sábado, 25 de fevereiro de 2012

Imagens engraçadas/curiosas - 25/02/2012

Clique na imagem abaixo para ver todas as fotos
Via Knuttz/Ueba

Cycle World - Abril 2012

Jornal O Dia em PDF, Sabado, 25 de Fevereiro de 2012

Consignado de aposentado terá novas regras em março
Previdência e Banco Central vão avaliar redução da margem de empréstimos e taxa de juros - Rio - Um pacote com mudanças nas regras do empréstimo consignado para aposentados e pensionistas do INSS deve entrar em vigor no mês que vem. Redução do limite de comprometimento do benefício — hoje em 30% —, aplicação de juros mais baixos pelos bancos conveniados e proibição da atuação dos chamados ‘pastinhas’ (intermediários das instituições financeiras), são algumas das propostas a serem discutidas, conforme a Coluna do Aposentado de O DIA antecipou com exclusividade.

As alterações vão deixar o crédito com desconto em folha menos vulnerável a fraudes. O projeto será apresentado na reunião do Conselho Nacional de Previdência, em 14 de março. Desta vez, além das entidades representativas de aposentados e de técnicos da Previdência Social, o Banco Central se comprometeu a participar dos debates. Se passarem, as propostas podem ganhar formato de regulamento já em 15 de março.
Assessor econômico da Confederação Brasileira dos Aposentados e Pensionistas (Cobap), Maurício Oliveira esclarece que as sugestões estão sendo afinadas com as centrais sindicais.

PACOTE DE MUDANÇAS

MARGEM
Hoje, o empréstimo consignado não pode comprometer mais de 30% do benefício dos segurados do INSS. As centrais sindicais e entidades representativas dos aposentados querem que o limite seja inferior a essa cota atual.

JUROS
As taxas máximas aplicadas são de 2,34% ao mês, para o empréstimo, e de 3,36% ao mês, para o cartão. A intenção das centrais é reduzir mais os juros.

SAQUE EXPRESSO
Os aposentados e pensionistas do INSS passariam a ter direito e obter parte do crédito em espécie, com saque direto nos caixas eletrônicos dos bancos.

‘PASTINHAS’
A atuação dos intermediadores bancários, popularmente conhecidos como ‘pastinhas’, pode estar com os dias contados. As centrais querem acabar com esse tipo de agente, que aborda os aposentados na rua, facilitando as fraudes.

DENÚNCIA
As centrais sindicais também vão denunciar uma nova prática que vem se tornando recorrente nas associações: o aliciamento para garantir crédito acima da cota dos 30%.

FACILIDADES
Financeiras estariam ofertando facilidades as aposentados que decidirem se desassociar das entidades. A desfiliação deixa o segurado mais vulnerável a golpes, porque rompe com a fiscalização direta dos serviços.

Vitória que pode ser revista

Os Juizados Especiais Federais de São Paulo vêm determinando que o INSS pague atrasados a partir de 2004 aos segurados com direito à revisão dos benefícios por incapacidade concedidos entre 2002 e 2009. A decisão, no entanto, ignora o prazo decadencial, período máximo de 10 anos exigidos para acionar a Justiça pela revisão de benefícios.

Apesar da vitória inicial, especialistas alertam que a expectativa é duvidosa, já que nas instâncias superiores as ações estão congeladas até decisão final do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a constitucionalidade da decadência.

STF perto de decidir prazo decadencial

O Supremo deve julgar ainda este ano se o prazo decadencial, criado por lei em 1997, é constitucional ou não. Há várias ações previdenciárias emperradas na Justiça por conta da decadência, como a de revisão do teto, a de conversão do tempo de contribuição comum para especial e a desaposentação.

Formato: PDF
Tamanho: 26.61 Mb

Dubstep Violin- Lindsey Stirling- Crystallize

Jornal O Estado de SP em PDF, Sabado, 25 de Fevereiro de 2012

Serra discute candidatura com Alckmin e pode ir às prévias
José Serra reuniu-se com o governador Geraldo Alckmin para discutir sua entrada como candidato à Prefeitura de São Paulo. Os dois analisam uma eventual participação do ex-governador na prévia do PSDB, marcada para 4 de março. A informação foi antecipada ontem no portal estadão.com.br. A operação foi apontada como a forma menos desgastante de colocar Serra na disputa eleitoral. Os pré-candidatos José Aníbal (secretário de Energia) e Ricardo Tripoli (deputado federal) dizem que não vão desistir. A saída passaria a ser a participação de Serra com apoio dos outros dois pré-candidatos: os secretários Andrea Matarazzo (Cultura) e Bruno Covas (Meio Ambiente). No encontro com Alckmin, no entanto, Serra ressaltou que ainda não tomou uma decisão sobre candidatura. (Pág. 1 e A4 / Nacional)

Haddad anda de ônibus

Em campanha, Fernando Haddad (PT) circulou ontem por bairros da periferia de São Paulo, mas poucos eleitores o reconheceram. (Pág. 1 e A8)

Embarcação brasileira com diesel afunda na Antártida
Uma chata rebocada pela Marinha afundou em dezembro no litoral da Antártida com uma carga de 10 mil litros de óleo diesel anticongelante, informa o repórter Sérgio Torres. O naufrágio é mantido em sigilo pelo governo. Um compartimento da embarcação armazena o combustível, que não vazou. Ela está a 40 metros de profundidade e a 900 metros da Estação Antártida Comandante Ferraz, base brasileira no continente. Na próxima semana haverá uma tentativa de resgate. (Págs. 1 e A22 / Vida)

'Amigos da Síria' dão prazo a Assad
Americanos, europeus e árabes preparavam pedido para que o ditador Bashar Assad deixe o poder em até 72 horas e uma missão de paz da ONU entre na Síria. (Págs. 1 e A12 / Internacional)

Arrecadação supera R$ 100 bi em um mês e bate recorde
Apesar do esfriamento da economia, a arrecadação federal bateu novo recorde em janeiro e superou pela primeira vez a marca de R$ 100 bilhões em um mês. Os R$ 102,579 bilhões bateram até mesmo o apurado em dezembro, mês em que normalmente a arrecadação atinge o pico. (Págs. 1 e B3 / Economia)

Morre Eliana Tranchesi, herdeira da Daslu
(Págs. 1 e B15 / Economia)

Connie Hedegaard: Crescimento sustentável
A transição para uma economia global de baixo carbono representa uma enorme oportunidade de estimular o crescimento e gerar empregos. (Págs. 1 e A2 / Espaço Aberto)

Anne-Marie Slaughter: Como impedir o massacre
A intervenção militar estrangeira na Síria é a melhor aposta para evitar urna longa e sangrenta guerra civil, capaz de desestabilizar a região. (Págs. 1 e A18 / Visão Global)

Notas e Informações: BC aceita risco maior
O espaço para redução dos juros sem risco de mais inflação está esgotado, dizem economistas. (Págs. 1 e A3)

