sábado, 21 de janeiro de 2012

O Dia em PDF, Sabado, 21 de Janeiro de 2012

Fiéis saem em procissão no dia de São Sebastião pedindo paz para o Rio

Rio – Nos mesmos moldes do ano passado, a procissão em homenagem a São Sebastião, padroeiro da cidade do Rio de Janeiro, reuniu quase 50 mil fiéis na caminhada de oito quilômetros entre a igreja que leva o nome do padroeiro, na Zona Norte, e a Catedral do Rio de Janeiro, no Centro.

“A diferença é que, este ano, estamos com uma motivação para os 450 anos do Rio de Janeiro. Estamos divulgando um movimento da memória histórica da cidade e esta festa já é abertura da preparação de três anos”, explicou o pároco da Igreja de São Sebastião dos Capuchinhos, frei Paulo Roberto. Para o pároco, a festa mostrou que os cariocas estão se aproximando mais da religião. “O que a gente tem sentido é a busca das pessoas pelo sagrado. As pessoas têm chegado, principalmente por causa das epidemias que vêm se alastrando na sociedade, como a epidemia moral, a epidemia do álcool e do crack. Isso tudo são motivações para que as pessoas venham pedir para São Sebastião a sua intercessão, porque ele é o patrono contra as epidemias”, explicou o religioso.

O cortejo foi conduzido pelo arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani Tempesta, ao lado do prefeito da cidade, Eduardo Paes, que garantiu ser devoto do santo. “Qual carioca não é? É nosso padroeiro e é um santo que tem uma história muito bonita. É muito bom a gente receber essas bençãos e essa proteção no dia de hoje. Que ele continue protegendo a cidade do Rio de Janeiro e cuidando da gente”, pediu Paes.

Entre os fiéis, os pedidos de paz para a cidade eram unânimes. “Para a cidade, tem que pedir muita paz. Tem acontecido muita violência, a gente anda com medo”, disse a mineira Maria Aparecida de Resende que mora no Rio há três anos e não perde uma só festa em homenagem a São Sebastião.

O aposentado Tiago Manoel Francisco fez coro. “Pedi força e saúde para a cidade e para acabar com a violência que está demais”. Aos 84 anos, seu Tiago garante que não desanima e diz que tem um forte motivo para continuar participando da tradicional procissão. “Todas as missas eu vou e essa de hoje é especial. Já fiz o pedido e recebi a graça. Tenho que agradecer. Vou e volto a pé na procissão, com os meus 84 anos de idade nas costas”.

Formato: PDF
Tamanho: 27.11 MB

Sexy | Viviane Araujo | Fevereiro 2012 Completa

O Globo em PDF, Sabado, 21 de Janeiro de 2012

EUA: guerra contra pirataria cria impasse no Congresso
Preso fundador de site de compartilhamento de filmes e músicas

Após protestos de empresas como Wikipédia e Google, o Congresso americano suspendeu, por tempo indeterminado, a votação das leis antipirataria na internet. O adiamento da votação, que no Senado seria na próxima terça-feira, tem como objetivo tentar alcançar um consenso. A nova lei é defendida por estúdios de Holywood e conglomerados de mídia, que querem impedir que filmes, séries e músicas sejam pirateados. Na Nova Zelândia, a polícia prendeu o fundador do site de download de filmes Megaupload, o alemão Kim Schmitz, acusado de roubo de propriedade intelectual e lavagem de dinheiro. A campanha republicana à Casa Branca esquentou: o ex-presidente da Câmara Newt Gingrich virou favorito para a primária da Carolina do Sul, hoje, ultrapassando Mitt Romney. (Págs. 1, 23 e 30)

Dilma manda apurar morte de servidor
A presidente Dilma quer rigor na investigação da morte de Duvanier Ferreira, secretário de Recursos Humanos do Planejamento. O governo acusa o hospital de racismo, informa Jorge B. Moreno. (Págs. 1, 3 e 4)

Dissidente em greve de fome morre em Cuba
Opositores, Espanha e EUA acusaram o governo cubano pela morte de Wilmar Villar Mendoza, após 56 dias de protesto. Às vésperas da visita da presidente Dilma à ilha, o governo brasileiro não se manifestou. (Págs. 1 e 31)

