formato: PDF
Tamanho: 26.38 MB

Jornal O Globo 10/12/2011

Top 111 fotos de esporte de 2011

Jornal O Estado de SP em PDF, Sabado, 10 de Dezembro de 2011

UE faz pacto fiscal para salvar euro e isola Grã-Bretanha

Ditado por Berlim, acordo prevê punição a países que não controlarem contas; Londres se opõe e fica fora

A União Europeia decidiu aprofundar sua integração para tentar salvar sua moeda, o euro. O acordo, como queria a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, prevê punições a quem não colocar suas contas em dia; controle sobre os orçamentos; fortalecimento do FMI para resgatar países da UE; e um novo mecanismo de € 500 bilhões para frear o contágio da crise. Mas a Grã-Bretanha foi excluída. O premiê David Cameron apostou que sua ameaça de vetar a “refundação” da UE nos termos ditados por Merkel e pelo presidente da França, Nicolas Sarkozy, os fará recuar. Mas ambos abandonaram a ideia de fazer um novo tratado e optaram por um acordo intergovernamental, o que isolou Cameron. (Págs. 1 e Economia, B1, B4, B6 e B8)

Análise: Lawrence Summers

FMI deve salvar Europa

O Fundo age também em países cujo sucesso é de importância sistêmica para a economia global. (Págs. 1 e Economia, B6)

Foto-legenda: Articulação

Sarkozy e Merkel na reunião de cúpula da UE em Bruxelas. (Pág. 1)
Foto-legenda: Tragédia na Índia

Mulher é resgatada após incêndio que destruiu hospital de luxo em Calcutá, matando ao menos 94 pessoas; testemunhas dizem que os plantonistas fugiram, deixando os pacientes presos nas alas. (Págs. 1 e Internacional, A18)

Dilma pede a Pimentel que faça como ela e resista

Depois de demitir sete ministros, a presidente Dilma Rousseff está disposta a manter Fernando Pimentel (Desenvolvimento), alvo de suspeita de tráfico de influência. Dilma ordenou que ele “resista”, usando exemplo de ataques que recebeu quando ministra. Em carta divulgada em seu site, Pimentel disse ser vítima de “jogo político pesado”. Depois, recuou. (Págs. 1 e Nacional, A4 e A8)

Fernando Pimentel
Ministro do Desenvolvimento

“O jogo político se vale do bom jornalismo para tentar manchar biografias limpas”.
Documentos da Conferência do Clima frustram negociadores

Os dois principais documentos da Conferência do Clima da ONU apresentados em Durban, na África do Sul, foram criticados por sua baixa ambição por ministros que negociam um acordo climático, informa a enviada especial Afra Balazina. Os documentos tratam da criação da segunda fase do Protocolo de Kyoto e de ações de longo prazo contra mudanças climáticas. (Págs. 1 e Vida, A22)
Inspeção veicular cai para R$ 44,36 em janeiro (Págs. 1 e Cidades, C1)

Compra coletiva: metade dos sites está inativa (Págs. 1 e Economia, B22)

Notas & Informações

Trégua na crise europeia

O resultado da reunião de cúpula da União Europeia foi muito melhor do que se previa. (Págs. 1 e A3)

Formato: Rar | PDF
Tamanho: 55.75 MB

Jornal O Globo 10/12/2011


http://www.fileserve.com/file/Nv4gMZK

2011: O ano em fotos (1-3)

Sensação de voar mais rápida do mundo

Ganhe prêmios sem sorteio!!!


E se você é como eu, que gosta de ganhar prêmios pela internet precisa conhecer o Instituto QualiBest.

No Instituto QualiBest você participa de pesquisas sobre produtos e serviços brasileiros, vai juntando pontos e troca por prêmios.

Ao se cadastrar no Instituto QualiBest você ganha 40 pontos. Em cada pesquisa, que leva no máximo 10 minutos, você ganha de 40 a 100 pontos. E todo dia tem pesquisa nova. Quando juntar no mínimo 250 pontos, você já pode trocar por prêmios bem legais ou por vale compras do Submarino.

Você também pode participar de grupos de discussão online que valem de 400 a 4000 pontos!

