sábado, 18 de fevereiro de 2012

Bemvindo a terra | Universal Time-lapse | Zapatou

Jornal O Dia em PDF, Sabado, 18 de Fevereiro de 2012

Acesso desfila sob vigilância contra fraudes
Carnaval das nove escolas será transmitido pelo SBT. MP vai acompanhar tudo
Rio - As nove escolas do Grupo de Acesso A levam para a Marquês de Sapucaí neste sábado enredos que homenageiam personalidades do samba e cidades brasileiras em meio a severa vigilância contra fraude nos resultados. Os desfiles serão transmitidos pelo canal SBT desde o início, às 20h. Entre as agremiações que disputam uma vaga no Grupo Especial, estão algumas que já foram da elite do samba, como Estácio de Sá, Viradouro e Império Serrano.

Em meio à folia, uma polêmica: o Ministério Público Estadual abriu ação civil pública para investigar as suspeitas de irregularidades no mapa de notas das escolas no desfile de 2011, que também está sendo apurado pela 6ª DP (Cidade Nova). Este ano, para evitar fraudes, os promotores vão acompanhar os desfiles e o julgamento das agremiações do Acesso A. Caso sejam comprovadas as irregularidades, a Liga das Escolas de Samba do Grupo de Acesso (Lesga) pode até ser extinta.

Um dos destaques da noite de hoje será Luma de Oliveira, eterna musa das baterias e do Carnaval, que será enredo da Estácio de Sá. A modelo virá no quinto e último carro da Vermelha e Branca, único que foi construído em um barracão secreto.

Outra escola que vem com tudo na briga pelo título é o Império Serrano, cantando a história de Dona Inove Lara, imperiana ilustre, que será destaque da última alegoria da escola da Serrinha. “Esperem um Império renovado, completamente diferente. Estou fazendo um Carnaval de Grupo Especial”, afirma o carnavalesco da agremiação, Mauro Quintaes.

Também disputando a preferência do povo e dos jurados, a Viradouro, que homenageia o escritor Nelson Rodrigues, promete desfile inesquecível, com a atriz Juliana Paes. A antiga musa da escola volta agora como integrante da diretoria. “Vamos brigar pelo título”, garante Celso Cordovil, diretor de Carnaval da escola de Niterói.

Até a escolha de jurados sob fiscalização

A 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa da Cidadania, do Ministério Público, está de olho no Grupo de Acesso. Semana passada, o presidente da Lesga, Reginaldo Lemos, foi obrigado a enviar documentos mostrando como é feita a escolha de jurados, a avaliação dos desfiles, apuração, divulgação do resultado e realização do evento. “Não há o que esconder. Minha escola pode tanto ser a campeã como ficar em 9º lugar”, garantiu ele, que comanda a Inocentes de Belford Roxo, sobre os boatos que já dão a agremiação como vitoriosa.

Veja os enredos das demais escolas

Ainda existem 3 mil ingressos de arquibancadas e 394 frisas disponíveis para a noite de hoje. Os interessados devem procurar a Central de Vendas, no Setor 11, a partir das 14h30.

PARAÍSO DO TUIUTI
Campeã do Acesso B ano passado, vai fazer uma homenagem à cantora Clara Nunes. Paixão da cantora, o mar estará bastante presente no desfile da escola, que abre a noite.

INOCENTES DE BELFORD ROXO
A escola da Baixada vai contar curiosidades de Corumbá, no Mato Grosso do Sul, e suas semelhanças com outras grandes cidades. A sustentabilidade, a fauna, a flora e as intervenções do homem na natureza serão retratadas no enredo.

Formato: PDF
Tamanho: 32.69 Mb

O Campeonato Africano das Nações 2012

A montanha

Melhores imagens da semana - 17/02/2012

Veja | 15 de Fevereiro de 2012 Edição 2256 - Completa

Jornal O Globo em PDF, Sabado, 18 de Fevereiro de 2012

Ficha Limpa poderá barrar mensaleiros por mais de 8 anos
Afastamento das eleições depende de condenação em julgamento no STF

Validada anteontem pelo Supremo Tribunal Federal, a Lei da Ficha Limpa terá entre seus primeiros efeitos retirar das eleições, pelo menos até 2020, políticos que vierem a ser condenados pelo escândalo do mensalão. O julgamento dos 38 réus está previsto para maio. Se condenados pelo STF, um órgão colegiado, os mensaleiros ficam impedidos de disputar cargos eletivos por oito anos, mais o tempo da sentença. Antes da Ficha Limpa, a inelegibilidade era de três anos. Para o juiz Marlon Reis, do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, a decisão do STF reduz as chances de recursos apresentados por candidatos e dá segurança judídica ao processo eleitoral de 2012. (Págs. 1 e 3)

Blocos a caminho de novo recorde
Só a Bolsa Preta deve arrastar hoje 2 milhões, mesmo número de foliões de Salvador.

Ao desfilar hoje às 7h na Candelária, o Cordão da Bola Preta espera quebrar mais um recorde. O bloco no ano passado arrastou dois milhões de foliões - o mesmo número de todo o carnaval de Salvador, segundo estimativas oficiais. O prefeito Eduardo Paes entregou ontem ao Rei Momo Milton Júnior, já em seu quarto reinado, a chave da cidade. Desta vez, em vez de van, ele chegou ao Palácio da Cidade de Limusine. Á tarde, o Bloco das Carmelitas levou às apertadas ruas de Santa Teresa mais de dez mil foliões. Só neste fim de semana desfilarão 171 blocos, 53 deles na Zona Sul. (Págs. 1 e 12 a 17)

Foto-legenda: O Prefeito Eduardo Paes se ajoelha para reverenciar o Rei Momo, após a entrega das chaves da cidade.