Fifa vê Brasil mais atrasado que a Rússia
O presidente da Fifa, Joseph Blatter, disse que o Brasil, sede da Copa de 2014, está mais atrasado do que a Rússia, sede do Mundial de 2018: “Estamos mais avançados na Rússia. “ (Pág. 1 e Caderno Esportes)

Mudanças no visto facilitam relações com EUA, diz Patriota (Págs 1 e 13)

Vagas de carros cederão espaço para motocicletas (Pags. 1 e 14)

Líder comunitário é preso por negociar apartamento do PAC (Págs. 1 e 21)

História
Drama de haitianos repete história da imigração negra (Págs. 1 e 32)

Arnaldo Bloch
Sociedade atual segue o lema do capitão: em naufrágio, seja o primeiro a deixar o navio. (Págs. 1 e Segundo Caderno)

Formato: PDF
Tamanho: 16.67 MB

O Estado de SP em PDF, Sabado, 21 de Janeiro de 2012

União gastará R$ 82 milhões com alimentação de juízes
Valor acumulado nos últimos sete anos se refere a auxílio de R$ 710 mensais; resolução do CNJ ordenou pagamento

O Tesouro pagará, de uma só vez, R$ 82 milhões de auxílio-alimentação para juízes federais e do Trabalho, informa o repórter Felipe Recondo. O valor se refere aos últimos setes anos, período em que os magistrados perderam o benefício de R$ 710 mensais, que não deixou de ser concedido aos procuradores do Ministério Público Federal e à advocacia pública. Ainda não há previsão orçamentária para o desembolso, mas os juízes pressionam por considerarem direito constitucional. O auxílio foi cortado em 2004 por decisão da cúpula do próprio Judiciário federal. Em junho de 2011, atendendo entidades de classe dos magistrados federais e do Trabalho, o Conselho Nacional de Justiça editou resolução que devolveu o bônus. O governo acompanha o caso, mas poderá contestar a decisão. ( Págs. 1 e Nacional A4)


Peculato e lavagem
A servidora Márcia Silva, que ficou com R$ 5,5 milhões do TRT de Brasília, foi denunciada à Justiça pelo Ministério Público (Págs. 1 e Nacional A4)

Ministérios cobiçados poderão ter corte de verbas
Pastas cobiçadas e que poderão ter comando trocado na reforma ministerial estão na mira dos cortes que a presidenta Dilma Rousseff pretende fazer no Orçamento. Ministérios como Cidades e Integração Nacional, comandados por PP e PSB, receberam elevado volume de emendas de palamentares, alvo preferencial dos cortes. (Págs. 1 e Nacional A6)

Pesquisas com vírus da gripe aviária são suspensas
Cientistas que pesquisam uma versão geneticamente alterada - e potencialmente transmissível entre humanos - do vírus da gripe aviária H5N1 suspenderão os estudos por 60 dias. Um conselho de biossegurança ligado ao governo dos EUA afirmou temer a utilização dos dados por bioterroristas. (Págs. 1 Vida A17)

França decide paralisar missão no Afeganistão após atentado
O governo francês ordenou a paralisação das operações no Afeganistão e estuda a retirada de suas tropas depois que 4 soldados morreram e 15 ficaram feridos num atentado em uma base no leste do país. O ataque foi cometido por um terrorista infiltrado no Exército afegão.
O governo francês ordenou a paralisação das operações Afeganistão e estuda a retirada de suas tropas depois que 4 soldados morreram e 15 ficaram feridos num atentado em uma base no leste do país. O ataque foi cometido por um terrorista infiltrado no Exército afegão, que vem sendo treinado por tropas francesas. (Págs. 1 e Internacional A16)

Foto legenda: Preso político morre em Cuba
Luto em casa de Havana pela morte do dissidente político Wilman Villar Mendoza, que estava em greve de fome contra sua condenação por desacato; ONGs cubanas denunciaram uma nova onda de prisões. (Págs. 1 e Internacional A12)

Filas por visto dos EUA vão continuar (Págs. 1 e Cidades C5)

Ives Gandra Martins
Controle da magistratura

Pretender que a competência do CNJ seja apenas protocolar é, a evidência, nulificar, por inteiro, a razão de ser da criação. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

Celso Ming
Travas no Mercosul

O governo da Argentina não mostra nenhum escrúpulo ao atropelar tratados internacionais quando se trata de proteger sua balança comercial (Págs 1 e Economia B2)

Notas & Informações
O verdadeiro problema

O déficit previdenciário do setor público se trasformará num pesadelo. (Págs. 1 e A3)

José Renato Nalini
A quem interessa?