Clique AQUI e cadastre-se AGORA mesmo, pois o número de participantes é limitado!

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Imagens engraçadas/curiosas - 09/12/2011

Clique na imagem abaixo para ver todas as fotos
Via Knuttz/Ueba

Jornal O Dia em PDF, Sexta, 09 de Dezembro de 2011

Viúva da Mega-Sena já tem novo namorado
Ex-cabeleireira começou relacionamento com professor de Educação Física há seis meses, enquanto respondia por crime
Rio - Aos interessados de plantão, um aviso: o coração da viúva da Mega-Sena, Adriana Almeida, já tem dono. O namorado novo se chama André Castilho, que é professor de Educação Física e mora em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos. O relacionamento começou há cerca de seis meses, quando Adriana ainda era acusada da morte do milionário Renné Senna. Na última semana, enquanto a viúva esteve sentada no banco dos réus, André manteve-se inabalável na torcida pela absolvição da namorada.

“Ele não perdeu um júri”, comentou André, confiante, ao se referir ao advogado de Adriana, Jackson Rodrigues, minutos antes do início dos debates, no Fórum de Rio Bonito, onde o destino de Adriana estava sendo definido.

Nos cinco dias de julgamento, André ficou atento a cada depoimento, sempre com um semblante sério e olhar desconfiado. Com cabeça raspada, camisas apertadas e parte do corpo tatuado, foi apelidado pelo público no julgamento de ‘Vin Diesel’, numa alusão ao ator e produtor norte-americano que estrela o sucesso de Hollywood ‘Velozes e Furiosos’. “Quem é esse? Ele fica o tempo todo do lado dos parentes de Adriana. Nunca o vi por aqui”, comentou mulher que assistia à audiência.

André não quis dar entrevistas. Adriana também não comentou o novo romance. Após o crime, antes do professor de Educação Física, a viúva namorou um homem que conheceu enquanto esteve presa no Complexo de Gericinó, em Bangu, Zona Oeste do Rio.

Adriana foi absolvida da acusação de ter mandado matar o milionário Renné Senna, com quem viveu durante um ano. Quando os dois se conheceram, ele não tinha as pernas e era dono de uma fortuna de R$ 52 milhões, que ganhou na Mega-Sena. Adriana e a filha de Renné disputam a herança. O Ministério Público, no entanto, recorreu da absolvição e pediu a anulação da sentença.

Aguardada em culto evangélico nesta quinta-feira, em Arraial, Adriana não apareceu.

Formato: PDF
Tamanho: 24.85 MB


Jornal O Globo 09/12/2011

Placar – Dezembro de 2011 – Edição 1361

O melhor da web | 2011

Superinteressante | Setembro 2011 Edição 295

Jornal O Estado de SP em PDF, Sexta, 09 de Dezembro de 2011

Brasil e EUA aceitam acordo do clima

Pacote negociado em Durban prevê que todos os grandes emissores de gases-estufa tenham metas obrigatórias de corte

Após um aceno positivo dos EUA e do Brasil, os quase 200 países reunidos na 17ª Conferência do Clima em Durban (África do Sul) estão bem perto de fechar um "pacote climático", informa a enviada especial Afra Balazina. Ele incluirá um segundo período para o Protocolo de Kyoto - que funcionará de 2013 a 2020 - e também um roteiro para um futuro acordo global contra as mudanças climáticas, em que todos os grandes emissores de CO2, do mundo, incluindo o Brasil, terão metas obrigatórias para cortar as emissões de gases-estufa. (Págs. 1 e Vida A21 e A22)

Análise
Fernando Gabeira

Horizonte sombrio (Págs. 1 e A2)
Suspeito de superfaturar obra é doador de Pimentel

A Camargo Corrêa, principal financiadora da campanha eleitoral do ministro Fernando Pimentel (Desenvolvimento) em 2010, é suspeita de superfaturar contrato com prefeitura de Belo Horizonte na gestão do petista. Segundo a denúncia, que partiu de ex-vereador tucano, a prefeitura pagou mais de R$ 200 mil por apartamento em conjunto habitacional feito pela empreiteira - o valor correto seria R$ 25 mil. A empresa nega irregularidade (Págs. 1 e Nacional A4)