Formato: PDF
Tamanho: 47.79 Mb

Acidente na corrida

Jornal O Globo em PDF, Sabado, 25 de Fevereiro de 2012

Brasil vai impor controle de qualidade a produto chinês
Brinquedos e têxteis estão na mira da Receita Federal e do Inmetro

Numa ofensiva para evitar a entrada no país de produtos de baixa qualidade, principalmente chineses, o governo vai exigir que mercadorias importadas sigam os padrões estabelecidos pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). O controle deverá observar também as mesmas normas de segurança aplicadas no varejo brasileiro. Do contrário a mercadoria será impedida de entrar no país. O alvo são produtos têxteis, siderúrgicos, autopeças e artigos infantis, especialmente brinquedos, e a medida é uma espécie de barreira não alfandegária. Pesquisa recente mostrou que o Brasil está entre as 10 economias mais protecionistas do mundo. A verificação será feita em mais de 400 famílias de produtos, ou 240 mil modelos de mercadorias. A ação, inédita, deve começar no segundo trimestre deste ano, e será coordenada pela Receita Federal, em parceria com o Inmetro. (Págs. 1 e 23)

Arrecadação recorde
Pela primeira vez, o Brasil superou a marca de R$ 100 bilhões mensais em arrecadação de impostos e contribuições federais. Em janeiro, as receitas chegaram a R$ 102,579 bilhões. O recorde anterior, de R$ 97,166 bilhões, tinha sido registrado em dezembro do ano passado. (Págs. 1 e 24)

BC atua de novo, mas dólar só cai
Um dia após o ministro da Fazenda, Guido Mantega, ter dito que o governo tem "um grande arsenal" para defender o real, o Banco Central voltou a fazer duas intervenções no mercado de câmbio, mas não conseguiu impedir que o dólar fechasse em baixa de 0,23%. A cotação ficou em R$ 1,707. No ano, o recuo já chega a 8,67%. (Págs. 1 e 25)

Grupo de Amigos não encontra saída para Síria
Reunido na Tunísia, o Grupo de Amigos da Síria, formado por 60 países, frustrou os que esperavam ações enfáticas contra o regime de Bashar al-Assad. Segundo a oposição, a conferência "não atendeu às aspirações do povo sírio". (Págs. 1 e 31)

Obituário
Eliana Piva de Albuquerque Tranchesi, ex-dona da loja de grifes de luxo Daslu, aos 56 anos, de câncer pulmonar. (Págs. 1 e 13)

Formato: PDF
Tamanho: 34.33 Mb

Black Diamond Jet Team Teaser

Melhores imagens da semana - 24/02/2012

Pousou no lugar errado...

Veja | 22 de Fevereiro de 2012 Edição 2257 - Completa

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Jornal O Dia em PDF, Sexta, 24 de Fevereiro de 2012

Loco perde cobrança, Flu vence nos pênaltis e vai para a final da Taça Guanabara
Tricolor vai encarar o Vasco no domingo - Rio - Com direito a duas defesas do goleiro Diego Cavalieri, o Fluminense derrotou nesta quinta-feira o Botafogo por 4 a 3 na disputa por pênaltis, depois de um empate em 1 a 1 no tempo normal, no Engenhão, e garantiu o direito de enfrentar o Vasco na final de domingo da Taça Guanabara. Na hora decisiva, o goleiro do Fluminense Cavalieri defendeu as cobranças de Lucas e Loco Abreu, o último da lista. O resultado colocou o Tricolor na final do primeiro turno do Estadual depois de oito anos.
O jogo começou morno, sem muitos lances de perigo. Elkeson teve chance em cobrança de falta logo aos 13, mas Diego Cavalieri espalmou para escanteio. Do outro lado, Fred bateu fortemente da entrada da área, para boa defesa de Jefferson.

Já no fim do primeiro tempo, Fred mandou uma cabeçada por cima do gol, mas o Botafogo respondeu com Andrezinho, que arriscou da entrada da área, mandando à direita do gol de Diego Cavalieri.

Os dois times voltaram sem mudanças para o segundo tempo, e o Fluminense começou criando boas chances. Logo aos três minutos, Wellington Nem bateu colocado, com perigo. Pouco depois, Fred teve grande chance de abrir o placar, mas cabeceou para fora depois de uma cobrança de escanteio de Thiago Neves.

Jefferson ainda salvou o Botafogo aos 13, com grande defesa em cabeçada de Thiago Neves. Em seguida, os tricolores pediram pênalti de Márcio Azevedo em Wellington Nem, mas o juiz mandou seguir o jogo.

Abel Braga foi o primeiro a mexer, tirando Wellington Nem para a entrada de Araújo, aos 27. Mas o Botafogo abriu o placar dois minutos depois: Herrera recebeu lançamento e tocou na área para Elkeson completar para o gol. O Fluminense arrancou o empate aos 34, com Leandro Euzébio, após cruzamento de Deco.

A decisão, então, foi para a disputa de pênaltis. Jefferson defendeu a cobrança de Jean. Mas Diego Cavalieri pegou as penalidades de Lucas e Loco Abreu, o último a cobrar. Fred, Thiago Neves, Rafael Moura e Anderson converteram para o Fluminense, enquanto Andrezinho, Herrera e Renato marcaram para o Botafogo.

Formato: PDF
Tamanho: 25.55 MB

Jornal O Globo em PDF, Sexta, 24 de Fevereiro de 2012

TCU confirma desvios em decretos de emergência
Governo quer que pedidos de prefeituras sejam confirmados pelos estados

Inspeção do Tribunal de Contas da União na Secretaria Nacional de Defesa Civil comprovou irregularidades na liberação de recursos para prefeituras uqe decretaram estado de emergência após enchentes. Seis prefeituras baianas receberam 11,5 milhões antes mesmo da emissão do parecer técnico avaliando estragos e custos. O pagamento foi em 2009, na gestão do baiano Geddel Vieira Lima (PMDB) no Ministério da Integração Nacional. Na inspeção, realizada em 2010, foram identificadas impropriedades em 48 convênios. Na tentativa de reduzir o descontrole, o governo federal mandará ao Congresso proposta para que decretos de emergência apresentados pelos municípios sejam ratificados pelos estados. (Págs. 1 e 3)

Privilégio à baiana

Após denúncia de um advogado, a Secretaria da Cultura da Bahia cancelou processo de seleção de pessoal que dava pontos extras a militantes políticos e de movimentos sociais. A secretaria alegou erro de redação. (Págs. 1 e 9)

EUA vão regular privacidade on-line
A Casa Branca apresentou uma proposta de adesão voluntária das empresas para garantir maior privacidade a quem usa internet, smartphones e tablets. O objetivo é que os cidadãos saibam e controlem quais dados podem ser expostos. Na Califórnia, gigantes de tecnologia firmaram acordo para dar mais informações a quem baixar aplicativos. (Págs. 1 e 21)

Em 2012, zona do euro deve ter recessão
A Comissão Europeia prevê que este ano os 17 países da zona do euro devem ver sua economia encolher 0,3%. A última previsão era de crescimento de 0,5%. É a segunda retração do PIB nos últimos três anos. (Págs. 1 e 26)