CGU investiga caixa 2 com verba da Petrobras
A Controladoria Geral da União (CGU) encontrou indícios de que um contrato da Petrobras com uma ONG serviu para desviar verbas para o caixa dois de uma campanha do PT na Bahia, estado do ex-presidente da estatal, mostra reportagem da revista "Época". A ONG Pangea não comprovou o destino de R$ 2,2 milhões recebidos. (Págs. 1 e 9)

Inflação cai e juro deve baixar mais
Após atingir 0,65% em janeiro, o IPCA-15, prévia da meta do governo, ficou em 0,53% em fevereiro. Com custo de vida menor, analistas apostam que o Banco Central reduzirá o juro básico para 9%. (Págs. 1 e 21)

Presidente da Alemanha renuncia por corrupção (Págs. 1 e 28)

Formato: PDF
Tamanho: 19.33 Mb

Jornal O Estado de SP em PDF, Sabado, 18 de Fevereiro de 2012

PT já projeta disputa com Serra e revê estratégia
Sem aliança com Kassab, petistas pensam em como aproximar Haddad de empresários e religiosos

Setores do PT que trabalhavam pela aliança com Gilberto Kassab na capital paulista, para atingir um eleitorado mais conservador, iniciaram revisão da estratégia em que consideram a entrada de José Serra (PSDB) na disputa pela Prefeitura, com provável apoio do prefeito. A avaliação de dirigentes próximos de Lula é que Fernando Haddad terá de montar uma agenda de aproximação com empresários e grupos religiosos, informam Malu Delgado e Fernando Gallo. A estratégia seria necessária diante da boa interlocução de Serra com esses segmentos. Além disso, petistas se preocupam porque o tucano teria o apoio das máquinas estadual e municipal. (Págs. 1 e Nacional A4)

Prévias tucanas

Dois dos quatro pré-candidatos do PSDB à Prefeitura de São Paulo já admitem abrir mão da disputa, desde que haja negociação. (Págs. 1 e Nacional A5)

Teixeira diz que volta à CBF depois do carnaval
Ricardo Teixeira embarcou ontem para Miami. Em nota, o dirigente informou que retornará na quinta-feira para reassumir a presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e do Comitê Organizador Local (COL) da Copa de 2014. A confirmação desmente os boatos dos últimos dias de que, sob pressão, ele se licenciaria ou deixaria seu cargo na CBF. (Págs. 1 e Esportes E1)

Na Gaviões, Lula é Santo
O Lula que será homenageado na madrugada de hoje pela Gaviões da Fiel não tem defeitos e contradições. Ele será retratado como um São Jorge do Agreste, que derrota a ditadura, estabiliza a economia, defende a liberdade de imprensa e acaba com a fome. Os médicos não autorizaram o ex-presidente a participar do desfile. Hans Staden, Caetano Veloso e Jorge Amado serão outros homenageados pelas escolas de samba hoje. (Págs. 1 e Cidades C1 e C3 a C6)

Governo usa bancos públicos para baixar juro
O governo aposta no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal em nova etapa do plano de aumento de crédito e incentivo à economia. Os bancos podem reduzir o spread (margem de ganho nas operações) e, assim, baixar juros. (Págs. 1 e Economia B1 e B3)

"Estado" leva três prêmios de design ( Págs. 1 e Vida A12)

EUA elogiam aceno do Irã por diálogo (Págs. 1 e Internacional A8)

Escândalo derruba presidente alemão (Págs. 1 e Internacional A8)

Aloísio de Toledo César
Os juízes e o dever de puni-los

Espera-se, agora, a "absolvição" da grande e maciça maioria dos magistrados que jamais praticou irregularidades. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

Thomas Erdbrink
O Irã e a internet

Ahmadinejad planeja uma versão nacional de web para enfrentar em até três anos a rede mundial de computadores. (Págs. 1 e Visão Global A10)

Notas & Informações
A sensibilidade do Supremo

A Lei da Ficha Limpa legitima a saturação do povo com os maus-tratos infligidos à coisa pública . (Págs. 1 e A3)

Formato: PDF
Tamanho: 26.49 Mb

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Jornal O Dia em PDF, Sexta, 17 de Fevereiro de 2012

'Ele é um monstro', afirma mãe de menina estuprada
Menina foi atacada por passageiro na parte de trás de ônibus que passava no Jardim Botânico - Rio - Uma estudante de 12 anos foi estuprada por volta do meio-dia de quarta-feira dentro de ônibus que passava pelo Jardim Botânico, Zona Sul, uma das áreas mais nobres e policiadas do Rio. Ela voltava da escola em um ônibus da linha 162 (Glória-Leblon), sem outros passageiros, quando na Rua Jardim Botânico, altura da Rua Bartolomeu Mitre, no Leblon, o criminoso e duas passageiras embarcaram. O estuprador sentou ao lado da vítima, mostrou uma pistola, revirou a mochila da estudante e roubou dinheiro, joias e celular. Em seguida obrigou B. a ir para o fundo do coletivo onde a estuprou.

“Ele é um bicho, aliás, bicho não porque animais não são assim. Ele é um monstro”, desabafou, nervosa, a mãe da jovem, de 34 anos. Após o crime, o estuprador abordou outra passageira, que gritou. Ele mandou o motorista parar e fugiu embarcando em outro ônibus, da linha 546 (Rocinha-Leblon), em direção à Rocinha. “Estamos em busca de imagens do segundo ônibus e intimando a cobradora a depor”, disse o delegado da 15ª DP (Gávea), Fábio Barucke, que divulgou imagens do ônibus onde ocorreu o crime para facilitar a identificação do criminoso. A menina foi atacada 20 minutos após embarcar.

Segundo Barucke, a garota chegou à delegacia, meia hora após o estupro, sem condições de falar. “Estava em estado de choque, tremia muito. Tinha marca de ‘chupão’ no pescoço. Chamamos a mãe dela para que conseguisse contar o que aconteceu. É uma criança. Esse cara é um doente”, revoltou-se Barucke.

Revoltado, o pai da estudante, 44 anos, não acredita que a polícia encontre o criminoso. Para ele, a prisão seria pouco. “Eu queria muito mais que isso”, desabafou.