Maria da Ajuda

Moradora de conjunto em BH

"Dizem que o apartamento pode valer uns R$ 80 mil. Só não vale R$ 200 mil de jeito nenhum. Não tem lógica" (Pág. 1)
Líderes se desentendem no início da cúpula da UE

No início da cúpula europeia para salvar o euro, Alemanha, França e Reino Unido se desentenderam sobre como refundar a União Europeia. A Alemanha insistiu em seu modelo, que prevê controle rígido de déficit na zona do euro. Mas o premiê britânico, David Cameron, deixou claro a seus colegas, Nicolas Sarkosy (França) e Angela Merkel (Alemanha) que vetará "um acordo ruim" - isto é, que não englobe todos os membros da UE. (Págs. 1 e Economia B1, B4 e B6)

Análise
Timothy Garton Ash

Crise assustadora e monótona

A Europa não será salva hoje em Bruxelas. Nã melhor das hipóteses, vai sobreviver para enfrentar outro trauma. Trata-se de uma corrida de obstáculos em terreno acidentado: um novo salto sobre poças d'água nos aguarda após cada falso horizonte. (Págs. 1 e Economia B6)
Inflação sobe e ameaça meta

Com a alta de 0,52% em novembro, o IPCA só não vai estourar o teto da meta estabelecida pelo governo em 2011 - de 6,5% - se o resultado de dezembro for inferior a 0,50%. (Págs. 1 e Economia B8)
Lula sugeriu a Dilma mudança no PAC (Págs. 1 e Nacional A8)

Rejeitada mudança em idade escolar mínima (Págs. 1 e Vida A23)

Divisão do Pará tirará verba de vizinhos pobres (Págs. 1 e Nacional A10)

Notas & Informações

A CPMF não voltará

O Senado eliminou a possibilidade da criação de imposto para, alegadamente, financiar a saúde. (Págs. 1 e A3)

Formato: Rar | PDF
Tamanho: 26.19 MB

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Jornal O Dia em PDF, Quinta, 08 de Dezembro de 2011

Benefício alto só para quem trabalhar mais
Especialista aponta como trabalhador pode se aposentar pelo teto salarial previsto no INSS. Mesmo quem paga pouco consegue chegar lá, desde que adie a inatividade
Rio - Trabalhadores da iniciativa privada que querem ter um pouco mais de conforto ao se aposentar terão que se manter por mais anos na ativa. Para garantir a tão sonhada aposentadoria máxima do INSS, R$ 3.691,74, a saída é saber conciliar bem o tempo de contribuição com a idade de pedir o benefício.

Para os especialistas em Previdência, a regra é manter o fator previdenciário maior que o índice 1. Em outras palavras, é necessário ter, pelo menos, 60 anos de idade e 40 de contribuição ao INSS. “Um segurado com 51 anos de idade e 35 de contribuição, por exemplo, teria um fator de 0,818 e se aposentaria com R$ 2.141. Para receber o teto, seriam necessários mais nove anos de contribuição. Logo, ele só poderia parar de trabalhar aos 60”, explica o atuário Newton Conde.

REGRAS DO INSS

Diretor financeiro da Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionistas, Luiz Adalberto da Silva salienta que nem sempre quem contribui pelo teto receberá sobre ele quando se aposentar. “Hoje, o INSS faz uma previsão dos 180 maiores salários de julho de 1994 para cá e aplica 80%. Aquele que contribuiu sempre com o teto pensa que vai se aposentar com o teto, mas não. A lei é de 80%. Para chegar a 100%, ele terá que contribuir mais que a idade prevista”, explica.

A regra também vale para quem contribui sobre um salário mais baixo. De acordo com o atuário Newton Conde, se conjugar longo tempo de trabalho com idade avançada, o trabalhador pode atingir o índice de fator previdenciário correto, que o levará a ganhar o teto previdenciário.

“Se o segurado atingiu 80 anos de idade e 56 de contribuição, tendo uma média salarial de R$ 1 mil, ele consegue se aposentar pelo teto”, calcula o especialista.