Déficit externo do país é o pior em 65 anos
Gastos de turistas brasileiros no exterior nas férias de janeiro, principalmente nos EUA, ajudaram a provocar um rombo nas contas externas do país. O déficit total foi de US$7,1 bi, o pior desde 1947. (Págs. 1 e 23)

Chávez vai para Cuba sem passar cargo a vice
O presidente da Venezuela embarca hoje para Cuba, mas não passou o cargo a seu vice. Ele disse que governará o país de Havana e alertou partidários a se manterem atentos "às mentiras da oposição". (Págs. 1 e 27)

Equador: o artigo que condenou jornalistas
O Globo publica, junto com oito jornais do Grupo Diários América e 55 da Colômbia, o artigo de Emilio Palacio que levou à sua condenação e de três donos do "El Universo", processados pelo presidente Rafael Correa, do Equador. (Págs. 1 e 29)

Rodovias também terão privatização
Com a promessa de baratear custos, o governo estuda novo modelo de privatização de estradas: a concessão à iniciativa privada para gestão e também manutenção de rodovias ao longo de 10 anos. (Págs. 1 e 5)

Formato: PDF
Tamanho: 26.30 Mb

Jornal O Estado de SP em PDF, Sexta, 23 de Fevereiro de 2012

ONU acusa ditador sírio de ordenar massacres
Lista com autoridades acusadas de crimes contra a humanidade pode servir para futuro julgamento

A comissão da ONU que investiga o conflito na Síria. liderada pelo brasileiro Paulo Sérgio Pinheiro, concluiu que os crimes contra a humanidade no país foram ordenados pela cúpula do regime Bashar Assad. O próprio ditador é citado nominalmente em lista elaborada pela comissão para relacionar as autoridades envolvidas de forma direta no massacre de opositores. A lista poderá servir como base de um eventual processo Tribunal Penal Internacional. Para Pinheiro, tudo indica que a repressão é um "política de Estado". Mas o documento da ONU também acusa o Exército Sírio Livre por crimes e amplas violações de direitos humanos, embora em escala menor que o governo. Os rebeldes teriam executado soldados e simpatizantes do regime. (Págs. 1 e Internacional A13)

'Precisamos de ajuda estrangeira'

Opositor sírio exilado na Jordânia, Najati Tayara disse em entrevista a Jamil Chade que os rebeldes precisam de ajuda externa. "(O ditador Bashar) Assad é ajudado por Irã e Hezbollah. Também temos direito." Para ele, Assad "não entende outra língua" senão a da violência. (Págs. 1 e Internacional A13)

Fotolegenda: Choque de trem vira crise política
Parentes de vítimas em necrotério de Buenos Aires: um dia após o acidente que matou pelo menos 50 pessoas, cresceu a pressão para a presidente Cristina Kirchner suspender a concessão da linha ferroviária à companhia TBA. O governo é acusado de tratar o sistema com descaso. (Págs. 1 e Internacional A14)

BC segura dólar; Mantega diz ter 'arsenal' cambial
O governo decidiu atuar com mais vigor para tentar conter a queda do dólar. Ontem pela manhã, quando a cotação da moeda caiu para R$1,69, uma ampla ação foi deflagrada. O Banco Central fez duas compras: uma no mercado futuro e outra no à vista. Depois, o ministro Guido Mantega (Fazenda) foi a público para avisar que o Brasil "não permitirá a apreciação excessiva do real" e dizer que tem "um grande arsenal" para evitar isso. A ação deu resultado e o dólar fechou a R$1,71. (Págs. 1 e Economia B1)

Internet vende kit para candidatos
Pelo menos três endereços na internet oferecem para as próximas eleições serviços especiais a candidatos a vereador, com promessas de trabalho personalizado e até discursos exclusivos. Por R$19,90, é possível comprar um pacote de projetos de lei e apresentá-los como sendo do candidato. (Págs. 1 e Nacional A4)

Empresa pode consultar SPC antes de contratar (Págs. 1 e Economia B4)

Wolfgang Schaubele
O modelo da América Latina

Uma estratégia de crescimento europeu baseada em dívidas terá como efeito travar a expansão, lição que a América Latina aprendeu. (Págs. 1 e Economia B6)

Notas & Informações
Piora na crise na Europa

A Europa continuará sendo um peso morto para a economia mundial em 2012. (Págs. 1 e A3)

Formato: PDF
Tamanho: 25.81 Mb

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Jornal O Globo em PDF, Quinta, 23 de Fevereiro de 2012

O mago da avenida dá um novo título à Tijuca
Paulo Barros vence com enredo tradicional e prova que criou uma nova era na Sapucaí

Com apenas um décimo perdido (299,9 pontos) para a perfeição que numa escola pode atingir, a Unidos da Tijuca conquistou ontem o seu terceiro campeonato - os outros foram em 2010, também com Paulo Barros, e no longíquo ano de 1936. A vitória, somada aos vice-campeonatos de 2004, 2005 e 2011, consolida a era do carnavalesco inventor das alegorias vivas, que já assinou seis enredos para a escola, nunca ficou fora do desfile das campeãs e teve seu estilo imitado por outros. Desta vez, no entanto, ele venceu com um enredo dos mais tradicionais, sobre o nordestino Luiz Gonzaga, o Rei do Baião. O resultado - Salgueiro em segundo lugar e Vila Isabel em terceiro, com dois décimos de diferença cada uma - demonstra também a força da Grande Tijuca e seus morros pacificados. Para 2013, descem Renascer de Jacarepaguá e Porto da Pedra; e sobe a Inocentes de Belford Roxo. (Págs. 1 e 10 a 20)

Chávez já admite repensar a agenda
A sete meses das eleições, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, admitiu que precisará de mais cuidados e de repensar a agenda, depois que os médicos detectaram um novo tumor. A confirmação do delicado estado de saúde do presidente causou incerteza no país. Ele decidiu ser operado em Cuba, e disse que deverá submeter-se a sessões de radioterapia, caso a lesão seja maligna. (Págs. 1 e 29)

Cidades não têm preparo para projetos
Grande parte dos munícipios brasileiros não tem estrutura para implacar convênios com a União em áreas como saneamento, transporte e saúde. Cerca de 40% dos projetos apresentados por prefeituras são rejeitados por falta de qualidade. (Págs. 1, 3 e 4)

TCU suspeita de contratos da Aeronáutica
O Tribunal de Contas da União (TCU) mandou abrir investigação sobre quatro obras pagas pelo Comando da Aeronáutica à empresa Prescon, num total de R$32 milhões no Rio e Rio Grande do Norte. Há indícios de superfaturamento e outras irregularidades. (Págs. 1 e 9)

Grécia fora do euro divide economistas
Se decidir mesmo abandonar a moeda única, a Grécia poderá enfrentar inflação mais alta e até quebra de bancos, mas a volta à dracma, desvalorizada, também abriria caminho para elevar as vendas de produtos ao exterior e incrementar o turismo. (Págs. 1 e 21)

Acidente de trem mata 49 na Argentina
O choque de um trem de passageiros com a barreira de proteção da estação Once, em Buenos Aires, na hora matinal do rush, deixou ontem menos 49 mortos, 600 feridos e desencadeou uma onda de críticas contra o governo de Cristina Kirchner. Oposição, trabalhadores ferroviários e passageiros acusam as autoridades de ignorar os problemas do setor. (Págs. 1 e 28)

Formato: PDF
Tamanho: 22.55 Mb

Onde você guarda seu racismo?