O sêmen do agressor foi colhido para exame de DNA. O laudo diz que a menina tem compleição física de criança e as marcas no pescoço têm 50 mm por 20 mm.

Mãe vai voltar a estudar

Há 10 anos trabalhando e morando na Zona Sul, os pais da vítima, que são paraibanos, não imaginavam que algo de ruim pudesse acontecer com eles. “Levo minha filha à escola, mas como o ônibus não passa em nenhuma favela, ela volta sozinha. Agora, vou me matricular em escola pública e conseguir RioCard para andar com ela. Não tenho como pagar tantas passagens”, disse a mãe da criança.

A menina disse à família que quer esquecer o episódio e tratá-lo como um pesadelo. “Ela é muito forte, mas está com medo de pegar ônibus de novo”, disse a mãe.

Vítima tomou um coquetel anti-HIV

A vítima foi atendida por psicólogos, fez exame de corpo de delito que comprovou a violência sexual e tomou coquetel anti-HIV. O estuprador é moreno, tem cabelo raspado, 1,60m, e sinal no braço direito.

No dia do crime, usava camisa rosa e calça bege. A polícia pede que quem reconhecer o estuprador ligue para denunciar pelos telefones 2332-2905 ou para o Disque Denúncia (2253 - 1177).

Formato: PDF
Tamanho: 34.25 Mb

Jornal O Globo em PDF, Sexta, 17 de Fevereiro de 2012

Candidato ficha-suja está fora da eleição municipal
Por 7 votos a 4, STF decide que Lei da Ficha Limpa já valerá este ano

Numa decisão histórica, e depois de dois dias de adiamentos, o Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou ontem, por sete votos a quatro, a constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa e decidiu que a norma já poderá ser aplicada nas eleições municipais deste ano. Dos 11 ministros, votaram a favor da Ficha Limpa Joaquim Barbosa, Luiz Fux, Cármen Lúcia, Rosa Weber, Ricardo Lewandowski, Ayres Britto e Marco Aurélio Mello. Já José Antonio Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Celso de Mello e Cezar Peluso, o presidente da Corte, foram contra. Políticos condenados em segunda Instância ou por um colegiado e aqueles que renunciaram ao mandato para escapar de uma cassação - como o ex-senador Joaquim Roriz e o ex-presidente da Câmara e atual prefeito Severino Cavalcanti, por exemplo - ficam proibidos de ser candidatos. Para os quatro ministros contrários à lei, ela fere o princípio da presunção de inocência e atinge direitos assegurados pela Constituição. Já Ayres Britto, um dos sete que votaram pela validade da lei, destacou que as novas regras estão em sintonia com os princípios da probidade e da moralidade previstos na Constituição. Movimentos pela ética na política e contra a corrupção comemoraram a decisão do STF. (Págs. 1, 3, 4, 9, Merval Pereira e editorial "Ficha Limpa é lição de democracia")

BC: crescimento foi só de 2,79% em 2011
O Banco Central informou ontem que a economia brasileira cresceu, no ano passado, abaixo do esperado pelo governo e pelo mercado. De acordo com as estimativas do BC, a taxa teria ficado em 2,79% e também muito inferior aos 7,5% registrados em 2010. A divulgação do cálculo oficial, no entanto, fica por conta do IBGE, que só revelará o índice no início de março. Os números fizeram analistas revisarem estimativas para 2012. (Págs. 1 e 25)

Condenação de jornal no Equador gera revolta
A sentença que condenou a três anos de prisão os donos e um colunista do “El Universo", principal jornal do Equador, além de impor uma multa de US$ 40 milhões, foi criticada por entidades internacionais, que alertaram sobre o ataque a liberdade de imprensa no país. O presidente Rafael Correa, que moveu a ação e recentemente trocou os juízes da corte, acompanhou o julgamento. (Págs. 1 e 33)

Metástase em Chávez ameaça sua reeleição
Exames do presidente Hugo Chávez, analisados por médicos brasileiros, indicam que o câncer está em processo de metástase e se alastra para o fígado, revelou o colunista Merval Pereira em seu blog. Este cenário ameaça a reeleição, em outubro. (Págs. 1 e 34)

Capitão que comandava UPP é preso
Ex-comandante da UPP do São Carlos, um capitão PM foi preso, junto com um soldado da UPP Fallet/Fogueteiro e nove traficantes, acusado de receber propina para não reprimir o tráfico. Na Baixada, o índice de homicídios dolosos em janeiro caiu 46%. (Págs. 1, 22 e 23)

Assassino de Eloá condenado a 98 anos
Três anos e quatro meses após o crime, o motoboy Lindemberg Alves foi condenado ontem a 98 anos e dez meses de prisão pela morte da ex-namorada Eloá Pimentel. Ele não poderá recorrer em liberdade e deverá ficar ao menos 12 anos em regime fechado. (Págs. 1 e 14)

Formato: PDF
Tamanho: 27.90 Mb

Jornal O Estado de SP em PDF, Sexta, 17 de Fevereiro de 2012

Lei da Ficha Limpa passa no Supremo e já vale neste ano
Após 11 sessões de julgamento, STF aprova inelegibilidade de políticos condenados por órgãos judiciais colegiados

A Lei da Ficha Limpa, que torna inelegíveis políticos condenados por órgãos judiciais colegiados, é constitucional e será integralmente aplicada a partir das eleições deste ano, decidiu ontem o Supremo Tribunal Federal, após 11 sessões de julgamento. Os ministros teriam de decidir ainda se diminuiriam o prazo de inelegibilidade estipulado pela lei. Até o fechamento desta edição, essa decisão ainda não havia sido tomada. Da forma como foi aprovada no Congresso, um político condenado por órgão colegiado fica inelegível até o trânsito em julgado do processo. Depois, permanece inelegível durante o cumprimento da pena e, terminada a pena, ainda está proibido de se candidatar por mais oito anos. Pela proposta que estava sendo discutida pelos ministros do STF, o período de oito anos começaria a contar a partir da condenação e, quando terminada a pena, o político já poderia se candidatar. (Págs. 1 e Nacional A4)