FGTS: maiores de 60 podem ter até R$ 100

Trabalhadores com mais de 60 anos de idade poderão assinar o termo de adesão, a qualquer momento, para fazer jus ao crédito de complemento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) relativo aos planos econômicos Verão e Collor 1. A redução da idade do titular, de 70 anos para 60 anos, foi aprovada, ontem, pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado de forma terminativa, ou seja, sem precisar ir a Plenário.

Para sacar a quantia, que não deve ultrapassar os R$ 100, o trabalhador deverá ir até uma agência da Caixa Econômica Federal. A instituição financeira informou que espera ser informada, oficialmente, para se adaptar ao novo modelo de saque.

Formato: PDF
Tamanho: 23.95 MB


Jornal O Globo 08/12/2011

Jornal O Estado de SP em PDF, Quinta, 08 de Dezembro de 2011

Senado rejeita criação de outro imposto da saúde

Texto aprovado define percntuais e critérios para gastos municipal, estadual da União e segue agora para sanção

O Senado aprovou projeto de lei que regulamenta os gastos obrigatórios de União, Estados e municípios com o sistema público de saúde. Foi derrubado o artigo que possibilitaria futura criação de um novo imposto para área, a CSS (Contribuição Social à Saúde).

Os senadores rejeitaram a regra que obrigava o governo a destinar 10% das receitas da União para área. Ficou valendo a norma atual - orçamento do ano anterior mais a variação do PIB. (Págs. 1 e Poder A4)
Câmara fará 'pacotão de Natal' para os funcionários

A Cãmara dos Deputados prepara um "pacotão de Natal" que custará R$386 milhões por ano e inclui reajuste de salários dos funcionários e novos cargos.

O presidente da Casa disse que a legislação vincula reajustes dos servidores aos dos deputados, que tiveram aumento de 61,8% em 2010. (Págs. 1 e Poder A6)
Pivô de crise no Esporte é preso com R$159 mil

O PM João Dias Ferreira, que apontou suposto esquema de desvio no Esporte, foi pego com R$159 mil na sede do governo do DF, ocupado por Agnelo Queiroz (PT). Seu advogado diz que ele teria recebido o dinheiro para não revelar irregularidades no ministério. (Págs. 1 e Poder A7)
Empresa dos EUA compra 3% da Gol por US$100 mi

A americana Delta pagou US$100 milhões por 3% da Gol, que teve prejuízo de R$516 milhões no terceiro trimestre. O acordo integra programas de milhagens.

O presidente da Delta disse que o investimento é estratégico, pois o "Brasil será o quarto maior mercado doméstico até 2014". (Págs. 1 e Mercado B1)
Divergências levam temor e pessismo à cúpula da UE

Começa hoje reunião da Cúpula Europeia para tentar salvar o euro. Apesar do discurso afinado da alemã Angela Merkel e do francês Nicolas Sarkozy, cresce o pessimismo diante de divergências com outros líderes e temor de que ela nada resolva.

O Reino Unido diz que vai se opor a medidas que afetem sua economia. (Págs. 1 e Mundo A14)
Filho de Gaddafi tinha plano para morar no México

O governo do México desmantelou, em setembro, esquema montado para transferir Saadi Gaddafi, filho do ditador líbio Muammar Gaddafi, e sua família do Níger para uma praia mexicana.

Já haviam sido comprados imóveis e documentos falsos para ele. Quatro pessoas foram presas. (Págs. 1 e Mundo A20)
Claudia Antunes: Flagrante atípico é rotina na aplicação da lei antidrogas

A mulher de Nem foi presa num salão de beleza, sem mandado judicial. O delegado justificou dizendo que ela se beneficiava de presentes pagos com dinheiro da droga, embora não haja lei que puna cônjuges por usufruto de riqueza ilegal. Flagrante atípico é rotina aplicação da lei anti-drogas. (Págs. 1 e Opinião A2)
Herança genética influencia sono, revela pesquisa. (Págs. 1 e Saúde C10)

Formato: PDF
Tamanho: 37.04 MB


Jornal O Globo 08/12/2011

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Imagens engraçadas/curiosas - 07/12/2011