O Judiciário pode não ser ainda o Poder ideal, mas é, indiscutivelmente, o menos corrupto dentre os Poderes da República. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

Formato: PDF
Tamanho: 39.92 MB

Top 10 Amazing Video HD Events of 2011

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Imagens engraçadas/curiosas - 20/01/2012

Clique na imagem abaixo para ver todas as fotos
Via Knuttz/Ueba

Belém - Pará | Em breve estarei lá.

Playboy | Janeiro de 2012 Vanessa Zotth - Edição 440 - Completa

Tailândia | Um olhar sobre

Veja | 18 de Janeiro de 2012 Edição 2252 | Completa

Imagens da semana - 15/01/2010

Nadar é para os fracos

Jornal O Dia em PDF, Sexta, 20 de Janeiro de 2012

Juros pagos por consumidor já começam a cair
Caixa derruba taxas no crédito pessoal, cheque especial e cartão de crédito. Pequeno empreendedor também sai beneficiado

Rio - Clientes da Caixa vão pagar menos juros nas linhas de crédito em oferta — para pessoas físicas e empresas. Na medida anunciada ontem, a taxa do cheque especial, por exemplo, caiu 0,4 ponto percentual, ficando em 1,35% ao mês. Com isso, quem utiliza R$ 1 mil do limite, economizará R$ 1 por mês. Não é muito, mas há indicativo de novas reduções no mercado. A instituição foi o primeiro banco a aproveitar o quarto corte consecutivo na taxa básica de juros (Selic), de 11% para 10,50% ao ano, feito pelo Conselho de Política Monetária (Copom), na quarta-feira.

No consignado, houve redução de 0,5 ponto percentual. Para idosos, corte foi de 0,2 ponto percentual ao ano. A Caixa vai oferecer R$ 40 bilhões em crédito para micro e pequenas empresas.

A tendência é que os demais bancos e também o varejo baixem suas taxas de juros — um sinal de que 2012 será melhor para o consumidor do que o ano passado, em termo de juros. A recente redução nas taxas vai ao encontro das medidas do governo federal para estimular o consumo interno, como uma forma de se precaver de turbulências no cenário mundial.

“Historicamente, o governo tem recorrido ao fortalecimento do consumo para combater a desaceleração da economia. Foi assim em 2008 e 2009”, destacou Gilberto Braga, economista do Ibmec Rio.

Especialistas acreditam que haverá mais uma redução neste ano — de 0,50 ponto percentual — na próxima reunião do Copom, marcada para março, com estabilização da taxa de juros em 10% ao ano. Essas adaptações atuam diretamente no crédito pessoal, facilitando até mesmo a rolagem das dívidas, com operações mais baratas.

Governo pensa em reduzir IOF cobrado em empréstimos

- O governo federal estuda também reduzir o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), cobrado em empréstimos para pessoas físicas — de 2,5% para 2%.

- A Caixa vai oferecer R$ 40 bilhões em crédito para micro e pequenas empresas, crescimento de 20% em relação ao aplicado em 2011.

- Caiu em até 28,3 pontos percentuais ao ano o crédito para pessoa física, como cheque especial, cartão de crédito (rotativo e parcelado), consignado e crédito pessoal para idosos.

- O banco reduziu, para 3,15%, a taxa cobrada ao mês no cheque especial, no segmento pessoa jurídica.

- Financiamento de veículos contará com taxa de juros de 1,55% ao mês.

- O Banco Central reduziu a taxa básica de juros (Selic) de 11% para 10,50% ao ano, na última quarta-feira.

- Expectativa é de estabilizar a Selic em 10% ao ano, a partir de março.

Reduções para estimular o consumo

Em julho de 2011, a taxa Selic atingiu 12,50%, afetando principalmente o varejo. Para reverter o prejuízo, no fim do ano, o governo abriu mão de impostos para incentivar consumo de eletrodomésticos e operações de financiamento.

Gestor de Investimentos da Financeira Lecca, Georges Catalão acredita que haverá apenas mais um corte na taxa de juros neste ano, para 10%, que deverá ser mantida, por conta da preocupação com a inflação acima do centro da meta. A expectativa de inflação para 2013 continua acima de 4,5% ao ano, o que implicaria o quarto ano consecutivo com o IPCA descolado da meta.