Roriz: inelegível até 2023

O ex-governador Joaquim Roriz (PSC) ficará proibido de se candidatar até 2023, quando estará com 86 anos. Ele renunciou ao mandato de senador em 2007. (Págs. 1 e Nacional A4)

Relatório do BC diz que PIB do País cresceu 2,72% em 2011
Considerado uma prévia do PIB, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central mostra que a economia do País cresceu 2,72% em 2011, ritmo menor até que as previsões mais pessimistas do governo, de 3%. Apesar disso, os dados estão dentro do esperado pelo mercado financeiro e reforçaram a análise de que o "fundo do poço" ficou para trás, já que a atividade econômica voltou a crescer no final do ano. (Págs. 1 e Economia B1 e B4)

Lindemberg é condenado a 98 anos, mas pode cumprir até 26
Lindemberg Alves, de 25 anos, foi condenado a 98 anos e 10 meses de prisão por assassinar a ex-namorada Eloá Pimentel, de 15. Ele a matou após tê-la mantido como refém por cerca de 100 horas, em drama transmitido ao vivo pela TV, em 2008. A juíza Milena Dias aplicou pena máxima a todos os crimes, e a multidão que se aglomerou diante do tribunal, em Santa André, festejou. Lindemberg deve ficar no máximo mais 26 anos e 4 meses preso. (Págs. 1 e Cidades C1 e C3)

Milena Dias
Juíza

"O réu agiu com frieza, premeditadamente, em razão de orgulho e egoísmo"

Ana Cristina Pimentel
Mãe de Eloá

"Não vou ter a minha filha de volta, mas pelo menos vou ter justiça”

ONU endossa plano árabe que pede a saída de Assad
Com o voto do Brasil e de mais 136 países, a Assembleia-Geral da ONU aprovou ontem uma resolução endossando o plano da Liga Árabe que pede ao ditador sírio, Bashar Assad, que deixe o poder. Rússia e China votaram contra. Segundo o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, as ações militares do governo sírio contra a oposição certamente podem ser classificadas como crimes contra a humanidade. (Págs. 1 e Internacional A10)

Europa quer intervenção

Resolução do Parlamento Europeu quer corredores de ajuda humanitária na Síria. (Págs. 1 e Internacional A10)

Droga ineficaz faz juiz manter pena contra laboratório
O Tribunal Regional Federal da 3ª Região manteve sentença que obriga o laboratório farmacêutico Eli Lilly do Brasil a ressarcir nove famílias cujos filhos morreram durante tratamento contra câncer na década de 80 em Campinas (SP). As crianças foram tratadas com lotes ineficazes do medicamenta Oncovin. Os valores da indenização não foram definidos. O laboratório não se pronunciou e ainda pode recorrer. (Págs. 1 e Vida A14)

Incêndio em Honduras matou preso brasileiro (Págs. 1 e Internacional A13)

Ministra quer ampliar licença-maternidade (Págs. 1 e Vida A15)

Feriado terá o triplo de bafômetros na estrada
A Polícia Rodoviária fará, a partir de hoje e durante o carnaval, operações nas estradas estaduais de São Paulo com 349 bafômetros, o triplo dos equipamentos usados no feriado do ano passado. (Págs. 1 e Cidades C8)


Esportes: Sem meia-entrada
Relator da Lei da Copa exclui benefício para estudantes. (Págs. 1 e E4)


Dora Kramer
Prevenção de danos

O Palácio do Planalto teme muito mais a posição dos evangélicos do que a oposição dos partidos nas eleições. (Págs. 1 e Nacional A6)

Timothy Garton Ash
Alemanha e Europa

A Alemanha manda na zona do euro, mas não queria esse posto. Estamos diante de um exemplo perfeito da lei das consequências imprevistas. (Págs. 1 e Visão Global A12)


Notas & Informações
Promessa vazia, corte de vento

O corte de R$ 55 bilhões dos gastos orçamentários vem com o selo da baixa credibilidade. (Págs. 1 e A3)

Formato: PDF
Tamanho: 27.20 Mb

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Info Exame – Fevereiro de 2012 – Edição 313

Graça Foster assume presidência da Petrobras e promete continuidade

Nova presidente da estatal afirmou se sentir preparada para o cargo.
Graça Foster entrou na empresa como estagiária, em 1978.
Aplaudidos pela presidente Dilma e por autoridades, José Sérgio Gabrielli passa a presidência da Petrobras a Graça Foster (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)

Tomou posse na tarde desta segunda-feira (13) a nova presidente da Petrobras, Maria das Graças Silva Foster. A engenheira substitui no cargo José Sergio Gabrielli, que recebeu convite do governador da Bahia, Jacques Wagner, para participar do governo do estado.

Em seu discurso de posse, Graça Foster, como é conhecida, lembrou de sua história na estatal, onde começou como estagiária no centro de pesquisa em 1978.

“Há mais de 30 anos andamos juntos, crachá e eu. Aqui, todos os dias, registro mais um capítulo de minha história. Uma história que já conta com mais de 10 mil capítulos”.

A nova presidente da estatal afirmou que sua gestão à frente da empresa será de "continuidade", e que se sente preparada para assumir o desafio do cargo. "(A presidência da Petrobras é) um grande desafio. Um desafio maior que o somatório de todos os desafios que enfrentei até chegar ao dia de hoje. Sinto-me preparada", afirmou.

‘Primeira mulher do mundo’
Durante o discurso de posse, o momento em que Graça Foster foi mais aplaudida foi quando destacou que é “a primeira mulher do mundo a comandar uma empresa de petróleo deste porte”.

Em seguida, Graça destacou que vai seguir a risca o plano de negócios da estatal e as metas previstas. “Sempre com foco na disciplina de capital, no cumprimento das metas e prazos, sem descuidar dos aspectos de segurança e ambiental”, enfatizou a nova presidente da Petrobras.