Jornal O Dia em PDF, Quinta, 23 de Fevereiro de 2012

Talento de Paulo Barros faz Tijuca conquistar o 3º título de sua história
Rio - Luiz Gonzaga nunca poderia imaginar que estaria um dia na Sapucaí sendo coroado rei diante da presença de Elizabeth II, Pelé, Michael Jackson, Roberto Carlos e tantos outros. Isso só poderia mesmo ser criação do carnavalesco Paulo Barros, que com seu talento e criatividade ajudou a Unidos da Tijuca a sagrar-se a grande campeã do Carnaval e conquistar o terceiro título de sua história (1936, 2010 e 2012). O resultado foi anunciado após uma apuração emocionante nesta quarta-feira, na Praça da Apoteose.
Penúltima escola a desfilar na segunda-feira, a Unidos da Tijuca, que foi vice em 2011, fez uma homenagem ao centenário do autor de "Asa Branca". Quem achava que a escola iria fazer um desfile biográfico, no entanto, enganou-se. A criatividade sem limites de Paulo Barros criou uma "viagem arretada" na qual reis de todo o mundo visitavam o sertão nordestino e conheciam a atmosfera que inspirou o Rei do Baião a compor clássicos da MPB.
Quem estava na Sapucaí viu um casamento perfeito do estilo pop do carnavalesco com o melhor jeito de se fazer carnaval. As alegorias novamente abusaram do recurso que consagrou o artista: as coreografias com elementos humanos. As fantasias, extremamente bem acabadas e funcionais, também ajudaram na compreensão do tema.
A bateria de mestre Casagrande garantiu a sustentação do ritmo com competência e diversas paradinhas, sendo bastante aplaudida pelo público. O carro de som, comandado por Bruno Ribas, contou com o auxílio luxuoso de um sanfoneiro. Em sua estreia na Tijuca, Gracyanne Barbosa abusou da sensualidade e chamou a atenção das arquibancadas.

O casal de mestre-sala e porta-bandeira Marquinhos e Giovanna deu um show de profissionalismo, entrosamento e encantou com seu bailado. A dupla inovou e desfilou interagindo com um cenário que lembrava o sertão. Uma verdadeira lição de como usar e aproveitar os chamados "guardiões" de maneira adequada. Bastante aguardada pelo público, a comissão de frente representou a sanfona de Luiz Gonzaga com integrantes se transformando no instrumento, mas não teve o efeito arrebatador verificado nos anos anteriores. Mesmo assim, a agremiação do Borel fez história novamente e agora pode comemorar.

"A união dessa equipe toda motivou a vitória. A gente trabalhou muito e graças a Deus somos campeões", vibrou a coreógrafa da comissão de frente, Priscila Motta. A ordem após apuração ficou assim:

1º - Unidos da Tijuca
2º - Salgueiro
3º - Vila Isabel
4º - Beija-Flor
5º - Grande Rio
6º - Portela
7º - Mangueira
8º - União da Ilha
9º - Mocidade
10º - Imperatriz
11º - São Clemente
12º - Porto da Pedra
13º - Renascer de Jacarepaguá

Mola da Tijuca ferve a Sapucaí

Um ex-ginasta romeno foi a ‘mola humana’ que levou a Sapucaí ao delírio quando a Unidos da Tijuca entrou na Avenida, na madrugada de terça-feira. Formada por 15 bailarinos, a comissão de frente com sanfonas que ganhavam vida e a performance importada do atleta, como fole multicolorido que se agigantava, rebolava e se enroscava, arrancou gritos de ‘É campeã’ já no Setor 1.

A ideia da comissão surgiu a partir da performance do romeno Veniamin, vista pelo carnavalesco Paulo Barros na Internet. A mola do ex-ginasta virou a sanfona que ganha vida, lembrando Luiz Gonzaga e seu instrumento. “Já fiz shows e apresentações em muitos países do mundo. Mas esta foi a primeira vez no Brasil. Estou impressionado com a energia das pessoas. É muito legal ver como o público vibra e participa”, comentou o ex-ginasta, que mora em Orlando (EUA).

Sanfona 'Viva'

O treinamento foi à distância. “Fizemos ensaios Rio-Orlando, mandando e recebendo vídeos”, conta Priscilla Mota, coreógrafa da comissão com o marido, Rogério Negri. O artista ensinava seus movimentos e aprendia a história de Luiz Gonzaga. “Tivemos de abrasileirar o Veniamin”, brinca ela.

As sanfonas eram abertas e dançavam. Ao fim do número, os personagens Maria Bonita e Lampião, abriam porta de onde saía um fole – a mola da sanfona – que rolava pelo chão e fazia acrobacias. “Além de usarmos a canção ‘Vida de Viajante’ como referência, queríamos fazer como se a sanfona ganhasse vida e saísse para pular Carnaval”, explica Priscilla.

Veniamin ensinou como se movimentar dentro da mola. “Dentro da vestimenta, não há como ver e escutar bem. Naquela estrutura, ele mistura contorcionismo e ilusão, que fazem parecer que ele tem mais de 2 metros”, revela Priscilla. Foram três meses de ensaios que, no último mês, foram diários e com oito horas de duração. “Foram muitas noites e madrugadas treinando”, conta Tatiana Mello, 31, a Maria Bonita.

Formato: PDF
Tamanho: 39.99 Mb

Jornal O Estado de SP em PDF, Quinta, 23 de Fevereiro de 2012

CNJ apura benefício indevido a juízes
Conselho quer saber como foram calculados os altos valores pagos a magistrados e pode pedir o desconto em folha; TJ-SP nega irregularidade

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) quer saber que índices de correção foram aplicados por Tribunais de Justiça estaduais para calcular contracheques em valores elevados concedidos a juízes e a desembargadores. Se identificar pagamentos irregulares, o CNJ poderá propor desconto em folha de pagamento da quantia indevidamente creditada. Em São Paulo, cerca de 300 magistrados receberam dessa forma, mas o TJ considera que apenas 29 casos devem ser apurados. Desse grupo, 24 receberam acima de R$100 mil, três ganharam mais de R$600 mil e dois levram cerca de R$1 milhão. Essa situação provocou revolta entre juízes que se consideram "traídos", porque apenas alguns magistrados conseguiram tais pagamentos. A cúpula do TJ defende a legalidade dos desembolso, alegando que "são verbas devidas" a título de férias e licença-prêmio não desfrutadas por causa do excesso de serviço forense. (Págs. 1 e Nacional A4)