Clique na imagem abaixo para ver todas as fotos
Via Knuttz/Ueba

Info Exame | Dezembro de 2011 – Edição 310

Timescapes

Dia mundial da AIDS - 2011

100 melhores fotos da temporada 2011 de F1

Sexy | Gracyanne Barbosa – Dezembro 2011 Completa

Jornal O Dia em PDF, Quarta, 07 de Dezembro de 2011

Mega-Sena: MP usa ligações da viúva para recorrer
Para promotora, telefonemas entre Adriana e um condenado pela morte de Renné são forte razão para o júri ser anulado
Rio - Entre os argumentos que serão usados pela promotora Priscila Nageali Vaz, do Ministério Público em Rio Bonito, contra a decisão do júri popular que absolveu Adriana Almeida da morte de Renné Senna, estão os telefonemas dados pela viúva para o ex-PM Anderson Sousa, condenado pelos disparos os tiros que mataram o milionário. “Não é um só fato que confirma que ela matou Renné, são vários. Entre eles, inúmeras ligações feitas para o celular do Anderson nas vésperas e no próprio dia do assassinato. Meia hora antes do crime, ela fala com o atirador por um orelhão e passa para ele a informação onde Renné poderia ser encontrado”, explica a promotora, que suspeita que o júri tenha ficado confuso com a tese da defesa e por isso absolveu Adriana. “As questões cíveis, como a briga pela herança que se travou após a morte, acabaram confundindo os jurados. Mas espero convencer o tribunal de que existem provas que incriminam Adriana”, avalia ela, que não pedirá novas investigações à polícia.

A rotina da ex-cabeleireira está voltando ao normal em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos. Ontem de manhã, Adriana deixou sua cobertura na Prainha e foi para a academia. Depois, marcou horário para fazer luzes no cabelo à noite, num salão de beleza do Centro. Porém, às 18h, desmarcou.

Na saída do edifício, ela afirmou: “Não vou dar entrevista. Vocês (jornalistas) só sabem falar mal de mim”.

A academia em que Adriana faz musculação, no Centro, é a mesma em que malhava após ser solta da prisão em 2008. Na época, a viúva pagava R$ 360 por mês ao personal trainer Genival Junior. “O objetivo dela era ficar ‘sequinha’, sempre dava prioridade aos exercícios de pernas e abdome. Ela tinha medo de engordar”.

Formato: PDF
Tamanho: 21.92 MB

Jornal O Globo 07/12/2011

Men´s Health | Dezembro 2011 – Ed. 68

Jornal O Estado de SP em PDF, Quarta, 07 de Dezembro de 2011

PIB estaciona e mercado prevê expansão inferior a 3% no ano

Contenção do crédito e crise externa afetam consumo e serviços; crescimento de 2012 também está ameaçado

O PIB brasileiro estacionou no terceiro trimestre, com crescimento zero em relação ao segundo. Em comparação com igual período de 2010, o crescimento foi de 2,1%, o pior resultado desde a queda de 1,5% no terceiro trimestre de 2009, em plena crise internacional. Como esperado, a indústria teve queda (0,9%), e a surpresa ficou por conta do recuo dos serviços (0,3%) e da desaceleração do consumo das famílias, que tem sido o suporte da economia brasileira. Com isso, para analistas, ficou bem difícil o PIB crescer 3% em 2011, porque o último trimestre deve repetir um desempenho fraco, abaixo de 0,5%. Alguns acham difícil chegar a 3% também em 2012. A alta dos juros e as medidas de contenção de crédito desde o final do ano passado aliaram-se ao impacto da crise internacional para provocar a parada da economia. “No momento, não há medidas que o governo pense em tomar, mas vamos seguir na f1exibilização do crédito", afirmou o ministro da Fazenda, Guido Mantega. (Págs. 1 e Economia B1 e B3 a B8)

Análises

Rolf Kuntz

O desafio é o longo prazo. (Págs. 1 e Economia B8)

Claudio Frischtak

Um novo cenário em 2012. (Págs. 1 e Economia B3)

Brasil apresenta o pior resultado entre os Brics

A economia do País (alta de 2,1% no terceiro trimestre ante igual período de 2010), ficou abaixo de China (9,1%); Índia (6,9%), Rússia (4,8%) e África do Sul (3,1%). O desempenho brasileiro foi igual ao da Europa em crise. (Págs. 1 e Economia B6)