Graça Foster também reforçou a importância de haver conteúdo nacional nos negócios da companhia. “Recentemente, o Conselho de Administração aprovou a política de diretrizes corporativas de conteúdo local da Petrobras, que estabelece a uniformização dos critérios de medição e cobrança de conteúdo local nas contratações para toda a companhia, afinal, temos um investimento de US$ 224,7 bilhões e uma estimativa de produção de 6 milhões de barris por dia até 2020”, afirmou.

A nova presidente da Petrobras ressaltou o fato de contar com uma diretoria essencialmente técnica no comando da estatal. “Sinto-me confiante porque tenho comigo uma equipe de diretores técnicos, formados pela companhia, aguerridos e conscientes de seu papel e de suas responsabilidades perante os acionistas e à sociedade brasileira”, disse.

Novos diretores
A presidente anunciou os dois novos diretores da Petrobras. Para comandar a Diretoria de Gás Energia, cargo que Graça Foster ocupava até hoje, entra José Alcides Santana Santoro Martins. “Com 32 anos de Petrobras, que, até agora, vinha exercendo a função de gerente-executivo de operações e participações em geração de energia elétrica”, ressaltou ela.

“Para substituir o querido diretor Guilherme Estrella, na área de Exploração e Produção, assume José Miranda Formilho Filho, com 28 anos de companhia, que até então atuava como gerente-executivo do Pré-Sal”, complementou a nova presidente. A frente das outras quatro diretorias, permanecem os antigos diretores: Almir Barbassa, diretor-financeiro e de relações com investidores, Paulo Roberto Costa, na Diretoria de Abastecimento, Renato Duque, na Diretoria de Engenharia e Serviços, e Jorge Zelada, na Diretoria da Área Internacional.

Choro ao agradecer Lula
Graça Foster destacou que, entre as prioridades está o avanço na produção no pré-sal, na construção das refinarias e no aumento da participação de produção de etanol. “Também vamos fortalecer relações com parceiros na América Latina e na África, sem descuidar do relacionamento com os parceiros em outros 27 países”, afirmou.

Ao encerrar o discurso, agradecendo a Deus e à família, Graça Foster, visivelmente emocionada, não conteve as lágrimas e chorou ao agradecer ao ex-presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva: “Agradeço ao presidente Lula pelo estímulo e apoio em tantos momentos da minha jornada profissional.”

Quadcoptero FPV - Golden

Jornal O Dia em PDF, Segunda, 13 de Fevereiro de 2012

Atropelamento e explosão em ensaio da Portela têm 48 feridos, diz governo
Uma mulher morreu e um paciente está grave, diz Secretaria de Saúde.
Vítimas foram atingidas por carro em fuga e explosão de granada, no Rio.

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro informou, na noite deste domingo (12), que 48 feridos no atropelamento e explosão de uma granada durante ensaio da escola de samba Portela, em Madureira, no subúrbio, mais cedo, deram entrada em hospitais do estado. Segundo a secretaria, uma mulher morreu e um paciente está em estado grave. Em nota, a Secretaria de Saúde informou que, do total de vítimas, 22 foram levadas para o Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes, no subúrbio, com ferimentos por estilhaços. No Albert Schweitzer, em Realengo, na Zona Oeste, foram atendidos dez pacientes atingidos por estilhaços, com escoriações e fraturas. Já o Hospital Getúlio Vargas, na Penha, na Zona Norte, recebeu seis vítimas do acidente, também com escoriações e fraturas.

Dona de uma barraca no local, Solange Castro Pinto estava local no momento do atropelamento: “Eles passaram aqui correndo e atropelaram um monte de gente como se fosse boliche, e foram embora. Era um carro branco. Uma senhora morreu dentro de uma ambulância em frente à minha barraca. Na hora eu só pensei em correr e estou tremendo até agora”, disse ela.

O caso aconteceu por volta das 18h30, na Estrada do Portela. De acordo com Alex Fab, diretor de harmonia da Portela, o público aguardava o início do ensaio técnico da escola, quando foi surpreendido pelo carro desgovernado. Ele contou que, mais tarde, uma granada foi lançada na área da concentração. O clima é de tensão entre os componentes. “Estamos todos muito assustados com o que aconteceu. O ensaio ainda não tinha começado, as pessoas estavam aguardando e do nada apareceu esse carro, que estava em alta velocidade e foi atropelando todo mundo. A gente ainda não sabe quem lançou essa bomba”, disse Alex.

Cerca de 14 viaturas dos bombeiros dos quartéis de Jacarepaguá, Ricardo de Albuquerque, Irajá, Guadalupe e Campinho foram acionadas para o local.

Carro roubado
A Estrada do Portela já estava bloqueada para carros, pela Guarda Municipal. De acordo com o comandante do 9º BPM (Rocha Miranda), tenente-coronel Gláucio Moreira da Silva, os policiais receberam um alerta via rádio de um carro roubado na região. Ao tentar abordar o veículo, o suspeito fugiu em direção ao Viaduto de Rocha Miranda, no sentido Madureira.

O criminoso furou o bloquei montado pela Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio (CET-Rio), por causa do ensaio da escola de samba e de desfiles de blocos de rua, e atropeloou as vítimas. Ainda segundo o tenente-coronel Gláucio Moreira da Silva, outras pessoas também teriam ficado feridas com a explosão da granada. O comandante ainda está no local.

PM montou cerco na região
A Polícia Militar informou que 15 policiais do Grupamento de Ações Táticas (GAT) do 9º BPM faziam a segurança do ensaio da Portela. Segundo a PM, o oficial que comandava a operação determinou que os policiais priorizassem o atendimento e socorro às vítimas, orientando através do rádio do batalhão que fosse montado um cerco para localizar e apreender o veículo.

O tenente-coronel Gláucio Moreira da Silva, que esteve no local, afirmou que não houve a utilização de qualquer tipo de armamento não-letal pelos policiais militares. O batalhão continua a fazer um cerco em algumas comunidades da área a fim de identificar e prender o autor do atropelamento.