A expectativa, segundo Catalão, é que a inflação chegue ao fim de 2012 na casa dos 5,4% ao ano. “E isso influencia diretamente nos preços dos alimentos, transportes e outros itens”, diz.

Formato: PDF
Tamanho: 24.35 MB

Bloodmasters Bloodbath Part 1

Jornal O Globo em PDF, Sexta, 20 de Janeiro de 2012

Entre a realidade e a fantasia - Da Disney, Obama manda facilitar visto a brasileiros
Quem precisa só de renovar permissão poderá ser dispensado de entrevista

Decidido a atrair cada vez mais turistas brasileiros para os Estados Unidos, o presidente Barack Obama anunciou ontem que, até o fim deste ano, o tempo para obtenção de visto será reduzido drasticamente: a meta é que 80% dos candidatos sejam entrevistados em três semanas. O projeto divulgado por Obama, em discurso diante do Castelo da Cinderela, na Disney World (Flórida), prevê o fim de entrevistas para "candidatos de baixo risco", como brasileiros que precisem só renovar a autorização para entrar nos EUA. "As pessoas querem vir aqui. E China e Brasil são dois dos países com o maior acúmulo (de pedidos de vistos). Então isso é o que estamos fazendo: dizendo ao mundo que a América está aberta aos negócios", disse Obama. No consulado americano de São Paulo, que emite o maior número de vistos no mundo, a média de espera para agendar uma entrevista é de 76 dias. (Págs. 1 e 3)

Enquanto isso, no Acre...
Cresceu para cerca de 180 o número de haitianos barrados pela Polícia Federal na ponte que separa Assis Brasil, no Acre, do Peru. Agora, eles perambulam sem destino pela cidade peruana de Iñapari e ainda esperam uma forma de entrar no Brasil e obter emprego. (Págs. 1 e 4)

No G-20, Brasil é o segundo mais desigual
Atrás só da África do Sul, o Brasil é o segundo país com maior desigualdade do G-20, diz a ONG Oxfam. Mas é um dos quatro do mesmo grupo (ao lado de México, Argentina e Coreia do Sul) que reduziram a desigualdade nos últimos 20 anos. Para a Oxfam, "mesmo que o Brasil tenha avançado no combate à pobreza, é um dos países mais desiguais do mundo, com agenda forte pendente na área". (Págs. 1 e 27)

FBI fecha site de pirataria de filmes
Após dois anos de investigação, o FBI fechou um dos maiores sites de compartilhamento de filmes, vídeos e música da internet, o Megaupload.com, acusado de causar danos de US$ 500 milhões devido à pirataria. Em reação, o grupo Anonymous derrubou o site do Departamento de Justiça e tentou tirar do ar o da Casa Branca. (Págs. 1, 23 e editorial "Não se pode transigir")

Começa a era da medicina digital
Um chip comestível é capaz de registrar os remédios tomados por um paciente e enviar dados, de dentro do estômago, para o celular do médico. Metade das pessoas toma pílulas de forma incorreta, o que pode tornar a terapia ineficaz. (Págs. 1 e 30)

Cientistas elogiam e PT se queixa
A comunidade científica festejou ontem a escolha do físico Marco Antonio Raupp como novo ministro da Ciência e Tecnologia. Já no PT, que pretendia indicar um deputado para o cargo, o clima é de revolta com a perda do ministério. (Págs. 1 e 5)

Luiza volta do Canadá e demite no Palácio do Planalto (Págs. 1 e 9)

Formato: PDF
Tamanho: 16.03 MB

Dope Zebra

Jornal O Estado de SP em PDF, Sexta, 20 de Janeiro de 2012

EUA facilitam concessão de visto para brasileiros
Expectativa do governo americano é de aumento de 274% no número de turistas do País em quatro anos; objetivo também é atrair mais chineses e indianos

Com expectativa de crescimento de 274% no número de brasileiros que visitarão os EUA nos próximos quatro anos, o presidente Barack Obama determinou a eliminação da necessidade de novas entrevistas para os que queiram apenas renovar vistos expirados ou com datas próximas do fim da validade. O programa também facilita a concessão de vistos para idosos e crianças. Segundo a Casa Branca, ao menos 80% das pessoas devem ser entrevistadas no máximo até três semanas após enviar os documentos ao consulado. Com isso, será ampliada em 40% a capacidade de concessão de vistos nos consulados americanos no Brasil ainda em 2012. O porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, disse que "o foco do presidente são as economias emergentes". Em novembro, os EUA informaram que pretendem emitir 1,8 milhão de vistos para brasileiros em 2013 - em 2010 foram 820 mil. Além de brasileiros, chineses e indianos são prioridade para o governo americano. (Págs. 1 e Cidades C1 e C3)

O que muda:
Primeiro visto
Uma análise caso a caso poderá dispensar a entrevista, que hoje é obrigatória para todos.