Foto-legenda: R$ 327.000.000

Esse foi o custo da nova sede do Tribunal Superior Eleitoral, que será inaugurada dia 15, em Brasília: o TSE diz que a obra, de Niemeyer, é necessária por causa do aumento da demanda. (Págs. 1 e Nacional A8)

Parecer da Lei da Copa limita meia entrada e libera álcool

Parecer do deputado Vicente Cândido (PT-SP) sobre a Lei Geral da Copa libera a venda de álcool em estádios não só no evento da Fifa, mas também em torneios nacionais. O texto limita a uma cota social o direito a meia entrada para estudantes, idosos, índios e beneficiários de programas de transferência de renda, como queria a Fifa. A votação será na semana que vem. (Págs. 1 e Esportes E1)

Kassab paga R$ 40 mi por obra ainda por fazer (Págs. 1 e Cidades C1)

Senado aprova ministra do STF após seis horas (Págs. 1 e Nacional A8)

Hillary diz que eleição na Rússia não foi justa (Págs. 1 e Internacional A12)

Dora Kramer

Antídoto à mesmice

As prévias, vistas como um sinal negativo de desorganização partidária, poderiam significar uma saída para o latifúndio improdutivo da oposição. (Págs. 1 e Nacional A6)

Roberto DaMatta

Ética e poder = papéis e atores

Não precisamos de pais e mães, exigimos um governo de autoridades responsáveis, conscientes dos seus papéis e enredos. (Págs. 1 e Caderno 2, D10)

Notas & Informações

A produção entravada

É preciso fazer mais pela indústria de transformação, abalada pela concorrência internacional. (Págs. 1 e A3)

Formato: PDF
Tamanho: 31.84 MB

Jornal O Globo 07/12/2011

Pedigree para pequenos filhotes, receba em casa amostra grátis!

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Imagens engraçadas/curiosas - 06/12/2011

Clique na imagem abaixo para ver todas as fotos
Via Knuttz/Ueba

Amateur Photographer - 10 Dezembro 2011 UK PDF

Segundos de beleza

Filmes | o portifólio 2011 [Espetacular]

Festa na lama

Jornal O Estado de SP em PDF, Terça, 06 de Dezembro de 2011

Agência ameaça rebaixar zona do euro

S&P fala em rever notas de crédito inclusive de países AAA; com isso, Alemanha e França apressam acordo para refundar a UE

A agência de classificação de risco Standard & Poor's alertou que pode rebaixar as notas de todos os 17 países da zona do euro. Isso inclui o rating AAA de Alemanha, Holanda, Áustria, Finlândia, Luxemburgo e França. Na maioria dos casos, essa medida é prenúncio de rebaixamento que ocorre três meses depois. A ameaça obrigou Paris e Berlim a apressar a criação de um novo tratado europeu, para exigir maior disciplina orçamentária e punir quem acumular dívidas - o déficit máximo que um país poderá atingir é de 3% do PIB. Os alemães tiveram de aceitar modificações em sua proposta para garantir o apoio, mas o esboço da nova União Europeia terá a marca alemã. A meta é aprová-la até sexta-feira, quando os líderes do bloco se reúnem. Alemanha e França ameaçam manter a proposta mesmo sem apoio de todos os países. Nesse caso, seria implementado com um grupo menor de integrantes. (Págs. 1 e Economia B1 e B3)

No Brasil, juro em queda

Em meio a sinais de enfraquecimento da economia brasileira, pesquisa do Banco Central no mercado prevê queda da inflação e previsão de que a taxa básica de juros no final de 2012 caia para 9,75%. É a primeira vez desde setembro de 2009 que prevalece a expectativa de juro abaixo de 10%. (Págs. 1 e Economia B5)