Conflito à vista

A Associação dos Magistrados Brasileiros prevê novos embates no Supremo com a ação do CNJ. (Págs. 1 e Nacional A4)

Fotolegenda: Acidente mata 49 na Argentina
No maior acidente ferroviário de Buenos Aires em seis décadas, um trem bateu ontem numa barreira no fim dos trilhos: 49 pessoas morreram e 600 ficaram feridas. (Págs. 1 e Internacional A10)

Governo dará concessão para manutenção de estradas
Depois de privatizar três dos principais aeroportos do País, o governo de Dilma Rousseff quer agora firmar concessões com a iniciativa privada para a manutenção de estradas federais. Até o fim do ano, o Ministério dos Transportes pretende concluir as primeiras licitações para administração de trechos da malha rodoviária, no formato de parcerias público-privadas, por períodos mínimos de dez anos. O governo descarta a cobrança de pedágio. (Págs. 1 e Economia B1)

Salto de investimento
Os grandes projetos na área de infraestrutura entre 2011 e 2014 devem representar investimentos da ordem de R$3,1 trilhões, mostra estudo. O número é 57,5% maior que o realizado entre 2006 e 2009. (Págs. 1 e Economia B3)

Chávez admite que novo tumor pode ser maligno
O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse em entrevista à TV estatal VTV que "há uma grande probalidade" de o novo tumor encontrado em seu abdômen ser maligno. Ele viajaria ontem para Cuba, onde passará por novos exames e cirurgia. Chávez disse ainda que provavelmente terá de se submeter a sessões de radioterapia. "Nas próximas semanas vocês não me verão muito. Dói-me dizer isso, mas é verdade", lamentou. (Págs. 1 e Internacional A11)

Dois jornalistas morrem em ataque na Síria
O fotógrafo francês Rémi Ochlik e a repórter americana Marie Colvin, enviada do jornal britânico Sunday Times, morreram durante bombardeio das forças leais ao governo sírio a um centro de imprensa em Homs. (Págs. 1 e Internacional A14)

Torcedores combinaram vandalismo
A investigação policial dos incidentes na apuração do carnaval em São Paulo, anteontem, indica que a destruição de votos de jurados foi planejada momentos antes por integrantes de quatro escolas - Império de Casa Verde, Camisa Verde e Branco, Gaviões da Fiel e Vai-vai. O prefeito Gilberto Kassab disse que a prefeitura passará a ser responsável pela segurança da apuração e prometeu ser "implacável" com os envolvidos na baderna. (Págs. 1, Cidades C1 e C3)

Programa para o IR será liberado amanhã (Págs. 1 e Economia B4)

Fitch rebaixa nota da Grécia após pacote (Págs. 1 e Economia B7)

José Serra
Mitos e equívocos

No caso da recente privatização dos aeroportos de Cumbica, Viracopos e Brasília, as manobras retóricas do petismo são toscas. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

Notas & Informações
Trapalhadas kirchnerianas

Dilma não deu sinais de estar disposta a pressionar seriamente as autoridades argentinas. (Págs. 1 e A3)

Formato: PDF
Tamanho: 29.43 Mb

Carnaval pelo mundo

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Imagens engraçadas/curiosas - 22/02/2012

Clique na imagem abaixo para ver todas as fotos
Via Knuttz/Ueba

Jornal O Dia em PDF, Quarta, 22 de Fevereiro de 2012



Vila conquista o Rio e fatura o Tamborim de Ouro
Prêmio de O DIA é da Azul e Branca, que também levou o troféu de melhor comissão de frente. Martinho é a personalidade do ano

Rio - Uma festa da raça em ritmo africano deu à Vila Isabel mais um bicampeonato do Carnaval carioca — desta vez na voz do povo. A escola que exaltou o canto livre de Angola foi eleita por leitores do O DIA e internautas do DIA Online como a melhor agremiação na 15ª edição do Tamborim de Ouro. O primeiro título foi em 2009. Martinho da Vila venceu no quesito Eu sou o Samba como personalidade do ano na Sapucaí. “Estou muito feliz. É a voz do povo. Só falta o campeonato”, agradeceu Martinho, que convenceu a carnavalesca Rosa Magalhães a desenvolver o enredo. “Era o medo do desconhecido. Não sabia nada sobre Angola. Mas dei a mão à palmatória e funcionou”, comemorou Rosa. A escola de Noel levou o terceiro Tamborim pela comissão de frente, que levantou a Sapucaí no domingo com a representação da savana. Veterana como rainha da bateria da Mangueira, Renata Santos foi eleita pela primeira vez a Musa do Carnaval. “Desfilei com a vontade de fazer o melhor. Só consegui ganhar o tamborim porque tenho a bateria comigo”, comemorou. A bateria Furiosa de Mestre Marcão, do Salgueiro, com seus ritmistas cangaceiros, levou o Batuque do Povo. “O xote, baião, forró e samba contagiaram. Estou muito feliz”, agradeceu o tricampeão do Tamborim. A Beleza de Mensagem foi para o enredo da Unidos da Tijuca. A escola do carnavalesco Paulo Barros trouxe o tema ‘O dia em que toda a realeza desembarcou na Avenida para coroar o Rei Luiz do Sertão’.

O Tamborim de Casal Nota 10 ficou com o mestre-sala Raphael e a porta-bandeira Marcella Alves, da Mangueira. A Portela levou dois tamborins: Voz da Avenida, para o intérprete Gilsinho, e outro pelo samba “...E o povo na rua cantando. É feito uma reza, um ritual!”, de autoria de Wanderley Monteiro, Luiz Carlos Máximo, Toninho Nascimento e Naldo. “Quanta emoção! O público cantou do início ao fim”, vibrou Junior Escafura, presidente da ala dos compositores.

A Ilha venceu no quesito Roda, Baiana. O Tamborim para a Geração 2012, de melhor Ala Mirim, será entregue à Imperatriz. O melhor Bloco foi o Cordão da Bola Preta, que arrastou 2,5 milhões de foliões pelas ruas do Rio.