Renovação de visto
Ainda será preciso ir ao consulado, mas não haverá entrevista.

Crianças e idosos
Podem ser liberados da entrevista, mas o governo não definiu a faixa etária.

Foto-legenda: Cenário

Obama sobe em palanque em parque da Disney, na Flórida, onde anunciou as novas medidas.

Ex-deputado é condenado a 103 anos pela morte de Ceci
O ex-deputado alagoano Talvane Albuquerque Neto foi condenado ontem a 103 anos e 4 meses de prisão como mandante do assassinato da deputada Ceci Cunha, de quem era suplente na Câmara, e de três de seus familiares. Quatro assessores e seguranças de Talvane foram condenados pela execução da chacina, ocorrida em 1998. O júri acolheu a tese da acusação de que Talvane planejou o crime para herdar o cargo. “Este julgamento não tem nada a ver com vingança, mas com justiça", disse Rodrigo Cunha, filho de Ceci. (Págs. 1 e Nacional A6)

426 anos
é a soma das penas dos 5 condenados.

PF investiga suspeita de lavagem no TRT do Rio
A Polícia Federal vai investigar todas as transações financeiras - de 2002 até hoje - do funcionário do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região que movimentou R$ 282,9 milhões em um ano, informa o repórter Pedro Dantas. O investigado é suspeito de operar esquema de lavagem de dinheiro para alguns funcionários do alto escalão. (Págs. 1 e Nacional A4)

FMI prevê mais dois anos de crise na zona do euro
Depois da ONU e do Banco Mundial, o FMI está revendo para baixo a expansão do Produto Interno Bruto mundial em 2012. O relatório,que ainda não tem sua versão final, prevê que a zona do euro entrará em recessão e contagiará a economia mundial. O crescimento da Europa ocorreria a partir de 2014, se a crise da dívida for solucionada. (Págs. 1 e Economia B1)

Para cumprir lei, intervalo de aula vai virar 'extraclasse'
O governo de São Paulo vai contar como período para atividades extraclasse o tempo que hoje é utilizado como intervalo entre aulas pelos profissionais. O objetivo é cumprir a lei do piso nacional do professor. Para atingir o mínimo de um terço do tempo fora de aulas, a Secretaria Estadual da Educação vai tirar uma aula dos professores. (Págs. 1 e Vida A11)

Metrô terá de indenizar INSS no caso da cratera (Págs. 1 e Cidades C5)

Prefeitura instalará tenda social na cracolândia (Págs. 1 e Cidades C4)

Telefonia 4G terá 60% de conteúdo nacional (Págs. 1 e Economia B6)

Dora Kramer
Todos por um

A campanha de Fernando Haddad foi aberta no Rio, por Dilma Rousseff. O objetivo tático é dar caráter nacional à eleição na capital paulista. (Págs. 1 e Nacional A6)

Fernando Gabeira
O verbo blindar

Ao optar pela blindagem, o governo não só fechou o corpo de seus ministros, mas recuou o processo democrático para o universo da magia. (Págs. 1 e Espaço Aberto, A2)

Celso Ming
Pior sem elas

As agências de avaliação de risco precisam ser mais bem reguladas, mas elas não inventaram nem o endividamento excessivo nem o calote. (Págs. 1 e Economia B2)

Notas & Informações
A reforma que importa

O que falta são competência e eficácia numa máquina partidariamente aparelhada. (Págs. 1 e A3)

Formato: PDF
Tamanho: 28.64 MB

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Governador reúne-se com presidente da Petrobras

Projeto Carnalita, ampliação da Fafen e reconstrução de rodovia foram temas da reunião ocorrida na sede da Petrobras, no Rio de Janeiro.