Amazônia tem menor desmate desde 1988

Inpe aponta corte de 6.280 Km² em um ano

A taxa anual de desmatamento da Amazônia atingiu sua menor taxa desde o início do monitoramento sistemático na área, em 1988, com o abate de floresta equivalente a quatro vezes o tamanho da cidade de São Paulo. Os satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais registraram o corte de 6.280 quilômetros quadrados entre agosto de 2010 e julho deste ano. A taxa ainda passará por revisão. A margem de erro é de 10%. O Pará foi o Estado que mais desmatou no período, com 2.870 km² de florestas degradadas. Em Rondônia, a área destruída foi de 869 km², o dobro do período anterior. (Págs. 1 e Vida A14)

Izabella Teixeira
Ministra do Meio Ambiente

“É uma taxa histórica e representativa, sinalizando que continuamos com a nossa determinação de reduzir o desmatamento" .

Foto-legenda: Protesto contra Putin: 300 presos

Cerca de 10 mil pessoas saíram às ruas de Moscou para protestar contra o premiê Vladimir Putin e o partido Rússia Unida, acusado de fraude nas eleições parlamentares; 300 ativistas foram presos no maior protesto da oposição em anos. (Págs. 1 e Internacional A10)

Para negociar cargo, PDT "exila" Lupi

O PDT forçou o ex-ministro Carlos Lupi (Trabalho) a continuar fora da presidência do partido para não atrapalhar as negociações com o governo sobre cargos. A presidente Dilma Rousseff não quer manter o PDT à frente do Trabalho. (Págs. 1 e Nacional A4)

Companhia das Letras se une à Penguin

A britânica Pearson, o maior grupo editorial do mundo, adquiriu 45% da Companhia das Letras. O valor não foi divulgado. "O Brasil é uma enorme oportunidade de negócios", disse John Makison, da Penguin, que liderou a negociação. (Págs. 1 e Economia B16)

Quase 570 mil pessoas caem na malha fina do IR (Págs. 1 e Economia B13)

Tragédia da Air France: vítima é enterrada no Rio (Págs. 1 e Cidades C1)


José Paulo Kupfer

Fim de linha

O crescimento modesto do País pode se dar menos pela crise externa e mais por causa do esgotamento de um ciclo autônomo de expansão. (Págs. 1 e Economia B6)

Luiza Nagib Eluf

Além da escolaridade

A correlação de forças entre os gêneros continua desigual e as mulheres permanecem sofrendo discriminações nos espaços público e privado. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

Notas & Informações

Caiu de podre

A presidente Dilma não ganhou nada deixando que o caso Lupi se arrastasse por semanas a fio. (Págs. 1 e A3)

Formato: PDF
Tamanho: 30.37 MB

Tráfego na cidade de Ho Chi Minh | Vietnã

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Jornal O Estado de SP em PDF, Segunda, 05 de Dezembro de 2011

Carlos Lupi pede demissão e PT já disputa o ministério

O pedetista é o sexto ministro a cair sob acusação de corrupção em menos de um ano de governo

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, pediu demissão ontem, depois de se encontrar com a presidente Dilma Rousseff. Envolvido em uma série de denúncias, Lupi perdeu o apoio do PDT, entrou em rota de colisão com o PT e não conseguiu explicar à Comissão de Ética os casos de cobrança de propina na pasta. Na sexta-feira, a presidente, em viagem à Venezuela, avisou que decidiria o caso "na segunda". Para se antecipar ao gesto presidencial, Lupi retornou ontem à tarde a Brasília e apresentou sua carta de demissão. Ele é o sexto ministro a cair sob acusação de corrupção em menos de um ano de governo. O PT já negocia nos bastidores para retomar o domínio da pasta. (Págs. 1 e Nacional A4)

Reforma ministerial

A presidente Dilma Rousseff planeja mexer em 9 dos 38 ministérios no início de 2012. (Págs. 1 e Nacional A4)
Itália aumenta imposto e corta benefícios para fugir da crise

O gabinete italiano de Mario Monti aprovou ontem pacote de aumento de impostos e corte de gastos, no valor de € 30 bilhões. Hoje, o presidente da França, Nicolas Sarkozy, recebe a chanceler alemã, Angela Merkel, para finalizar o que seria o plano para 'refundar' a União Europeia. (Págs. 1 e Economia B12)