A Polícia Militar solicita que qualquer informação sobre o destino do veículo, identificado por testemunhas como uma Mercedes branca, entre em contato com o batalhão, através do telefone (21) 2333-5621 , ou pelo Disque-Denúncia, (21) 2253-1177 .

O caso foi registrado na 29ª DP (Madureira).

Nota da Portela
Em nota, a assessoria da Portela lamentou o fato. "A Portela, através do seu Presidente Nilo Mendes Figueiredo, se solidariza com todas as famílias das vítimas do atropelamento e da explosão do artefato, no bairro de Madureira, na noite do último domingo. A agremiação lamenta o fato ocorrido e reitera a confiança nas autoridades competentes do "Estado de Direito" para que o episódio seja esclarecido. A Presidência da Escola de Samba Portela vai acompanhar de perto as investigações sobre o caso.

A Portela reforça que, no momento do atropelamento, as vítimas já estavam no local de ensaio, mas os integrantes ainda se concentravam dentro da quadra, Na Rua Clara Nunes, 81, em Madureira. Os ensaios, que são feitos ali mesmo na Estrada do Portela, ainda não tinham começado quando houve o atropelamento", diz a nota enviada pela escola de samba.

Formato: PDF
Tamanho: 17.35 Mb

9 anos de idade: Jonny Mizzone - How Mountain Girls Can Love - Sleepy Man Banjo Boys

Jornal O Globo em PDF, Segunda, 13 de Fevereiro de 2012

Grécia aprova cortes em meio a caos nas ruas
Pacote prevê redução de € 3,3 bilhões em gastos; 34 prédios são incendiados

O Parlamento grego aprovou ontem o pacote de medidas de austeridade fiscal em clima de confronto: milhares de manifestantes tomaram as ruas de Atenas, 34 prédios foram incendiados e 50 pessoas ficaram feridas. A aprovação garante a liberação de uma ajuda ao país de € 130 bilhões da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional. No placar da votação, 199 deputados votaram a favor e 74 contra o pacote, que prevê uma redução de gastos de € 3,3 bilhões apenas este ano. Entre as medidas altamente impopulares estão o corte de 22% do salário mínimo do país e a redução das pensões. Além disso, 150 mil funcionários públicos perderão seus empregos até 2015. Mesmo com a aprovação do pacote, especialistas alertam que a Grécia não escapará de uma crise econômica e social por um longo período, mas afasta-se o risco de uma recessão profunda na zona do euro. (Págs. 1 e 22)

Dois milhões elegem rival de Chávez
Numa votação que superou as expectativas da oposição venezuelana, mais de dois milhões de pessoas foram às urnas ontem escolher o candidato único que vai enfrentar o presidente Hugo Chávez nas eleições de 7 de outubro. O governador Henrique Capriles Radonsky aparecia como franco favorito. Chávez permaneceu calado durante o dia e até cancelou seu "Alô Presidente" na TV. (Págs. 1 e 25)

Piso da polícia pode custar R$ 46 bilhões
A maior parte dos estados não foi consultada sobre o custo da proposta de criação de um piso nacional para policiais - cujo impacto total seria de R$ 46 bi, segundo cálculos do Executivo. Para os governos, o piso não observa a capacidade financeira dos estados. Na Bahia, a greve da PM terminou. Em 12 dias, foram 180 homicídios. (Págs. 1 e 3)

Formato: PDF
Tamanho: 15.36 Mb

Estrutura nervosa

Jornal O Estado de SP em PDF, Segunda, 13 de Fevereiro de 2012

Violência e confronto marcam votação de ajuda à Grécia
Plano de austeridade proposto pelo FMI e União Europeia prevê corte de 22% no salário mínimo

Milhares de manifestantes sitiaram o centro de Atenas, ontem, enfrentando a polícia nas horas que antecederam a sessão do Parlamento da Grécia que analisaria um novo plano de austeridade para enfrentar a crise. A indignação se concentrava no corte de 22% do salário mínimo do país, uma exigência da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional para liberar o novo pacote de socorro, avaliado em € 130 bilhões. Os manifestantes se reuniram na Praça Syntagma, a principal da capital, e entraram em confronto com a tropa de choque, trocando pedras e coquetéis molotov, de um lado, e golpes de cassetetes e bombas de gás lacrimogêneo, de outro. Prédios foram incendiados. (Págs. 1 e Economia B1)

Buraco sem fundo

Para o ministro alemão de finanças, a Grécia "deve deixar de ser um buraco sem fundo" para a UE. (Págs. 1 e B1)

Falha no sistema do bilhete único permite fraude
O bilhete único de São Paulo tem uma falha de segurança que permite fraudá-lo em apenas 5 segundos, informam os repórteres Rodrigo Bracatelli e Bruno Ribeiro. A brecha foi descoberta por uma empresa particular, que encaminhou os dados para a SPTrans. A administradora dos ônibus está investigando a caso. Também anunciou que está prevista a troca de 25 milhões de bilhetes neste ano. O programa de bilhetagem eletrônico é apontado como o segundo maior sistema do mundo, com receita mensal de R$ 310 milhões. (Págs. 1 e Cidades C1 e C3)

Convênios do PAC contratam secretárias
Convênios firmados para melhorar a gestão e dar ritmo às obras do PAC estão servindo para inchar a máquina do governo com pessoal administrativo terceirizado. Em vez de cumprir tarefas técnicas, as parcerias são usadas para abrigar secretárias e assessores de parlamentares junto à Secretaria de Portos da Presidência e o Dnit. (Págs. 1 e Nacional A4)

Apadrinhamento

Tarcísio Gomes de Freitas
Diretor executivo do DNIT

"Tem toda essa espécie de coisa aqui: parentes, namorados de servidores"