Os vencedores de 2012

Na 15ª edição do prêmio mais popular e democrático do Carnaval carioca, o povão elegeu os melhores pelo DIA e pelo DIA Online. Confira a lista completa:

ESCOLA DA ALEGRIA
Vila Isabel

EU SOU O SAMBA
A personalidade do ano foi Martinho da Vila

SHOW DE ABERTURA
Comissão de frente da Vila Isabel

BATUQUE DO POVO
Furiosa, do Salgueiro

BELEZA DE MENSAGEM
Enredo da Unidos da Tijuca

CASAL NOTA 10
Raphael e Marcella Alves, 1º casal de mestre-sala e porta-bandeira da Mangueira

MUSA
Renata Santos, rainha de bateria da Verde e Rosa

RODA, BAIANA
Ala das baianas da Ilha

SAMBA DO ANO
Portela

VOZ DA AVENIDA
Gilsinho, da Portela

GERAÇÃO 2012
Ala mirim da Imperatriz

MELHOR BLOCO
Cordão da Bola Preta

Formato: PDF
Tamanho: 26.89 Mb

Jornal O Globo em PDF, Quarta, 22 de Fevereiro de 2012

Estandarte é da Vila
Escola que levou Angola para Sapucaí é escolhida por jurados a melhor 2012

Os jurados do Estandart de Ouro escolheram a Vila Isabel como a melhor escola do carnaval de 2012. A azul e branco levou ainda outro cinco Estandartes: enredo (sobre Angola), ala das baianas, mestre sala (Julinho), porta-bandeira (Rute) e personalidade (a carnavalesca Rosa Magalhães). Um prêmio especial foi concedido ao arquiteto Oscar Niemeyer, pela criação da Passarela do Samba. Outras escolas - Unidos da Tijuca, Salgueiro, Beija-Flor e Portela - também fizeram bons desfiles e estão no páreo oficial. Curiosamente, todas com enredos relacionados ao Nordeste. A apuração começa as 15h45m de hoje. (Pág. 1)

Ancelmo Gois
Cabral quer bicheiros, comparados a Beatles por um ex-governador, fora da folia. (Págs. 1 e Rio 14)

Chávez vai ser operado de novo no local do câncer. (Págs. 1 e 25)

Grécia aceita supervisão externa
Depois de 13 horas de negociação, os países da zona do euro aprovaram novo socorro de 130 bilhões de euros à Grécia. O plano prevê inspeção externa das contas do país, o que gerou protestos da população. Além disso, credores terão perda maior que a prevista. (Págs. 1 e 19)

Formato: PDF
Tamanho: 25.81 Mb

Jornal O Estado de SP em PDF, Quarta, 22 de Fevereiro de 2012

Ajuda à Grécia é vista com pessimismo
Após anúncio de socorro recorde ao país, bolsas caem e mercado avalia que há dúvidas sobre a capacidade grega de cumprir suas obrigações de austeridade

Durou menos de seis horas o otimismo após a aprovação do segundo pacote de socorro concedido pela União Europeia e pelo FMI à Grécia. Mesmo com um programa de resgate recorde em tempos de paz, que inclui uma linha de crédito de 130 bilhões de euros e um acordo para o corte de 107 bilhões de euros em dívidas privadas, as dúvidas que pesam sobre Atenas retornaram logo na abertura dos mercados financeiros. As principas bolsas do bloco fecharam no vermelho, confirmando que a insegurança persiste em pelo menos dois pontos: se o país cumprirá as metas de austeridade e se crescerá como previsto. Mesmo com todas as obrigações e com a perda de soberania econômica, o premiê grego, Lucas Papademos, classificou de "histórico" o acordo, que permitirá ao país saldar um total de 14,5 bilhões de euros em dívida com vencimento em 20 de março, evitando o calote. "Muito ainda resta a fazer, em um futuro próximo, para realizar todas as ações necessárias." (Págs. 1 e Economia B1 e B3)

Chávez tem outro tumor e vai passar por 2ª cirurgia
O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou que tem um novo tumor abdominal e terá de passar por outra operação. "É uma lesão pequena, de 2 centímetros", declarou Chávez à TV estatal, negando rumores que o câncer tenha espalhado para o fígado. (Págs. 1 e Internacional A11)

Irã agora ameaça fazer ataques preventivos
O Irã advertiu ontem a comunidade internacional que realizará um ataque preventivo contra seus inimigos caso sinta que seus interesses nacionais estão sob ameaça. Anteontem, Teerã anunciou exercícios militares para proteger suas instalações atômicas. (Págs. 1 e Internacional A11)

Para Kassab, Serra atrasa projeto do PSD (Págs. 1 e Nacional A4)

Strauss-Kahn volta a ser detido na França (Págs. 1 e Intercional A12)

Eliana Cardoso
Entre a anarquia e o poder

Os políticos acreditam que não têm mandato para se anteciparem aos problemas e o público não reage à inação de seus representantes. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

Notas & Informações
O sentido de uma sentença

O publicitário Marcos Valério já foi condenado. Netse ano, o STF pode julgar os outros mensaleiros. (Págs. 1 e A3)

Formato: PDF
Tamanho: 23.23 Mb

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Buenos Aires - inception Park

Jornal O Globo em PDF, Terça, 21 de Fevereiro de 2012

Em ritmo de Sambroadway
São Clemente passeia por musicais; Beija-flor, Vila e Portela se destacam na 1ª noite

Palco de um dos maiores espetáculos do planeta, o Sambódromo se tranformou ontem, no início do segundo dia de desfiles do Grupo Especial, na versão carioca da Broadway. A São Clemente levou para a avenida um passeio pela história de musicais como "Cats" e "O fantasma da ópera". Na primeira noite, Beija-Flor, Vila Isabel e Portela se destacaram. A escola de Nilópolis impressionou com alegorias gigantes e dramáticas ao homenagear o Maranhão e Joãosinho Trinta; a de Martinho da Vila incorporou o espírito de "kizomba", campeão de 1988, e fez a Sapucaí inteira cantar; enquanto a tradicional agremiação de Madureira emocionou o público ao incensar a avenida com um tributo a Clara Nunes e à Bahia. Mais cedo, foi o rock que animou o samba pelas ruas da cidade: no Aterro, o Sargento Pimenta sambou ao som dos Beatles, enquanto, na Praça Quinze, o Bloco Cru tocou até Nirvana e AC/DC. Em Ipanema, o AfroReggae arrastou 200 mil pessoas. (Págs. 1 e Caderno Especial)

Resistência grega a supervisão fiscal emperra socorro (Págs. 1 e 14)

Em três dias de carnaval, 122 mortos em rodovias federais (Págs. 1 e 4)

Formato: PDF
Tamanho: 15.29 Mb

Carnaval 2012

Jornal O Dia em PDF, Terça, 21 de Fevereiro de 2012

Dor no pé? Passo por cima!', revela Sophie Charlotte sobre desfile no Salgueiro
Rio - Sophie Charlotte contou, emocionada, na madrugada desta terça-feira, sobre o desfile do Salgueiro, escola na qual saiu como destaque de chão. A intérprete de Amália, de "Fina Estampa", contou que na Marquês de Sapucaí as sensações se misturam e tudo passa muito rápido. "Acaba tendo um cansaço natural, é uma emoção muito forte", explicou. "Fiquei muito tensa mas relaxei no final. Foi o tempo exato no desfile, não corremos. Foi lindo", disse, orgulhosa. A gata, que passou a noite de chamego com o namorado Malvino Salvador, ainda fez um balanço sobre a resposta do público.

"As arquibancadas da concentração e da dispersão são o termômetros. É para aquele cara, lá no ultimo degrau e que chegou às 20h que eu dou meu máximo. O público que está ali quer ser conquistado. Ele quer que você sambe, que você o reverencie", descreve. Apesar do cansaço, Sophie conta que no final da Sapucaí é onde a fantasia pesa mais e os pés doem. "Dor no pé? Passo por cima! Eu tenho o privilégio e dedico a eles o meu desfile, o meu trabalho", finalizou.