JornaldaCidade.Net

Aracaju (17 jan) - O governador de Sergipe, Marcelo Déda, reuniu-se na tarde desta segunda-feira, 16, com o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielle, na sede da empresa, no Rio de Janeiro, objetivando tratar de temas relevantes para a economia sergipana. O primeiro ponto discutido refere-se a exploração do ‘Projeto Carnalita’ pela mineradora Vale e que é objeto de entendimento entre as empresas. Segundo informou Gabrielle ao governador, as negociações encontram-se em fase adiantada, sendo que diversos aspectos que precisavam ser negociados entre a Petrobras e a Vale já foram superados, restando apenas um, que é relativo a uma área que representa apenas 30% do projeto e onde ‘há conflito de lavras’.

Nesta área existe o potássio, de onde se extrai a Carnalita numa camada superior e abaixo há uma jazida de petróleo. “O presidente Gabrielle nos disse que considera que as negociações estão num estágio extremamente positivo”, disse Marcelo Déda. O governador informou ainda que Sérgio Gabrielle reconheceu que ainda não existe uma tecnologia capaz de explorar as duas jazidas ao mesmo tempo sem causar riscos relacionados à segurança, já que da exploração do Petróleo resulta a formação de gases inflamáveis.
Marcelo Déda disse que, no entanto, a Petrobras está disposta a investir em pesquisas para criar uma tecnologia que torne possível esta condição de exploração concomitante. “Sérgio Gabrielle está empenhado em resolver a situação e apresentou duas possibilidades, uma é a busca por uma tecnologia inovadora que permita a exploração das duas lavras ao mesmo tempo e a outra é que a Vale inicie sua exploração na outra área que representa 70% do projeto Carnalita e vá avançando até onde há o conflito, dando tempo para que a Petrobras explore o poço de petróleo”, informou o governador.

O governador acrescentou ainda que, nos próximos trinta dias, irá à sede da Vale para reunir-se com o presidente da empresa, Murilo Ferreira, para ajudar na sensibilização junto a empresa sobre a importância estratégica do projeto para Sergipe e para o país que necessita diminuir sua dependência internacional de fertilizantes. “O Projeto Carnalita em Sergipe é tão estratégico para o país que até a presidenta Dilma Rousseff já o colocou como pauta prioritária de sua agenda”, revelou Déda.

Ampliação do Porto

O segundo tema tratado pelo governador Marcelo Déda na reunião com Sérgio Gabrielle foi a ampliação da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen) que pertence a Petrobras. Para viabilizar esta ampliação será necessária também a ampliação do porto de Sergipe para que seja construído um novo terminal capaz de receber o sulfato de amônia e o ácido sulfúrico que são elementos necessários para a fabricação de fertilizantes, a exemplo do sulfato de amônia.

“Estamos analisando as tratativas para a criação de um consórcio entre Governo do Estado, Petrobras, a Vale e a ANTAQ para que possamos viabilizar as etapas necessárias para edificação deste novo terminal que vai das licenças ambientais até a construção propriamente dita e que será de fundamental importância para a ampliação da fabricação de fertilizantes em Sergipe e que consequentemente vai gerar um impacto significativo e positivo na economia sergipana”, informou Marcelo Déda.

Por último, eles explanaram sobre um aditamento ao contrato que o Governo do Estado possui com a Petrobras para a recuperação e ampliação da rodovia SE-100 no trecho que liga o município da Barra dos Coqueiros ao entroncamento com a rodovia Delmiro Gouveia (SE-240), que faz a ligação do porto de Sergipe à BR-101. Marcelo Déda afirmou que já existe um parecer favorável da Petrobras Sergipe/Alagoas, mas que, para que seja liberado o aditivo, necessita da autorização da matriz. “Fomos buscar o aditamento por entendermos que com a possível ampliação do porto haverá aumento de demanda nas estradas que dão acesso ao terminal portuário havendo também a necessidade de uma rodovia mais segura e confortável para quem vai realizar a exploração econômica e também para os sergipanos de um modo geral”, disse o governador.

Segundo ele, o objetivo é que aquele trecho da SE-100 fique no mesmo padrão das rodovias que o Governo de Sergipe vem construindo nas diversas regiões do Estado, com uma caixa asfáltica de 12 metros, sinalizações horizontal, vertical e noturna, defensas metálicas, todos os itens que proporcionem segurança e tranquilidade para quem trafega. “Não se trata apenas de melhorar a estrada, e sim, de construir uma nova estrada como já fizemos em outras oportunidades, a exemplo da rodovia Delmiro Gouveia, da rodovia Lourival Batista, da rodovia da Integração que inauguramos recentemente”, finalizou Marcelo Déda.