Salvador tem fevereiro mais violento
Mesmo com o fim da greve da Polícia Militar, 13 pessoas foram assassinadas ontem na região metropolitana de Salvador. O montante de casos já faz de fevereiro de 2012 o mais violento da história. (Págs. 1 e Cidades C5)

Venezuela vota para definir o anti-Chávez
As filas de eleitores nas prévias de ontem superaram as expectativas, relata Lourival Sant'Anna, enviado especial a Venezuela. Henrique Capriles, governador de Miranda, deve enfrentar Chávez. (Págs. 1 e Internacional A10)

Liga Árabe quer força de paz conjunta na Síria (Págs. 1 e Internacional A11)

"Puxadinho" cede espaço para casa nova, diz estudo (Págs. 1 e Economia B10)

Leilão de precatórios é discutido hoje no TJ-SP (Págs. 1 e Nacional A9)

Denis Lerrer Rosenfield
Os indefesos

Policiais grevistas armados, desafiando a lei e a autoridade são a negação do Estado. O porte de armas por policias grevistas é uma afronta. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

José Roberto Toledo
Contorcionismo político

Selada a parceria entre o PSD de Kassab e o PT de Lula, ganha o atual prefeito de São Paulo, pois será defendido por quem o iria atacar: Haddad. (Págs. 1 e Nacional A6)

Notas & Informações
Novas pretensões de Kirchner

Controlar a formação do preço dos carros é a mais recente ambição de Cristina Kirchner. (Págs. 1 e A3)

Formato: PDF
Tamanho: 24.00 Mb

Men´s Health – Ed. 70 – Fevereiro 2012

In Memoriam: Whitney Houston 1963-2012

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Jornal O Dia em PDF, Domingo, 12 de Fevereiro de 2012

Marjorie diz que perdoria uma traição, que está só e em paz:
Rio - Marjorie Estiano vive uma espécie de Manu da vida real. Mas calma, ela não está pegando o namorado de ninguém, como sua personagem fez em ‘A Vida da Gente’, quando ficou com o amor da irmã. A semelhança é que as duas terminaram um relacionamento longo e, hoje, elas estão bem resolvidas. “Acho que tenho tranquilidade em estar sozinha. Não estou à procura de alguém e nunca estive também”, revela a atriz, que, depois de seis anos juntos, se separou, ano passado, do músico André Aquino. Na vida real, a atriz é extremamente reservada e deu seu primeiro beijo apenas aos 21 anos — ela não vê problema nenhum nisso. Como acabou com seu ‘namorido’ recentemente, agora ela anda até meio cética com a possibilidade de se casar.

“Eu acho que meu relacionamento era um casamento. Já me julgava comprometida o suficiente. Se eu gostaria de ter um outro relacionamento como esse? Não sei. Pode ser que sim. Dependendo da qualidade...”, analisa a atriz, que não acredita que encontraria um amor por acaso. “À primeira vista, você tem atração. Amor se desenvolve com o indivíduo, não com os olhos”, diz.

Aos 28 anos anos e com a carreira de atriz mais em alta que a vida amorosa, ela acha que ainda não é o momento ideal para ter filhos e construir uma família.

“Tenho vontade, mas ainda é cedo para ter um filho. Não só pela falta do cara. Mas pela responsabilidade de criar, educar e ter um filho. Acho que tem muitas coisas que precisam estar juntas na estrutura, para receber essa criança”, explica ela.

Mas não é porque Marjorie está sozinha que ela é facinha e vai para a noitada atrás de homem. Ela não tem nada contra quem curte pegação desenfreada, só não faz seu estilo.

“Cada um tem uma história e seu temperamento. Não julgo. Se quiser viver relações superficiais, sei lá, cada um é de uma maneira. Você pode viver uma vida inteira assim ou viver com pouquíssimos relacionamentos, mas com uma qualidade maior. Eu gosto de transitar. Posso frequentar lugares em que há pegação ou locais de gente mais ‘santinha’”, diz a atriz, em referência ao estigma de pura e tímida, do qual ela discorda.

“Nunca achei que tivesse esse rótulo. Sou muito reservada. Também não existe timidez. Isso faz parte do estereótipo que as pessoas insistem e precisam criar”, critica.

Marjorie não teria a menor ideia do que faria se estivesse na pele da Manu. Mas ela acredita que, na vida real, essas brigas de irmãs por um mesmo amor sejam possíveis, sim. “Acho que todo mundo pode se apaixonar por alguém. Se houver abertura, isso acontece”, opina a atriz, que se incomoda com as traições das personagens.

“Com a Manu, houve a traição de não jogar limpo e aberto”. E ela já sofreu com esse mal na pele, tanto com namorados como com amigas e sabe como lidar com essas situações. “A traição pode ser perdoada. Dependendo do contexto, as coisas se modificam”, diz. Quanto ao triângulo amoroso em cena, ela não acredita em justiça entre os personagens. “Cada um tem seus motivos”, conclui.

Marjorie três em um

Com tanta confusão no triângulo amoroso em ‘A Vida da Gente’, Eriberto Leão substituiu Thiago Fragoso e entrou em cena como Gabriel para que o público assista a essa relação de forma mais independente. “Está desprendendo os casais. Essa distância pode fazer com que eles realizem melhor o que sentem”, explica Marjorie.

Ela já pensa na reestreia da peça ‘Inverno da Luz Vermelha’, no segundo semestre, na qual interpreta uma prostituta e aparece apenas de calcinha e sutiã. “Não quero me especializar em um tipo de papel. Tinha vontade de abordar uma personagem com desestrutura e muita sexualidade”, diz ela, que também encarna o tipo fatal em ensaios sensuais.

Sua outra faceta é a música. Embora com a Vagabanda, em ‘Malhação’ (2003), fosse tudo falso, ela já era cantora e tem planos de lançar novo CD o quanto antes. “ Se tudo der certo, o lançamento será no final de 2013”, entrega, cheia de projetos.