Formato: PDF
Tamanho: 25.55 Mb

Existem alimentos que podem lhe fazer comer mais

Pesquisadores apontam que mecanismos fisiológicos e características específicas de alguns alimentos podem levar as pessoas a comerem mais do que deveriam

Você sai de casa com a proposta de não se render a nenhum petisco sugerido pelos amigos. Vai para uma happy hour, após o expediente, quando alguém tem a ideia de pedir apenas uma porção de batatas. Você topa, afinal, não pretende comer mais do que duas ou três. Sua sorte está lançada. As batatas são apenas o início de muitas outras porções que começam a chegar. E o que deveria ser apenas um encontro entre amigos transforma-se em um belo banquete. O grupo se anima e ninguém economiza na quantidade, nem nas calorias. No final da noite, você se lembra, bem vagamente, que não pretendia comer. Mas é tarde demais até para isso. A barriga já está (bem) cheia.

Situações como a descrita acima são comuns para a maioria da população. O cenário muda, as pessoas também, mas é difícil não se render a certos alimentos. Eles parecem fazer jus ao slogan de um produto: é impossível comer um só. Um recente estudo prova que não é só impressão ou gula, mas alguns alimentos realmente estimulam que continuemos a comê-los. Mais do que isso: eles teriam propriedades capazes de fazer com que o organismo sinta necessidade de comer mais - não apenas o produto em questão, mas qualquer outra coisa.

Pesquisadores apontam que mecanismos fisiológicos e características específicas de alguns alimentos podem levar as pessoas a comerem mais do que deveriam, burlando os mecanismos que levam à sensação de saciedade. "Alguns alimentos possuem elementos como gorduras saturadas, carboidratos e alto teor de sódio, que alteram a produção de insulina e leptina, os hormônios responsáveis pelo apetite e pela saciedade", explica a nutricionista do Hospital Amaral Carvalho, Maria Helena Arroyos Hilário.

Esses alimentos promoveriam, então, resistência à saciedade interferindo nas mensagens enviadas ao cérebro para que o organismo entenda que é hora de parar de comer. "Além disso, por não serem ricos em nutrientes indispensáveis para a saciedade e regulação do metabolismo como fibras, vitaminas e minerais, esses alimentos causam a fome precocemente", esclarece a nutricionista.

Os inimigos

Petiscos fritos, guloseimas, pães brancos, fast food, sopas industrializadas, doces, refrigerantes, massas de trigo branco, batata frita, refinados. Se você quiser manter sua saúde e seu peso em dia, deve evitar o consumo desses ‘vilões'.

E não pense que eles burlam a sensação de saciedade apenas enquanto são ingeridos. Uma pesquisa norte-americana divulgada no último mês no "Journal of Clinical Investigation" aponta que o ácido palmítico (substância presente em alimentos ricos em gorduras saturadas) altera a excreção de insulina e leptina, hormônios relacionados ao apetite e à saciedade. E os efeitos dessa mudança podem durar até três dias.

Alguns pesquisadores argumentam que isso, na teoria, pode até ajudar a explicar por que algumas pessoas sentem mais fome às segundas-feiras, já que a maioria abusa desses alimentos nos fins de semana. Maria Helena explica que se alguém ingerir fritas na sexta-feira, por exemplo, a gordura saturada - o que, para piorar, deixa os alimentos ainda mais saborosos - irá proporcionar maior consumo de outros itens e menos poder de saciedade.

Além da resistência dos hormônios, outros mecanismos também ajudam a burlar as mensagens de saciedade emitidas pelo cérebro. Mudanças sensoriais muito rápidas diminuem a sensação de saciedade, dando subsídios para que os especialistas chamam de "teoria do contraste dinâmico". Ela ajuda a explicar porque os alimentos com propriedades sensoriais que mudam rapidamente no contato com a boca são os preferidos.

Fonte: Ana Maria Braga

Jornal O Estado de SP em PDF, Terça, 21 de Fevereiro de 2012

UE deve dar socorro recorde à Grécia
Em troca dos 130 bilhões de euros, o maior pacote desde o Plano Marshall, Atenas terá de abrir mão de uma parte de sua soberania econômica para evitar a falência

A União Europeia e o FMI negociavam na noite de ontem a liberação do mais caro programa de socorro já concedido a um país da Europa desde o Plano Marshall - que ajudou a reconstruir aliados dos EUA após a Segunda Guerra. Um total de 130 bilhões euros deverão ser concedidos em empréstimos à Grécia, no segundo plano de resgate em 21 meses. Em troca, contudo, Atenas terá de abrir mão de um pedaço de sua soberania econômica para evitar a falência. Segundo as negociações em curso, o dinheiro só seria liberado a conta-gotas e seria depositado em uma conta bancária administrada por técnicos da UE e do FMI, em troca do cumprimento dos planos de austeridade já aprovados. Ontem, dirigentes de 12 países do continente pediram ao Conselho Europeu e à Comissão Europeia e reorientação das políticas econômicas do bloco. Para eles, a crise das dívidas também se deve à falta de crescimento. (Págs. 1 e Economia B1 e B3)

Artigo: Paul Krugman
Sofrer sem ganhar

Já passou da hora de deixarmos para trás as crenças ilusórias sobre as virtudes da austeridade numa economia deprimida. (Págs. 1 e Economia B4)

Irã anuncia exercício militar para blindar usina
Diante da ameaça de ataques para desmantelar o seu programa nuclear, as Forças Armadas do Irã anunciaram ontem a realização de exercícios militares para proteger suas principais instalações, como as usinas de enriquecimento de urânio de Natanz e Fordo. A medida foi tomada durante a visita de missão da Agência Internacional de Energia Atômica a Teerã. (Págs. 1 e Internacional A8)

Kassab abre disputa entre petistas
A aproximação do prefeito Gilberto Kassab com o PT deflagrou um embate entre setores petistas e o grupo do ex-presidente Lula. O controle da pré-campanha de Fernando Haddad está em disputa. (Págs. 1 e Nacional A4)

Lupi perde cargo de assessor após dois dias (Págs. 1 e Nacional A6)

Notas & Informações
Bônus para servidores paulistas

O PSDB fez dessa política a marca de suas gestões nos governos municipais, estaduais e federal. (págs. 1 e A3)