Lotação e pressa deixam 3 feridos por dia em trens

Todos os dias, pelo menos três pessoas se machucam na capital em estações ou vagões do metrô e da CPTM. O número de casos graves chegou a 36 em outubro, ante os 15 registrados em setembro. Excesso de passageiros, pressa e distração são as causas dos acidentes. (Págs. 1 e Cidades C1)
Islâmicos obtêm 65% dos votos no Egito

Os resultados oficiais das eleições parlamentares no Egito mostram que as listas de candidatos de partidos islâmicos conseguiram 65% dos votos no primeiro turno, na semana passada. A segunda fase, que ocorre em 9 das 27 províncias do país, será realizada hoje e amanhã. (Págs. 1 e Internacional A10)

Putin perde poder nas eleições da Rússia (Págs. 1 e Internacional A15)

O risco de ter Petrobras como único cliente (Págs. 1 e Negócios N1 e N3)

Notas & Informações

O espólio de Wagner Rossi

Nesta semana, descobriu-se seu real legado na Agricultura: fraude e desvio de verbas. (Págs. 1 e A3)

Formato: PDF
Tamanho: 29.57 MB

Jornal O Dia em PDF, Segunda, 05 de Dezembro de 2011

Mãe da viúva da Mega-Sena não teme recurso do MP
Rio - A mãe de Adriana, Creusa Ferreira, afirma que a absolvição é um recomeço para toda a família. “A gente andava na rua de cabeça baixa, era apontado pelos outros, na escola, na rua... Agora Adriana provou que é inocente e vamos poder recomeçar”. Ela não teme o recurso à decisão feito pelo Ministério Público. “Deixa recorrer. Foi Deus que tirou ela de lá, e vai fazer isso de novo”, conta Creusa, que planeja orar por Renné. “A gente pode fazer uma oração na casa de alguém da família”. Ela não vê a hora de celebrar o Natal em paz: “Vai ser um Natal diferente”.

'Me deixem viver', desabafa a viúva
No primeiro domingo livre da acusação de assassinato do marido Renné Senna, ganhador da Mega-Sena, Adriana Almeida desafaba: “Por favor, só peço que me deixem viver. Já perdi cinco anos da minha vida sofrendo com tudo isso. Estou feliz agora”. Assim, a viúva resumiu como está se sentindo após ser absolvida em julgamento qu acabou na madrugada de sábado. Desde 2007, ano do crime, ela viveu com o peso de ser apontada como a mandante. A família de Adriana pensa em se reunir para orar por Renné, ex-lavrador que teve as pernas amputadas. Em clima de comemoração, a loura de 34 anos passou o fim de semana entre a casa de parentes em Tanguá e sua cobertura do edifício Stillus 1, na Prainha, em Arraial do Cabo. O imóvel foi comprado com o dinheiro de Renné por cerca de R$ 300 mil um pouco antes de seu assassinato.

“Estou feliz, graças a Deus”, disse aos jornalistas. Vaidosa, Adriana estava com cabelos alisados e óculos escuros que escondiam parte de seu rosto. Ela vestia um macacão de malha verde florido de um ombro só quando falou com os jornalistas. Vizinhos contam que ela é discreta.
Adriana chegou ao prédio às 8h e saiu às 13h30 para abastecer seu Mitsubishi prata. Ela dirigiu 1 km e pagou R$ 40 de combustível em dinheiro por fresta na janela.

Irmã de Renné tem medo de Adriana

Absolvida, mas não livre dos tribunais. Adriana ainda vai enfrentar a ira da família de Renné, que tentará anular o julgamento. E vai começar a briga com a filha da vítima, Renata Sena, pela fortuna, avaliada em R$ 100 milhões. O testamento destina 50% de seu dinheiro — que está bloqueado na Justiça — para cada uma.

“A gente tem medo. Dinheiro faz tudo. Ela (Adriana) pode fazer algo contra a gente, temos que ficar alerta”, diz Ângela Senna, um dos 11 irmãos de Renné. “Fico receosa. A gente não pode dar bobeira. Mesmo com o dinheiro bloqueado, ela não está dura. Tem carro e casa em Arraial. Como pagar isso tudo?”

Formato: PDF
Tamanho: 24.14 MB