Formato: PDF
Tamanho: 57.98 Mb

Jornal O Globo em PDF, Domingo, 12 de Fevereiro de 2012

A nova economia nas favelas
Histórias e números revelam que negócios prosperam após pacificação das comunidades

A ocupação de comunidades do Rio foi apenas o abre-alas. Atrás vieram outras forças promovendo a economia. Nas comunidades ocupadas ou pacificadas, negócios florescem ajudados por oferta de crédito, cursos, parcerias. Há histórias fascinantes. Leonardo, cabeleireiro no Alemão, fez o melhor plano de negócios num curso em que entraram 600. Levi e Rodrigo equiparam e formalizaram um estúdio de fotografia na Rocinha. Elói fez uma laje amarela para atrair turistas. Bancos públicos concederam desde setembro em três comunidades R$ 1,8 milhão de microcrédito. A inadimplência é quase zero. A Investe Rio oferecerá R$ 6 milhões à Rocinha. Pesquisa no entorno de 17 comunidades com UPPs mostra que um em cada quatro lojas vendeu mais. Em alguns bairros as vendas subiram até 46%. Personagens e números contam que o enredo começa a mudar. (Págs. 1, 41 e 42)

Desigualdade menor

Estudo mostra que as UPPs valorizaram os imóveis do Rio em 15% em média. Com isso, a distribuição da riqueza ficou menos desigual entre os cariocas: caiu 45% a distância entre o imóvel mais caro e o mais barato no município. (Págs. 1 e 43)

A semana que abalou dogmas do PT
O PT comemorou seus 32 anos tendo que encarar a queda de alguns dogmas que o marcaram como um partido de massa: a privatização, a repressão a grevistas e alianças com partidos de centro-direita. (Págs. 1 e 14)

Caetano Veloso

Tarde demais para lamentar a desatenção do governador Jacques Wagner aos problemas que levaram à greve. (Pág. 1 e Segundo Caderno)

Infraestrutura do Rio requer R$ 15,8 bi
Para superar gargalos de infraestrutura expostos em casos como o desabamento e as falhas nos transportes de massa, o Rio vai precisar de R$ 15,8 bilhões em investimentos públicos e privados até 2020. (Págs. 1 e 19)

Sergio Besserman
Quem é o economista que organiza a Rio+20, conferência da ONU que juntará 50 mil ambientalistas na cidade. (Págs. 1 e 22)

Meninos são aliciados no NE para virar travestis (Págs. 1, 3 e 4)

Carnaval 2012
Fortinhos em vez de fortões: A uma semana do carnaval, a greve tirou os salva-vidas sarados das praias, ocupadas por oficiais com barriguinhas visíveis. No Leblon, o bloco "Imaginou? Agora amassa!" fez a festa dos foliões. (Págs. 1, 24 e 31)

Formato: PDF
Tamanho: 40.85 Mb

Jornal O Estado de SP em PDF, Domingo, 12 de Fevereiro de 2012

CNJ agora quer apressar pagamento de precatórios
Dados do conselho indicam que dívidas judiciais de Estados e municípios somam R$ 84 bilhões

Após o julgamento que devolveu os poderes de investigação do Conselho Nacional de Justiça, a corregedoria do órgão deverá agir contra a demora no pagamento de precatórios, informa a repórter Mariângela Gallucci. As dívidas de Estados e municípios reconhecidas pelo Judiciário chegam a R$ 84 bilhões. Parte delas tem origem em ações judiciais iniciadas há mais de 100 anos. Isso resulta da desorganização dos setores de pagamento de precatórios, o que estimula desvios. O CNJ ofereceu ajuda para reestruturar os setores. “A transparência é o primeiro passo para barrar a corrupção”, disse a corregedora Eliana Calmon. Um dos maiores desafios está no TJ paulista, onde os precatórios somam cerca de R$ 20 bilhões. (Págs. 1 e Nacional A4 e A6)

'Tricoteiras dos Precatórios'

Conhecidas após um acidente da TAM em 2006, grupo de mulheres ainda tenta receber créditos que têm com o governo gaúcho. (Págs. 1 e Nacional A4)

Meninos do Contestado
Reportagens dão voz aos sobreviventes da Guerra do Contestado (1912-16), a maior rebelião do País no século 20. (Págs. 1 e Caderno Especial)

Paralisação de bombeiros e policiais perde força no Rio
A greve decretada por bombeiros, policiais civis e militares perdeu força no Rio. Na segunda madrugada da paralisação, não houve registro de ocorrências graves nem diminuição do patrulhamento no centro e na zona sul. Dezesseis policiais e um bombeiro, apontados como líderes, continuam presos e os salva-vidas já iniciam negociação para não serem punidos. Na Bahia, o número de homicídios ainda é mais que o dobro do normal, apesar do enfraquecimento da greve. (Págs. 1 e Cidades C1, C3 e C4)

O apagão da segurança
As greves de policiais não são motim, mas fenômeno social, diz José Vicente Tavares dos Santos. Para Guaracy Mingardi, o Exército não tem preparo para substituir a polícia. (Págs. 1 e Aliás)

Governador de SP insiste em Kassab
O governador Geraldo Alckmin diz que a ida de Gilberto Kassab ao ato do PT não fecha diálogo entre PSDB e PSD. Para Fernando Haddad, o partido que quer vencer tem de fazer aliança. (Págs. 1 e Nacional A8)

Grécia vota pacote de austeridade hoje (Págs. 1 e Economia B17)

Um voo de luxo
Voar entre Rio e São Paulo já custa mais do que trechos bem mais longos no exterior. Especialistas dizem que a falta de concorrência gera a distorção. (Págs. 1 e Economia B9)

Pedro S. Malan
Vivendo e aprendendo

Após anos de hesitação do antecessor, o governo Dilma chegou à mesma conclusão a que havíamos chegado há mais de 15 anos. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)


Notas & Informações
Perigo nas contas externas

O governo tem de fortalecer a indústria para competir em todos os mercados. (Págs. 1 e A3)

Principal:
Formato: PDF
Tamanho: 54.63 Mb