Formato: PDF
Tamanho: 18.57 Mb

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

UMA – Edição 129 – Fevereiro 2012

Sport Life – Edição 123 – Fevereiro 2012

Jornal O Dia em PDF, Segunda, 20 de Fevereiro de 2012

Imperatriz acerta na homenagem a Jorge Amado, mas erra em evolução
Luiza Brunet deu susto antes de o desfile começar, porém, musa deu show na passarela do samba. Rio - Campeão em escolas como Mangueira e a própria Imperatriz, o carnavalesco Max Lopes estava devendo um grande trabalho havia tempo. Na madrugada desta segunda-feira, com uma bela homenagem ao centenário de Jorge Amado, Max conseguiu mostrar todo o seu talento e honrar o título de Mago das Cores. Apesar de alguns problemas em alegorias, a escola conseguiu contar o tema com clareza, carros luxuosos e fantasias bastante coloridas. A Bahia e o Brasil do escritor foram retratados de forma competente. A comissão de frente comandada por Alex Neoral apresentou um trabalho que representava o clássico livro "Capitães de Areia". O trabalho físico de bailarinos, que interagiam com um tripé, impressionou o público. Um dos momentos mais aguardado do desfile foi a passagem da bateria de mestre Noca, que assumiu o posto há poucos meses do Carnaval no lugar do mestre Marcone. O sambista, apesar do pouco tempo para ensaiar, venceu o desafio e parecia não se preocupar com as comparações. Noca apresentou paradinhas totalmente coerentes com o enredo e empolgou. À frente da bateria, Luiza Brunet deu um susto antes de o desfile começar. A musa teve três quedas de pressão e precisou ser atendida no posto médico, onde recebeu soro para fazer hidratação. Porém, nada impediu a beldade de mostrar seu talento. Luiza Brunet passou lindamente e mostrou, de novo, por que é uma das rainhas mais respeitadas.

A grande ausência da Imperatriz foi a eterna porta-bandeira Maria Helena, uma das personagens da escola, que, após de mais de 30 anos desfilando, ficou fora.

O intérprete Dominguinhos do Estácio foi outra atração à parte. Com mais de 40 anos de experiência no currículo, o cantor garantiu a empolgação dos componentes e esbanjou competência. Os acertos da Imperatriz foram maiores, no entanto, os graves erros em evolução poderão tirar décimos preciosos da escola. Por diversos momentos, a agremiação ficou completamente parada na avenida, comprometendo a fluidez dos componentes. O segundo carro apresentou problema na câmera usada pelo responsável por guiá-lo. Com a visão do motorista prejudicada, a ideia inicial foi a de entrar o carro de ré, mas desistiram e a alegoria entrou de frente mesmo. Durante isso houve correria na tentativa de evitar atraso da Imperatriz. Outra falha gravíssima foi notada no último carro que representava o Pelourinho e a fundação da Casa de Jorge Amado. A alegoria que trazia familiares do homenageado e o cantor Elymar Santos passou com parte da estrutura tombada e prejudicou seriamente o visual.

Formato: PDF
Tamanho: 25.58 Mb

Jornal O Globo em PDF, Segunda, 20 de Fevereiro de 2012

Romero Britto colore a Sapucaí
Renascer estreia na elite do samba com enredo sobre o artista; Portela enfeitiça com Bahia

Estreante na elite do samba com um enredo em homenagem ao artista plástico pernambucano Romero Britto, a Renascer de Jacarepaguá abriu ontem o desfile do Grupo Especial colorindo o cinzento Sambódromo com os tons vibrantes de suas alegorias. Na esperança de permanecer entre as grandes, a escola desfilou com garra, mas teve problemas com o acabamento dos carros. Quando a Renascer entrou, operários ainda davam os últimos retoques na Passarela do Samba. Depois da novata foi a vez da tradicionalíssima Portela esquentar o público, mostrando os encontros e a magia da Bahia. (Págs. 1 Caderno especial)

Capanema enfim será reformado
Marco da arquitetura moderna brasileira, o Palácio Gustavo Capanema, sede do Ministério da Cultura no Rio, vai entrar em obras em outubro. Será a primeira grande reforma desde a inauguração, nos anos 40. Segundo o Iphan, a obra já tem reservados R$12 milhões só este ano. O desafio será climatizar o prédio - ventilado por brise-soleil - com ar-condicionado central. (Págs. 1 e 9)

Para 55% gravidez não é planejada
Pesquisa da Fiocruz com 22 mil mulheres mostra que o planejamento familiar não é rotina: só 45% das entrevistadas, pacientes das redes pública e privada, queriam realmente engravidar. Para as 55% restantes, a gravidez veio por desinformação, descuido ou falha nos métodos contraceptivos. Cerca de 20% das mulheres percorreram mais de um hospital até conseguir vaga na hora do parto. (Págs. 1 e 3)

Formato: PDF
Tamanho: 13.07 Mb

Jornal O Estado de SP em PDF, Segunda, 20 de Fevereiro de 2012

Infraestrutura precária eleva custo logístico em R$17 bi
Despesa com atrasos e más condições de estradas soma quase 15% do total gasto com transporte e armazenagem

Um estudo da Fiesp mostra que empresas brasileiras têm uma despesa anual extra de R$17 bilhões por causa das péssimas condições das estradas, da burocracia e do sucateamento nos portos, da falta de capacidade das ferrovias e das despesas com armazenagem. Os custos extras por causa da precariedade da infraestrutura representam quase 15% do total gasto com transporte e armazenagem. "Está muito caro produzir no Brasil", diz José Ricardo Roriz, responsável pelo estudo. Da China até o Brasil, um contêiner percorre 17 mil km, aos custo de US$1,2 mil (R$2 mil), dependendo da negociação com os armadores. Para o mesmo contêiner ir do Porto de Santos até São Paulo (77km), o custo também é de R$2 mil. (Págs. 1 e Economia B1)

R$ 122,3 bi é o gasto para movimentar mercadorias no Brasil. (Pág. 1)

Irã se antecipa ao embargo a seu petróleo
O Irã suspendeu ontem as exportações de Petróleo para França e Grã-Bretanha, antecipando-se ao embargo europeu que começa em julho. A decisão foi anunciada depois de Teerã concordar em discutir seu programa nuclear com o Conselho de Segurança da ONU. (Págs. 1 e Internacional A8)

Fotolegenda: Longe do Anhembi, perto da Gaviões
Impedido de participar do desfile, anteontem, Lula gravou depoimento agradecendo a homenagem da Gaviões da Fiel. O vídeo foi exibido no último carro alegórico, que levava a mulher do ex-presidente, Marisa Letícia. (Págs. 1 e Cidades C4)

Direto da Fonte: Sonho meu
Animado depois de tomar vários picolés, Gilberto Kassab disse no camarote da prefeitura que, no ano que vem, pretende se fantasiar de "o melhor prefeito que São Paulo já teve". (Págs. 1 e Cidades C6)

Negócios: Uma máquina de fazer dinheiro
O executivo Eduardo Gouveia, da Multiplus, é maníaco por acumular pontos. Com baixo custo, a rede de fidelização da TAM triplicou seu valor de mercado em dois anos. (Pág. 1)

Manobra contra prévias irrita tucanos históricos. (Págs. 1 e Nacional A4)

Yu Jie
A ameaça chinesa

Com a economia ocidental cada vez mais dependente de Pequim, o poder político chinês é cada vez maior em universidades e centros de pesquisa. (Págs. 1 e Visão Global A10)

Notas & Informações
A gerente do loteamento

Dilma quer controlar os projetos estratégicos. Há um equívoco nessa concepção de gerência. (Págs. 1 e A3)

Formato: PDF
Tamanho: 21.3 MB